• Malha fina: os erros mais comuns na declaração de Imposto de Renda

    Dicas para fazer o imposto de renda 2018 (ano-base 2017) Termina no dia 30 de abril o prazo para entrega da declaração de Imposto de Renda referente aos rendimentos de 2017. De acordo com Francisco Arrighi, diretor da Fradema Consultores Tributários, todos os anos cerca de 30% das declarações entregues são retidas na malha fina do Fisco, apresentando deslizes insignificantes como erros de digitação e omissão de valores. Segundo ele, a pressa é uma das principais “vilãs” na declaração. “É sempre melhor, além de mais prudente, preencher a declaração com antecedência e sempre que possível com a assessoria de um

    [Leia mais...]
  • Série Netflix: O Mecanismo

    Um dos assuntos mais comentados dos últimos dias foi o lançamento da série da Netflix O Mecanismo sobre a corrupção brasileira que vem tirando dinheiro pago pelo contribuinte em impostos e drenado para os bolsos dos larápios. O seriado é produzido por José Padilha (diretor dos dois Tropa de Elite), o programa traz de forma fictícia os eventos do início da Operação Lava Jato, com Selton Mello como protagonista. No último fim de semana, a ex-presidente Dilma Rousseff criticou a série, dizendo que ela é mentirosa, principalmente por um momento em que coloca uma frase dita por Romero Jucá na

    [Leia mais...]
  • Dicas para fazer o imposto de renda 2018 (ano-base 2017)

    A entrega de IRPF 2018 (ano-base 2017) começa em março e neste post é possível ver as principais mudanças. Vale ressaltar que é obrigado a declarar o imposto de renda quem tiver rendimentos tributáveis em 2017 que somem mais de R$ 28.559,70! Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda em 2018 e o prazo de entrega tem início em 2 de março com data limite de 28 de abril. Os contribuintes devem ficar atentos às mudanças nas regras que ficaram ainda mais rígidas neste ano com o objetivo de diminuir a sonegação. Segundo Waldir de

    [Leia mais...]
  • IR 2017: Receita espera receber mais de 28 milhões de declarações

    A forma como o Imposto de Renda funciona hoje foi estabelecida em 1922. Seus objetivos são financiar a educação, a saúde pública e a expansão urbana. Mas só 46 anos depois é que foi criado um órgão responsável por fiscalizar o tributo. Desde então, a responsabilidade deixou de ser do Ministério da Fazenda e passou a ser da Secretaria da Receita Federal, como funciona até hoje. Agora, 95 anos depois, a declaração do Imposto de Renda continua sendo parte da rotina dos brasileiros. Em 2017, o prazo para enviar a declaração do IR começou no dia 02 de março e

    [Leia mais...]
  • A Netflix pode ficar mais cara

    Ou melhor dizendo, pode ficar menos barata, já que o valor que cobram é bem baixo se comparado com os planos da TV por assinatura. A Netflix Brasil pode ter que pagar R$ 300 milhões em taxas para o governo até 2022, diz colunista Ricardo Feltrin, do UOL. Tal taxa seria cobrada através da Ancine para conteúdo estrangeiro em serviços de streaming, logo, muito provavelmente, estes custos seriam repassados para o consumidor final. A notícia vem depois da aprovação, em 2016, da cobrança de Imposto sobre serviço (ISS) dessas empresas e para ler mais detalhes, clique aqui. Até o próximo

    [Leia mais...]
  • Inventário chega a corroer 15% da herança

    O processo do inventário pode ser demorado e tem custos com cartório, imposto e advogado. A transmissão de herança não é tão simples, porém poucos sabem que também pode ser consideravelmente caro. Existem uma série de custos envolvidos que podem corroer parte significativa do patrimônio, mesmo se não houver nenhum conflito entre os herdeiros quanto à partilha dos bens. Os gastos chegam a 15%. Isso aponta que herdeiros que aguardam uma herança de R$ 1 milhão precisarão gastar cerca de R$ 150 mil durante o processo. Essa conta apresenta diferenças de acordo com o lugar onde a família mora, uma

    [Leia mais...]
  • Dicas para fazer o imposto de renda 2016(ano-base 2015)

    Para aquele 1% que faz tudo adiantado, se organiza e não deixa para última hora, vale a pena informar que a Receita Federal vai liberar os programas de declaração e entrega do IR 2016 na próxima quinta-feira, dia 25, a partir das 8h, conforme matéria do UOL em São Paulo 22/02/2016 – 06h00. Embora estes programas estejam sendo liberados, a declaração só poderá ser enviada a partir de 1º de março, ou seja, na terça-feira seguinte. Até lá, o sistema da Receita não vai aceitar o envio do documento. O prazo final de entrega da declaração de IR 2016 é

    [Leia mais...]
  • Planilha para controle de operações em bolsa de valores

    Segue um exemplo simples e funcional de planilha para controle de operações em bolsa de valores e apurar IR (Imposto de Renda) a ser pago ou compensado. Quem não tiver um modelo, pode usar o modelo abaixo como está ou melhorá-lo. Sinta-se à vontade. Planilha feita em Microsoft Excel. Clique aqui para fazer o download da planilha. Veja também outros exemplos de planilhas para controle de operações e de imposto de renda na bolsa de valores a seguir: http://defendaseudinheiro.com.br/planilhas-para-controle-de-operacoes-e-imposto-de-renda-na-bolsa-de-valores Até o próximo post.

    [Leia mais...]
  • Dicas para fazer o imposto de renda 2015(ano-base 2014)

    Embora o prazo para preenchimento dos dados no programa ou site IRPF 2015 (ano-base 2014) começar apenas em 01/03/2015, recomenda-se antecipar para evitar problemas de último hora com a receita federal. Apesar das regras ainda não terem sido oficialmente anunciadas pelo governo, existem alguns passos que pode-se adiantar para facilitar o trabalho na hora do preenchimento da sua declaração de imposto de renda. Desta forma, vale a pena conferir: – IMPOSTO DE RENDA 2015: Programe-se já com este passo a passo – IMPOSTO DE RENDA 2015: Nova tabela conta com defasagem de 64% Até o próximo post.

    [Leia mais...]
  • Previdência privada (IR) ou LCI (isenção)?

    Sempre que chega-se ao fim do ano muitos investidores fazem esta pergunta a si próprios: vale a pena investir em previdência privada, modalidade PGBL, para obter a restituição de IR no ano seguinte? Esta pergunta nunca foi fácil. Atualmente está ainda mais difícil com a quantidade de ativos ofertados isentos de imposto de renda no mercado. De fato, o PGBL sempre foi a aplicação “queridinha” dos clientes para o final do ano, visando a restituição de IR no ano seguinte. O PGBL trata-se apenas de um diferimento de imposto de renda, desta forma no fim da aplicação, o investidor pagará

    [Leia mais...]