‘Estratégia’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: Estratégia

    Convidados

    Bolsa de valores: 9 erros que prejudicam seus investimentos

    17 de dezembro de 2018

    Ter excesso de confiança e confiar plenamente em dicas de terceiros são alguns dos principais erros que os investidores cometem ao aplicar na bolsa de valores

    Para aqueles que costumam investir com muita emoção na bolsa de valores, existe uma grande possibilidade de estar investindo errado. O ato de aplicar as suas economias para conseguir um retorno justo não deve gerar ansiedade. Possuir altas expectativas e querer retornos rápidos são alguns dos maiores erros cometidos na hora de investir em renda variável ou até mesmo em renda fixa.

    Abaixo seguem alguns dos principais erros comportamentais que devem ser evitados pelos investidores da bolsa de valores:

    Comportamento pró-cíclico

    Apesar da bolsa ser regida por números e especulações, o comportamento do investidor é o que determina o lucro ou o prejuízo. Em momentos de pânico, enquanto todos vendem desenfreadamente, os bons investidores estão comprando. Já em momentos de euforia, enquanto os outros estão comprando, os bons investidores estão vendendo.

    Warren Buffett, um dos maiores investidores de todos os tempos, tem como máxima:
    – Ser ganancioso quando os outros estão com medo e ter medo quando os outros estão gananciosos.

    Ter grandes expectativas

    Um dos segredos para se dar bem na hora de investir é ser realista e não se deixar seduzir pela possibilidade de ganhos rápidos. O mercado de capitais não vai te deixar rico de uma hora para outra, claro, com raríssimas exceções.

    Vender o lucro e segurar as perdas

    Se desfazer de uma ação no primeiro sinal de lucro e manter outras que estão causando prejuízos na expectativa que elas retornem é outro erro comum, logo não é preciso ter pressa para vender posições lucrativas.

    Isto seria o mesmo que colher as rosas e semear as ervas daninhas em um jardim. Depois de um tempo, a paisagem não será agradável. Do mesmo modo, se uma ação caiu após uma mudança estrutural da empresa, é interessante que ela seja vendida.

    Foco em apenas uma métrica

    Os indicadores são importantes, mas não são os únicos instrumentos de análise. Se guiar apenas por métricas pode fazer com que você tome decisões a partir de informações incompletas.

    Investir em ações de dividendos, por exemplo, é algo plausível, porém antes você deve analisar a capacidade de pagamento da empresa, pois muitas empresas que pagam dividendos elevados não conseguem sustentá-los ao longo dos anos.

    Ter excesso de confiança

    Este pode ser um comportamento tóxico em praticamente todas as áreas da vida. Tal exagero pode fazer uma pessoa acreditar ser mais esperta ou mais capaz do que realmente é. No mundo dos investimentos, isso pode trazer grandes prejuízos.

    Aquele investidor muito confiante acaba comprando e vendendo ações com mais rapidez e frequência que os outros. Com isso, corre o risco de não enxergar obstáculos ou contextos que influenciam no futuro de uma ação. Movimentar muito uma carteira já é extremamente custoso, e isso por si só impacta o resultado final.

    Sempre em busca do viés de confirmação

    É comum que um investidor considere e avalie apenas os pontos que estão de acordo com suas ideias e opiniões e se esqueça de olhar os dados e fatores contrários. Fazendo isso, ele pode ignorar resultados que seriam ainda melhores para sua carteira.

    Para ter uma visão mais plural e dinâmica do mercado, é bom considerar pontos positivos e negativos, mesmo que o investidor não se sinta confortável com todos eles.

    Imobilismo de escolhas

    O excesso de informações pode levar o investidor a uma paralisia na hora de tomar a decisão. Justamente por ter muitas opções de escolha, ele fica estático e pode acabar perdendo oportunidades. É prudente, se caso o mercado tiver várias opções, o investidor manter o foco e separar algumas de suas escolhas preferidas, excluindo as outras, para então analisá-las e decidir quais ações comprar.

    Não pensar como portfólio

    Muitos investidores ignoram, ou esquecem-se, que sua carteira é um portfólio. Sendo assim, ela deve ser analisada com um todo, levando em conta o retorno geral, e não apenas casos isolados de cada um dos ativos.

    Comum que em momentos ruins pontuais desvalorizem as ações. Desta forma deve-se evitar vender um ativo simplesmente porque ele caiu. O melhor é entender a real situação que envolve a empresa.

    Confiar plenamente em dicas “quentes” dos outros

    Buscar dicas de especialistas, amigos, colegas e conhecidos é um comportamento comum do ser humano. O problema é quando os investidores estão atrás de coisas prontas e deixam de fazer uma análise própria do mercado financeiro. As famosas dicas infalíveis ou segredos do sucesso raramente trazem os resultados esperados. A melhor estratégia é apostar na própria experiência, mesmo que demande um maior tempo de aprendizado e vivência.

    E você, o que pensa a respeito deste tema? Deixa a sua opinião.

    Até mais.

    Convidados

    7 lições de investimentos

    10 de outubro de 2017

    7 lições de investimentos do estrategista do Santander

    Uma das perguntas mais comuns quando alguém começa a investir é “qual é o melhor investimento?”. A resposta é a mesma para várias questões que envolve economia: “depende”. O melhor investimento para cada investidor depende das respostas para algumas perguntas, como quais são seus objetivos e o prazo para alcançá-los.
    Em uma das transmissões ao vivo no Facebook para a Semana Mundial do Investidor, que ocorreu entre 2 e 6 de outubro, Aquiles Mosca, presidente do Comitê de Educação de Investidores da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) e estrategista de investimentos pessoais do Santander, explicou o que você precisa saber antes de escolher onde colocar o seu dinheiro.

    Veja as sete dicas do especialista:

    1) Liste os objetivos para os seus investimentos

    Eles podem e devem ser múltiplos. Você pode querer trocar de carro, comprar um apartamento maior, criar uma reserva para seu filho estudar no exterior, ou se aposentar. Cada um desses objetivos terá um conjunto de investimentos para ajudá-lo a alcançar.

    2) Já sabe o que quer? É hora de escolher o “quando”

    É preciso definir o tempo que você tem para alcançar o objetivo. O carro novo pode ser para o fim do ano, o apartamento você comprará daqui a cinco anos, seu filho estudará fora só quando atingir a maioridade e ainda faltam 30 anos para a aposentadoria. Defina prazos para cada um dos objetivos.

    3) Entenda o quanto você suporta de risco

    Considere a sua tolerância a risco. Para buscar retornos maiores, é preciso trocar um pouco de segurança por algum risco. Você tem estômago para acompanhar as altas e baixas da bolsa de valores, por exemplo? O risco também se relaciona diretamente ao prazo. Se o horizonte for muito curto, não é recomendado incluir ativos de risco, com muita volatilidade, na carteira, pois eles trazem mais retorno no longo prazo.

    As respostas a essas três perguntas ajudam a definir quais são os melhores investimentos que levarão você a alcançar os objetivos traçados.

    4) Risco e retorno andam de mãos dadas

    Não dá para ter tudo. Segurança e previsibilidade estão necessariamente associados a retornos menores. Se você quiser mais rentabilidade, é preciso aprender a fazer essa troca: abrir mão de um pouquinho de previsibilidade, pelo menos para uma parte da carteira, para, no longo prazo, obter retornos melhores com opções mais arriscadas.

    5) É preciso ter disciplina e paciência com investimentos mais arriscados

    Não adianta ficar olhando todo dia a movimentação daqueles investimentos mais arriscados. Eles precisam de tempo para materializar o potencial de alta. Você pode se assustar com as baixas e ficar tentado a se desfazer da aplicação.

    Por isso, após definir os objetivos, o prazo e o apetite a risco, é importante traçar uma estratégia e se manter fiel a ela. Você pode, por exemplo, reservar uma parte do dinheiro para investimentos mais arriscados e outra parte para aplicações mais conservadoras.

    6) Se ações serão a sua escolha, dá para optar por uma corretora ou por fundos de ações

    Nessa hora, não tem certo e errado, mas sim o que é mais adequado para cada tipo de investidor. Se você não conhece o mercado de ações, os fundos de investimentos em ações podem ser uma boa opção. Neles, há um gestor profissional que toma decisões por você: quais as melhores ações, quais setores vale investir, qual o momento adequado para comprar e vender. Ele será remunerado por isso com a taxa de administração.

    Agora, se você é um investidor que quer ter as decisões de compra e venda nas mãos, as corretoras podem ser o melhor caminho. Elas disponibilizam relatórios, estudos e recomendações de compra e de venda e, com isso, exigem um grau de envolvimento maior.

    7) Investir em bitcoins é como investir em uma moeda, a exemplo de dólar ou libra

    Como toda moeda, o que define o valor dela é a demanda. No caso do bitcoin, as transações de compra e venda são pouco reguladas. Para investir, é importante entender os movimentos que estão por trás da demanda.

    Até mais.

    Livraria

    E-book: Opções, descubra como funciona esse mercado

    10 de janeiro de 2017

    Opções – descubra como funciona esse mercado é um bom e-book para quem pretende investir na bolsa de valores BM&FBOVESPA através do mercado de opções sobre ações.

    Estratégias com Opções

    Conteúdo do livro:

    – O que são opções?
    – Conceitos importantes para quem investe em opções
    – Como investir
    – Custos e impostos
    – Vantagens
    – Riscos
    – Estratégias
    – Dicas finais
    – Como começar

    opcoes-de-compra-call-opcoes-de-venda-put

    Baixe agora mesmo o e-book!

    Até mais.

    Geral

    Esse é o melhor momento para comprar Bolsa de Valores…

    10 de Maio de 2016

    …Segundo o Santander. Para os analistas Milane e Peretti do banco, as ações no Brasil estão no melhor momento em relação aos quesitos nível de preço e múltiplos baratos, além de indicadores de confiança que chegaram aos respectivos pisos.

    Santander lista as 7 melhores ações e diz:

    Algo que todos os analistas costumam fazer é projetar fluxos no futuro. O retorno passado não é garantia do futuro, porém os gráficos apresentados em análise do Santander mostram um passado bem eloquente quando falamos de rupturas políticas e o fato é que a história muitas vezes se repete. Os analistas do banco basicamente exortam seus clientes a fugir do medo que acompanha situações de profundo tensionamento social como agora e a começar a comprar ações.

    Por que ir contra o mercado? O próprio Warren Buffet, citado no relatório, é um entusiasta das crises como oportunidades para fazer investimentos de maior risco, porém se isso não for o suficiente para convencer o investidor mais tímido, o gráfico acima mostra o que acontece com o Ibovespa, nosso principal benchmark de ações, em momentos como o que vivemos hoje. Basicamente, a Bolsa iniciou grandes e expressivos ciclos de alta em cada ruptura política como o golpe de 1964, a redemocratização de 1984 e o impeachment de Fernando Collor.

    Ao olhar para um horizonte temporal mais longo, também é impressionante como aumenta o ritmo de crescimento da atividade econômica brasileira a cada grande crise política. Isto vem desde os tempos da República do Café-com-Leite, ou seja, antes da Revolução de 1930, que colocou Getúlio Vargas no poder.

    Veja todas as ações indicadas com suas respectivas análises no link a seguir:

    Santander lista as 7 melhores ações e diz: “esse é o melhor momento para comprar Bolsa”

    Cabe salientar que o investidor deve ser capaz de montar a própria estratégia, avaliar os riscos das indicações e verificar se vale ou não a pena o investimento.

    Até mais.

    Geral

    Gráficos, fundamentos e dividendos: de que jeito ganhar dinheiro na Bolsa?

    13 de abril de 2016

    Qualquer um que opera na bolsa de valores irá responder a isto de forma bem fácil, porém nada simples para ser executada. A maioria iria dizer para você comprar barato, esperar valorizar e vender caro ou se for começar a operação pela ponta vendida, irão responder para vender caro, esperar desvalorizar e comprar barato. A execução destes três simples passos, não importa por onde comece a operação, é um grande desafio.

    O mundo da renda variável costuma atrair diversos investidores, os quais têm apetite por risco e desejam uma rentabilidade maior tanto no curto, como no médio e no longo prazo. Eles estão dispostos e enfrentar a volatilidade e possíveis perdas que este tipo de aplicação pode causar.

    Há duas técnicas para se encontrar o momento de compra/venda de uma ação que são a análise fundamentalista e a análise técnica (ou grafista) as quais podem ser automatizadas em Trade Systems, por exemplo. O investidor pode focar nos fundamentos das empresas, isto quer dizer que ele analisa o balanço da empresa e seus indicadores para saber se ela está saudável em suas operações e frente a seus concorrentes. Outros investidores irão optar por analisar somente o gráfico de preços das ações através de alguns métodos, na busca de encontrar o momento ideal de compra e venda. Ainda existe aqueles que aliam ambas escolas de investimentos na bolsa de valores, porém nenhuma estratégia, fundamentalista ou gráfica, apresenta 100% de confiabilidade.

    É muito importante estudar o mercado da bolsa, pois ele é muito dinâmico e não existe uma regra específica sobre como ganhar dinheiro na Bolsa. Pode-se observar cada operador adotando seus próprios métodos e seguindo o caminho que melhor casa sob sua visão, estratégia e controle de riscos.

    Leia mais sobre este assunto a seguir:

    Como ganhar dinheiro na Bolsa?
    gráfico quadro de cotação na bolsa de valores

    A quem mais se interessar, também vale a pena conferir:

    Análise Fundamentalista para principiantes

    Manual de Análise Técnica/Fundamentalista

    Manual de Introdução à Análise Técnica

    Tutorial de Análise Técnica: Setups contra a tendência

    Até o próximo post.

    Geral

    Bastter seria uma seita ou uma religião?

    27 de fevereiro de 2016

    O Bastter realmente generaliza tudo no mercado financeiro ao fazer um grande nivelamento por baixo e não fazer um ajuste fino. Só a opinião dele importa e claro, daqueles que concordam com ele. Tudo contrário a isto é sumariamente “limado” da sua comunidade. Ele mesmo já contou em seus diversos relatos, vídeos, etc., que já quebrou algumas vezes, sendo assim, quem garante que os métodos atuais que ele indica e comercia não o levará a nova bancarrota, tão como dos seus fiéis seguidores?

    Não que as informações dos seus posts nas redes sociais, site, livros, vídeos e palestras sejam de todo ruim. Tem muita coisa boa ali, principalmente para o investidor iniciante, aquele que precisa de um norte quando chega no mercado financeiro da bolsa de valores e investimentos no geral. Até mesmo quem tem como estratégia usar a estratégia dos outros tem que ter algum tipo de ajuste fino, ser crítico e saber se aquilo que ele segue ou sempre seguiu ainda vale a pena executar da forma.

    No mundo das finanças é preciso muito filtro para não cometer equívocos nas decisões. Caso cometa um erro, é bom perceber o quanto antes e parar a operação no lucro ou no prejuízo, ou seja, usar o santo stop e controlar o risco!

    O assunto é tão corriqueiro nos fóruns de mercado financeiro que até virou motivo de chacota em um deles. Confira no tópico a seguir:

    O Bastter ensinou você perder dinheiro e latir, poste aqui
    fiel-investidor-troll-forum-infomoney

    Apenas uma última pergunta para reflexão: O Bastter e outros gurus do mercado financeiro, ganham dinheiro de fato investindo ou apenas vendendo os seus métodos de investimentos através de palestras, cursos, livros, DVDs, vídeos, etc.?

    Até mais.

    Geral

    Estratégias com Opções

    4 de dezembro de 2015

    Abaixo seguem alguns estudos e estratégias para operar opções sobre ações na bolsa de valores brasileira, BM&FBovespa, além de abordar também a questão de imposto de renda.

    Confira:

    Outras estratégias, também descritas no blog Paladino na Bolsa podem ser vistas no link a seguir:
    MERCADO DE OPÇÕES

    Veja também:

    Até o próximo post.

    Geral

    Ganhar dinheiro com Venda Coberta de Opções de Ações

    1 de dezembro de 2015

    Para fazer um lançamento coberto de opções é preciso ter em carteira a mesma quantidade em ações das opções que serão vendidas.

    O risco da venda é coberto pela posse das ações. Esta estratégia ajuda a remunerar o investidor em ações no longo prazo e com isto proteger-se da desvalorização do preço das ações. Com o passar do tempo a tendência é custo de aquisição das ações zerarem e o investidor ficar apenas com lucro do que for lançando dali em diante além dos dividendos/JCP (proventos). O maior risco deste tipo de operação é a empresa da qual você possui ações vir a falir. Para evitar passar por isto é preciso analisar e verificar se os números apresentados pela mesma não estão mais dentro dos parâmetros que você julga viável e “stopar” (finalizar) a operação.

    Vários investidores na bolsa de valores ficam com dúvidas em relação as formas de ganhar dinheiro com a Venda Coberta de Opções. Existem algumas formas de lançamento coberto de opções para rentabilizar a carteira de ações voltada ao longo prazo. Citando três delas:

    • Rolando a posição vendida;
    • Lançando opções OTM;
    • Lançando ATM e surfando.

    Para quem não está muito familiarizado com os termos ITM, ATM e OTM, leia este post:
    – Opções | ITM – ATM – OTM.

    Não custa nada lembrar que esta é a forma que alguns podem operar e existem muitas outras, tantas quantas estratégias for possível se imaginar.

    Leia mais a seguir:

    http://www.clubedopairico.com.br/3-formas-de-se-ganhar-dinheiro-com-venda-coberta-de-opcoes/7396

    Bastter.com - O melhor amigo do investidor
    http://www.bastter.com/Mercado/Aprendizado/entendendo-o-mercado/aprenda-a-operar-opcoes/lancamento-coberto-de-opcoes.aspx

    Até o próximo post.

    Geral

    Alocação de ativos na crise financeira

    19 de agosto de 2015

    É possível ler muita coisa sobre diversificação de carteiras e alocação de ativos internet afora, porém pouco se fala sobre o caráter prático desta aplicação.
    Com o intuito de trazer este conhecimento prático, a HC Investimentos divulga sua carteira pessoal de investimento. Ela pode ser acessada (gratuitamente) através destes links abaixo:
    http://hcinvestimentos.com/alocacao-de-ativos
    http://forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=12955

    A filosofia de investimentos tem como pilar principal a Alocação de Ativos, adotando uma carteira diversificada para enfrentar qualquer cenário. Já que não é possível prever o futuro, se faz necessário diversificar a carteira, visando minimizar o risco, assim como tentar maximizar o retorno. Palavras fáceis de serem ditas, mas são difíceis de se colocarem em prática.

    Veja também a página da carteira de investimentos que tem como objetivo ser uma referência pública da importância da alocação de ativos. Nela você encontrará o resultado (e análise) de diversas carteiras de investimentos:
    http://hcinvestimentos.com/carteira-de-investimentos

    Não se esqueça:
    – Alocação de ativos é a melhor estratégia de investimentos para o longo prazo, seja você um investidor iniciante ou experiente.
    É a melhor forma de sobreviver com ou sem crise financeira!

    Leia também:

    Exemplo de alocação de ativos na prática
    Exemplo de alocação de ativos na prática

    Fonte: fiquericojovem.com

    Até o próximo post.

    Convidados

    Como economizar com a TV a Cabo

    27 de janeiro de 2015

    O número de brasileiros que fazem parte da classe média no país é cada vez maior, representando, segundo dados da ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura), 63 milhões de telespectadores. Esse cenário atual descreve uma situação diferenciada a qual permite aos brasileiros dispor de mais regalias as quais antes não eram possíveis.

    A regalia que se tornou mais comum hoje em dia é a aquisição de serviços de televisão por assinatura que se encontra mais acessível. Iremos mostrar neste texto que é possível ter economizar, mesmo optando por ter o serviço. A melhor dica que nós do Defenda Seu Dinheiro podemos lhe dar é: pesquise o máximo possível sobre o pacote que irá escolher.

    As operadoras de TV hoje oferecem pacotes diferenciados para os clientes ficarem a vontade para escolher o que mais se adequa ao gosto de programação e claro cabe melhor no bolso. Os pacotes disponíveis variam, o plano ideal deve ser selecionado pelo perfil de pessoas que assistem a TV na sua casa.

    O perfil básico, por exemplo, é ideal par quem mora sozinho ou não passa muito tempo na frente da TV, este plano disponibiliza canais como Futura, Warner, TNT, Discovery Kids, Discovery Channel, Multishow e alguns outros canais básicos e sai em torno de R$ 39,90 a R$79,90. Já para quem tem crianças em casa e estas passam bastante tempo em frente à TV, vale a pena optar pelo perfil crianças, este pacote disponibiliza canais como Disney Channel, Disney XD, Cartoon Network, Boomerang, Gloob, Discovery Kids, entre outros com temas infantis, para esse pacote o valor varia de R$ 69,90 a R$ 129,90.

    Agora se você ama filmes, você se enquadra no perfil cinéfilos, este perfil disponibiliza os canais: Megapix , Canal Brasil, , Max, HBO e Telecine e o valor varia de R$ 149,90 a R$ 189,90.E há ainda um perfil para você que prefere os esportes, o perfil esportes, que contém os canais esportivos: Sportv, Sportv 2, Sportv 3, Espn, Espn Brasil, Fox Sports, Band Sports e o valor varia de R$ 114,80 a R$ 234,80.

    Perceba que nos exemplos acima, pacotes com o mesmo perfil podem custar mais que o dobro de uma operadora para a outra. Escolher uma operadora que te ofereça o melhor pacote, com os mesmos canais e pelo melhor preço é uma ótima justificativa para passar algum tempo pesquisando a respeito de pacotes e preços. Outra dica fundamental é para os que se enquadram no perfil de cinéfilos, que são os que geralmente pagam mais caro pelo pacote; Pesquise por serviços de streaming que ofereçam catálogos atualizados. Segundo a Net TV, as vendas dos pacotes de televisão aumentaram significativamente após oferecerem o Now, serviço On Demand da operadora. O motivo? Economia! Sai muito mais barato alugar um filme para assistir em um dia do que pagar o mês inteiro por um pacote que não vai usar diariamente. O número de usuários cada vez maiores de serviços como o Netflix – 50 milhões em 2014 – prova que optar por serviços de streaming pode ajudar muito na diversão, mas principalmente no bolso.