• 5 motivos para tirar o seu dinheiro da poupança

    Vela a pena conferir 5 motivos para tirar o seu dinheiro da poupança e 5 aplicações financeiras que rendem mais, pois o tradicional investimento do país já não é mais tão vantajoso como era até um passado não tão distante… A poupança sempre foi o investimento mais tradicional da população brasileira. Sempre foi a forma mais utilizada pelos investidores conservadores para poupar dinheiro, concentrando a maior parte do patrimônio do país. Considerada um investimento seguro e de longo prazo, a caderneta de poupança já não rende mais como antes, e está fazendo com que muitos investidores migrem para aplicações alternativas.

    [Leia mais...]
  • Investimentos seguros para bater a poupança em 2017

    Embora hajam diversas projeções para queda da Selic em 2017 devido a forte retração econômica e forte queda da inflação em 2016, especialistas em investimentos continuam indicando a renda fixa para 2017. Veja quais são as melhores opções a seguir. “Apesar dos cortes na Selic, vamos continuar com juros altos. A inflação, que já caiu, deve ceder ainda mais no próximo ano, por isso o juro real segue interessante”, disse o consultor financeiro André Massaro a Exame. Dicas de especialista para passar 2017 no azul O Comitê de Política Monetária do Banco Central – Copom – reduziu a Selic no

    [Leia mais...]
  • Investimentos em ascensão: Tesouro Direto bate recorde de inscritos

    No Brasil, com a instabilidade da economia, certos investimentos mais tradicionais, como a poupança, estão perdendo lugar. Isso se dá, em parte, porque a rentabilidade não está compensando para quem investe. Além disso, as pessoas estão se informando mais acerca de outras possibilidades de onde investir dinheiro e perdendo o medo de conhecer novas opções. Portanto, com o declínio da caderneta, outros tipos de investimento estão em ascensão, chamando cada vez mais atenção com seus benefícios. Muitos deles, inclusive, são tão seguros quanto a poupança, com a vantagem de serem mais rentáveis. O Tesouro Direto é uma dessas modalidades de

    [Leia mais...]
  • Vale a pena trocar a Poupança pelo Tesouro Direto?

    Para quem ainda não conhece, recomenda-se ler: Como investir no Tesouro Direto?. Aqueles que já conhecem, fica a pergunta se compensa realmente trocar a poupança pelo tesouro direto. Quando uma pessoa faz um teste com o gerente do banco ou em um site de finanças e verifica que seu perfil de investimentos ficou definido como conservador, pode pensar que isto implica em deixar o seu dinheiro rendendo na poupança, porém para a maioria dos especialistas em investimentos, este é o último lugar onde você deveria deixar seu dinheiro guardado. Veja esta simulação: – Um investidor resolveu colocar um dinheiro na

    [Leia mais...]
  • Por que o Sofisa Direto é o melhor CDB?

    O braço online do banco Sofisa, vulgo Sofisa Direto, possui uma forma simples e ágil para abertura de conta, transferência (envio e saque) de dinheiro, boas taxas, plataforma estável, bom atendimento, além de entregar tudo aquilo que se propõe com clareza e segurança. Além do produto mais comum, CDB pagando 100% do CDI, eles também costuma oferecer outros instrumentos financeiros, os quais ainda o governo não cobra imposto, como LCI e LCA. Para saber se no seu caso será melhor o CDB, LCI ou LCA, será preciso calcular o lucro líquido do seu investimento, conforme o prazo que você pretende

    [Leia mais...]
  • Quanto rende a Poupança da Caixa?

    A Poupança da CEF é um dos instrumentos financeiros mais conhecido por todos os brasileiros. Afinal de contas, quanto rende a aplicação mais tradicional do Brasil? O dinheiro guardado na Poupança Caixa​ é remunerado a uma taxa de juros de 0,5% ao mês, onde aplica-se sobre os valores atualizados a Taxa Referencial (TR). Tais rendimentos são creditados todo mês conforme o dia-limite(“aniversário”). Vale ressaltar que neste tipo de aplicação não incide Imposto de Renda. Se você lembrou que temos uma inflação há vários anos num porcentual maior que a remuneração da poupança, com certeza irá conferir: 5 Bons Motivos para

    [Leia mais...]
  • Como sua família investe? Veja como identificar o perfil de cada um

    A família brasileira ganhou um novo perfil nos últimos tempos , ou melhor, rompeu com muitos perfis e padrões e ganhou novos integrantes, os avós são mais participativos e dispostos. A mulher está fora de casa durante todo o dia, mas  a casa não está fora dela, bem como ela contribui em torno de 40% com a renda familiar, segundo pesquisa do IBGE de outubro de 2014. O homem não é mais o único provedor da renda familiar e em diversos casos, os casais optam por não ter filhos. Muita coisa mudou, mas as despesas e gastos ficaram e estão

    [Leia mais...]
  • Melhores investimentos, melhores rendimentos

    O cenário econômico em que o Brasil se encontra tende a gerar insegurança e resistência por parte dos brasileiros às possibilidades e oportunidades positivas da nossa economia. O rebaixamento do Brasil pela Fitch, a alta taxa de juros e inflação, bem como a instabilidade política do país realmente interfere na saúde da economia brasileira mas ainda assim o cenário pode ser muito mais positivo e atrativo para investimentos do que possamos imaginar. Entre as diversas possibilidades de usar o cenário econômico a seu favor, temos a aplicação em títulos do tesouro nacional, híbridos como a (NTN-B) onde o investidor recebe

    [Leia mais...]
  • A bolha imobiliária no Brasil e a economia

    Revisitarei documento anterior sobre o assunto, que foi  publicado em julho/2013,atualizando. A versão anterior tem link ao final, no item “referências”, acesse para conferir o que já era previsto desde então.   Refêrencias: Tópico anterior, de julho/2013, que falava sobre mercado imobiliário e economia: http://defendaseudinheiro.com.br/artigo-quarto-erro-do-mercado-imobiliario As 12 construtoras utilizadas como referência neste tópico são: Cyrela, PDG, MRV, Tecnisa, Rossi, Helbor, Trisul, Even, EzTec, Brookfield, Gafisa e Viver. Demais referências foram todas mencionadas no decorrer do tópico. Até o próximo tópico!

    [Leia mais...]
  • O oxigênio da bolha imobiliária brasileira, parte 1

    Post mais recente sobre a bolha imobiliária no Brasil: http://defendaseudinheiro.com.br/a-bolha-imobiliaria-no-brasil-e-a-economia Toda bolha imobiliária é inflada contando com juros básicos da economia em patamar baixo quando comparado a seu histórico para aquele país, crédito imobiliário farto, barato e por longo prazo, emprego e renda crescentes, simulação de demanda aquecida no presente em troca de super- estoque no futuro (vendas para aqueles que não terão condições de manter o pagamento ao longo dos anos e gerarão devoluções ou cancelamentos em volume anormal), volume anormal de especuladores e por fim, muita desinformação. Este conjunto de fatores, que podemos chamar de oxigênio da bolha imobiliária,

    [Leia mais...]