‘EBX’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: EBX

    OGX não produz mais petróleo !

    8 de março de 2016

    Será que Freud explica por que empresas como a OGX ainda seguem sendo negociadas na bolsa de valores? Deve estar na fila de espera para ser banida. Hoje em dia é apenas um escritório. Não atende mais a sua finalidade social que é extrair petróleo:

    Michel Filho

    Não que fosse uma marca respeitável — eram magros 9,1 mil barris por dia — mas com a interrupção anunciada hoje da exploração do campo Tubarão Martelo, a OGPar (ex-OGX) passa a produzir tanto petróleo quanto uma empresa de telemarketing…

    Em 2014, quando o império X, de Eike Batista, já fazia água, a OGX garantia que Tubarão Martelo produziria 30 mil barris de pétróleo por dia. Nunca passou dos 10 mil.
    Fonte: Petroleira de Eike não produz mais nem uma gota de petróleo – 07/03/2016 11:19

    Para ver outras postagens sobre o Midas-X clique aqui.

    Até mais.

    LLX (Prumo) vai fechar o capital: mais um caso de “sucesso” do Eike!

    16 de dezembro de 2015

    Mais uma empresa e mais um sucesso, claro, pro bolso do criador da mesma, a qual foi vendida, mas até hoje não apresentou os resultados esperados pelos seus acionistas e mercado financeiro, ou seja, mais uma aposta em vão do Midas-X.

    Controladores da Prumo pretendem fazer OPA para fechar capital
    segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 22:02 BRST

    RIO DE JANEIRO (Reuters) – Os controladores da Prumo Logística PRML3.SA pretendem realizar oferta pública de aquisição (OPA) de ações para cancelamento de registro de companhia aberta, em uma operação que pode movimentar mais de 800 milhões de reais.

    O preço máximo a ser ofertado é de 1,15 real por ação, disse a empresa em fato relevante nesta segunda-feira, o que representa um prêmio de 10,6 por cento sobre o fechamento do papel na Bovespa nesta segunda-feira, de 1,04 real.

    Considerando o preço máximo e as 713,165 milhões de ações em circulação da companhia, a operação pode movimentar até 820 milhões de reais. Segundo a Prumo, o preço máximo por ação representa um prêmio de 40 por cento sobre a média ponderada do preço de fechamento durante um período de 90 dias até 4 de dezembro.

    O grupo norte-americano EIG possui 74,3 por cento da companhia, enquanto o fundo de investimentos Mubalada, de Abu Dhabi, detém 6,7 por cento. Outros acionistas minoritários representam 19 por cento, de acordo com informações no site da companhia.

    O Conselho de Administração da Prumo também aprovou a eleição do José Magela Bernardes como diretor-presidente interino da companhia no lugar de Eduardo Parente Menezes, que deixou a empresa, disse a companhia.
    br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN0TQ2RL20151208

    Dilma: No meu governo até o Eike entrou na classe média

    Veja também:

    Até o próximo post.

    2014: O ano que nos ensinou que nada é impossível…

    18 de dezembro de 2014

    2014: O ano que nos ensinou que nada é impossível...

    …um ano para ser esquecido!!!
    Soma-se a isto estagnação econômica, inflação alta, outro ano de forte queda na bolsa de valores, reeleição da presidenta, reeleição de vários governadores, senadores e deputados.

    O gigante que se levantou em 2013, adormeceu em 2014.
    Em 2015, aposto ainda que nada irá melhorar, quiçá deva piorar.

    Leia também estes posts que já apontavam esta trajetória de queda na economia:

    – A estagflação chegou ou está chegando ao Brasil?

    – Selic 10,00%: Inflação alta, crescimento baixo e alto endividamento!?

    Até o próximo post.

    Eneva pede recuperação judicial: mais um caso de sucesso do Eike!

    10 de dezembro de 2014

    Para quem não lembra, a Eneva é antiga MPX, a qual o Sr. Batista vendeu o controle para o grupo alemão E.ON. Hoje saiu na mídia que mais este caso de imenso “sucesso” do império X, conforme expectativa do mercado, entrou em RJ (Recuperação Judicial).

    O sonho X acabou de fato. O castelo de areia segue ruindo.

    Confira a reportagem a seguir:
    Eneva
    A empresa de energia Eneva (ENEV3), controlada pela alemã E.ON, entrou com pedido de recuperação judicial na Comarca do Estado do Rio de Janeiro, após não ter conseguido renovar acordo com bancos credores. O pedido ocorreu após a não revalidação do acordo para suspender a amortização e o pagamento de juros de operações financeiras contratadas pela companhia com os credores, expirado em 21 de novembro, disse a Eneva nesta terça-feira em fato relevante.
    eneva antiga mpx
    Além disso, a companhia assinou contrato de venda da Pecém I para a EDP Energias do Brasil (ENBR3) no valor de R$ 300 milhões. O montante compreende pagamento pela participação de 50% da Eneva no capital social da Pecém I e futura capitalização de créditos concedidos originalmente pela Eneva à Pecém I, no valor total de R$ 409,9 milhões, a ser efetivada no fechamento da transação, segundo comunicado da companhia enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3740875/desvio-petrobras-pode-chegar-eneva-entra-mais-noticias-radar

    Veja também:

    Até o próximo post.

    Eike Batista: de midas a réu no tribunal por insider trading !

    19 de novembro de 2014

    Eike Batista e sua EBX foi mais um fenômeno criado no “capetalismo petralha” que se instalou no país nos últimos anos. Muito dinheiro do BNDES e outros bancos foram injetados nesta “barca furada” onde muito risco foi omitido dos investidores quando do seu início.

    Quem foi menos ganancioso e/ou teve um gerenciamento de risco mais prudente até que conseguiu ganhar dinheiro com empresas X. No mínimo conseguiu proteger o capital.

    Agora as viuvinhas X, o mercado só lamenta. O fanatismo e ganância na ilusão do lucro fácil só os fez perder muito dinheiro.
    O Defensor$ avisou !!!

    Leiam:

    18/11/2014 14h35 – Atualizado em 18/11/2014 21h05
    Testemunhas de acusação são ouvidas em julgamento de Eike
    Empresário responde por manipulação de mercado e ‘insider tranding’.
    Em dezembro serão ouvidas testemunhas de acusação de SP e de defesa.

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/11/comeca-julgamento-de-eike-batista-no-rio.html
    eike-brazil-batista

    Até mais.

    Revista Exame: Crime na bolsa

    29 de agosto de 2014

    Outra excelente matéria de capa da revista Exame sobre crimes na bolsa de valores. Possui um grande foco em uso de informações privilegiada pelos criminosos, sendo estes tipos de operações mais comumente conhecidas como “Insider Trading” e quem opera desta forma ilegal é conhecido como “Insider Trader”, que nada mais é do que um operador (investidor) que usa informações privilegiadas em suas decisões de investimentos de forma especulativa, fato que representa um ônus pro mercado financeiro e transparece insegurança no nosso mercado capitais, principalmente pro investidor estrangeiro, sempre desconfiado com a nossa economia, ainda emergente.

    capa-exame-edicao-1072-ano-48-numero-16-3-9-2014

    A reportagem também ressalta o trabalho do órgão público fiscalizador, normatizador e sancionador do mercado mobiliário brasileiro, a nossa CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em comparação com a SEC (Security Exchance Comission), a comissão norte-americana que exerce a mesma função no mercado mobiliário de lá, porém com uma infra-estrutura infinitamente superior, aqui falando de termos relativos, pois se falasse em termos absolutos seria uma covardia.

    A Exame também relata como trabalha a bolsa de valores BM&FBOVESPA, a CVM e a justiça brasileira, cada um no seu escopo neste processo de identificação dos crimes de informação privilegiada, denúncia, investigação e condenação, ressaltando que apesar de muitas identificações de insider trading pela BM&FBOVESPA e apontadas à CVM, devido ao baixo contingente e pequena infra-estrutura do órgão, nem todos são investigados. Apenas os casos mais gritantes são investigados e quando provada as fraudes, são condenadas.

    A lei no Brasil é severa, mas poucas vezes é fortemente aplicada nestes casos. A conclusão do autor da matéria é que em nosso país este tipo de crime compensa, para tristeza e vergonha nacional.

    Leiam mesmo que sejam do mercado financeiro e acompanhem isto todos os dias, pois é um resumo bem interessante. Para quem apenas acompanha, tem curiosidades ou estuda a leitura torna-se ainda muito mais relevante. É uma aula sobre como ocorre e quais os casos mais famosos de uso de informação privilegiada na história recente do nosso mercado de capitais.

    Os suspeitos de uso de informação privilegiada

    Existem muitos outros casos, mas aí seriam necessários diversas edições da revista para cobrir tantos fatos. Esta edição surgiu principalmente devido a toda especulação eleitoral que tem sido usada como justificativa por muitos no mercado financeiro às grandes oscilações na bolsa de valores, principalmente positivas quando da melhora da oposição na corrida presidencial.

    Veja também:
    – Como filtrar informações

    Até o próximo post.

    MMX: outro fiasco da mineração brasileira se despede do Ibovespa

    3 de janeiro de 2014

    Esta empresa, MMX Mineração, que foi criada pelo “midas” Eike Batista para ser uma “mini-Vale”, nunca chegou nem aos pés da grande empresa de mineração brasileira e mundial.

    A notícia veio como “novidade” da 3ª prévia do Ibovespa jan-abr 2014, sendo que houve a entrada de Tractebel e saída de MMX, que despenca no seu pregãod e despedida. A nova carteira do Ibovespa entra em vigor na próxima segunda-feira, já com a nova metodologia.
    Muita gente já esperava por esta notícia, dado que pelo novo critério do Ibovespa agora em janeiro/2014 em diantes, ações cotadas abaixo de R$ 1,00 não serão mais listadas neste índice.

    Leia também:

    Até o próximo post.