‘BOLSA DE VALORES’ Articles at Defenda Seu Dinheiro, Page 2

Browsing Tag: BOLSA DE VALORES

    Convidados

    As maiores pagadoras de dividendos

    10 de março de 2017

    Leia também:

    Aposentadoria e o rei dos dividendos

    A armadilha do dia “EX” proventos (dividendos e JCP)

    Um levantamento da Economatica mostra quais são as 25 maiores ações pagadoras de dividendos ações da BM&FBOVESPA.

    Embora a nossa taxa básica de juros da economia, SELIC, ainda esteja acima do maior valor desta tabela, tudo indica que num futuro próximo ele convirja para baixo de dois dígitos, ou seja, abaixo dos 10%, fato que fará com que dividendos e renda variável sejam mais atraentes do que a renda fixa.

    As 25 maiores pagadoras de dividendos Levantamento da Economatica mostra quais ações do Ibovespa têm os maiores dividend yields

    Há várias formas de avaliar se as ações de determinada empresa são atrativas ou não. A análise do chamado dividend yield é uma delas. Esta taxa indica quanto o acionista ganhou com dividendos e juros sobre capital próprio sobre o valor do papel.

    Na lista abaixo, você encontra as 25 ações do Ibovespa que têm os maiores dividend yelds nos últimos 12 meses, segundo um levantamento produzido pela Economatica, a pedido de EXAME.com.

    É importante lembrar que este indicador é interessante, mas não deve ser a única referência na hora de escolher uma ação. De acordo com especialistas, o ideal é que sejam avaliados outros fatores como o potencial de crescimento da geração de caixa, que mostra a saúde financeira de uma empresa e se ela terá condições de manter a remuneração dos acionistas no futuro.

    Veja a lista:

    Nome Classe da ação Dividend Yield (12 meses até 08/03/17)
    Braskem PNA 10,30%
    Estácio ON 11,57%
    Qualicorp ON 11,69%
    Kroton ON 3,11%
    BM&FBovespa ON 3,58%
    JBS ON 3,63%
    Banco do Brasil ON 4,19%
    Hypermarcas ON 4,23%
    Copel PNB 4,46%
    Bradesco ON 4,73%
    Ecorodovias ON 4,80%
    CCR ON 4,88%
    Cosan ON 5,16%
    Telefônica PN 5,16%
    Engie Brasil ON 5,24%
    Cetip ON 5,54%
    Bradesco PN 5,55%
    BBSeguridade ON 5,69%
    Itaú Unibanco PN 6,14%
    MRV ON 6,32%
    Smiles ON 7,64%
    Itaúsa PN 7,73%
    Santander UNT N2 8,12%
    EDP ON 8,85%
    Cemig PN 9,09%

    Até mais.

    Livraria

    E-book: Como identificar os movimentos explosivos na Bolsa de Valores

    23 de fevereiro de 2017

    Ebook Gratuito sobre como identificar os movimentos explosivos na bolsa de valores.

    Você sabe como utilizar gráficos e outros indicadores técnicos para rastrear tendências no mercado financeiro? Este e-book de 38 páginas vai explicar os indicadores mais usados para identificar os grandes movimentos da bolsa de valores.

    Conteúdo deste e-book:

    1. Introdução

    2. Gráficos
    Gráfico de Barras
    Gráficos de Candlestick
    Gráficos de Linha

    3. Escala dos gráficos
    4. Indexação
    5. Periodicidade
    6. Teoria de Dow e seus princípios

    7. Suportes e Resistências
    Suportes & Resistências e suas propriedades

    8. Tendências
    Tendência de Alta
    Tendência de Baixa
    Tendência lateral (congestão)

    9. As Periodicidades das Tendências Conflitantes

    10. Linha de Tendência
    Propriedades das Linhas de Tendência

    11. Formações Gráficas (Padrões)
    Padrões de Continuação

    12. Padrões de Reversão
    Cabeça e Ombro (OCO ou OCOI)
    Topos e Fundos duplos (M e W)

    13. Candlesticks
    Candles

    14. Figuras de Reversão (Candlestick)
    (Hammer & Hanging Man)
    Shooting Star & Inverted Hammer
    Padrões de Engulfing
    Stars

    15. Indicadores
    Rastreadores de Tendência
    Osciladores

    16. Outros indicadores

    17. RAFI
    História
    O Indicador
    Objetivo
    Sua interpretação
    Como utilizar?

    18. Rotação dos setores – Onde está o fluxo?
    Conceito de Relative Strength (força relativa)
    Rotação dos Setores

    19. Bibliografias importantes
    20. Confiabilidade dos Padrões de Candles

    Baixe agora mesmo o e-book!

    Até mais.

    Geral

    Clube de Investimentos

    16 de fevereiro de 2017

    Para aqueles que se interessarem pelo assunto, segue o arquivo com explicações da BM&FBOVESPA para download: Regulamento de Clube de Investimento. Este arquivo que nada mais é do que um documento PDF que contém o regulamento para se abrir um clube de investimento ligado a nossa bolsa de valores.

    O clube de investimento possui vantagens e desvantagens:

    Vantagem 1: o IR só é pago no resgate das cotas. Além de eliminar toda a complicação de calcular IR por operação todos os meses, há ainda uma outra vantagem embutida: você pode continuar aplicando a grana que seria usada para pagar IR, o que significa que no final você terá mais dinheiro.

    clube-de-investimento

    Veja a simulação a seguir: Um investimento inicial de R$100.000, em que se obteve um rendimento bruto de 10% por dois meses seguidos.

    Um investidor individual no primeiro mês teria um lucro de R$10.000 e teria que pagar $1.500 de IR, sobrando R$108.500. No segundo mês, seu lucro seria de $10.850 e teria que pagar R$1.627 de IR (Imposto de Renda). No final dos dois meses, portanto, teria R$117.723.

    Um clube de investimentos terminaria o primeiro mês com R$110.000. No segundo mês, o rendimento de 10% seria sobre esse total, portanto terminaria o segundo mês com $121.000. Ao sacar o dinheiro ao final do segundo mês, o cotista teria tido um lucro total de $21.000, tendo que pagar 15% disso de IR, ou $3.150. Ainda sobraria $117.850, mais do que o investidor individual. No longo prazo, faz uma boa diferença.

    Vantagem 2: Os clubes de investimento podem fazer as mesmas operações que um investidor individual, incluindo VC, travas, futuros, mini contratos. A única exigência é que 67% de seu patrimônio esteja em média aplicado em ações. O “em média” é o segredo, pois permite que temporariamente o clube permaneça líquido, como logo após ser exercido em opções.

    Vantagem 3: A corretora administradora do clube calcula e publica a rentabilidade diária, baseada nos preços de fechamento de seus ativos no dia anterior. É uma pequena vantagem, mas para um operador de taxa como eu, é legal ver sua cota subindo um pouquinho dia a dia, conforme o indicador (grega) theta vai comendo suas opções.

    Desvantagem 1: As corretoras cobram uma taxa de administração alta para manter os clubes. A média é de cerca de 3% a.a. sobre o patrimônio líquido médio.

    Desvantagem 2: Nenhum cotista pode ter mais do que 40% (não 50%, como foi dito acima) do total de cotas do clube. Isso é justamente para evitar “clubes de uma pessoa só”: primeiro, essas pessoas deveriam ter ingressos suficientes para justificar essa grana extra em seu nome, caso contrário podem ter problemas com o Fisco. Segundo, imagine o que aconteceria num caso de desastre, tipo morte ou invalidez deste “clube de uma pessoa só” (investidor único que opere dinheiro de várias pessoas de modo informal).

    Desvantagem 3: A maioria das corretoras exigem um investimento inicial muito alto para abrir um clube de investimentos (em geral maior do que R$ 200.000,00). Algumas poucas o fazem para capitais menores.
    fonte de consulta: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?p=835787#p835787

    Outras considerações sobre clube de investimentos:

    – Para investimentos de prazo inferior a 5 anos, o investimento individual é mais vantajoso que o clube de investimento;
    – Para prazos superiores a 5 anos, o clube passa a ser mais vantajoso que o investimento individual;
    – A vantagem do clube sobre o investimento individual aumenta de forma exponencial a partir dos 5 anos.

    Em outras palavras, o efeito benéfico dos juros compostos sobre a parcela não paga de imposto de renda, só passa a ter efeito considerável após 5 anos.
    fonte de consulta: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?p=944819#p944819

    Leia também:

    Fazer investimento para terceiros

    Geral

    O que é um mico na bolsa de valores?

    10 de fevereiro de 2017

    Para quem começou a operar na bolsa valores já deve ter ouvido um papo muito, o qual é chamarem ações de micos. Este texto irá explicar melhor o que são micos exatamente, além de alertar ao investidor novato o perigo de se investir nessas ações sem conhecimento prévio da empresa e seus fundamentos. Um mico é uma ação de empresa falida ou em recuperação judicial(antiga concordata) que no geral custa menos de R$ 1,00, ou seja, na grande maioria das vezes os micos valem meros centavinhos. Os gráficos ficam sem movimento durante meses. De repente vem aquele volume atípico.

    Investidores já devem ter escutado que a Kepler é mico, Aracruz virou mico, Varig é mico, OGX é mico e vai por aí a fora. Todos falam e citam micos com muita intimidade, mas você sabe o que é mico? Por que o uso desta denominação?

    O que são micos na bolsa de valores? Micos na BM&FBOVESPA

    Existe um jogo de baralho para crianças cujo objetivo é fugir do mico e é, não raras vezes, a primeira apresentação dos mistérios das probabilidades aos pequerrruchos. O fator sorte que guiará a criança ao longo da vida é mostrada ao infante neste inocente jogo.

    O baralho, diferente dos utilizados pelos adultos, é composto de 49 cartas, 24 casais de bichos e 1 mico que não tem seu par. O carteador, normalmente a mãe ou tia de um dos pentelhinhos, embaralha as cartas e permite ao jogador à sua direita o corte do baralho. O jogador que cortar o baralho deverá retirar uma carta qualquer e colocá-la no centro da mesa, com a face voltada para baixo, distribuindo as demais cartas, uma a uma, entre os jogadores. Depois de distribuídas as cartas, os jogadores verificam os pares possíveis de serem formados, o pato envergando sua gravata formará par com a pata que ostenta colar e brinco, o peru, de gravata borboleta, formará par com a perua com laço na cabeça e assim por diante. Os pares formados serão baixados no centro da mesa e não farão mais parte do jogo. Assim que todos os jogadores tiverem abaixados os pares formados em suas mãos, inicia-se o jogo propriamente dito. O jogador à esquerda do carteador pega uma carta aleatoriamente dentre as presentes no leque de cartas do jogador à sua esquerda. Se um par for formado, o jogador abaixa esse par. O jogo segue dessa forma até que um jogador fique com uma única carta na mão, o mico, pois o o mico não tem sua parceira. Não há a mica. Esse jogador é declarado perdedor. Os pentelhinhos fazem uma grande gritaria e insultam o pobrezinho: “Ficou com o mico, ficou com o mico, ficou com o mico!”.

    Na bolsa de valores, as ações consideradas micos são aquelas com grande potencial de não terem mais compradores a partir de um fato iminente. São ações de alto risco pois o investidor que estiver com ela pode não ter para quem vender, ficar com o mico na mão. Não há qualquer relação com o tamanho da empresa, o Citibank, a GM e alguns outros bancos americanos foram colocados na categoria de micos tão logo tiveram suas entranhas contábeis expostas ao mercado.

    Outras características dos micos é o P/L negativo e o endividamento de CP (Curto Prazo) representando a maior parte, se não 100%, do perfil da dívida. Endividamento maior do que 1/3 do Ativo total no CP e a empresa já está em maus lençóis (bancos fora).

    Veja o caso do ativo PQ HOPI HARI (PQTM4) 1T09 onde o PL ficou invertido e é representado pela cor vermelha do lado esquerdo, a cor vinho representa os direitos e obrigações de CP. A PQTM não está em fase de recuperação judicial, concordatária ou paralisada, mas já tem suas debêntures dadas como investimento perdido pela PREVI.

    Mais algumas características dos micos, estão com a apresentação dos balanços mais de 2 trimestres atrasados, valor médio dos negócios abaixo dos 2.500 reais (ninguém quer arriscar muito dinheiro neles), valorizações e quedas meteóricas, prejuízos recorrentes, receita 12m inferior ao prejuízo anual, boa parte das empresas q ainda negociam suas ações por lote de mil (denotando desleixo).
    Liquidez das ações dos micos pode até ser razoável, mas varia muito conforme o boato.
    Alguns outros bons exemplos de Micos: PRO METALURG (PMET); HERCULES (HETA); COBRASMA (CBMA); CAF BRASILIA (CAFE).
    fonte de consulta: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=7&t=10502&start=20

    Confiram também esta relação interessante, critérios de classificação das ações de 5ª linha (micos):

    AGEN11 | CTPC3 | IMBI4 | RPMG4
    ARLA4 | DHBI4 | INET3 | RSUL4
    ATBS3 | DOCA4 | LARK4 | SCLO4
    BGPR3 | DTCY3 | LHER4 | SJOS4
    BIOM4 | |MAPT3 | SNST3 | LUPA3
    BUET4 | ESTR4 | MILK11 | SQRM4
    CAFE4 | FPXE4 | MNPR3 | STLB3
    CALI3 | FTRX4 | NORD4 | STRP4
    CBMA4 | GAFP4 | OSXB4 | TEFC11
    CCHI4 | GAZO4 | PMET6 | TEKA4
    CELM3 | GPCP3 | PQTM4 | TELB4
    CMSA4 | HAGA4 | PSEG4 | TENE5
    CORR4 | HETA4 | RANI3 | TROR4
    CPFG4 | HOOT4 | RCSL4 | TXRX4
    CTAP3 | IGBR3 | RPMG4 | UNCI3
    VOES4 | OGXP3 | CCXC3 | OSXB3

    Critérios utilizados:

    – Não fazer parte do índice da Bovespa – IBOV;
    – Fazer parte de uma das listas abaixo:
    — Relação de empresas com o registro cancelado pela CVM;
    — Lista de empresas com registro suspenso;
    — Lista de companhias inadimplentes há mais de 3 meses;
    – PL negativo;
    – Satisfizer pelo menos dois dos critérios abaixo:
    — Liquidez Corrente + Geral < 1; - DB (Dívida Bruta) / PL > 2 (para bancos pode ser utilizado DB / PL > 8 );
    – Margem líquida 12 meses < -1 (Significando prejuízo > receita líquida; caso receita = 0 empresa não pode apresentar prejuízo).

    Confira também:

    Parâmetros de atratividade de ações

    Até mais.

    Geral

    Plataformas de Análise Técnica

    9 de fevereiro de 2017

    Para aqueles investem ou pretendem investir na bolsa de valores seguem algumas opções de plataforma de análise técnica:

    Meta Stock

    CMA Series 4

    Nelogica ProfitChart RT

    Trader Gráfico

    AEBroadcast

    Meta Trader 5

    CedroLite

    CMA Series 3 (antigo Macsys TROM)

    Enfoque

    CMA Algo Trader

    Metastock

    GrapherOC

    Bússola do Investidor

    Para outras opiniões e sugestões de plataformas de análise técnica e análise gráfica para operar na bolsa de valores, consulte este link do Fórum InfoMoney.

    Até o próximo post.

    Geral

    Planilha para gerenciamento de risco na bolsa de valores

    8 de fevereiro de 2017

    gerenciamento-de-risco-na-bolsa-de-valores

    Para quem tem o hábito de comprar e vender ações, minicontratos ou opções na Bolsa de Valores, não pode perder essa oportunidade. O analista de mercado financeiro André Moraes fez um kit imprescindível para você gerenciar o risco de suas operações Swing Trade. O arquivo zipado contém uma planilha de gerenciamento de risco e uma lista de ativos que o próprio analista usa nas operações e recomenda aos seus clientes.

    O que você vai aprender com esse material:

    – Como evitar que um único erro destrua seus resultados na Bolsa;
    – Quais as melhores ações para swing trade;
    – Como definir o alvo das operações;
    – Onde posicionar a ordem de stop loss;
    – Qual é a máxima exposição recomendável a um único ativo
    – Como diversificar a carteira.

    Assista ao vídeo clicando no link a seguir:
    – Gerenciamento de Risco em Swing Trade.

    Clique aqui para download da planilha para gerenciamento de riscos e lista de ativos sugeridas pelo autor do estudo.

    Até próximo post.

    Convidados

    Financika – plataforma de negociação para novos investidores

    7 de fevereiro de 2017

    Financika é uma de uma nova geração de plataformas de negociação disponíveis para uma audiência quase internacional. Embora os Estados Unidos e o Canadá estejam notavelmente ausentes do alcance global da Financika, os investidores de centenas de outras nações ainda podem participar das excitantes opções de negociação disponíveis através da Financika. A Modest Money identifica a Financika como a única capaz de treinar novos investidores em novas e excelentes práticas, independentemente de o investidor decidir ou não arriscar dinheiro. Vamos ver algumas das excelentes características da Financika. Para mais detalhes, siga em frente para https://es.financikatrade.com/index.

    financika

    Investimentos Disponíveis: É importante entender que a Financika não é uma corretora tradicional. Em vez de oferecer aos usuários a propriedade de várias opções e ativos, os usuários estão fazendo especulações de valor sobre as entidades financeiras rastreadas através Financika. Acha que o mercado vai subir? Contratar algum dinheiro para esse fim, e esperar. Se o mercado sobe, você receberá dividendos na proporção do valor que você investiu. Financika vende contratos de especulação para Forex, índices, ações, commodities e CFDs.

    Plataformas Disponíveis: Quando investimentos de propriedade de longo prazo feitos por meio de outros provedores devem ser acompanhados por anos e até décadas, a negociação da Financika geralmente é realizada em prazos muito mais curtos. Como tal, é natural usar o serviço em dispositivos móveis. Felizmente, a App Financika está disponível em todos os sistemas convencionais de celulares e tablets, assim como em máquinas tradicionais baseadas na web.

    Oportunidades de Aprendizagem: A abordagem do Financika ao investimento não é dominada de um dia para o outro. Para aqueles que se perguntam “É Financika legítimo?”, Você ficará feliz em saber que eles fazem uma grande prioridade da educação. Seus vídeos educacionais e recursos de conhecimento fornecem muito contexto para novos usuários que querem ter certeza de que entendem o sistema e seus riscos antes de depositar seu dinheiro. Financika também usa análise ao vivo e gráficos de todos os ativos relevantes e índices, para que você possa ver os comportamentos desses sistemas em tempo real.

    Bancário: Depósito e Retirada com Financika são sem costura. Seu dinheiro aparece em apenas algumas horas, seja de entrada ou de saída do sistema. Seu dinheiro é seguro na Financika, como qualquer pesquisa do Google para “Financika Reclamações” ou “Financika Reviews” vai revelar.

    Financika está disponível na minha área?: Como mencionado anteriormente, a Financika não está disponível nos Estados Unidos ou no Canadá por causa dos longos processos regulatórios exigidos por ambas as potências mundiais. No entanto, a plataforma tem sido abraçada na maioria dos outros países, incluindo o Reino Unido, África do Sul, e mais de uma centena de países em outros lugares. As probabilidades de esta plataforma estar disponível para as pessoas em sua área é muito bom.
    Pensamentos finais

    Financika é uma das várias plataformas de investimento novo lá fora, que não dependem de propriedade de ativos para obter o dinheiro de seus usuários. Há vantagens e desvantagens para esta maneira de fazer as coisas. Os usuários que têm insights sobre os comportamentos futuros imediatos dessas opções podem ser capazes de bloquear grandes lucros rapidamente, sem qualquer dos custos de compra / venda de corretores de ações tradicionais. É rápido e as opções são diversas. É um ótimo lugar para aprender novas habilidades de negociação se você nunca usou uma plataforma como esta antes.

    Geral

    Bandidos no mercado financeiro

    15 de dezembro de 2016

    Todo mundo sabe que o mercado financeiro está repleto de 171s e que raramente algum vai para cadeia, mas felizmente as coisas estão mudando, vide a Operação Lava Jato e suas ramificações levando muito colarinho branco pro xinlindró!
    No mercado mobiliário não tem sido diferente!

    Revista Exame: Crime na bolsa

    É preciso tomar muito cuidado com comunidades de mercado financeiro na internet, pois ali é um antro de picaretas/m2 virtual!

    Esta semana nos Estados Unidos dois traders são presos acusados de manipularem preços de mais de 2 mil ações. Órgãos reguladores e forças judiciais verificaram diversos casos de controle de preços, que ocorreram mais de 23 mil vezes e que duraram apenas poucos minutos.

    E dias atrás prenderam outro aqui no Brasil também:

    CVM condena Rafael Ferri por manipulação de ações da Mundial
    Em novembro a Justiça Federal sentenciou Ferri em 3 anos e 9 meses de reclusão por uso de informação privilegiada e manipulação de mercado
    Por Estadão Conteúdo / 8 dez 2016, 20h14 – Atualizado em 8 dez 2016, 20h59
    chat_bubble_outlinemore_horiz

    Muito cuidado ao encontrar e escolher as suas oportunidades de investimentos e negócios!
    Os charlatões estão sempre de olho no seu rico dinheirinho.

    Até mais.

    Filmes

    É preciso ir contra nossos instintos mais primitivos para vencer na Bolsa

    6 de dezembro de 2016

    Entrevista com Florian Bartunek é fundador da Constellation, gestora com R$ 2 bilhões em ativos sob gestão e que tem Jorge Paulo Lemann como um dos sócios.
    “Nossos instintos mais primitivos, que garantiram a nossa sobrevivência no passado, são ruins para termos sucesso no mercado de ações. O preço está ligado às emoções mais primitivas do ser humano, por isso a Bolsa será a mesma daqui 10, 20 ou 50 anos”, disse o entrevistado.

    Florian também é um dos organizadores do livro Fora da Curva, que conta a história de 10 dos maiores personagens do mercado financeiro brasileiro. Em entrevista ao portal InfoMoney, ele explicou como as emoções afetam o investidor que não conhece tão bem o ativo que está investindo, respondeu se Warren Buffett teria tido sucesso de nascesse no Brasil e disse o que espera da Bolsa para os próximos anos (a lista de perguntas respondidas está logo abaixo do vídeo).

    Confira abaixo a entrevista com Florian Bartunek. Abaixo do vídeo, veja o instante de cada uma das perguntas respondidas:

    Perguntas respondidas no vídeo:

    1) 0:30 – Explica essa filosofia de que analista tem que ser mais “gastador de sola de sapato” do que um especialista em planilhas.

    2) 6:33 – O que explica esses comportamentos irracionais do investidor? Por que nossos instintos nos atrapalham na hora de investir?

    3) 13:20 – Por que a análise fundamentalista não é a “menina dos olhos” para os novos investidores na Bovespa? E análise fundamentalista pura por si só funciona no Brasil?

    4) 18:20 – Se Warren Buffett fosse brasileiro, ele teria ganhado tanto dinheiro?

    5) 21:08 – Quais os aprendizados que os seus investimentos errados em Arapuã e no Banco Nacional te trouxeram?

    6) 25:09 – “No final das contas, são os chefes que fazem a diferença na carreira”. Qual a importância de ter alguém que te ajude a trilhar o caminho?

    7) 28:25 – O caso da Natura é bom um exemplo de que cases de sucesso também podem deixar de ser sucesso um dia. Mas como identificar essa “mudança”?

    8) 33:08 – Você enxerga a Bolsa hoje como um veículo de investimento interessante no longo prazo?
    Fonte: infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/5892470/florian-bartunek-preciso-contra-nossos-instintos-mais-primitivos-para-vencer

    Até mais.

    Convidados, Filmes

    4 personagens de filmes que todo investidor deve conhecer

    22 de agosto de 2016

    A arte imita a vida e é por isso que conseguimos encontrar em representações artísticas várias associações com o mundo real. No cinema, por exemplo, isso acontece com muita frequência. Tanto é que já estamos acostumados a assistir inúmeras hipérboles do nosso cotidiano.

    Em se tratando de investimentos na Bolsa de Valores, temos uma grande gama de produtos cinematográficos retratando esse universo. Para aqueles investidores que também são grandes apreciadores da sétima arte, construímos uma lista de 4 personagens inseridos no mercado de ações que todo investidor deve conhecer:

    Michael Burry – A Grande Aposta (2015)

    Interpretado por Christian Bale, o personagem Michael Burry é um gestor de fundos que decide investir o dinheiro que coordena apostando que o mercado imobiliário iria quebrar. O filme, que é inspirado em fatos reais, explicita todo o processo que Michael passou desde o momento que decidiu apostar na crise imobiliária, até quando, de fato, ela ocorreu.

    O personagem questiona a segurança do mercado imobiliário e inicia uma investigação para entender a situação das hipotecas presentes nos títulos que os bancos vendiam na época. Dessa forma, ele descobre que o mercado era vendido como estável e seguro, enquanto esses títulos estavam misturados com créditos de alto risco.

    Com isso, ele fez uma aposta: criou os derivativos de crédito dessas hipotecas, o que valia como um se fosse um seguro de inadimplência dos créditos concedidos. Assim, enquanto as pessoas não estavam conseguindo pagar suas hipotecas, ele ganhava dinheiro do banco que concedeu o empréstimo. Portanto, Burry conseguiu antecipar a bolha imobiliária por meio de uma apurada observação do mercado, e conseguiu realizar estrondosos lucros a partir disso.

    Seth Bregman – O Dia Antes do Fim (2011)

    Seth Bregman é um corretor júnior, que trabalha em um grande banco de investimentos em Wall Street. Quando o banco em questão está em apuros e precisando fazer um corte drástico de pessoal, Seth vê seu chefe, Eric Dale, sendo demitido.

    Eric por sua vez, estava trabalhando em um importante arquivo, e consegue entregá-lo em pendrive, minutos antes de deixar o prédio de vez, para Peter, que é amigo de Seth.

    A partir disso, eles descobrem que o arquivo se trata de uma análise de volatilidade da empresa, apontando que o limite de risco havia sido ultrapassado, indicando que a  instituição estava muito próxima da falência. Eles convocam, então, uma reunião de emergência com diversas personalidades importantes da empresa, dentre elas seu dono.

    As decisões que vieram depois disso foram pautadas no entendimento de que a bolha estava prestes a explodir. E, enquanto os executivos tentam pensar em um plano de ação para controlar os danos, durante as 36 horas “antes do fim”  Seth tenta descobrir quanto cada um dos presentes na reunião ganha anualmente. O enredo do filme nos leva a uma reflexão acerca da saturação do mercado com papéis podres, o que acabou lesando o sistema financeiro.

    Jordan Belfort – O Lobo de Wall Street (2013)

    É impossível falar de mercado financeiro no cinema sem citar Jordan Belfort. O personagem, interpretado por Leonardo DiCaprio, que inicia sua jornada em uma grande corretora, mas que após a chamada “segunda-feira negra” se vê sem trabalho em Wall Street.

    Procurando por alternativas para se manter, ele acaba aceitando um emprego para negociar papéis de menor valor, que não estão na bolsa de valores.

    Depois dessa experiência, Belfort acaba decidindo abrir sua própria empresa, Stratton Oakmont, em parceria com um amigo. Em pouco tempo, a dupla consegue tornar a empresa bilionária. A partir daí, o personagem começa a entrar para uma vida de luxo e drogas, financiando grandes eventos particulares, se relacionando com prostitutas e fazendo extravagâncias.

    Contudo, dentro de sua empresa, Belfort conseguia lucrar quantias estratosféricas em questão de segundos, mas nem sempre seguia preceitos éticos e legais. Por isso, sua empresa começa a ser alvo de uma grande investigação e o filme retrata Jordan tentando fugir da situação para preservar seu dinheiro de alguma forma.

    Gordon Gekko – Wall Street (1987)

    investimentos-personagens-filmes-Gordon-Gekko

    Provavelmente você já conhece Gordon Gekko ou alguma de suas famosas frases. Retratado tanto no filme Wall Street, quanto em Wall Street: o Dinheiro Nunca Dorme, Gekko é um milionário cético e ganancioso, que faria qualquer coisa por dinheiro. O magnata, responsável por imortalizar a frase “A ganância é boa”, se tornou um símbolo de falta de escrúpulos no mercado financeiro.

    O primeiro filme, retrata um jovem corretor, Buddy Fox, que idolatra Gordon e sonha em conhecê-lo. Ao passo que Fox vai adquirindo o estilo de vida que tanto admirava e percebendo o alto preço da sua ascensão social, nós espectadores temos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre Gordon Gekko.

    Apesar de caricatos, as características identificadas nesses personagens estão presentes no mercado financeiro. Desses filmes é possível tirar lições, como a  importância de se manter centrado para conseguir cuidar do seu dinheiro e não se deixar levar pelas circunstâncias.

    E você, já conhecia esses personagens? Tem outras indicações para a lista? Mande sua sugestão nos comentários!