Vídeo: Gráficos que contam histórias na bolsa de valores…
Filmes

Vídeo: Gráficos que contam histórias na bolsa de valores…

20 de junho de 2013

Mais um ótimo vídeo do Bastter onde é mostrado de forma clara o descompasso do investidor para buscar empresas “baratinhas” na bolsa de valores, olhando só o preço, esquecendo-se de verificar o valor. Muitas destas empresas “baratas” são falidas ou estão em processo falimentar.

O engraçado é que enquanto estas empresas tinham algum valor, a maioria no mercado nem ligou, quando dava lucro, muitos nem olharam, aí quando começou a despencar, ficou “barato”, começa-se aquele frenesi para entrar no ativo, o qual não para de despencar.

Para especulação vale qualquer ativo, basta ter ponto de entrada e saída, no lucro ou no prejuízo, pronto e acabou. Não vai casar com o ativo. Para o especulador é essencial: usar stop sempre!!!

Assista ao vídeo:

Leia também:

Até o próximo post.

4 Comments

  • Reply Vilmar 2 de abril de 2015 at 14:09

    Ibovespa tem alta e testa os 53 mil pontos com cenário político; dólar cai a R$ 3,14 – InfoMoney
    Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3957623/ibovespa-tem-alta-testa-mil-pontos-com-cenario-politico-dolar

  • Reply Vilmar 22 de maio de 2014 at 07:54

    PMI preliminar do HSBC de indústria da China tem melhor resultado em 5 meses
    quinta-feira, 22 de maio de 2014 07:27 BRT

    PEQUIM (Reuters) – A indústria da China registrou a melhor performance em cinco meses em maio, mostrou a o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar do HSBC nesta quinta-feira, embora o setor em geral ainda tenha contraído ligeiramente.

    O PMI preliminar se recuperou para 49,7 em maio ante leitura final de abril de 48,1, superando expectativa em pesquisa da Reuters de 48,1.

    Mas o número ficou um pouco abaixo do nível de 50 que separa crescimento de contração, indicando que a indústria na verdade enfrentou uma ligeira queda na atividade.

    Ainda assim, aqueles que esperam qualquer sinal de estabilidade na economia da China podem encontrar algum alívio nesse resultado.

    Todos os subíndices de produção, demanda externa e doméstica melhoraram substancialmente em maio, indo acima da marca de 50. As novas encomendas de exportação, uma medida de demanda externa, mostraram a maior virada. O índice avançou 3,4 pontos, para 52,7, nível que não era visto em quase três anos e meio.

    “A melhora foi generalizada com tanto as novas encomendas quanto as novas encomendas de exportação de volta a território de expansão. Pressões desinflacionárias também aliviariam ao longo do mês e os preços de produção aumentaram pela primeira vez desde novembro de 2013”, disse o economista-chefe do HSBC para China Qu Hongbin.

    “Alguns sinais de estabilização estão surgindo, parcialmente como resultado das recentes medidas de mini-estímulo e custos de empréstimos menores. Mas os riscos ao crescimento continuam, particularmente uma vez que o mercado imobiliário continua a esfriar.”

    (Reportagem de Koh Gui Qing)

  • Reply Vilmar 27 de fevereiro de 2014 at 13:08

    Prejuízo bilionário não assusta investidores e ação da Vale sobe; veja por quê – InfoMoney

    http://www.infomoney.com.br/vale/noticia/3212773/prejuizo-bilionario-nao-assusta-investidores-acao-vale-sobe-veja-por

  • Reply Vilmar 19 de fevereiro de 2014 at 03:15

    Vale encerra a oferta de R$ 1 bilhão em debêntures de infraestrutura

    Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 2014 – Vale S.A. (Vale) informa que encerrou a oferta de debêntures de infraestrutura. Inicialmente, a Vale esperava levantar R$ 750 milhões com a oferta, mas elevou a emissão para R$ 1 bilhão devido à demanda pelo papel.

    As debêntures serão atualizadas monetariamente e pagarão juros anuais, precificados a IPCA + 6,46% ao ano (equivalente a NTN-B 2020 – 0,15%), IPCA + 6,57% ao ano (equivalente à NTN-B 2022 – 0,10%), IPCA + 6,71% ao ano (equivalente à NTN-B 2024 + 0%) e IPCA+6,78% ao ano (equivalente à NTN-B 2030 + 0%), e vencimentos em 2021, 2024, 2026 e 2029, respectivamente. Considerando o valor total da oferta, aproximadamente 90% da oferta foi alocada para o segmento de investidores pessoas físicas, que contou com um total de 4.100 investidores.

    As debêntures receberam classificação de risco brAAA pela Standard & Poor’s Rating Services, Aaa.br pela Moody’s Investor Services, e AAA(bra) pela Fitch Ratings. As debêntures são obrigações sem garantias e serão pari passu a todas as obrigações da Vale de natureza semelhante.

    A Vale utilizará os recursos líquidos dessa oferta para investimentos relacionados aos projetos de infraestrutura da Companhia considerados prioritários, nos termos do artigo 2º da Lei n.º 12.431, de 24 de junho de 2011, conforme alterada.

  • Leave a Reply

    *

    code