D9 e MinerWorld: suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira

As empresas brasileiras D9 e MinerWorld estão sendo investigadas pela Comissão Nacional de Valores do Paraguai (CNV) sob acusação de fraude, e suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira.

“O Mago das Mentiras”, estreia em 20 de maio na HBO
Protagonizado por Robert de Niro e Michelle Pfeiffer, o longa vai ao ar às 22h.

Ótimo filme sobre Esquema de Pirâmide Financeira.

D9 Clube

Na semana passada foi protocolada uma denúncia contra a D9 pela CNV. Fernando Escobar, chefe da CNV, confirmou a informação ao jornal La Nación. Ele disse que a denúncia foi feita pelo procurador geral do Estado. Foi divulgado uma advertência pela comissão na ocasião:

D9 Clube é pirâmide financeira

A empresa D9 não está registrada para operar, e fazer propostas de investimento sem autorização é crime”, declarou o presidente da CNV.

MinerWorld

Alguns dias depois o jornal Ultima Hora divulgou que a empresa MinerWorld que diz minerar bitcoin, também foi denunciada juntamente com a D9, que diz operar trade esportivo.

“20 dias atrás o Ministério Público interveio em uma das plataformas da MinerWorld, e uma investigação foi aberta. Hoje nós apresentamos queixa à Procuradoria Geral do Estado sobre o caso D9”, disse Fernando Escobar.

A MinerWorld oferece até dez tipos de investimentos prometendo retornos de até 40%. Este caso está sendo investigado pelo Ministério Público de Ciudad del Este Eduardo Cazenave, como foi confirmado pelo chefe da CNV.

MinerWorld é pirâmide financeira

Mediante um comunicado, o Banco Central do Paraguai explicou que um esquema ponzi é uma fraude em que uma pessoa ou um grupo oferecem retornos elevados para o investidor. Estes procuram atrair dinheiro de pessoas que prometem altas taxas de juros, tornando-se algo atraente, mas muito arriscado.
fonte de consulta: criptomoedasfacil.com/minerworld-e-d9-viram-alvos-de-investigacao-no-paraguai

Até mais.

There are 12 comments left Go To Comment

  1. david /

    Eu não gosto muito de ficar falando não, quem quiser conhecer a mineradora pessoalmente, me chama no zap 75 99285-0380, ai quando vc estiver la dentro da mineradora como eu estive, ai depois você pode falar oq quiser da minerworld.

  2. Tenho Dívidas Post /

    PIRÂMIDE SEVEN OPPORTUNITY QUEBROU NA BOLÍVIA. OTÁRIOS EM DESESPERO!
    Publicado a 12 Agosto 2017

    PIRÂMIDE SEVEN OPPORTUNITY quebrou na Bolívia. OTÁRIOS perderam todo o dinheiro
    A PIRÂMIDE SEVEN OPPORTUNITY quebrou na Bolívia. Vários OTÁRIOS estão atrás dos PIRAMIDEIROS. Multiplicaram os OTÁRIOS a revelar que levaram golpe!

    Não foi falta de aviso…

    Desde o início de 2017 que vários OTÁRIOS estavam a nos informar que não era possível retirar o dinheiro do backoffice para Bitcoin ou Dinheiro. Durou ainda algum tempo… até ser difícil de recrutar novos OTÁRIOS e… acabou mesmo quebrando.

    Caso você ainda tenha as suas dúvidas, leia a nossa análise à SEVEN OPPORTUNITY e todos os artigos que publicamos sobre o ESQUEMA EM PIRÂMIDE. Você tem que saber de tudo.

    Toda aquela história que tinham investimentos lucrativos e por isso, conseguiam multiplicar o dinheiro dos OTÁRIOS… não passava de uma história de enganar OTÁRIOS.

    Saldo virtual = Dinheiro de monopólio = 0 dólares

    Em 2016 vários ESQUEMAS EM PIRÂMIDE e ESQUEMAS PONZI começaram a promovidos com muita força na Bolívia…e a SEVEN OPPORTUNITY foi um desses golpes. O país hoje está sofrendo a ressaca dos golpes… ou seja… os OTÁRIOS desesperados por ter caído no golpe.

    FIM DA PIRÂMIDE SEVEN OPPORTUNITY

    Como num ESQUEMA PONZI, o dinheiro dos novos OTÁRIOS era usado para pagar a quem estava no topo da PIRÂMIDE e ainda para pagar a alguns PIRAMIDEIROS. No início, funciona quase sempre, mas… quando a PIRÂMIDE cresce demasiado torna-se impossível e quebra!

    Agora… só resta ir atrás dos PIRAMIDEIROS e FARAÓS para recuperar o dinheiro. Recentemente, 3 OTÁRIOS sequestraram um PIRAMIDEIRO da SEVEN OPPORTUNITY na Bolívia.

    Assista à reportagem publicada a 12 julho 2017 pela Notivisión CBBA da Red Uno, onde informam que dois PIRAMIDEIROS foram também detidos.

    Leiam mais a seguir:

    http://tenhodividas.com/piramide-seven-opportunity-quebrou-na-bolivia

  3. #Golpistas já para Cadeia# /

    Golpe de pirâmide financeira pode ter lesado milhares de pessoas no RS, diz MP
    Fraude, que envolvia site de jogos fictício, vitimou 200 pessoas só em Sapiranga. Polícia Civil investiga o suspeito de liderar o esquema.
    Por Léo Saballa Jr., RBS TV
    15/08/2017 22h35 Atualizado 15/08/2017 23h06
    Milhares de pessoas podem ter sido vítimas de pirâmide financeira no RS

    O Ministério Público estima que milhares de pessoas tenham sido lesadas por um esquema de pirâmide financeira na Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com o órgão, os suspeitos do golpe investigados são ligados à empresa D9, que já enganou pessoas em vários estados, como mostrou reportagem veiculada no Fantástico.

    A Polícia Civil auxilia nas investigações. Algumas das pessoas enganadas procuraram o Ministério Público em Sapiranga. Um deles, que pediu para não ser identificado, comentou a ação dos bandidos.
    “Eles têm esse poder de persuasão, usam de neurolinguística. Querem colocar as pessoas pra trabalharem pra eles. Assim que funciona a pirâmide”, resume.
    Somente em Sapiranga, a investigação aponta que 200 pessoas podem ter sido afetadas. Entre elas um homem que diz ter perdido R$ 20 mil. “Eles conseguiam entrar na mente da gente”, lamenta.

    Como funciona o golpe

    Carro apreendido de suspeito de aplicar golpe da pirâmide no RS em frente à Delegacia de Sapiranga (Foto: Reprodução/RBS TV)
    Carro apreendido de suspeito de aplicar golpe da pirâmide no RS em frente à Delegacia de Sapiranga

    O golpe é aplicado por meio de um site, que funcionaria como um jogo de apostas em campeonatos de futebol. Mas para as autoridades isso é apenas um disfarce para a antiga prática da pirâmide financeira. “Pela quantidade de pessoas, pelos valores que são investidos, realmente esse grupo movimentou muito dinheiro”, afirmou o promotor de Justiça Sérgio Aguiar Filho.

    Pra se cadastrar no site, é preciso depositar uma quantia, com a falsa promessa de ganhos de 30% do valor investido. Só que esse lucro é fictício, e não há como resgatar, segundo os depoimentos. Quem ganha mesmo é quem está no topo da pirâmide, convencendo outras pessoas a participarem.

    Mandados de busca e apreensão já foram cumpridos na casa do suspeito de liderar o golpe em Sapiranga. Além de dinheiro e documentos, foram apreendidos três carros.
    O suspeito de liderar o esquema na cidade desafia as pessoas lesadas a comprovarem que ele cometeu um crime. “Não existe legislação no Brasil para dizer o que é ou não pirâmide financeira, as pessoas falam o que querem. Agora provar é outra coisa”.

    Mas o delegado Fernando Branco discorda da declaração do suspeito. “Ao contrário do que ele afirma, vários crimes podem a ele ser imputados, mas isso é uma análise que faremos ao final do procedimento”, explica.
    Em nota, o advogado de defesa de Márcio Rodrigo dos Santos diz que ele tem convicção de que não há qualquer conduta criminosa envolvida no negócio. O suspeito será ouvido nesta quarta-feira (16) pela polícia.
    http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/golpe-de-piramide-financeira-pode-ter-lesado-milhares-de-pessoas-no-rs-diz-mp.ghtml

  4. AdminBro /

    FRAUDE: Esquema de pirâmide TIPS CLUBE e D9 são descobertos pelo Ministério Público Federal
    Por Aline Werneck – 14 de agosto de 20170832

    Itabuna apareceu, novamente, na mídia nacional de forma negativa. E, agora, figurou no Fantástico (Rede Globo) como a cidade das pirâmides… financeiras. O repórter José Raimundo mostrou o esquema da D9 e Tips Club, estourado pela Polícia Civil há cerca de 10 dias ao cumprir mandados de busca e apreensão em imóveis do esquema.

    O programa também abordou a ascensão financeira e a boa vida dos criadores das pirâmides no sul da Bahia, Danilo Santana (D9) e Isaac Albuquerque (Tips). Pessoas que botaram dinheiro no esquema de olho nos lucros e os delegados André Aragão e Humberto Matos, que investigam a pirâmide financeira, foram ouvidos.

    http://www.rota51.com/home/2017/08/14/fraude-esquema-de-piramide-tips-clube-e-d9-sao-descobertos-pelo-ministerio-publico-federal

  5. Kuan /

    Criador de esquema de pirâmide com “Mineração” deve enfrentar 20 anos de prisão: clientes perderam $10 milhões de dólares
    20 de julho de 2017

    O polêmico executivo Josh Garza se declarou culpado de uma conta de fraude por fio.

    Conforme relatado pelo Guia do Bitcoin no início desta semana, Garza foi rumado que estava preparando o pedido, um para acusações que decorrem de sua operação de quatro empresas de criptomoedas, a GAW, GAW Miners, ZenMiner e ZenCloud, que foram suspeitas por atividades fraudulentas há muito tempo.

    No total, a perda atribuída à fraude de Garza foi estimada em US$ 9.182.000. Ele já deve ser condenado em 12 de outubro, momento em que ele enfrentará até 20 anos de prisão.

    Ainda assim, não é provável que seja o último caso contra o executivo. Um caso separado contra Garza por fraude de títulos, trazido pela SEC, ainda está em andamento, com a agência ainda reunindo provas até agosto. Esse caso ainda pode ser resolvido fora do tribunal.

    A apresentação de hoje abordou as especificidades desse caso, com destaque para venda de “planos de mineração” e descrevendo suas operações de forma semelhante a um esquema Ponzi (Pirâmide Financeira).

    O aviso do Departamento de Justiça dos EUA, por exemplo, enfatizou que as empresas da Garza fraudaram os consumidores rotineiramente fazendo afirmações falsas sobre o funcionamento de seus produtos e o estado de seus negócios.
    guiadobitcoin.com.br/criador-de-esquema-de-piramide-com-mineracao-deve-enfrentar-20-anos-de-prisao-clientes-perderam-10-milhoes-de-dolares

  6. Tenho Dívidas /

    TWO BITCOIN É UMA FRAUDE – ALERTA!
    Publicado a 11 Fevereiro 2017

    Não seja o próximo OTÁRIO a entrar na fraude TWO BITCOIN. É uma furada! Golpe de cotas de 5% ao dia, promete duplicar dinheiro. Não existem provas de investimento. CUIDADO!!

    A TWO BITCOIN é um ESQUEMA PONZI e em algumas semanas vai acabar por quebrar. Nenhum golpe parecido à TB dura para sempre. São criados mesmo para quebrar e roubar o dinheiro a milhares de OTÁRIOS… que ainda acreditam em Papai Noel.

    Para que você não seja o próximo OTÁRIO enganado pela TWO BITCOIN, juntamos várias informações a expor este golpe. Está na hora de você da verdade… porque não existem investimento e não existem produtos… logo… o único dinheiro que entra, é o dinheiro de OTÁRIOS…

    http://tenhodividas.com/two-bitcoin-fraude-alerta

  7. portuga /

    FRAUDES
    BITCOIN ESTÁ A SER USADO POR FRAUDES MULTINÍVEL PARA ROUBAR DINHEIRO
    Não participes em fraudes disfarçadas de negócios, com promessa de duplicar ou triplicar Bitcoins. Burlões estão usando esta moeda virtual. Cuidado com os golpes!

    Hoje em dia está a aparecer cada vez mais fraudes multinível. A culpa é das autoridades e de quem “alimenta” estas fraudes. Não é nenhuma novidade. No passado, o VOIP (na TelexFree) e o armazenamento na Cloud (Eternyon, Wings Network, etc) foram usados, mas com o passar dos anos os esquemas fique rico rápido mudaram. A maior parte aceita Bitcoins ou inventa mentiras, como por exemplo, dizer que fazem trading ou mineração de Bitcoins. Em alguns casos inventam uma criptomoeda que não existe.

    Os novos Esquemas Ponzi ou Esquemas em Pirâmide estão a aproveitar algumas das vantagens do Bitcoin, como o anonimato, para enganar as vítimas e continuar a criar fraudes sem parar. Torna-se muito mais difícil para as autoridades e a probabilidade das vítimas recuperarem o dinheiro é nula.

    Bitcoin é usado para roubar dinheiro das vítimas

    Devido ao sucesso que o Bitcoin teve nestes últimos anos e porque é possível usar praticamente para comprar qualquer coisa, está a ser amplamente usado. Cada Bitcoin vale uma pequena fortuna e por isso, não é muito difícil de perceber porque é fácil de enganar pessoas que são vítimas fáceis de esquemas de fique rico rápido, interessadas em ganhar dinheiro online a qualquer custo, mesmo sabendo que estão a burlar outras pessoas.

    Os burlões podem comprar e vender Bitcoins sem ninguém saber e melhor que tudo, não deixar rastos. Outro problema, é que existem vários sites onde é possível pedir um cartão de débito de Bitcoins e usar como se fosse um cartão de débito normal. Tornando fácil desaparecer com o dinheiro.

    Para criar uma fraude que aceite Bitcoins é facilíssimo – até chegam a criar moedas virtuais que nem existem e não têm valor fora do esquema em pirâmide.

    Existem vários exemplos.

    A OneCoin é uma das fraudes mais conhecidas, por ter vítimas em todo o mundo, mas existem fraudes iguais, que afirmam ter uma criptomoeda que várias provas mostram que não existe. A SwisCoin, KriptaCoin, Platin Coin, entre outras.

    Além da OneCoin, os tradicionais esquemas Ponzi convertaram-se ao Bitcoin, como é o caso da PayDiamond ou D9 CLUBE, que passaram a aceitar Bitcoins para evitar serem bloqueados pela Justiça e ao mesmo tempo, continuar com o esquema Ponzi até não existir mais vítimas.

    Ninguém sabe quem são os verdadeiros donos.

    O Bitcoin não é uma fraude, é uma criptomoeda reconhecida por vários países. No entanto, prometer duplicar ou triplicar o dinheiro, sem haver uma maneira real de conseguir isso, é uma fraude. É o caso da PayDiamond, onde afirmam ter uma mina, diamantes e um negócio, mas as provas mostram o contrário. Não existe nada, além de mentiras e empresas fictícias só no papel.

    Desta forma, o golpe vai continuar a fazer novas vítimas, até não haver mais dinheiro a circular. Só quem não percebe de moedas virtuais é que vai ser ganancioso demais e ingénuo para entrar numa fraude, onde tudo o que existem são mentiras!
    marketingmultinivel.pt/bitcoin-usado-disfarce-de-fraudes-multinivel

  8. AdmVilBro /

    Como o consumidor pode se defender das pirâmides financeiras?
    Segunda, 03 Julho 2017 13:11

    Com a popularização dos bitcoins, muitas golpes de pirâmide estão usando da criptomoeda como justificativa para altos retornos financeiros em pouquíssimo tempo. Em entrevista, Walter Salmeri, – CBDO da Exchange de bitcoins BitInka – apresenta formas do usuário se defender desses esquemas.

    Pirâmides financeiras já são figuras conhecidas no mercado brasileiro, mas nem por isso deixam de fazer milhares de vítimas anualmente. Casos famosos como Telexfree, Boi Gordo e Avestruz Master servem como alerta para a população, porém pessoas mal intencionadas encontraram mais uma forma de aplicar golpes, os bitcoins. A alta da moeda e sua popularização foi o momento perfeito para a proliferação de golpes envolvendo o nome dos bitcoins. Embora os bitcoins não sejam um esquema de ponzi, é de extrema importância que os usuários saibam como reconhecer as pirâmides financeiras envolvendo a criptomoeda.

    Como funciona um esquema de pirâmide.

    O esquema desenvolvido pelo americano Charles Ponzi funciona de maneira similar às empresas de marketing multinível. Onde os investidores iniciais podem conseguir maiores comissões ao convidar novos participantes, que assim em diante podem convidar outras pessoas. O modelo de negócio de marketing multinível é extremamente popular, além de legalizado. Para as pessoas comuns, não existe uma grande diferença entre uma pirâmide financeira e uma empresa de marketing multinível. Então a melhor forma de se defender das pirâmides financeiras é através da informação.

    Características de uma Pirâmide

    As pirâmides financeiras, ao contrário do esquema de ponzi, não possuem uma administração centralizada, essa é uma característica que faz esse modelo de negócio ruir rapidamente. As interações entre as pessoas envolvidas no esquema de pirâmide se limitam apenas à pessoas em cargo diretamente superior ou inferior, não existindo qualquer contato com uma organização central. Uma forma fácil de identificar uma empresa que opera como esquema de pirâmide é analisando o comportamento de seus participantes. Geralmente os ganhos financeiros dos vendedores ou participantes são muito mais divulgados do que o próprio produto ou serviço prestado pela empresa.

    Nos Estados Unidos existe a famosa regra dos 70% que explica que para uma empresa de marketing multinível ser legítima pelo menos 70% do retorno financeiro deve ser sobre a venda do produto. Caso a maior parte do valor venha do ingresso de novos participantes, o usuário deve ficar atento a legitimidade do negócio. Geralmente, pirâmides financeiras aplicam uma grande quantidade da verba em marketing, e a menor parte no produto anunciado. Outra prática que diferencia as empresas de marketing multinível de pirâmides financeiras é a prática da recompra de estoques para evitar acúmulo, algo que não é feito nos esquemas de pirâmide.

    Walter Salmeri, CBDO (Chief Business Development Officer) da BitInka, uma das maiores exchangers de Bitcoins da América Latina concedeu uma breve entrevista sobre o tema explicando de forma clara sobre o risco desses golpes e sobre formas para o usuário se defender das pirâmides financeiras.

    Bitcoins são um esquema de pirâmide?

    De forma alguma. Bitcoins são apenas escolhidos como uma forma de pagamento de diversos esquemas de pirâmides atuais devido a sua valorização. O funcionamento do bitcoin é como qualquer uma das criptomoedas que funciona de forma similar a qualquer outra moeda tradicional, como real ou dólar. Além de funcionar como as moedas tradicionais, o bitcoin tem vantagens em relação as moedas físicas, como a facilidade para transferências, legalidade e segurança.

    Antes de pensar que os bitcoins são criados apenas para golpes, as pessoas precisam compreender que esquemas de ponzi e outros golpes financeiros existem desde a 1920, sempre usando as moedas tradicionais para atingir seus objetivos. Considerar os bitcoins como um responsável pelo esquema de pirâmide é a mesma coisa que considerar as moedas tradicionais como um culpadas pelos golpes financeiros.

    Entretanto os usuários devem ficar atentos as moedas alternativas, conhecidas por altcoins. Embora existam mais de 700 alternativas reais, muitas pessoas que comercializam moedas falsas dizendo ser um ótimo investimento. Caso o usuário deseje operar com altcoins é recomendado que ele confira o site Coin Market Cap, que lista todas as moedas verificadas, seu valor no mercado e seu histórico.

    Como o usuário pode entender a diferença entre uma empresa real que opera com bitcoins e um golpe?

    Seguindo alguns passos para verificar a validade das diferentes plataformas que podem ser usadas para comprar e vender bitcoins e outras criptomoedas, o usuário não irá ter nenhum problema com as transações e seu dinheiro estará sempre seguro. Esses são os pontos que o usuário deve ficar atento ao negociar bitcoins e outras criptomoedas com alguém.

    Ninguém irá te dar nada de graça. Se você receber mensagens online e propostas oferecendo dinheiro de “graça”, renda garantida ou multiplicar seus bitcoins, apenas ignore. Geralmente esses pedidos também são acompanhados de um pequeno depósito de entrada.

    Se uma empresa oferece para você um alto lucro em curtíssimos períodos de tempo ou um retorno vitalício, certamente você será enganado.

    Sistemas de referências são a base do funcionamento de uma pirâmide. Se uma plataforma exige que você convide outras pessoas e que os convidados paguem para se cadastrar fique atento, elas certamente são uma pirâmide. Nunca confie em empresas que oferecem comissões sobre os valores dos participantes que entrarem com sua referência. Se você for abordado por alguém oferecendo condições similares, denuncie para o órgão responsável assim que possível!

    Se uma empresa foca divulgar mais os lucros por indicação do que a venda do produto em si, certamente o produto não é o foco principal de vendas. Pense nisso: Se uma empresa não vende seu produto, de onde vêm o lucro dela? O lucro que sustenta o topo da cadeia vem dos novos usuários entrando na base e isso se configura como um esquema de pirâmide.

    Fique alerta com plataformas de financiamento coletivo e doações, afinal essa é uma forma comum de se justificar um golpe. Uma forma de identificar uma plataforma para golpes é se além do valor depositado a plataforma chame você e seus amigos para fazer o mesmo. Existem diversas plataformas de financiamento coletivo legítimas onde você pode contribuir com projetos de maneira segura.

    Como o usuário pode se defender das pirâmides financeiras?

    Inicialmente o usuário pode investigar o possível golpe e encontrar informações válidas em seu website. Por exemplo na página inicial da BitInka, na parte inferior da página no canto direito você encontra o logo da BitGo, os certificados PCI 3.1 e da TrustWave.

    Outra forma interessante para o usuário confirmar a veracidade de um negócio é questionar o possível golpista sobre o produto vendido pela empresa. Se ele não der uma resposta concreta como “cadeiras” ou ter uma descrição detalhada do funcionamento de um software ou serviço, certamente é um golpe. Podemos usar a BitInka como exemplo, que tem como serviço uma plataforma de compra e venda de bitcoins em diversas moedas nacionais.

    O usuário nunca deve acreditar em alguém que diz que pode multiplicar seu dinheiro por duas, três ou quatro vezes, seja em bitcoins ou em moedas tradicionais. Esses resultados são impossíveis até em longo prazo e a empresa ou pessoa que está oferecendo esse serviço é uma armadilha para os participantes.

    A melhor forma que um novo usuário pode se iniciar na operação com bitcoins é através de empresas seguras e verificadas. Para isso ele deve principalmente se informar sobre o tema, tanto por pesquisas quanto em comunidades sobre bitcoins. Conhecendo empresas reais e verificadas como a BitInka, que já tem parceria com os maiores bancos Brasileiros e está presente em mais de 9 países.

    Outra forma de negociar bitcoins seguramente e se defender das pirâmides financeiras é ficar atento às pessoas que fazem propostas de negócio. Os “faraós”, apelido dado aos que tentam vender os esquemas de pirâmide, tendem a conversar apenas por mensagens privadas, evitando que o esquema seja desmascarado mais rapidamente. Por fim, antes de concluir uma negociação o usuário sempre deve perguntar publicamente sobre o negócio. Assim recebendo comentários positivos ou negativos sobre o negociante, ajudando na conclusão do negócio, afinal como diz o velho dito popular “quem não deve, não teme.”

    http://www.segs.com.br/economia/70992-como-o-consumidor-pode-se-defender-das-piramides-financeiras.html

  9. Vilmar /

    60 pessoas são presas na Bolívia por esquema tipo pirâmide com Bitcoin
    1 DE JUNHO DE 2017

    O governo da Bolívia recentemente prendeu 60 pessoas ligadas a um esquema tipo pirâmide que usava o bitcoin como desculpa, na cidade de Santa Cruz de la Sierra.

    Foi emitido uma nota de imprensa pela Autoridade de Supervisão do Sistema Financeiro do país (ASFI) na semana passada, que se refere ao bitcoin e algumas altcoins. Os recém detidos realizavam uma espécie de “treinamento” relacionado a investimentos com características de marketing multinível e de pirâmide financeira. O esquema era conhecido como “Pay Diamond-Bitcoin”. A agência também deixou claro que rastreará os bolivianos que promovem as criptomoedas online.

    Lenny Valdivia Bautista, Diretor Geral Executivo da ASFI, disse em uma nota à imprensa local:

    Foram apreendidos folhetos que tem a ver com esquemas de pirâmides. Eles são sobre programas de formação e negócios relativos a moedas digitais que operam no exterior. Diga ao povo boliviano para não se deixe enganar, não participarem destes grupos fechados através do WhatsApp.
    A Diretoria do Banco Central dos nossos vizinhos bolivianos, criou uma lei No. 044/2014 de 6 de maio de 2014 onde proíbe o uso e circulação de qualquer tipo de moeda digital, seja ela bitcoin ou altcoins, e as consideram esquemas de pirâmide. O país latino americano foi o primeiro na proibição completa do uso de “qualquer tipo de moeda que não seja emitida e controlada por um governo ou entidade autorizada”.

    Valdivia completou dizendo:

    A única coisa que essas pessoas estão fazendo é tirar vantagem da população, e enganar as pessoas para apropriar-se de seu dinheiro.

    Leis brasileiras contra a economia popular – pirâmide financeira

    No Brasil desde 1951, graças a lei nº 1.521 que disciplinou os crimes contra a economia popular, tal prática já ficou tipificada como crime, dizendo a lei:

    Art. 2º. São crimes desta natureza:

    IX- Qualquer forma de conduta para obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos constituem crime contra a economia popular (“bola de neve”, “cadeias”, “pichardismo” e quaisquer outros equivalentes). Com possível punição de 6 meses a 2 anos de detenção.

    Com o crescente acesso à internet e redes digitais, os golpistas apareceram na mesma medida. O “marketing virtual”, impulsionado pelas redes sociais, meios virtuais e canais abertos de TV, os alcances das publicidades desses meios possibilitaram atingir um número de pessoas nunca antes visto. Então sempre desconfie de propostas sobre dinheiro fácil e rápido, verifique as práticas e se necessário ative as autoridades.

    http://www.criptomoedasfacil.com/60-pessoas-sao-presas-na-bolivia-por-de-esquema-piramide-com-bitcoin/

  10. Vilmar /

    MINERWORLD É UM ESQUEMA PONZI – ALERTA!

    http://tenhodividas.com/minerworld-esquema-ponzi

  11. Vilmar /

    D9 CLUBE É UMA FRAUDE – ALERTA!
    Publicado a 11 Setembro 2016

    Não seja o próximo OTÁRIO a cair na fraude D9 CLUBE. Golpe de cotas disfarçado de trading criado por PIRAMIDEIROS. Não é marketing multinível. CUIDADO!

    A D9 CLUBE é mais um ESQUEMA PONZI, que está no nosso radar de fraudes. É uma cópia da GOOBETS e BEWISETRADER.

    É um golpe de cotas que promete que você vai ganhar entre 200% a 321%… sem fazer nada… isso mesmo. Basta você investir dinheiro e… ver o saldo virtual crescer. Se você recrutar muitos OTÁRIOS pode ganhar ainda mais e vender o seu saldo virtual.

    Leia mais a seguir:

    http://tenhodividas.com/d9-clube-fraude-alerta

    1. Vilmar /

      FRAUDE D9 CLUBE E MINERWORLD INVESTIGADAS NO PARAGUAI
      Publicado a 21 Maio 2017

      http://tenhodividas.com/fraude-d9-clube-e-minerworld-investigadas-no-paraguai

Leave a Reply

CAPTCHA *