• Seu Dinheiro: Saiba reconhecer o golpe da pirâmide financeira

    Pirâmide financeira baiana: D9 Clube Aprenda a reconhecer o golpe da pirâmide financeira. Várias estão disfarçadas de marketing multinível (MMN).

    [Leia mais...]
  • Riscos de se cair no golpe da pirâmide financeira

    O Procon ALMG alerta para os riscos de se cair no golpe da pirâmide financeira. O órgão de defesa do consumidor ressalta que é preciso desconfiar quando se trata de dinheiro fácil! Mandala vira febre em Lagoa da Prata e jovens caem em golpe de pirâmide financeira O Procon alerta que é preciso ter cuidado ao ser convidado a participar de um desses grupos: pirâmides, mandalas e clubes de ajuda mútua. Você pode ser vítima de um golpe e perder muito dinheiro. Estima-se que, atualmente, há pelo menos 33 “empresas” praticando fraudes desse tipo em todo o Brasil. Dois tipos

    [Leia mais...]
  • Os 10 direitos do consumidor que você provavelmente não conhece

    Existem 10 direitos do consumidor que você talvez não conheça. São pouco difundidos e várias vezes desrespeitados, estes direitos são garantias que devem ser cobradas. Na última quarta-feira, 15/03/2017, foi comemorado o Dia Do Consumidor, quando muitas lojas oferecem descontos e condições especiais para impulsionar vendas ao redor do mundo. A data foi criada, porém, para lembrar que os compradores têm direitos e devem possuir voz no momento da contratação de serviços e aquisição de produtos. Com a ajuda do advogado especializado em Defesa do Consumidor Sérgio Tannuri e de plataformas de proteção como o Procon, a InfoMoney fez uma

    [Leia mais...]
  • Como fica o cliente com recuperação judicial da incorporadora PDG ?

    As Ações da PDG e a bolha imobiliária Se você é um daqueles compradores de imóveis em tempos de bolha imobiliária no Brasil e por acaso a sua construtora foi a PDG, talvez você tenha bons motivos para se preocupar. O mesmo vale para os acionistas da empresa (PDGR3 está listada na BM&FBOVESPA). A PDG Realty entrou nesta quarta-feira, 22/02/2017, com um pedido de recuperação judicial, alegando dívidas de cerca de R$ 7,7 bilhões. Do ponto de vista do consumidor que tem contratos relativos a empreendimentos da incorporadora, isso significa, no geral, um sentimento de incerteza, explica Marcelo Tapai, especialista

    [Leia mais...]
  • Consumidores que não conseguem renegociar suas dívidas com os bancos

    Segundo estudo do site Idec 60,8% dos consumidores não tem conseguido renegociar suas dívidas com os bancos e tal pesquisa revela que 53,6% dos entrevistados já tentaram renegociar alguma dívida, porém deste total, apenas 39,2% conseguiram obter êxito na negociação. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) fez a divulgação dos resultados da pesquisa sobre as experiências dos consumidores relativo à renegociação de dívidas e 60,8% dos consumidores não conseguem renegociar suas dívidas com os bancos. A pesquisa ainda revela que 53,6% dos entrevistados já tentaram renegociar algum débito, mas deste total, apenas 39,2% conseguiram. As principais dívidas que

    [Leia mais...]
  • Direitos do consumidor que você tem, mas muitas vezes não sabe

    Para muitas pessoas já virou rotina parar o carro em um estacionamento e ler a placa: – “Não nos responsabilizamos por objetos deixados no interior do veículo.”, ou então, ir naquela lojinha de doces e ser notificado de que o valor mínimo para pagar com cartão de crédito é R$ 10,00. Mesmo que ambos os casos inflijam a lei, eles passam despercebidos aos olhos de muitos consumidores, os quais acabam aceitando com naturalidade essas “normas pré-estabelecidas”. São muitos diretos do consumidor que rodeiam as pessoas, porém nem sempre o cidadão está atento o suficiente para exigi-lo. O advogado especialista em

    [Leia mais...]
  • Comprar depois do Natal?

    Ué, mas por que alguém iria fazer compras logo após o Natal e festas de fim de ano? O motivo é que a maioria das lojas começam suas grandes vendas anuais assim que passa o Natal. No tempo em que as compras de Natal são perfeitas para presentes (brinquedos, livros, jóia , etc.), as vendas pós Natal são voltadas para as coisas que as pessoas precisam em casa, por exemplo, TVs , móveis ou eletrodomésticos, porém não podem pagar até que os preços sejam reduzidos. Desta forma, a decisão de comprar para o Natal ou esperar os descontos de início

    [Leia mais...]