Aluguel de puxadinho vira opção para férias na crise financeira
Geral

Aluguel de puxadinho vira opção para férias na crise financeira

20 de dezembro de 2016

Em tempo de crise financeira aguda, as pessoas tem usado a criatividade para ter suas tão merecidas férias.
Moradores do litoral norte de São Paulo e donos de casa na praia têm recorrido ao aluguel desses espaços para mantê-los –alguns, como Teixeira, até constroem outras casas, fazendo disso um negócio. Longe da praia e mais no meio da mata de São Sebastião, um garoto de 18 anos comprou um terreno com o dinheiro de uma herança. Construiu ali uma casinha simples, só para si. Isso foi há 20 anos. Hoje, Ivan Lopes tem 38. É caro ter casa na praia e com a crise, ficou mais difícil manter a morada. Para pagar as despesas, um morador projetou um chalé para duas pessoas que desde maio recebe hóspedes por meio do site de hospedagem Airbnb, por R$ 300 a diária –R$ 500 aos sábados.

No Réveillon de 2015, os puxadinhos já previam uma ocupação de 80%. Agora, as reservas com antecedência representam cerca de 60% de ocupação, segundo José Carlos de Souza, secretário-executivo do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e similares do litoral norte paulista.

Leia mais detalhes a seguir:

Aluguel de puxadinho vira opção para férias da crise no litoral norte de SP
casas-com-ediculas-belos-puxadinhos

Até o próximo post.

No Comments

Leave a Reply

CAPTCHA *