Plano real 20 anos: Renda Fixa bate Bolsa de Valores por longa margem
Geral

Plano real 20 anos: Renda Fixa bate Bolsa de Valores por longa margem

30 de junho de 2014

O Plano Real posto em prática pelo ex-presidente FHC, o qual controlou a hiperinflação do nosso país, completa 20 anos nesta segunda-feira (30/06/2014). É bem interessante o fato de que entre 30 de junho de 1994 e 26 de junho de 2014 o CDI valorizou 631,7%, enquanto o Ibovespa rendeu 221,11%. A Economatica fez o cálculo do retorno das principais aplicações ajustadas pela inflação medida pelo IPCA até 31 de maio de 2014 e de acordo com estes cálculos, a renda fixa rendeu quase o triplo do que o mercado de renda variável. Ao passo que a poupança deu de retorno 103,2% e o ouro 69,03%. O Dólar Ptax Venda foi a única aplicação que deu um retorno real negativo nos últimos 20 anos ao desvalorizar 51,97%.

A Selic ficou muito alta nos primeiros anos de Plano Real, fato que acabou tornando a renda fica imbatível. Provavelmente isto não deverá se repetir nos próximos 20 anos apesar de todos os problemas com o atual governo, atualmente temos uma economia estabilizada e um risco país muito menor do que na época de lançamento do plano salvador da economia brasileira.

Veja também:

Até o próximo post.

9 Comments

  • Reply Vilmar 13 de fevereiro de 2015 at 16:00

    AVISO
    Poupança não será confiscada, afirma Ministério da Fazenda
    infomoney.com.br/onde-investir/poupanca/noticia/3865607/poupanca-nao-sera-confiscada-afirma-ministerio-fazenda

  • Reply Vilmar 30 de outubro de 2014 at 17:03

    Com alta da Selic, fundos DI se tornam mais atrativos frente à poupança
    infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-investimento/noticia/3667753/com-alta-selic-fundos-tornam-mais-atrativos-frente-poupanca

  • Reply Vilmar 2 de outubro de 2014 at 19:25

    Compre 1 lote de LCI por ano e viva de renda pelo resto da vida – InfoMoney
    infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/3610334/compre-lote-lci-por-ano-viva-renda-pelo-resto-vida

  • Reply Marcos Regis 21 de julho de 2014 at 16:03

    Plano real foi como uma Quimioterapia para tratar gripe. Ajudou a curar mas o custo ao corpo foi muito alto.

    • Reply Vilmar 21 de julho de 2014 at 16:19

      A radioterapia foi o plano collor de tirar bilhões de dinheiros da economia “saquear” a poupança e acabar com o overnight. Um mal mais do que necessário, inclusive previsto para ser usado em livros de macroeconomia. Estudei isto na pós-graduação. Medidas drásticas, mas que dão o devido resultado.

      Fiquemos no aguardo do(a) nosso(a) grande estadista para fazer as reformas necessárias para destravar a nossa economia.

      • Reply Marcos Regis 21 de julho de 2014 at 18:19

        Me referi a alta taxa de juros implantada para segurar a inflação. Chile e México fizeram coisas parecidas e não precisaram desinvestir o país retirando dinheiro da economia para gerar lucro a investidores em papéis do governo (especulação sem nenhum retorno para a economia).
        O custo foi muito alto para a sociedade. Governo teve (e ainda tem) que se enxugar com uma população em crescimento e envelhecendo.

        • Reply Vilmar 21 de julho de 2014 at 21:08

          São economias muito menores, menos complexas, menor diversidade de problemas, políticos, gestores e possíveis soluções.
          Devemos olhar mais pros irmãos BRICS.

  • Reply henrique leusin 1 de julho de 2014 at 13:09

    A pura verdade do Plano Real nunca foi dita .
    Em maio de 1993 ,o engenheiro Henrique Leusin idealizou o plano real em 2 dias, que entregou ao filho do embaixador Meira Penna.Este repassou ao Recúpero e FHC.Varios questionamentos foram feitos vindo do BC e Ministério da Fazenda.Só depois eles juntaram os economistas para formatar e executar o plano.Lembra da parabólica “o que é ruim eu escondo “ Recupero. Por que eu nunca apareci ? economistas não aceitariam um engenheiro .Em 27/06/2004 , 10 anos do Real,O Globo fez a reportagem no Colégio Cruzeiro.Escola que eu estudei. E tem muito mais.

  • Reply Vilmar 30 de junho de 2014 at 17:04

    12h54- 247 Brasil
    Com inflação próxima do teto, FHC prega o fim de atitude “leniente” com preços


    Em entrevista ao Globo, o ex-presidente ressaltou que a política monetária sozinha não dá conta de controlar a inflação.

    Ao fazer novo balanço sobre os 20 anos do Plano Real, o ex-presidente FHC (PSDB) faz um alerta sobre o risco da memória inflacionaria do país.

    “Não creio que seja iminente nem que estejamos diante do que aconteceu no passado, mas é preciso mudar a atitude leniente e estar sempre de olho no que já está indexado”, diz.

    Em entrevista ao Globo, ele ressalta que a política monetária sozinha não dá conta de controlar a inflação. “Desde o governo Lula, o mantra é: mais crédito e mais consumo. Houve pouca atenção ao aumento de produtividade e à atração de investimentos produtos”, afirma.

    FHC defende o legado do Plano Real para a economia do Brasil: “O plano marcou uma mudança na vida brasileira que permaneceu: não aceitar a inflação como inevitável”.
    Esta matéria foi publicada pelo portal Brasil 247

  • Leave a Reply

    CAPTCHA *