‘Livro’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: livro

    Livraria

    The Billion Dollar Secret: 4 hábitos em comum na rotina dos bilionários

    15 de julho de 2019

    No livro "The Billion Dollar Secret: 20 Principles of Billionaire Wealth and Success", o autor, Rafael Badziag, diz que bilionários possuem diversos aspectos em comum

    Claro que os bilionários pelo mundo afora têm muitas diferenças, principalmente a natureza do negócio com que ganham dinheiro, porém o autor do livro “The Billion Dollar Secret: 20 Principles of Billionaire Wealth and Success”, Rafael Badziag, conseguiu, depois de compilar entrevistas com mais de 20 bilionários pelo mundo, traçar algumas semelhanças entre esses magnatas, principalmente no que diz respeito aos hábitos rotineiros.
    No mercado editorial há diversos livros sobre milionários e grandes fortunas no geral, mas o conhecimento presente nessas obras não é o suficiente para fazer você chegar ao nível de um bilionário. Este é o diferencial do livro de Badziag, que leva em conta apenas a rotina de bilionários “self made”: aqueles que conseguiram acumular mais de um bilhão de dólares.

    Apenas 1 em 5 milhões de pessoas pertencem a esse grupo de afortunados. Bilionários são extremamente raros e seu modo de pensar e viver a vida os diferem de um milionário comum. Veja a seguir certos hábitos que bilionários em geral dividem:

    1. Ter uma rotina matinal (isso inclui acordar muito cedo)
    2. O dia de um bilionário geralmente começa antes mesmo do nascer do sol. Badziag diz que a grande maioria deles acorda entre 5 e 6 da manhã.

      “É importante acordar cedo para que tenham tempo para si mesmos, enquanto não são incomodados por ligações de negócios que nunca cessam”

      Mas a rotina matinal vai muito além de apenas levantar mais cedo. Alguns deles usam o tempo extra para ler, se exercitar, levar os filhos para a escola, quase sempre a manhã é repleta de atividades mais caseiras e reservadas.

      “Basicamente todas as pessoas que eu entrevistei possuem uma rotina matinal, a qual eles seguem religiosamente”, diz Badziag em seu livro.

      A rotina matinal é praticada, também, por bilionários que não estão presente no livro do autor. Jeff Weiner, CEO do LinkedIn, já disse, em entrevista à CNN, que acorda todos os dias às 5:30 da manhã para meditar, se exercitar e levar seus filhos para a escola.

    3. Ler muito – e não apenas publicações sobre negócios e notícias
    4. Não há uma coisa “certa” para ler, afirma o autor. “Algum dos bilionários leem, sim, apenas artigos sobre negócios e jornais de economia, mas isso está longe de ser unanimidade. Alguns leem mais romances e poesia, por exemplo”. Mas uma coisa todos têm em comum: o hábito rotineiro da leitura.

      “A leitura constante ajuda a pessoa a entender melhor as coisas, consequentemente, melhora sua relação com os negócios”, completa Badziag.

      Bill Gates, outro bilionário que não está presente no livro, constantemente compartilha sua lista de leitura com todos. O “Summer Books 2019” do fundador da Microsoft inclui um romance sobre uma condenação perpetua em prisão domiciliar em um hotel em Moscou e um artigo de opinião de um economista sobre o futuro do capitalismo.

    5. Tirar um tempo para si mesmo
    6. Bilionários também precisam daquele momento a sós, seja para alinhar os pensamentos ou até mesmo meditar e relaxar.

      “Alguns meditam, outros saem para uma caminhada ou apenas tomam um ar fresco do lado de fora, mas o que conecta todos é a necessidade de ficar sozinho com seus próprios pensamentos e relaxar”, afirma Badziag

      Arianna Huffington, co-fundadora do The Huffington Post, afirma que sempre tira um dia da semana para relaxar. Já Marc Benioff, CEO da Salesforce, é um grande fã da meditação.

    7. Manter-se saudável
    8. Todos os bilionários entrevistados por Badziag mantêm uma rotina regular de exercícios – seja um treino de academia diário ou uma corrida no quarteirão, por exemplo.

      “Você deve estar fisicamente bem para manter sua performance intelectual impecável”, completa o autor.

      Outros bilionários confirmam a teoria. Mark Cuban, dono do time de basquete Dallas Mavericks e presidente da HDNet, afirma que faz treinos de cardio seis vezes por semana. Enquanto o investidor britânico Richard Branson já disse que todos os dias de manhã pratica um exercício, seja tênis, surf ou andar de bicicleta.

    E você, o que pensa a respeito?
    Deixe a sua opinião.

    Até o próximo post.

    Geral

    Como uma millenial pagou $68.600,00 de dívidas em 3 anos

    13 de junho de 2018

    Ela viveu um tempo sem nem lembrar que tinha uma dívida - e sofreu as consequências - Guen Garrido became debt free in March 2018 and celebrated by popping a large balloon filled with confetti
    Here’s how one millennial paid off $68,600 in just over 3 years

    Muitas pessoas já tiveram algum momento de muita dívida, no qual foi preciso tomar as rédeas da vida financeira para se reorganizar e não se afundar em dívidas. A jovem americana Guen Garrido passou por uma situação parecida, e conseguiu se superar. Ao ser entrevistada ao CNBC Make It, a jovem falou como quitou uma dívida de US$ 68.600, cerca de R$ 255 mil, em três anos e três meses.
    Depois de se formar em psicologia na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) em 2007, Guen Garrido tinha US$ 40 mil, cerca de R$ 148 mil, em dívidas estudantis. “Naquela época, era o que dava para fazer para conseguir terminar a faculdade“, explica.

    Ela considerou fazer uma faculdade menos reconhecida pelo preço, mas o fato de ter entrado na UCLA foi um grande passo, considerando que foi a primeira pessoa da minha família a ir para a faculdade. Então ela pensava: “Faça o que for preciso e quando tiver um emprego você paga a dívida”. Porém pagá-la não foi fácil quanto ela tinha imaginado.

    Ela era professora para crianças da pré-escola e ganhava apenas US$ 13 por hora, cerca de R$ 48, o que não era suficiente para pagar as contas. Então, deixou sua dívida em segundo plano. “Por um tempo, eu estava vivendo como se a minha dívida não estivesse lá. Parecia normal estar devendo muito dinheiro”, conta.

    E assim ela seguiu até 2013, quando alguns eventos da vida a fizeram enfrentar sua dívida. Depois de terminar um relacionamento de cinco anos, ela saiu do apartamento que dividia com o namorado e se viu “tendo que descobrir as coisas por conta própria”, diz. Mais tarde naquele mesmo ano, seu pai foi diagnosticado com câncer. “Essa notícia me derrubou. Foi quando percebi que não podia ajudar meu pai com o tratamento porque eu estava afundada em dívidas”, lamenta.

    Com o passar do tempo, aquela dívida da faculdade aumentou. Até o final de 2014, ela devia cerca de R$ 255 mil, graças a um financiamento de carro, alguns empréstimos pessoais e dívidas de cartão de crédito. Mas hoje ela estpa livre de dívidas.

    Como ela conseguiu a façanha?

    Buscou conhecimento

    A primeira coisa que a jovem fez foi começar a estudar sobre finanças pessoais com livros, podcasts, artigos e até vídeos no YouTube. Ela começou lendo um livro chamado “The Total Money Makeover” (Reformulação total do dinheiro), de Dave Ramsey, que a ajudou a elaborar seu plano para sair do vermelho. Mas seu recurso favorito era o YouTube. “Todo dia eu selecionava vídeos para ouvir discursos motivacionais sobre dinheiro ou qualquer coisa sobre investimentos, empréstimos e crédito”, diz. Começou a pagar a dívida no início de 2015.

    Durante os estudos ela aprendeu sobre o refinanciamento de empréstimos estudantis, uma estratégia que podia ajudá-la no momento. Ela refinanciou US$ 20 mil da sua dívida estudantil com uma empresa online de finanças pessoais especializada na modalidade, que permite diminuição de juros de uma dívida. Com isso, ela conseguiu reduzir a taxa de juros de 10% para 6%.

    Elaborou um plano

    Depois de ler o livro de Ramsey, a jovem passou a adotar o “método da bola de neve” para pagar tudo. Com essa estratégia, você prioriza seus menores débitos, independentemente da taxa de juros. Para Garrido, isso significava começar com US$ 50, cerca de R$ 180, que ela devia a loja de departamentos americana Target.

    A ideia é que ao pagar as contas mais baratas, você seja estimulado pela sensação de ver as dívidas desaparecerem. É como se estivesse rachando a bola de neve em pequenos pedaços para que aos poucos o impacto dela diminua, e isso vai ajudá-lo a ficar animado com o processo. E assim seguiu, depois de pagar as dívidas dos cartões de crédito, ela focou nos empréstimos pessoais e, finalmente, ela enfrentou sua maior dívida: o empréstimo estudantil pagando o quanto podia por mês.

    Ela definiu uma meta e acompanhou seu progresso

    Uma parte fundamental do plano de Garrido era estabelecer uma data final como meta para acabar com seus débitos. “Eu acho que muitas pessoas pensam que nunca serão livres de dívidas, então nem tentam sair. Mas depois que você define algumas metas para pagar, você começa a pensar: ‘Ok, eu posso fazer isso'”, explica.

    Para acompanhar seu progresso, ela criou uma planilha do Excel que não apenas permitia que ela registrasse suas receitas e despesas, mas também dizia como sua data prevista mudaria se aumentasse seus pagamentos de dívidas em um determinado valor a cada mês. “Isso me motivou a encontrar maneiras de vencer essa data”, acrescenta Garrido, que acabou pagando sua dívida nove meses antes do previsto.

    Ela acumulou uma renda extra

    Em 2015, Garrido já tinha deixado o trabalho como professora e começou uma nova fase em um emprego como analista de dados em uma universidade online e passou a ganhar mais que antes. Mas ainda não era uma renda suficiente, então ela começou a trabalhar com aplicativos de compartilhamento de caronas como o Uber.

    “Eu fiz isso praticamente cinco noites por semana. Depois que eu saía do trabalho, eu me dava um tempo para relaxar em casa e então pegava o carro e ia fazer algumas horas de Uber – inclusive cheguei a trabalhar nos fins de semana”, conta.

    Ela trabalhou com os apps de carona o ano de 2015 inteiro e conseguiu acumular US$ 10 mil na época, cerca de R$ 37 mil. Essa quantia foi direcionada quase completamente para a dívida. “Não tenha vergonha se você tiver que fazer um trabalho paralelo. Eu tive esse sentimento em um certo momento, mas valeu a pena”, comenta.

    Além disso, qualquer outra quantia que entrava em sua conta, ela usava para abater a dívida. “Eu não melhorei meu estilo de vida. Se eu tivesse um dinheiro para comprar algo de Natal, eu usava para pagar a dívida. E os impostos também – a restituição sempre ia direto para o que eu estava devendo”.

    Limitou seus gastos a US$ 300

    Além de gerar mais renda, Garrido diminuiu nos gastos. Ela começou diminuindo os preços em certos custos fixos. “Liguei para minha companhia de seguros de automóveis e negociei. Olhei para minha conta de telefone e descobri que estava em um plano antigo que custava mais do que o atual. Percebi que você precisa se atualizar sobre essas coisas e ver se há algo novo que possa lhe poupar dinheiro”, conta. Dessa maneira, ela foi reduzindo custos fixos onde viu que era possível.

    Em seguida, ela focou em reduzir as despesas do dia a dia. “Eu defini que só tinha US$ 300 por mês para fazer tudo tirando os custos fixos. Mercado, gás, sair para comer e entretenimento”, conta Garrido. Para garantir que ficasse dentro de seu orçamento, ela abriu uma conta bancária separada com apenas um cartão de débito e transferia US$ 300 para essa conta. Uma vez que ela passasse desse valor, ela não podia gastar mais até que seu próximo salário caísse.

    Enquanto Garrido estava gastando significativamente menos do que estava acostumada, não sentia que estava passando por dificuldades. Pelo contrário, via sua situação de gastar o limite que se impôs como quisesse. “Eu enxergava como espécie de dieta, que você poderia comer o que bem entendesse com uma certa quantidade de calorias”.

    Sua disciplina valeu a pena. Ao longo dos três anos e três meses, ela pagou uma média de US$ 1.800, cerca de R$ 6.600, por mês da dívida. Seu menor pagamento mensal foi de US$ 859, cerca de R$ 3.170, e o maior foi de US$ 3.418, cerca de R$ 12.600. “Esse valor mais alto foi no fim do ano, quando recebi um bônus da empresa. Usei o dinheiro e quase todo meu salário para pagar mais uma parte da dívida”, explica.

    A última parcela foi paga em março deste ano e, claro, ela fez questão de comemorar. Tirou o dia de folga do trabalho, fez uma massagem e depois comprou uma balão preto gigante e encheu de confete verde. Ela pintou a palavra “dívida” em prata e estourou o balão para festejar o fim desse ciclo difícil.

    Hoje, aos 32 anos, ela continua trabalhando como analista de dados e está oficialmente livre de dívidas, mas seus hábitos de consumo não mudaram muito. “Agora, eu me dou US $ 350 por salário para gastar”, diz ela.

    O dinheiro que era direcionado para sua dívida agora está focado em diferentes metas de poupança. Hoje, suas prioridades são: construir um fundo de emergência de US$ 10 mil e economizar para seu próximo casamento. Além disso, já pensa em metas de longo prazo, como comprar uma casa e economizar para a aposentadoria. “Mesmo que eu esteja livre da dívida, ainda há muito para se trabalhar”, diz Garrido.

    Leia também:

    5 coisas que você deve fazer se quiser sair rapidamente da dívida

    Até mais.

    Geral

    CNBC: 5 sinais de que você não será um milionário

    6 de junho de 2018

    A meta de muitas pessoas é conseguir a independência financeira e se tornar um milionário, entretanto, será que você está no caminho certo para ficar rico? O seu comportamento não ajuda? Para ajudar as pessoas a descobrir, o CNBC reuniu alguns sinais de alerta a serem observados.
    fonte: 6 signs you won’t be a millionaire

    Sinais que você está rico, mesmo que não se sinta assim

    Para quem está cometendo rotineiramente esses erros, pode ser hora de fazer algumas mudanças

    A situação de cada um é diferente, mas se alguém está cometendo rotineiramente esses erros, pode ser hora de fazer algumas mudanças quando se trata de administrar seu dinheiro.
    Veja as dicas a seguir:

    Você não tem objetivos financeiros

    “A razão pela qual a maioria das pessoas não consegue o que querem, é que elas não sabem o que querem”, escreveu o milionário T. Harv Eker em seu livro “Os Segredos da Mente Milionária”.

    Se você quer construir riqueza, você tem que ter um objetivo claro, assim como um plano específico e prazos rígidos. E quando você está estabelecendo metas, não tenha medo de pensar grande. Os ricos querem muito e estão prontos para um desafio.

    Você ainda não começou a investir

    Investir é uma das formas mais simples e eficazes de construir riqueza e quanto mais cedo você começar, mais fácil será atingir sete números. “Em média, os milionários investem 20% de sua renda familiar a cada ano. Sua riqueza não é medida pela quantidade que ganham a cada ano, mas pela forma como economizaram e investiram ao longo do tempo, segundo consultor financeiro Ramit Sethi.

    Se você não sabe como começar a investir, saiba que com cerca de R$ 30 já é possível aplicar em títulos públicos do Tesouro Direto. Claro que há outras opções mais rentáveis, mas esta é uma boa porta de entrada, que oferece um rendimento bem superior ao da poupança.

    Você geralmente fica na zona de conforto

    A pessoa mediana quer estar confortável. Pessoas ricas, por outro lado, são estimuladas pela incerteza. “O conforto físico, psicológico e emocional é o principal objetivo da mentalidade da classe média”, escreve Siebold. Segundo ele, oas pessoas de sucesso aprenderam desde cedo que se tornar um milionário não seria fácil e a necessidade de conforto só atrapalha nesse processo. Os ricos aprendem a se sentir confortáveis mesmo em estado de contínua incerteza.

    Você acha que ser rico é apenas para alguns sortudos

    Se você acha que ficar rico está fora do seu alcance, você provavelmente não vai conquistar sua liberdade financeira. “A verdade é que, em um país capitalista, você tem todo o direito de ser rico se estiver disposto a criar valor maciço para os outros”, explica Siebold. Então, comece a se perguntar: “Por que não eu?” Afinal, é isso que os milionários e bilionários fazem.

    Você prioriza o poupar ao invés do ganhar

    Enquanto as pessoas ricas valorizam a importância de poupar e investir, elas também reconhecem que a chave para ficar rico é se concentrar em ganhar. “As massas estão tão concentradas em viver de promoções e ter um estilo de vida simples, mas perdem grandes oportunidades”, escreve Steve Siebold em seu livro How Rich People Think (Como os ricos pensam).

    “Mesmo no meio de uma crise de fluxo de caixa, os ricos concentram sua energia mental em ganhar dinheiro”, diz. Você não deve ignorar as estratégias inteligentes de economizar dinheiro. Mas se você quiser atingir sete números, “pare de se preocupar com a falta de dinheiro e se concentre em como ganhar mais”, diz Siebold.

    Até mais.

    Livraria

    Dica de livros para quem quer aprender a analisar o mercado de ações

    17 de Maio de 2018

    warren-buffett - alguns livros essenciais para entender melhor de análise de ações

    A leitura sempre é recomendado para todas as profissões, pois aprender mais sobre seu campo de atuação sempre ajuda sua carreira a evoluir. Não é diferente para o analista de ações (equity research). Abaixo está elencado alguns livros essenciais para entender melhor o mundo da análise de ações:

    Como se transformar em um investidor e operador de sucesso, de Alexander Elder

    É um livro que trata das estratégias da Análise Técnica, ajudando o leitor a descobrir suas características boas e os pontos a melhorar como operador, antes de arriscar o seu dinheiro nos mercados.

    Faça fortuna com ações, antes que seja tarde, de Décio Bazin

    O livro é uma referência para quem quer saber mais sobre o investimento na Bolsa de Valores. O autor mostra como usar o método “cash-yield” para compor uma carteira de aplicações variáveis.

    – Valuation: como avaliar as empresas e escolher as melhores ações, de Aswath Damodaram

    Livro acadêmico que alia teoria às práticas, mesclando os fundamentos sobre finanças, aos conceitos desenvolvidos e consagrados pelo professor Damodaram, como o próprio termo Valuation.

    Investindo em Ações no Longo Prazo – A Bíblia do Mercado de Ações para o Investidor de Longo Prazo
    Jeremy Siegel

    É um guia do mercado de ações para quem deseja aprender profundamente sobre o tema.

    – Se afastando da manada, de André Moraes

    É um livro que explica como montar estratégias completas para investir no mercado de ações. Contempla todas as fases de negociação de mercado, desde a escolha das ações para operar, tempo gráfico, passando pela análise, até chegar no melhor ponto de saída das operações.

    O Investidor Inteligente, Benjamin Graham

    O livro traz os principais conceitos da análise fundamentalista ensinando a desenvolver estratégias de longo prazo.

    – Análise Técnica Aplicada, de Márcio Noronha

    O livro é como se fosse uma enciclopédia sobre Análise Técnica, é bem explicativo e traz as principais teorias sobre o assunto.

    Até mais.

    Livraria

    E-book: Dicionário das Opções

    14 de fevereiro de 2018

    O mercado de opções sobre ações é fascinante, com possibilidades de ganhos incríveis e riscos totalmente controláveis.

    Termos do Mercado Financeiro

    old-man-reading-old-book

    Clique aqui para fazer o download do e-book.

    Milhões de brasileiros os fazem todos os anos para seus carros, casas e outros bens. Ou você já ouviu alguém dizendo que não faz por que acha muito complicado? Então o que afasta os investidores das opções? A resposta, talvez,
    esteja na linguagem.

    A ideia é que você tenha este arquivo sempre à mão. Vale imprimir ou deixar na área de trabalho do seu computador para ter acesso rápido sempre que precisar. Pronto para o fascinante mercado das opções? Então ao trabalho!

    Clique aqui para fazer o download do e-book.

    Até o próximo post.

    Livraria

    Ebook gratuito: Bitcoin – A Moeda na Era Digital

    22 de agosto de 2017

    The Ascent of Money – A Financial History of the World (“A ascensão do dinheiro – Uma história financeira do mundo”, numa tradução livre)

    bitcoin-a-moeda-na-era-digital

    O bitcoin é uma moeda com a mesma utilidade do real ou do dólar, mas com algumas diferenças importantes:

    1. É uma moeda puramente digital;
    2. Não é emitida por nenhum governo (ainda…);
    3. Tem aceitação mais restrita.

    Seu valor é determinado livremente pela oferta e pela demanda. Mais recentemente o bitcoin ganhou notoriedade por sua incrível valorização. Desde a primeira transação com bitcoin que se tem notícia, realizada em 2010, a moeda já subiu mais de 100.000.000%.

    D9 e MinerWorld: suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira

    Se você quer saber tudo sobre bitcoin, baixe agora gratuitamente o ebook de 123 páginas “Bitcoin – A Moeda na Era Digital”, escrito por Fernando Ulrich, um dos maiores especialistas do Brasil em criptomoedas.

    E-moeda é fraude?

    Baixe agora mesmo o E-book clicando aqui.

    E não deixe de ler:

    Livro – Crash!: Uma Breve História da Economia – Da Grécia Antiga ao Século XXI (Alexandre Versignassi)

    Até o próximo post.

    Convidados

    Guia sobre Investimentos em Renda Fixa

    25 de abril de 2017

    Neste e-book gratuito, Guia sobre Investimentos em Renda Fixa, você vai aprender quais são as melhores aplicações financeiras em renda fixa do Brasil e descobrir que há diversas oportunidades para investir fora do banco que são extremamente seguras e muito mais rentáveis.

    ebook-renda-fixa

    Segue o conteúdo deste e-book:

    – Introdução;
    – CDB;
    – CRI e CRA;
    – Debêntures;
    – LC;
    – LCI e LCA;
    – Letras Financeiras;
    – Poupança;
    – Tesouro Direto;
    – Considerações Finais.

    E-book renda fixa, download aqui.

    Convidados, Livraria

    Tony Robbins revela os 4 principais passos para ficar rico

    9 de março de 2017

    Leia também:

    Conselhos de milionários para inspirar e mudar rumos vida financeira

    Sinais que você está rico, mesmo que não se sinta assim

    Tony Robbins, é um investidor multimilionário e um dos nomes mais influentes no mercado de coach de carreiras. Tal investidor também é autor do best-seller “Money: Master the Game”, ainda sem tradução para o português, em que revela os detalhes e formas mais importantes de se gerenciar dinheiro e riquezas.
    Faz pouco tempo que ele lançou o livro “Unshakeable”, onde, além de compartilhar outras lições de administração e investimentos, ele também mostra os principais passos que as pessoas devem seguir para conseguir acumular riqueza.

    Want to Get Rich? Tony Robbins Lays It Out in 7 Simple Steps

    O portal Inc. através do artigo “Want to Get Rich? Tony Robbins Lays It Out in 7 Simple Steps” juntou alguns dos principais pontos que o investidor escritor aborda em seu livro.

    Veja a seguir:

    1) Entre no jogo

    Um dos principais erros que as pessoas cometem ao investir é não investir da forma correta, seja por medo dos riscos que correrá ou também por acreditar que é uma tarefa que requer muita responsabilidade. O conselho de Robbins para quem está nessa situação é para ser ambicioso: “Você não quer ter um celular da Apple, você quer ser dono da própria Apple”, é como as pessoas devem pensar.

    2) Não perca dinheiro

    Apesar de parecer uma dica óbvia, é sempre importante pensar em maneiras de reduzir os riscos que existem. O investidor aconselha, neste caso, que as pessoas sempre pensem em maneiras de reduzir os riscos que correm, seja de investimentos ou de gastos inesperados.

    3) Segurança financeira é uma prioridade

    Ter “segurança financeira” significa conseguir bancar despesas básicas, como transporte, alimentação, aluguel, entre outras, com o dinheiro que seus investimentos renderam.

    4) Independência financeira também deve ser um objetivo

    Conseguir manter seu padrão de vida somente com os rendimentos de seus investimentos, sem trabalhar, é do que consiste independência financeira. Para Robbins, isso deve ser considerado um objetivo.

    Geral

    E-book: Como Encontrar as Barganhas da Bolsa

    6 de fevereiro de 2017

    Como Encontrar as Barganhas da Bolsa é um bom e-book para quem pretende investir na bolsa de valores BM&FBOVESPA através do mercado de ações.

    É preciso ir contra nossos instintos mais primitivos para vencer na Bolsa

    Conteúdo do livro:

    – Introdução
    – O que é análise fundamentalista?
    – Duas abordagens no Processo de Análise
    – O início de tudo – Demonstrações Financeiras
    – Múltiplos
    – Sobre o autor

    barganhas-da-bolsa-de-valores

    Um dos principais erros de quem investe na BM&FBOVESPA é levar em conta apenas a cotação para definir se uma ação está barata ou cara. Esse equívoco faz, por exemplo, com que muita gente compre ações que já custaram R$ 20 quando elas caem para R$ 15. Só que nem sempre essa queda é uma oportunidade – em alguns casos, como da OGX, a antiga petroleira de Eike Batista, isso é na verdade uma grande armadilha. Se você quer entender as fórmulas que os profissionais de finanças usam para encontrar ações realmente baratas, baixe agora mesmo o e-book!

    Até mais.

    Livraria

    E-book: Opções, descubra como funciona esse mercado

    10 de janeiro de 2017

    Opções – descubra como funciona esse mercado é um bom e-book para quem pretende investir na bolsa de valores BM&FBOVESPA através do mercado de opções sobre ações.

    Estratégias com Opções

    Conteúdo do livro:

    – O que são opções?
    – Conceitos importantes para quem investe em opções
    – Como investir
    – Custos e impostos
    – Vantagens
    – Riscos
    – Estratégias
    – Dicas finais
    – Como começar

    opcoes-de-compra-call-opcoes-de-venda-put

    Baixe agora mesmo o e-book!

    Até mais.