‘Brasil’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: brasil

    Geral

    Ainda não aprendemos que congelar preços não funciona?

    29 de maio de 2018

    Livro – Crash!: Uma Breve História da Economia – Da Grécia Antiga ao Século XXI

    Do Egito antigo à Venezuela: ainda não aprendemos que congelar preços não funciona? Congelamento de preços não funciona há 4.000 anos

    Todos devem ter reparado que as crises na Argentina, Venezuela e Brasil dos últimos tempos são uma grande oportunidade para educar as pessoas sobre alguns princípios básicos da economia, pois no século atual não é mais possível acreditar que congelar preços, taxar lucro ou qualquer medida neste sentido que reduza a liberdade econômica possa trazer algum impacto, exceto algo negativo, falta de produtos, por exemplo. Embora o congelamento de preços há pelos menos 4000 anos tenha sido refutado na teoria e na prática, faz décadas que estas medidas ainda são aplicadas, principalmente na América do Sul, aproveitando-se da ignorância e da ilusão das pessoas que acreditam que cabe ao governo trazer prosperidade e resolver todos os problemas delas. O episódio da nossa história bem recente foi o anúncio no dia 27 de maio, do congelamento dos preços do Diesel por 60 dias e a definição de um preço mínimo para fretes. Uma barganha para o encerramento da greve dos caminhoneiros.

    No Egito antigo há milhares de anos, Venezuela ou Brasil atual, congelar preços traz sempre os mesmos resultados: escassez de produtos e caos social. Isto é como diz o ditado:
    “A definição de insanidade é fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes”.

    Quando existe um cenário de livre concorrência, respeito às liberdades individuais, além da propriedade privada, vemos que enriquece aquele que melhor serve a sociedade, mas privilégios e protecionismos estatais sabotam o funcionamento do mercado e permitem que empreendedores ineficientes e chupins do sistema prosperem, mesmo sem atenderem de forma adequada os seus consumidores, logo o benefício deixa de ser mutuamente geral e passa a ser de um grupo à custa de outro: corporativismo. Quando o governo determina que os recursos devem ser alocados na economia, interferindo nos preços e criando regulamentações protecionistas, ele está dizendo quais setores serão vencedores e perdedores, fato que mata a livre concorrência, porém o maior perdedor é sempre o contribuinte que paga a conta e ainda fica privado do acesso aos melhores produtos e serviços.

    Em conclusão a tudo isto pode se dizer que a recuperação do Brasil, Equador, Argentina, Venezuela entre outros “hermanos” latino-americanos será sempre uma coisa apenas que é a liberdade do mercado se ajustar às demandas dos consumidores.

    Veja também:

    Dicas de livros – parte 6

    Até mais.

    Geral

    Postos que ainda tem combustível

    25 de maio de 2018

    Lugar bem caro

    Favor indicarem os lugares que ainda tem combustível após esta greve oportunista em ano eleitoral em que nada vai melhorar a vida de ninguém, só atrapalhar, pois a conta vai ficar para o povo pagar de todo o jeito!
    A único forma de não pagar é indo embora do país, ou seja, a única saída é o aeroporto, onde ainda tiver avião abastecido…

    TEMPO REAL: Confira os postos da Capital que ainda têm combustível nas bombas

    Jornal Midiamax faz ronda nos postos de combustível
    Wendy Tonhati e Guilherme Cavalcante – 25/05/2018

    TEMPO REAL: Confira os postos da Capital que ainda têm combustível nas bombas

    Veja também:

    Empiricus Research e o Fim do Brasil

    Até mais.

    Convidados

    Série Netflix: O Mecanismo

    29 de março de 2018

    O mecanismo: atuação de Selton Mello, que interpreta o delegado da Polícia Federal Marco Ruffo, foi avaliada de forma quase unânime como letárgica e sussurrante

    Um dos assuntos mais comentados dos últimos dias foi o lançamento da série da Netflix O Mecanismo sobre a corrupção brasileira que vem tirando dinheiro pago pelo contribuinte em impostos e drenado para os bolsos dos larápios. O seriado é produzido por José Padilha (diretor dos dois Tropa de Elite), o programa traz de forma fictícia os eventos do início da Operação Lava Jato, com Selton Mello como protagonista. No último fim de semana, a ex-presidente Dilma Rousseff criticou a série, dizendo que ela é mentirosa, principalmente por um momento em que coloca uma frase dita por Romero Jucá na boca de Lula.

    Com apenas 8 episódios de cerca de 40 minutos cada, a série é rápida de ser vista e o feriado pode ser uma grande oportunidade para aproveitar. Ignorando as polêmicas, a série em si tem muitos problemas e está longe de ser uma produção de grande qualidade, mas merece ser vista, seja para ver um pouco do momento que passamos no Brasil hoje, mas também para ficar por dentro de toda a polêmica gerada.

    Não deixe de ler a crítica completa clicando no link a seguir:

    O Mecanismo: entenda a polêmica que envolve a série da Netflix sobre a Operação Lava-Jato

    Até mais.

    Convidados

    Mulheres se destacam na hora de empreender

    10 de março de 2017

    Mulheres se destacam na hora de empreender

    O século XXI trouxe consigo muitas conquistas. As mulheres estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho. Ocupam cargos de confiança, lideram grandes equipes e ocupam altos cargos em organizações renomadas.

    Elas também estão cada vez mais confiantes para explorar o mundo dos negócios. O empreendedorismo, tão em voga hoje em dia, tem sido mais um espaço que as mulheres estão conquistando.

    Mulheres no mercado de startups

    Aos poucos as mulheres têm conquistado também o mundo das startups. Elas aparecem como fundadoras e investidoras. Segundo pesquisa da Catalyst, afirmou que a startup que têm uma mulher como fundadora tem 50% de chance a mais de dar certo.

    Um exemplo muito conhecido no Brasil é a startup Love Mondays. O que muita gente não sabe é que ela foi fundada por uma mulher, a brasileira Luciana Caletti. A startup possui uma plataforma onde os funcionários podem avaliar a empresa que trabalham de forma anônima, divulgar seu salário e deixar seus comentários.

    Atualmente, a plataforma serve de fonte de pesquisa para muitas pessoas que querem saber a opinão dos atuais e dos ex-funcionários de uma organização.

    Outra startup que deu certo foi a Casar Casar, também fundada por uma brasileira, Tatiana Goldstein, que ajuda na organização de casamentos em todo o país.

    Número de mulheres empreendedoras é expressivo

    Mas não é só nas startups que elas estão presentes. Segundo dados divulgados pelo Sebrae, 52% dos novos empreendedores com menos de três anos e meio de atividade são mulheres. Além disso, as mulheres são maioria nessa área em quatro das cinco regiões brasileiras.

    A atuação feminina apesar de expressiva em algumas áreas, em outras ainda tem muito o que melhorar. A proporção de mulheres brasileiras em altos cargos corporativos no ano passado era de apenas 24%.

    No ranking mundial de participação feminina em cargos sênior, o Brasil não está bem colocado. Em relação aos países com menor igualdade de oportunidade, nós estamos em sétimo lugar. O país com a pior colocação da lista é o Japão, com apenas 7% de participação feminina em altos cargos, seguido por Alemanha, Índia e Argentina.

    Desigualdade salarial

    O Brasil não tem motivos para se orgulhar quando o assunto é igualdade salarial entre homens e mulheres. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirmou que as mulheres recebem em média 76% do salário dos homens para desempenhar as mesmas tarefas.

    Mas não é só no Brasil que as mulheres relatam essa desigualdade. A grande lutadora de UFC, Ronda Rousey, ganha apenas um terço do que um campeão do UFC só que da categoria masculina recebe.

    Outro exemplo é o da famosa atriz de Hollywood, Meryl Streep, recordista de indicações ao Oscar. Ela ganha menos da metade do que os atores mais bem pagos do ramo. Além de ganharem menos, as mulheres também costumam trabalhar mais que os homens.

    Segundo levantamento do IBGE, elas se dedicam duas vezes mais nas tarefas domésticas do que os homens. Dessa forma, elas acabam trabalhando 5 horas a mais que eles, somando as atividades fora e dentro de casa.

    O mundo dos investimentos também é delas

    Além de estarem se tornando grandes empreendedoras, as mulheres também têm se destacado no mundo dos investimentos.

    Com atuação cada dia maior na Bolsa de Valores, as mulheres possuem características muito importantes para quem quer obter sucesso na área. Existem alguns traços presentes no perfil feminino que ajudam muito na hora de escolher onde e como fazer aplicações.

    Características como a noção de risco aguçada, habilidade de montar um planejamento e o fato de ter os pés no chão, contribuem para que as mulheres façam escolhas inteligentes.

    Realizar lucros através de bons investimentos pode ajudar as mulheres a alcançarem sua liberdade financeira. Dando espaço para que ela trabalhe com o que gosta, sem preocupações com o salário que vai cair na conta no fim do mês ou servindo como um complemento de renda.

    Seja qual for o motivo que leve a mulher a empreender ou investir, o importante é encontrar um caminho com o qual ela se identifique. Afinal, sua jornada precisa fazer sentido. Nesse sentido, inspirar-se em exemplos de mulheres poderosas no mundo das finanças é um bom começo para que elas se sintam mais confiantes para trilhar um caminho de sucesso.

    Filmes

    Aquarius – Filme 2016

    23 de janeiro de 2017

    Ótimo filme sobre especulação imobiliária em um dos seus níveis mais torpe: passar por cima de quem for preciso para atingir os objetivos das construtoras. O filme tem todo um caráter econômico, social e político.

    Cinema de alta qualidade. Não deixe de assistir!

    aquarius-filme-2016

    Sinopse:

    A trama segue Clara (Sônia Braga), jornalista e crítica de música, viúva, última moradora do Aquarius, edifício antigo na valorizada orla da praia da Boa Viagem, Recife. Personificada no engenheiro Diego (Humberto Carrão), que quer derrubar o Aquarius, a especulação imobiliária é o pesadelo que assombra os dias e as solitárias noites de Clara. Clara tem 65 anos, jornalista aposentada, viúva e mãe de 3 adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio neste local, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o de Clara. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo, ela sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia.
    omelete.uol.com.br/filmes/criticas/aquarius-1

    Até mais.

    Geral

    O fim da aposentadoria

    23 de dezembro de 2016

    papai-noel-nunca-vai-se-aposentar-nem-voces-300x300.jpg

    Então, após a tão temida reforma da previdência social sair do papel, será que previdência privada vale a pena?

    É claro que todo o cenário indicava que quem iria pagar por toda essa corrupção era o povo e pior, os aposentados estão na linha de frente. O fim da aposentaria através do INSS, por uma razão simples. Não tem mais dinheiro. Acabou o Brasil. A reforma da previdência proposta pelo governo Temer terá um efeito perverso. Se o objetivo era equilibrar as contas, ela poderá provocar um rombo ainda maior, com uma queda abrupta e acentuada das contribuições. O motivo: com a idade mínima de 65 anos e a necessidade de se contribuir durante 49 anos para garantir o benefício integral, as pessoas mais sensatas chegarão à conclusão de que devem poupar por conta própria, evadindo-se do sistema público.

    O fim do INSS, o fim da aposentadoria, acabou, o Brasil está falido, veja como clicando aqui.

    Veja também:

    E-book – Aposentadoria: Faça seu próprio pé de meia

    Feliz Natal a todos!!!

    Filmes

    3% – seriado Netflix – 2016

    7 de dezembro de 2016

    3% é com temática semelhante a The 100, Divergente, Insurgente, Convergente, Jogos Vorazes, mas é baixa produção, faltou grana. #Netflix

    Para quem gosta de ficção científica e luta de classes, é um prato cheio.

    3% seriado Netflix 2016
    3% seriado Netflix 2016

    Sinopse:

    3% é a primeira série brasileira exibida e produzida pela Netflix, e sua produção é totalmente em português.

    A Netflix anunciou em 11 de março de 2016 o início das gravações da série, no estado de São Paulo. No dia 10 de Outubro de 2016, a Netflix divulgou a data de estreia e um teaser da série, junto de imagens do elenco. Todos os episódios foram liberados na Netflix em 25 de novembro de 2016.

    Informação geral

    Formato: Série
    Gênero: Ficção Cientifica
    Duração: 60 minutos

    Criador(es)
    Pedro Aguilera

    País de origem
    Brasil

    Produção
    Diretor(es)
    César Charlone
    Daina Giannecchini
    Dani Libardi
    Jotagá Crema

    Produtor(es)
    César Charlone
    Tiago Mello

    Elenco
    Bianca Comparato
    João Miguel
    Mel Fronckowiak
    Michel Gomes
    Vaneza Oliveira
    Zezé Motta
    Rodolfo Valente

    Até mais.

    Geral

    Michel fortalece o Real: Dólar desaba e fecha em R$3,36, menor nível em quase 1 ano

    8 de junho de 2016

    Além do interino ser muito mais político e competente do que a deposta, parece que o mesmo também tem sorte, forte característica daquele que se dizia o cara.

    Hoje o dólar despencou mais de mais de 2% e encerrou o dia abaixo de R$ 3,40 pela primeira vez em quase um ano nesta quarta-feira. A moeda americana recuou 2,29%, a R$ 3,3697 na venda, menor nível de fechamento desde 29 de julho de 2015 (R$ 3,3293) e acumula queda de 6,72 em junho/2016. Este ano o dólar já perdeu 14,65 por cento.

    O dólar futuro cedia cerca de 2,15% no fim da tarde.

    Dólar desaba e fecha em R$3,36, menor nível em quase 1 ano
    exame.abril.com.br/mercados/noticias/dolar-desaba-e-fecha-em-r-3-36-menor-nivel-em-quase-1-ano

    Até o próximo post.

    Geral

    Vale fecha 2015 com forte prejuízo !

    25 de fevereiro de 2016

    Estranho que no informe da Lopes Filho que saiu as 11:19 de hoje não ficou nada claro sobre o prejuízo com o acidente homérico ocorrido em Mariana/MG relativo a empresa que a Vale e BHP são controladores, a Samarco.

    educacao-ambiental-samarco

    Confiram:

    A Vale S.A. divulgou prejuízo líquido de R$ 33,2 bilhões no 4T15, ante prejuízo de R$ 6,7 bilhões no 4T14. Em 2015, o prejuízo acumulado foi de R$ 44,2 bilhões, ante lucro de R$ 954,0 milhões no 12M14, explicado, principalmente, pela menor margem Ebitda, aos maiores impairments registrados em 2015 e ao efeito negativo nos resultados financeiros da depreciação do câmbio em 2015.

    A receita de venda líquida foi de R$ 22,7 bilhões no último trimestre de 2015, recuando 2,0% em relação ao 4T14. No acumulado de 2015, a receita foi de R$ 85,5 bilhões, 3,1% inferior ao acumulado no ano anterior.

    O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado do 4T15 foi de R$ 5,4 bilhões, 3,3% abaixo do 4T14. No 12M15, o Ebitda foi de R$ 23,7 bilhões, recuando 24,0% na comparação com o acumulado de 2014.

    Leia também:

    EI tem inveja da Samarco

    Geral

    Empiricus: Brasil está tecnicamente quebrado

    22 de fevereiro de 2016

    Em mais um ótimo estudo, embora bem catastrófico, a Empiricus Research, agora com nova roupagem, desde as “des”eleições de 2014, vem acertando tudo, mostra o possível calote brasileiro e algumas verdades ainda não reveladas sobre a economia brasileira.

    Eles explicam de forma bem clara que o nosso país está tecnicamente quebrado e que você precisa agir para não quebrar também.

    Comprove neste artigo abaixo como as suas economias, o patrimônio de sua família e até mesmo o seu emprego podem estar seriamente ameaçados:

    O calote: algumas verdades (ainda) não reveladas sobre a economia brasileiraEmpiricus afirma que Brasil está tecnicamente quebrado

    Até o Fim do Brasil juntos nós iremos ou não, ainda tem-se a chance de pular do barco, viver em outro país, né naum!?
    🙂