Como Investir no Tesouro Direto? Vale a Pena Realmente?
Convidados

Como Investir no Tesouro Direto? Vale a Pena Realmente?

29 de abril de 2015

Muita gente tem dúvida se investir no Tesouro Direto vale a pena ou não. A verdade é que vale muito a pena, porém ainda existe muita gente com um certo medo ou receio de começar em investir em algo novo.

Os bancos de forma geral usam a mídia para fazer uma espécia de lavagem cerebral na cabeça de todos nós Brasileiros, realizando diversas campanhas de marketing para falar que bons investimentos são: Caderneta de Poupança, Titulos de Capitalização, CDBs e Previdência Privada.

Na verdade estes investimentos são até lucrativos, porém são lucrativos para os Bancos, ou seja, eles ficam com a maior parte do lucro e repassam para os correntistas uma rentabilidade bem abaixo do que o Tesouro Direto por exemplo.

Foto-Leandro-Sierra-HR-500pEu sou Leandro Sierra, sou fundador do site: http://www.InvestirNoTesouroDireto.com e estou escrevendo este artigo sobre Como Investir no Tesouro Direto a convite do Vilmar aqui no blog Defendendo seu Dinheiro e espero poder contribuir bastante para vocês.
Eu sou Engenheiro, Gerente de Projetos Certificado pelo PMI, Coach de Carreira e Coach Financeiro. Desde o ano 2000 eu comecei a minha jornada nos estudos sobre Educação Financeira e partir daquele ano não parei de estudar.

Assim como muitos de vocês eu investia meu dinheiro na Caderneta de Poupança, CDB e Previdência Privada dos bancos convencionais e logo que conheci o Tesouro Direto e outros investimentos, nunca mais investi nestas aplicações que os gerentes de bancos oferecem.

Rentabilidade do Tesouro Direto vs Rentabilidade da Poupança

Apenas para vocês terem uma ideia, a Poupança atualmente paga na faixa de 7% ao ano, que é bem próximo do valor da inflação, ou seja, se você tem dinheiro na poupança, você esta apenas mantendo o seu valor de compra, apesar de numéricamente o valor subir.

Veja este gráfico abaixo onde se é comparado os valores da rentabilidade da Poupança e do IPCA (taxa de inflação).
Grafico-Poupanca

Como vocês podem ver, sempre que a barra cinza (IPCA) é maior, quer dizer que o dinheiro desvalorizou na Poupança naquele ano (caso de 2002 e 2013 na poupança nova por exemplo). Agora veja os útimos 5 anos, quem tinha dinheiro na Poupança não ganhou nem 1% acima da inflação por ano.

Agora a rentabilidade do Tesouro Direto neste mesmo período dos últimos 5 anos foi de aproximadamente 4% acima da inflação, ou seja 4 vezes maior do que a poupança.

Como Investir no Tesouro Direto?

Logo-Como-Investir-no-Tesouro-Direto

http://www.InvestirNoTesouroDireto.com

Afinal, porque tanta gente tem receio de começar a investir no tesouro direto? Resposta é muito simples. Todos temos medo de sair de nossa zona de conforto e fazer algo novo, mesmo que este algo seja melhor do que o normalmente fazemos.

Bom, apesar de tudo que é novo parcer complicado, não é tanto assim. Existe muita informação na internet que talvez não seja muito fácil de encontrar e fácil de entender.

Eu mesmo perdi bastante tempo lendo muito coisa na internet e depois fiz um curso específico para chegar no conhecimento que tenho hoje. Eu comecei a investir no Tesouro direto no ano de 2005, ou seja, já fazem praticamente 10 anos de experiência.

O Que é Preciso para Investir no Tesouro Direto?

Bom basicamente para investir no Tesouro Direto, você vai precisar de 3 pré requisitos:

  1. Ser Maior de Idade
  2. Ter uma Conta Bancária
  3. Ter uma conta em um Agente Homologado pelo governo (que pode ser uma Corretora ou um Banco)

Uma vez que você preencha os requisitos acima, você esta apto para investir em títulos públicos.

O primeiro passo seria solicitar ao seu banco ou a uma corretora a abertura de conta para investir en títulos públicos.

Depois disso você vai ter acesso a plataforma de compra de títulos pela internet. O sistema é todo online e totalmente seguro.

Você vai comprar ou vender os títulos diretamente pelo site do banco/corretora ou do próprio site oficial do Tesouro Direto.
Leandro, Não Entendi muito Bem como é este processo para Investir em títulos Públicos, pode me explicar melhor?

Você deve imaginar que ficaria muito difícil eu escrever um artigo nos mínimos detalhes e no passo a passo sobre como investir no tesouro direto, ficaria um artigo enorme e talvez não ficaria tão didático e claro.

Foi pensando nisso e também na solicitação de diversos colegas que eu resolvi criar um Curso de Como Investir no Tesouro Direto Passo a Passo.

O curso é composto por 30 vídeo aulas, de forma didática e direto ao ponto, que ensina desde conceitos fundamentais sobre educação financeira até o método passo a passo para investir nos títulos públicos.

Deixo aqui o convite para você assistir um Vídeo onde eu revelo as mentiras que os Bancos contam através das mídias, bem como o contéudo do curso com mais detalhes.

Clique Aqui para Assistir o Vídeo sobre Como Investir no Tesouro Direto

Qualquer dúvida sobre o assunto, basta me contactar pelo e-mail: leandrosierra@investirnotesourodireto.com

8 Comments

  • Reply Catarina 19 de novembro de 2016 at 21:28

    Gostei bastante do Artigo!
    Parabéns!

  • Reply Alex 21 de novembro de 2015 at 00:29

    interessante, estou pensando em investir no tesouro direto agora que a selic está bacana

  • Reply Karol Almeida 4 de outubro de 2015 at 10:02

    Estava procurando saber sobre isso, ótimo blog obrigado. Já adicionei aos favoritos!

  • Reply Vilmar 10 de setembro de 2015 at 19:11

    14h20- Leonardo Pires Uller
    Corte de rating causa risco para investidores do Tesouro Direto? Especialistas comentam
    Após o Brasil perder o grau de investimento, muitos investidores ficaram receosos em relação ao Tesouro Direto

    SÃO PAULO – Após muita especulação, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s cortou a classificação de risco do Brasil, rebaixando-o para o grau especulativo e, imediatamente, a notícia causou bastante estardalhaço no mercado financeiro. No entanto, o corte significa que o Tesouro Direto, programa de compra e venda de títulos públicos do governo federal, deixa de ser a aplicação mais segura do país?

    A resposta de todos os especialistas entrevistados pelo InfoMoney sobre o tema é que o corte de rating não faz com que o Tesouro Direto se torne uma aplicação de risco para o investidor.

    Alexandre Amorim, sócio da consultoria de investimentos Par Mais destaca que o governo conta com muitas reservas em dólar, o que significa que tem uma grande margem de manobra para pagar sua dívida emitida pelo Tesouro Direto caso isso seja necessário.

    Notícias relacionadas
    “Quem tem dinheiro tem que aproveitar momento”, diz especialista sobre renda fixa
    Brasil perde o grau de investimento; veja o que pode acontecer com suas aplicações

    Licelys Marques, planejadora financeira da Praisce Capital segue a mesma linha. “O Tesouro tem um lastro muito grande, o pequeno investidor não tem que se preocupar”, afirma. A planejadora só destaca que é preciso tomar cuidado com o título escolhido na hora de investir, mas não por causa de um possível calote e sim pela marcação a mercado e desvalorização de títulos. “Quem aplica no Tesouro Direto pensando no curto prazo deve se manter na estratégia pós-fixada, que não tem volatilidade”, relata.

    André Albo, sócio da Alta Vista Investimentos, também concorda que o risco de calote é extremamente remoto. O especialista afirma que esse tema não deve prejudicar o pequeno investidor. Ele afirma que a dívida externa é pequena em relação à dívida interna em reais e o governo tem condições de seguir se refinanciando. Para ele, o risco de default é “muito próximo de zero”.

    As paralisações que o Tesouro Direto passa eventualmente, como passou na manhã de hoje, costumam dizer respeito à volatilidade das taxas de juros e não têm nenhuma relação com qualquer risco de calote do governo.
    m.infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/4277443/corte-rating-causa-risco-para-investidores-tesouro-direto-especialistas-comentam

  • Reply Vilmar 26 de junho de 2015 at 18:19

    11h12- Leonardo Pires Uller
    Tem R$ 100 sobrando? Especialista mostra melhor investimento para você
    Planejadora financeira afirma que esse investimento rende muito mais que a poupança

    SÃO PAULO – Muitas pessoas até têm a vontade de investir e buscar opções mais rentáveis que a poupança, no entanto, acreditam que não possuem dinheiro suficiente para fazer operações financeiras mais lucrativas e interessantes. Licelys Marques, planejadora financeira da Praisce Capital, de Curitiba, afirma, no entanto, que com R$ 100,00 por mês ou até menos já é possível investir em uma alternativa melhor que a poupança.

    A alternativa sugerida pela especialista é o Tesouro Direto, programa de compra e venda de títulos públicos do governo federal. O programa conta com três opções diferentes de títulos disponíveis: o Tesouro Selic, que segue a variação da taxa de juros, o Tesouro IPCA+, que remunera a inflação mais uma taxa de juros real e o Tesouro Prefixado, que tem uma taxa determinada no momento da compra.

    Além da variedade na hora de escolher os títulos, outra vantagem do programa apontada pela planejadora financeira é a liquidez diária do programa, que permite que o investidor possa sacar o dinheiro a qualquer momento. “No entanto, o investidor que quiser resgatar o dinheiro antes do vencimento deve investir no Tesouro Selic, que não conta com volatilidade” explica a especialista. Caso o investidor aplique nos outros dois títulos, ele deve ou seguir com o título até seu vencimento, e assim garantir a rentabilidade, ou procurar uma assessoria profissional de investimentos, aponta Licelys.

    Notícias relacionadas
    Você sabia que dá para investir na Apple sem risco de perda? Veja como
    INSS? Conheça opções bem melhores para ter uma aposentadoria dos sonhos
    Analistas recomendam ação de “alto risco” e esperam alta de 65%

    A rentabilidade dos títulos oferecidos é uma das maiores vantagens do programa. “Mesmo não sendo um investimento isento de imposto de renda e mesmo na alíquota mais alta (que é de investimentos com um prazo menor de seis meses e chega a 22,5%) o Tesouro Direto segue rendendo muito mais que a poupança”, atesta a especialista.

    No entanto, o investidor deve escolher com atenção a instituição financeira por meio da qual irá aplicar no programa. “No site do Tesouro Direto é possível encontrar as taxas cobradas por todos os bancos e corretoras. É possível descobrir as instituições que pagam as menores taxas com a mesma segurança”, relata a planejadora financeira.

    Outro cuidado necessário de se tomar é com bancos de varejo. A especialista afirma que, caso o investidor queira fazer a aplicação em seu próprio banco de varejo, converse bem com o gerente. “Muitos gerentes dificultam a entrada no Tesouro Direto, falam que é muito difícil investir no programa e tentam oferecer outras opções que são mais rentáveis para o banco. O investidor está livre para procurar qualquer corretora nesses casos”, alerta.

    Licelys Marques ainda adiciona uma vantagem que surpreende muitas pessoas que não são familiares com o mundo dos investimentos: “o Tesouro Direto é mais seguro que a poupança, uma vez que o risco é soberano e o governo é o melhor credor que existe. O risco é baixíssimo”, aponta.
    http://infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/4125669/tem-100-sobrando-especialista-mostra-melhor-investimento-para-voce

  • Reply Douglas Fernandes 9 de maio de 2015 at 13:40

    Tesouro direto vale muito a pena. Infelizmente a grande maioria dos brasileiros só querem saber da poupança, mas com um pouquinho de conhecimento poderiam migrar suas economias para o tesouro.

    • Reply Vilmar 9 de maio de 2015 at 13:43

      Está tendo muito saque da poupança, parte pra pagar dívidas, outra parte pra renda fixa.

  • Reply Vilmar 7 de maio de 2015 at 17:01

    Pequenos investidores veem Tesouro Direto como opção para diversificar aplicações

    infomoney.com.br/conteudo-patrocinado/pequenos-investidores-veem-tesouro-direto

  • Leave a Reply

    CAPTCHA *