Vale x MMX, qual o melhor investimento “mineral”?
Geral

Vale x MMX, qual o melhor investimento “mineral”?

26 de maio de 2013

Vale x MMX, qual seria o melhor investimento no setor de mineração comparando as ações destas empresas?
Ambas empresas sofreram com intervenções do governo no setor relativos aos royalties da mineração.

Olhando para alguns quesitos como Tipo de Gestão, Valor de Mercado, DY*, Lucro, Endividamento e Preço da Ação, temos**:
*Dividend Yield: Dividendo pago por ação dividido pelo preço da ação. É o rendimento gerado para o dono da ação pelo pagamento de dividendos.
**Está sendo comparado ações com maior liquidez VALE5 com MMXM3.

VALE5
Gestão Privada com ótima Governança Corporativa.
Maior problema é a ingerência do governo que ainda se faz presente, além do desaquecimento da economia chinesa, o qual é o maior destino de seus produtos.

Valor de mercado
161.764.000.000

Dividend Yield
0,0%

Lucro Líquido
6.200.630.000

Dívida Líquida
48.237.000.000

Cotação
R$ 30,15

 

MMXM3
Gestão Privada com boa Governança Corporativa.
Maior problema é o risco X da questão, o seu controlador que quer abraçar o mundo com as mãos e não tem foco.

Valor de mercado
2.121.630.000

Dividend Yield
6,8%

Lucro Líquido
-55.184.000

Dívida Líquida
1.965.010.000

Cotação
R$ 2,18

Dados do site http://www.fundamentus.com.br

 

Pode-se notar claramente que o maior risco seria MMX, porém que pretende se expor a tal risco quer maior retorno.
Quem está em busca de maior segurança, menor risco, proventos, porém menor rentabilidade, fatalmente escolheria VALE5.
Aí vai de cada um saber avaliar cada empresa, os seus riscos e tomar a decisão com base na própria estratégia.

Veja também:

 

Até o próximo post.

27 Comments

  • Reply Vilmar 15 de outubro de 2015 at 16:52

    VALE É MONSTRA, ÚLTIMO DIA PARA PROVENTOS!!

    dividendobr.com/i.php?w=MnR4OGdrbktVZnVlRk51M0dKTVNCZjZuT0ZBTHZja2t4cDlQcVJielMyZz0=

    VALE (VALE-N1)

    Vale propoe remuneracao minima ao acionista de US$ 2 bilhoes para 2015

    Enviou o seguinte comunicado ao Mercado:

    Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2015 – A Vale S.A. (Vale) informa que a
    Diretoria Executiva aprovou e submetera a deliberacao do Conselho de
    Administracao proposta para pagamento de remuneracao minima aos acionistas para
    2015 no valor de US$ 2 bilhoes, correspondente a US$ 0,388095186 por acao
    ordinaria ou preferencial em circulacao, a ser distribuido aos acionistas em
    duas parcelas iguais nos dias 30 de abril e 30 de outubro de 2015.

    O Conselho de Administracao da Vale apreciara as propostas, de cada parcela, nas
    reunioes agendadas para os dias 14 de abril e 15 de outubro de 2015.

    Caso aprovadas as propostas, todos os investidores que possuirem acoes da Vale
    terao direito a remuneracao ao acionista nas record dates. A record date para as
    acoes de emissao da Vale negociadas na BM&F Bovespa sera o encerramento dos
    negocios dos dias 14 de abril de 2015 para pagamento da primeira parcela e 15 de
    outubro de 2015 para pagamento da segunda parcela. A record date para os ADRs de
    emissao da Vale negociados na New York Stock Exchange – NYSE e na Euronext Paris
    sera o encerramento dos negocios do dia 17 de abril de 2015 para a primeira
    parcela e 20 de outubro de 2015 para a segunda parcela, e para os HDRs de
    emissao da Vale negociados na Hong Kong Stock Exchange (HKEx) sera o
    encerramento dos negocios em Hong Kong do dia 17 de abril de 2015 para a
    primeira parcela e 20 de outubro de 2015 para a segunda parcela.

    As acoes da Vale serao negociadas ex-direitos na BM&F Bovespa, NYSE e Euronext
    Paris a partir de 15 de abril de 2015 e 16 de outubro de 2015, e na HKEx a
    partir de 16 de abril de 2015 e 19 de outubro de 2015.

    O pagamento aos acionistas de cada parcela sera efetuado em reais e calculado
    com base no valor da taxa de cambio real/dolar norte-americano (Ptax – opcao 5),
    a ser divulgada pelo Banco Central do Brasil no dia util anterior a realizacao
    da reuniao do Conselho de Administracao que deliberar sobre a proposta de
    remuneracao ao acionista.

    A remuneracao proposta ao acionista permite a Vale manter uma estrutura de
    capital adequada e e compativel com o cenario atual, no qual devemos investir
    para completar nossos principais projetos de crescimento, como o S11D, enquanto
    enfrentamos precos de commodities mais baixos e volateis. A Vale reafirma com
    essa proposta o seu compromisso com a manutencao do grau de investimento.

    Ao mesmo tempo, estamos intensificando a reducao de custos e investimentos
    anunciada em dezembro do ano passado, bem como desenvolvendo parcerias e
    desinvestimentos para reforcar nossa geracao de fluxo de caixa livre.

    Para mais informacoes, contactar:

    +55-21-3814-4540
    Rogerio Nogueira: rogerio.nogueira@vale.com
    Andre Figueiredo: andre.figueiredo@vale.com
    Carla Albano Miller: carla.albano@vale.com
    Fernando Mascarenhas: Fernando.mascarenhas@vale.com
    Andrea Gutman: andrea.gutman@vale.com
    Bruno Siqueira: bruno.siqueira@vale.com
    Claudia Rodrigues: claudia.rodrigues@vale.com
    Marcelo Lobato: marcelo.lobato@vale.com
    Marcio Loures Penna: marcio.penna@vale.com
    Mariano Szachtman: mariano.szachtman@vale.com

    Esse comunicado pode incluir declaracoes que apresentem expectativas da Vale
    sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declaracoes quando baseadas em
    expectativas futuras, e nao em fatos historicos, envolvem varios riscos e
    incertezas. A Vale nao pode garantir que tais declaracoes venham a ser corretas.
    Tais riscos e incertezas incluem fatores relacionados a: (a) paises onde temos
    operacoes, principalmente Brasil e Canada, (b) economia global, (c) mercado de
    capitais, (d) negocio de minerios e metais e sua dependencia a producao
    industrial global, que e ciclica por natureza, e (e) elevado grau de competicao
    global nos mercados onde a Vale opera. Para obter informacoes adicionais sobre
    fatores que possam originar resultados diferentes daqueles estimados pela Vale,
    favor consultar os relatorios arquivados na Comissao de Valores Mobiliarios –
    CVM, na Autorite des Marches Financiers (AMF), na U.S. Securities and Exchange
    Commission – SEC e no Stock Exchange of Hong Kong Limited, e em particular os
    fatores discutidos nas secoes “Estimativas e projecoes” e “Fatores de risco” no
    Relatorio Anual – Form 20F da Vale.

    ——link:
    http://www.bmfbovespa.com.br/Agencia/co … chete=VALE (VALE-N1) – Vale propoe remuneracao minima de US$ 2 bilhoes p/ 2015
    interpretação: (automática)
    VALE VALE R DOCE ON dividendos

    aprov 30/1/2015

    dataex 15/4/2015

    pagto 30/4/2015

    VALE3 R$0,5

    VALE5 R$0,5
    interpretação: (automática)
    VALE VALE R DOCE ON dividendos

    aprov 30/1/2015

    dataex 16/10/2015

    pagto 30/10/2015

    VALE3 R$0,5

    VALE5 R$0,5

    —-

    obs.: é uns 0,34 centarros, cortaram parte do DY

    • Reply Vilmar 15 de outubro de 2015 at 18:58

      18h24- Rodrigo Tolotti Umpieres
      Conselho da Vale aprova corte de dividendos pela metade; ações ficam “ex” amanhã
      Companhia irá pagar US$ 500 de remuneração aos seus acionistas, valor que representa R$ 0,373609533 por ação ordinária ou preferencial

      SÃO PAULO – O conselho de administração da Vale (VALE3; VALE5) aprovou nesta quinta-feira (15) a segunda parcela de dividendos aos acionistas no valor de US$ 500 milhões. A diretoria da companhia havia anunciado o valor, que representa metade da proposta inicial, no dia 28 de setembro. Assim, a mineradora distribuirá no total US$ 1,5 bilhão em dividendos em 2015.

      O valor, segundo comunicado da companhia, equivale a R$ 1.925.350.000,00, o que corresponde a R$ 0,373609533 por ação ordinária ou preferencial. O pagamento será efetuado a partir do dia 30 de outubro de 2015.

      No mês passado, ao anunciar o novo valor, a companhia disse que esta redução no valor proposto reflete “um cenário mais incerto para os preços das commodities minerais e o foco da Companhia na preservação de seu balanço”.

      Em comunicado, a mineradora diz que “uma vez paga a segunda parcela de remuneração aos acionistas, a Vale terá adiantado o dividendo anual preferencial requerido para 2015, calculado com base no valor do patrimônio líquido e no capital da Vale, sobre o qual os detentores das ações preferenciais têm direito, de acordo com o estatuto social da Vale, e terá adiantado também o mesmo valor para os detentores das ações ordinárias”.
      infomoney.com.br/vale/noticia/4349708/conselho-vale-aprova-corte-dividendos-pela-metade-acoes-ficam-amanha

  • Reply Vilmar 6 de maio de 2015 at 01:03

    🙂
    AS MÉDIAS MÓVEIS ESTÃO DIZENDO: COMPREM DE BACIADA, ESTÁ BARATA PRA CHARAMBA!
    ESTUDEM AT!!
    gráfico de vale5
    😉

  • Reply Vilmar 26 de novembro de 2014 at 14:31

    MMX dispara mais de 50%, Cosan sobe 5%, Vale e siderúrgicas caem mais de 3%
    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3715775/mmx-dispara-mais-cosan-sobe-vale-siderurgicas-caem-mais

  • Reply Vilmar 11 de novembro de 2014 at 09:42

    KD OS AFUNDAMENTOS??
    POBRE VALE
    KKKK

    BREAKING NEWS:
    Vale despenca e bate mínima desde abril de 2009; Gol cai pelo 5° pregão
    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3687555/tempo-real-petrobras-vale-voltam-cair-gol-recua-antes-balanco

  • Reply Vilmar 1 de novembro de 2014 at 10:12

    Valor Econômico @valor_economico · 31 de out
    Preço do minério e câmbio afetam Vale
    http://www.valor.com.br/u/3759848

  • Reply Vilmar 29 de setembro de 2014 at 22:33

    foco:
    faz-me-rir

    Vale propõe remuneração a acionistas de US$ 0,407429/09/2014 19:35

    A Vale informa que a diretoria executiva aprovou e submeterá à deliberação do conselho de administração proposta para pagamento da segunda parcela de remuneração mínima aos acionistas da Vale em 2014, no valor de US$ 2,1 bilhões, conforme anunciado ao mercado em 30 de janeiro, equivalente a US$ 0,407499945 por ação ordinária ou preferencial.

    O conselho de administração apreciará a proposta na reunião agendada para o dia 16 de outubro e, se aprovada, o pagamento de US$ 2,1 bilhões será realizado em 31 de outubro. Os valores em reais serão obtidos mediante a conversão dos valores em dólares norte-americanos pela taxa de câmbio de venda do dólar norte-americano (PTAX – opção 5) informada pelo Banco Central do Brasil no dia 15 de outubro.

    A data base (record date) para as ações de emissão da Vale negociadas na BM&FBovespa será o dia 16 de outubro. A record date para os detentores de ADRs negociados na New York Stock Exchange (NYSE) e na Euronext Paris será o dia 21 de outubro e para os detentores de HDRs de emissão da Vale negociados na Hong Kong Stock Exchange (HKEx) será o encerramento dos negócios em Hong Kong do dia 21 de outubro.

    As ações da Vale serão negociadas ex-direitos a partir de 17 de outubro na BM&FBovespa, NYSE e Euronext Paris e a partir de 20 de outubro na HKEx.

    “Caso a proposta seja aprovada pelo conselho – computando-se a primeira parcela da remuneração mínima paga a partir do dia 30 de abril, a Vale terá distribuído a seus acionistas US$ 4,2 bilhões em 2014”, informa a empresa em fato relevante.
    istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20140929/vale-propoe-remuneracao-acionistas-04074/194307.shtml

  • Reply Vilmar 31 de julho de 2014 at 19:52

    MMX já vai sair do IBOVESPA de novo, rsrsr:

    Bolsa cai 1,8% no pior pregão em 2 meses
    Ibovespa fecha julho com alta de 5%, mas desempenho no fim do mês deixa futuro incerto
    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3490325/quinta-queda-seguida-nao-evita-alta-ibovespa-julho

    ALTAS E BAIXAS DO MÊS
    CSN é a campeã da Bolsa em julho e MMX cai em clima de “despedida”
    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3490067/csn-campea-bolsa-julho-mmx-despenca-clima-despedida-indice-veja

  • Reply Vilmar 31 de julho de 2014 at 11:00

    DESEMPENHO DA VALE NO 2T14

    GERANDO FORTE FLUXO DE CAIXA LIVRE

    Rio de Janeiro, 31 de julho de 2014 – A Vale S.A. (Vale) apresentou um forte desempenho operacional no 2T14, com a produção de minério de ferro alcançando 79,4 Mt, o melhor desempenho para um segundo trimestre, e com a produção de Carajás alcançando 29,3 Mt, devido ao bem-sucedido ramp-up da Planta 2.

    Apesar dos preços do minério de ferro mais baixos, a Vale pagou confortavelmente dividendos no valor de US$ 2,1 bilhões, mantendo o seu nível de endividamento total em US$ 30,257 bilhões e preservando uma posição de caixa semelhante à do 1T14, no valor de US$ 7,067 bilhões.

    No 2T14, a Vale apresentou um EBITDA ajustado de US$ 4,104 bilhões, incluindo uma melhor contribuição do segmento de metais básicos de US$ 609 milhões, em consequência do melhor EBITDA de Salobo (US$ 87 milhões), Onça Puma (US$ 106 milhões) e PT Vale Indonésia (US$ 107 milhões), apesar dos efeitos da manutenção programada nas operações de Sudbury. A receita bruta foi de US$ 10,079 bilhões, representando um aumento de 4,1% em relação ao 1T14, apesar dos preços mais baixos de minério de ferro.

    No 1S14, conseguimos reduzir os custos e despesas em US$ 249 milhões em relação ao 1S13, com uma economia de US$ 31 milhões no 2T14 contra o 2T13, apesar da parada programada para manutenção em Sudbury e dos custos adicionais associados à interrupção da produção de VNC. SG&A diminuiu em US$ 144 milhões (25,3%) comparando o 1S14 com o 1S13, acima da nossa meta de redução de 10% para o ano. P&D diminuiu em US$ 22 milhões (6,7%) e despesas pré-operacionais e de parada diminuíram US$ 282 milhões (39,9%), ainda abaixo da nossa meta de redução de 50%.

    No primeiro semestre de 2014, os investimentos da Vale totalizaram US$ 5,056 bilhões, representando uma queda de US$ 2,105 bilhões quando comparados com os US$ 7,161 bilhões investidos no primeiro semestre de 2013. No 1S14, o capex de manutenção totalizou US$ 1,658 bilhão, apresentando um decréscimo de cerca de 21% em relação ao 1S13.

    O lucro líquido totalizou US$ 1,428 bilhão contra US$ 2,515 bilhões no trimestre anterior, refletindo os efeitos do impairment de ativos relacionados à Simandou e à mina de Integra Coal. Reconhecemos um impairment em Simandou de US$ 500 milhões, uma vez que as discussões com o Governo da Guiné estão avançando no sentido de reconhecer e, de certa forma, compensar os investimentos feitos pela Vale naquele país. Continuamos diligentes no desenvolvimento de alternativas que possam permitir a recuperação do valor desses ativos no futuro.

  • Reply Vilmar 24 de julho de 2014 at 10:02

    Relatório de produção da Vale no 2T14

    Destaques da Produção

    Rio de Janeiro, 24 de julho de 2014 – A Vale S.A. (Vale) atingiu 79,4 Mt de produção de minério de ferro, a melhor performance para um segundo trimestre, com ganhos em todos os sistemas na comparação com o 1T14. O bom desempenho operacional foi devido a melhores condições climáticas e aos ramp-ups da Planta 2, em Carajás, e da nova planta de Conceição Itabiritos, no Sistema Sudeste.

    A produção no primeiro semestre de 2014 totalizou 150,5 Mt, 15,1 Mt acima do primeiro semestre de 2013, aumentando nossa confiança em atingir a meta de produção de 312 Mt (e meta de 321 Mt de vendas) para o ano.

    Em especial, a produção de Carajás foi de 29,3 Mt, umnovo recorde para um segundo trimestre, ficando 25,3% e 33,7% acima do 1T14 e do 2T13, respectivamente.

    A produção de pelotas cresceu devido ao aumento na produção atribuível à Samarco, que atingiu 3,0 Mt, ficando 34,7% e 13,9% acima do 1T14 e do 2T13, respectivamente. A recém-inaugurada planta de pelotização Samarco IV produziu 1,1 Mt no trimestre.

    A produção de níquel foi de 61.700 t no 2T14, ou seja, 8,6% abaixo do trimestre anterior, refletindo principalmente o impacto da manutenção realizada na planta de ácido e nos fornos em Sudbury. Durante o período de manutenção programada deste ano em algumas instalações de beneficiamento, as minas de Sudbury – que são o gargalo daquele sistema – não pararam de produzir, acumulando estoque de minério e concentrado a ser fundido e refinado, no segundo trimestre do ano. Como consequência, é esperada uma produção mais forte de níquel refinado no 2S14, compensando a menor produção planejada no 2T14.

    VNC está retomando seu ramp-up após o vazamento da solução ácida em maio, o que resultou em um derramamento no meio ambiente e desligamento do complexo. Após investigações internas, do governo e ações corretivas, reiniciamos operações em meados de junho e estamos operando com dois HPALs desde a semana de 21 de julho.

    Salobo I continuou o ramp-up, produzindo 19.700 t de cobre em concentrados no 2T14, alcançando cerca de 80% de sua capacidade nominal. Pequenos atrasos ocorreram no trimestre devido à interligação do projeto Salobo II, interferindo nas operações em curso em Salobo I.

    A produção total de carvão no 2T14 alcançou 2,2 Mt, ficando 23,8% acima do 1T14, principalmente devido à melhor performance de Carborough Downs e Moatize.

    Moatize produziu 1,170 Mt no 2T14, dos quais 0,714 Mt de carvão metalúrgico e 0,457 Mt de carvão térmico. A produção de carvão metalúrgico e térmico aumentou 19,9% e 10,4%, respectivamente, quando comparadacom a do 1T14.

    No 2T14, a produção de rocha fosfática alcançou 2,1 Mt, um recorde para um segundo trimestre, aumentando 9,9% quando comparada com a produção do 1T14. Tivemos aumento de produção no Brasil e no Peru.

  • Reply Vilmar 16 de maio de 2014 at 10:08

    BREAKING NEWS:
    Credit corta preço-alvo de ADR da Vale; ativos caem no pré-market americano
    infomoney.com.br/vale/noticia/3351544/credit-corta-preco-alvo-adr-vale-ativos-caem-pre-market

  • Reply Vilmar 29 de abril de 2014 at 16:58

    Minério de ferro recua pelo 3º dia no mercado chinês
    Reuters
    29/04/2014 12h28

    http://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2014/04/29/minerio-de-ferro-recua-pelo-3-dia-no-mercado-chines.htm

  • Reply vilmar 15 de abril de 2014 at 10:03

    Vale conclui a venda de participação na VLI para a Mitsui e FI-FGTS

    Rio de Janeiro, 15 de Abril de 2014 – A Vale S. A. (Vale) informa que concluiu a transação anunciada em 18 de Setembro de 2013, transferindo 20% do capital total da VLI S.A. (VLI) para a Mitsui & Co. Ltd. (Mitsui) por R$ 1,5 bilhão e 15,9% para o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS (FI-FGTS), cujos ativos são administrados pela Caixa Econômica Federal, pelo valor de R$ 1,2 bilhão.

    Os valores provenientes da venda para o FI-FGTS e R$ 800 milhões dos recursos da venda para a Mitsui serão compostos de um aporte de capital na VLI, a qual emitirá novas ações para a Mitsui e FI-FGTS. Os valores aportados na VLI serão utilizados para financiar parte do plano de investimentos da VLI.

    O valor remanescente da transação, R$ 709 milhões, foi pago diretamente para a Vale pela Mitsui.

    Conforme anunciado em dezembro de 2013, a Vale também celebrou um acordo com o fundo de investimento gerido pela Brookfield Asset Management (“Brookfield”) para a venda de uma participação adicional de 26,5% na VLI, por R$ 2 bilhões, que será paga diretamente para Vale. A transação ainda está sujeita às condições precedentes, incluindo a aprovação do CADE e da ANTT. Após a conclusão dessa transação, a Vale deterá 37,6% do capital total da VLI.

  • Reply Vilmar 12 de abril de 2014 at 12:58

    11/04/2014 às 19h12 1
    Moody’s eleva perspectiva da Vale para positiva e reafirma ratings

    Por Tatiane Bortolozi | Valor

    SÃO PAULO – A agência de classificação de risco Moody’s elevou de estável para positiva a perspectiva das notas de crédito da Vale. A agência reafirmou todos os ratings da companhia, inclusive a nota “Baa2”, em escala global, e a nota “Aaa.br” em escala nacional.
    “A mudança na perspectiva, de estável para positiva, reconhece a abordagem mais focada e disciplinada ao desenvolvimento de projetos, a alocação de capital, o redimensionamento do atual portfólio de ativos para segmentos de negócio importantes estrategicamente, o desinvestimento de ativos não estratégicos, e o foco na redução de custo”, escreve a Moody’s em relatório.
    A Vale diminuiu os custos com pesquisa e desenvolvimento em 45% em 2013, para US$ 663 milhões, reduziu os investimentos em cerca de US$ 2 bilhões, para US$ 14,2 bilhões, e cortou custos de produção e gerais.
    A mudança de perspectiva também leva em conta a resolução de disputas fiscais em 2013, relativas ao período de 2003 a 2012. A Vale aderiu no ano passado, por exemplo, ao Refis, programa de parcelamento de débitos do governo federal.
    “Essas ações são vistas como capazes de posicionar a companhia para tolerar turbulências nos preços de seus principais produtos, principalmente o minério de ferro, nos próximos 12 a 18 meses”, afirma a Moody’s.
    (Tatiane Bortolozi | Valor)
    valor.com.br/empresas/3514362/moodys-eleva-perspectiva-da-vale-para-positiva-e-reafirma-ratings#ixzz2ygjHyr9A

  • Reply Vilmar 8 de abril de 2014 at 15:13

    Minério de ferro atinge máxima de 6 semanas na China

    CINGAPURA, 8 Abr (Reuters) – O preço do minério de ferro no mercado físico chinês atingiu a máxima de seis semanas nesta terça-feira, enquanto os contratos futuros do aço na bolsa de Xangai subiram às máximas de um mês depois de um feriado no país e em meio ao otimismo de que a demanda por aço vai continuar firme depois de uma queda nos estoques no começo de março.

    O estoque de produtos de aço mantido por comerciantes na China, maior consumidor do produto, caiu em cerca de 2 milhões de toneladas nas últimas cinco semanas, para 18,67 milhões de toneladas no início de abril, refletindo uma demanda firme.

    O consumo pode se fortalecer ainda mais ao longo de maio, quando a demanda por aço geralmente aumenta acompanhando a aceleração das atividades de construção civil.

    O contrato mais negociado de vergalhão na bolsa de Xangai fechou a terça-feira com alta de 1,9 por cento.

    “Participantes do mercado estão antecipando que o consumo irá subir ainda mais em abril e maio, e o governo também está tentando estimular a economia no curto prazo”, disse Zhou Ting, analista da Jinrui Futures, em Shenzhen.

    O governo chinês acelerou os gastos com ferrovias e outros projetos em regiões mais pobres do país e também cortou impostos para pequenos negócios em uma tentativa de acelerar a economia.

    O minério de ferro com entrega imediata na China subiu 0,85 por cento para 118,20 dólares por tonelada nesta terça-feira, maior patamar desde 25 de fevereiro, segundo dados compilados pela Steel Index.

    As cotações já se recuperaram cerca de 13 por cento desde a mínima de um ano e meio registrada no início de março, de 104,7 dólares por tonelada.

    Vinte e oito navios foram afretados na semana passada para transportar minério de ferro com entrega imediata para compradores chineses, o maior volume desde a semana encerrada em 21 de fevereiro, afirmou Jeffrey Landsberg, diretor da consultoria Commodore Research & Consultancy.

    “A China continua a mostrar que sua demanda por minério de ferro de alta qualidade, que permanece a preços ainda relativamente baratos, é muito forte “, disse Landsberg, em nota.

    Os estoques de minério de ferro nos portos chineses caíram ante um recorde registrado na semana passada, no primeiro recuo desde dezembro, para 107,65 milhões de toneladas ante 108,45 milhões na semana passada.

    “Acreditamos que estes estoques vão recuar ainda mais em abril, com o clima quente combinado ao empurrão do governo chinês estimulando a demanda pelo usuário final”, disse o analista de recursos do Morgans Financial, James Wilson, em nota.

    (Por Manolo Serapio Jr.)

  • Reply Vilmar 2 de abril de 2014 at 19:10

    Vale informa datas de divulgação do desempenho do primeiro trimestre de 2014

    Rio de Janeiro, 2 de abril de 2014 – A Vale S.A. (Vale) informa que divulgará o relatório de produção e o relatório de desempenho financeiro referente ao primeiro trimestre de 2014 (1T14) no dia 30 de abril de 2014, quarta-feira, antes da abertura dos mercados.

    No caso de Hong Kong, devido à diferença de fuso horário, a divulgação do relatório de produção e do relatório de desempenho financeiro ocorrerá no dia 30 de abril de 2014, após o fechamento dos mercados.

    A Vale divulgará simultaneamente o relatório de desempenho financeiro consolidado em IFRS (International Financial Reporting Standards), expressos em USD e em R$.

    No mesmo dia, 30 de abril, serão realizadas duas conferências telefônicas e webcasts. A primeira, em português, ocorrerá às 14:00 horas, horário do Rio de Janeiro. A segunda, em inglês, às 15:00 horas do Rio de Janeiro (14:00 horas em Nova Iorque, 19:00 horas em Londres e 2:00 horas do dia 1 de maio em Hong Kong).

    Acesso às conferências telefônicas/webcasts:

    Conferência em português:
    Participantes que ligam do Brasil: (55 11) 3193-1001 ou (55 11) 2820-4001
    Participantes que ligam dos EUA: (1 888) 700-0802
    Participantes que ligam de outros países: (1 786) 924-6977
    Código de acesso: VALE

    Conferência em inglês:
    Participantes que ligam do Brasil: (55 11) 3193-1001 ou (55 11) 2820-4001
    Participantes que ligam dos EUA: (1 866) 262-4553
    Participantes que ligam de outros países: (1 412) 317-6029
    Código de acesso: VALE

  • Reply vilmar 28 de março de 2014 at 18:33

    VALE, SEGUE O FAZ-ME-RIR:

    $$$

    Vale propõe pagamento de remuneração ao acionista

    Rio de Janeiro, 28 de março de 2014 – A Vale S.A. (Vale) informa que a Diretoria Executiva aprovou e submeterá à deliberação do Conselho de Administração proposta para pagamento da primeira parcela de remuneração mínima aos acionistas da Vale em 2014, no valor de US$ 2,1 bilhões, conforme anunciado ao mercado em 30 de janeiro de 2014. A proposta de remuneração ao acionista de US$ 2,1 bilhões, equivalente a US$ 0,407499945 por ação ordinária ou preferencial em circulação, com base no número de ações em 28 de fevereiro de 2014 (5.153.374.926).

    O Conselho de Administração da Vale apreciará a proposta da Diretoria Executiva na reunião agendada para o dia 14 de abril de 2014 e, se aprovada, o pagamento de US$ 2,1 bilhões será realizado em 30 de abril de 2014. Os valores em reais serão obtidos mediante a conversão dos valores em dólares norte-americanos pela taxa de câmbio de venda do dólar norte-americano (PTAX – opção 5) informada pelo Banco Central do Brasil no dia 11 de abril de 2014.

    Todos os investidores que possuírem ações da Vale no encerramento dos negócios nas record dates terão o direito ao recebimento da remuneração. A record date para as ações de emissão da Vale negociadas na BM&FBovespa será o dia 14 de abril de 2014. A record date para os detentores de ADRs de emissão da Vale negociados na New York Stock Exchange (NYSE) e na Euronext Paris será o dia 17 de abril de 2014 e para os detentores de HDRs de emissão da Vale negociados na Hong Kong Stock Exchange (HKEx) será o dia 17 de abril de 2014

    As ações da Vale serão negociadas ex-direitos a partir de 15 de abril de 2014 na BM&FBovespa, NYSE e Euronext Paris e a partir de 16 de abril de 2014 na HKEx.

  • Reply Vilmar 7 de março de 2014 at 12:59

    comprem, comprem, comprem batom rsrssr, viva o pt…hora de reestatizar a vale hein rsrrs

    Bolsa | 06/03/2014 19:47

    Vale e Itaú são as ações mais sugeridas para março
    Dentre as 22 carteiras de ações recebidas por EXAME.com, Vale e Itaú, seguidos por Ambev, BB Seguridade, BRF e Pão de Açúcar foram os ativos mais recomendados

    minério da vale
    Minério de ferro da Vale: Corretoras acreditam que o real depreciado e os projetos de redução de custo devem gerar bons retornos para as ações da Vale
    São Paulo – A Vale (VALE5) foi a ação mais sugerida pelas corretoras para o mês de março. Dentre as 22 carteiras recomendadas de ações recebidas por EXAME.com, a mineradora foi sugerida em 13.

    O Itaú Unibanco (ITUB4) foi a segunda ação mais indicada para o mês, presente em 12 portfólios. E em terceiro lugar, com nove recomendações, aparecem empatados: Ambev (ABEV3), BB Seguridade (BBSE3), BRF (BRFS3) e Pão de Açúcar (PCAR4).

    Entre os motivos citados para a recomendação da Vale, os mais recorrentes foram o fato de a empresa se beneficiar do câmbio desvalorizado, já que boa parte de sua receita é proveniente de exportações e também as perspectivas de bons retornos resultantes das diversas iniciativas da direção atual para redução dos custos estruturais da companhia.

    Apesar do risco que a desaceleração da economia chinesa representa para a empresa, analistas afirmaram que a China deve manter a expansão do PIB superior a 7% sustentando a demanda pelo minério de ferro. Além disso, a gradual recuperação das economias europeia e americana também pode aumentar o potencial de exportação da mineradora.

    Novamente aparecendo como o banco mais recomendado, o Itaú é sugerido, segundo as corretoras, por se destacar entre seus concorrentes. Conforme ressaltado no relatório da Guide (ex-Indusval): “No setor dos grandes bancos o Itaú apresenta o maior Retorno sobre o Patrimônio (ROE) e, como outros do setor, continua a apresentar uma melhora significativa na qualidade da carteira de crédito nos últimos trimestres”.

    O banco apresentou bons resultados no seu balanço do quarto trimestre, com destaque para o ROE de 23,7%. As corretoras também ressaltam que, com as recentes elevações na taxa básica de juros, os níveis de spread – diferença entre o custo que os bancos têm para captar dinheiro e o custo repassado a quem toma dinheiro emprestado – estão se recuperando.

    A Ambev foi fortemente sugerida por ser uma ação com perfil defensivo. Líder de mercado no setor de bebidas, a empresa não sofre tanto como outras empresas os reflexos do ambiente macroeconômico, mantendo forte geração de caixa e distribuindo altos dividendos mesmo em cenários mais pessimistas.

    Analistas de mercado também estão otimistas com as perspectivas de aumento do consumo de bebidas com a demanda extra da Copa do Mundo e com o clima atipicamente quente desse início de ano.

    O BB Seguridade também aparece como uma das ações preferidas para março. Por atuar no setor de seguros, que ainda tem baixa penetração na população, analistas acreditam que a empresa tem forte potencial de crescimento. A ação também se destaca pela alta capilaridade, já que seus produtos são vendidos nas agências do Banco do Brasil.

    Também indicada por nove corretoras a BRF é sugerida pela sua forte posicão no setor de alimentos e pelas expectativas de bons retornos para este ano diante da implementação de um projeto de reestruturação da empresa.

    Conforme ressaltou Abilio Diniz, presidente do conselho da companhia, 2013 foi o “ano de arrumar a casa” para que os resultados possam surpreender o mercado em 2014.

    exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/vale-e-itau-sao-as-acoes-mais-sugeridas-para-marco

  • Reply Vilmar 25 de fevereiro de 2014 at 13:20

    07h17 : Vale diz que primeiro navio Valemax irá atracar na Malásia em março

    PEQUIM, 25 Fev (Reuters) – A mineradora Vale em breve começará o armazenamento e distribuição de minério de ferro em seu centro na Malásia, que receberá a primeira atracação do navio Valemax, que transporta minério de ferro, em março, afirmou o presidente da Vale na China, João Mendes de Faria, em uma conferência da indústria nesta terça-feira.

    A empresa está contando com os gigantes navios para ajudar a cortar os custos de exportação para a China, maior mercado de minério de ferro do mundo, e competir com as rivais australianas BHP Billiton e Rio Tinto RIO.L>, cujas minas estão mais próximas dos clientes chineses.

    (Por David Stanway)

  • Reply Vilmar 25 de fevereiro de 2014 at 12:55

    Temendo China, Ibovespa futuro cai
    Governo chinês pode para de conceder créditos às imobiliárias, o que prejudicaria a Vale

    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3208534/temendo-problemas-com-china-indice-futuro-abre-queda-brasil

  • Reply Vilmar 29 de novembro de 2013 at 17:21

    18h16
    MMX cai 21% e fica entre as maiores quedas do mês; veja os destaques de novembro

    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3082030/mmx-cai-fica-entre-maiores-quedas-mes-veja-destaques-novembro

  • Reply Vilmar 6 de novembro de 2013 at 19:10

    Vale tem lucro líquido de R$ 7,95 bilhões, alta de 139,36%
    infomoney.com.br/vale/noticia/3044314/vale-tem-lucro-liquido-bilhoes-alta-139

  • Reply Vilmar 14 de outubro de 2013 at 18:53

    4/10/2013 às 00h00
    Uso de sucata na China cria incertezas para minério

    O apetite da China por minério de ferro poderá diminuir a partir do fim desta década, na visão de especialistas em matérias-primas ouvidos pelo Valor. A redução do crescimento na demanda chinesa por minério de ferro está associada à perspectiva de um maior uso de sucata e de fornos elétricos nas siderúrgicas chinesas. Hoje a China produz aço com base em minério de ferro. A commodity é o produto número um da pauta de exportações brasileira e a China o principal comprador. Qualquer movimento chinês nessa área precisa, portanto, ser bem considerado por exportadores como a Vale.
    valor.com.br/empresas/3303158/uso-de-sucata-na-china-cria-incertezas-para-minerio#ixzz2hjfrZLVa

    • Reply Vilmar 30 de janeiro de 2014 at 21:48

      Vale propõe remuneração mínima ao acionista para 2014

      Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 2014 – A Vale S.A. (Vale) informa que a Diretoria Executiva aprovou e submeterá à deliberação do Conselho de Administração proposta para pagamento de remuneração mínima aos acionistas para 2014 no valor de US$ 4,2 bilhões, correspondente a US$ 0,814999890 por ação ordinária ou preferencial em circulação, a ser distribuído aos acionistas em duas parcelas nos dias 30 de abril e 31 de outubro de 2014.

      O Conselho de Administração da Vale apreciará a proposta da Diretoria Executiva nas reuniões agendadas para os dias 14 de abril e 16 de outubro de 2014.

      Caso aprovada a proposta pelo Conselho de Administração, o pagamento aos acionistas de cada parcela será efetuado em reais e calculado com base no valor da taxa de câmbio real/dólar norte-americano (Ptax – opção 5), a ser divulgada pelo Banco Central do Brasil no dia útil anterior à realização da reunião do Conselho de Administração que deliberar sobre a proposta de remuneração ao acionista.

      A remuneração ao acionista proposta é consistente com as diretrizes da política financeira da Vale que prevê a conciliação do financiamento das oportunidades de crescimento com a preservação de um balanço saudável.

  • Reply Vilmar 13 de junho de 2013 at 20:23

    19h10 : Dilma anuncia novo marco da mineração no dia 18

    BRASÍLIA, 13 Jun (Reuters) – A presidente Dilma Rousseff anuncia na próxima terça-feira, no Palácio do Planalto, como deverá ser o novo código de mineração do país, informou nesta quinta-feira o Ministério de Minas e Energia (MME).

    Detalhes do texto, estudado desde o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, não estavam disponíveis, segundo a assessoria de imprensa do MME.

    O novo marco, que visa modernizar as regras do setor, da década de 60, deverá estabelecer um aumento dos royalties e prazos para que os detentores de direitos sobre as jazidas iniciem a exploração e a produção.

    Em entrevista à Reuters no mês passado, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que o novo código, que deve ser encaminhado ao Congresso como projeto de lei, dobrará a cobrança de royalties do setor, e que os pagamentos serão feitos a partir da receita bruta.

    Na ocasião, o ministro disse ainda que o governo analisava também a possibilidade de repartir os royalties da mineração a Estados não produtores.

    • Reply vilmar 8 de setembro de 2014 at 12:32

      Índices de Minério de Ferro – Iron Price

      http://www.vale.com/PT/business/mining/iron-ore-pellets/Paginas/Iron-Ore-Indices.aspx

      Índices de Minério de Ferro - Iron Price

      • Reply Vilmar 3 de novembro de 2014 at 17:29

        Preço do minério exportado por Brasil cai 40% e renova mínima em 4 anos em outubro
        segunda-feira, 3 de novembro de 2014 18:08 BRST

        SÃO PAULO (Reuters) – O preço médio do minério de ferro exportado pelo Brasil fechou outubro a 59,5 dólares por tonelada, no menor nível desde março de 2010, com os valores das vendas brasileiras sendo afetados pela conjuntura de grande oferta global do produto e um crescimento mais fraco da demanda.

        Com a queda de 40 por cento no preço e de 2,3 por cento no volume embarcado, a receita com as exportações de minério de ferro do país recuou para 1,89 bilhão de dólares em outubro ante o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior nesta segunda-feira. Em outubro de 2013, o preço médio do minério exportado pelo Brasil estava em 99 dólares por tonelada. E

        Em setembro, o preço estava em 67,3 dólares por tonelada, na esteira da queda dos preços globais, que atingiram mínimas de cinco anos no mercado da China, maior importador global.

        Pelos dados do governo brasileiro, o preço de exportação do minério é o mais baixo desde que alcançou 52,3 dólares por tonelada em março de 2010, quando com a economia global ainda se recuperava da crise financeira de 2008-2009.

        Os baixos preços do minério impactaram fortemente os resultados da mineradora Vale no terceiro trimestre, quando a maior produtora global de minério e principal empresa exportadora brasileira registrou um prejuízo líquido.

        Os volumes exportados de minério de ferro pelo Brasil recuaram para 31,8 milhões de toneladas no mês passado, ante 33,1 milhões toneladas em setembro e 32,5 milhões de toneladas em outubro de 2013.

        (Por Roberto Samora)

    Leave a Reply

    CAPTCHA *