’30 Anos’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: 30 anos

    Convidados

    Habilidades que você precisa ter antes dos 30 anos

    11 de Maio de 2018

    young professional millennial - 24 life skills every functioning adult should master before turning 30

    Claro que não existe uma receita de bolo para a vida adulta, porém algumas habilidades são nitidamente essenciais para qualquer pessoa na faixa dos 30 anos conviver em sociedade, de acordo com o Business Insider.

    Veja a seguir:

    1) Aceitar feedbacks com classe

    É difícil escutar que algo não foi feito da melhor maneira possível, mas colocar o emocional de lado e responder tranquilamente a uma crítica é importante, principalmente no ambiente de trabalho.

    2) Pedir desculpas com sinceridade

    Errar é humano, e saber pedir desculpas pelo erro é valioso. E não basta dizer da boca para fora: faça isso pessoalmente, explique os motivos do erro e demonstre que irá evitar repetir o erro em questão no futuro.

    3) Gerir o tempo com sabedoria

    A todo momento, o ser humano está balanceando vida pessoal e profissional. Quem não sabe fazer gestão de tempo perde esse equilíbrio e pode sofrer inúmeras consequências.

    4) Usar atalhos de teclado

    Boa parte do tempo no trabalho é gasto em um computador. Otimizar esse tempo ao máximo evita estresse e melhora o desempenho de qualquer profissional.

    5) Dizer “não” respeitosamente

    A maioria das pessoas evita dizer “não” para não desapontar os outros ou não criar inimizades. Isso é extremamente nocivo em diversas frentes. Ao mesmo tempo, é importante deixar claros os motivos da negativa – e sempre respeitar o interlocutor.

    6) Agir com empatia

    Todos temos problemas. Reconhecer os dos outros é vital para uma convivência harmoniosa.

    7) Usar linguagem corporal

    Comunicação falada e escrita devem ser aliadas da linguagem corporal em interações humanas. Isso pode tornar qualquer pessoa mais amigável e facilitar relacionamentos profissionais e pessoais.

    8) Fazer amigos em diversos ambientes

    Conviver com apenas um tipo de pessoa pode acabar com suas possibilidades de fazer networking e crescer profissionalmente. Por isso, é essencial saber conversar sobre assuntos variados em ambientes diversos.

    9) Costurar

    Nunca se sabe quando será preciso fazer pequenos reparos em roupas.

    10) Falar um segundo idioma

    Além de exercitar o cérebro, falar múltiplos idiomas cria novas formas de vivenciar experiências, dizem especialistas.

    11) Manter um orçamento

    Muitas pessoas têm dificuldades com planilhas, autocontrole e planejamento no geral. Passar dos 30 anos sem saber cuidar das finanças é a receita do apocalipse financeiro – mesmo para quem ganha dinheiro.

    12) Saber o básico em edição de fotografias

    Cada vez mais, o mercado só valoriza quem sabe se vender. A imagem é a primeira coisa a ser notada em qualquer interação virtual.

    13) Passar tempo só

    Adultos precisam se conhecer, e nada melhor que passar um tempo sem outras pessoas para isso.

    14) Falar em público

    Por mais que nem todas as pessoas participem de palestras em palcos para milhares de pessoas, é praticamente inevitável passar por um momento de falar em público ao longo da carreira. Quanto antes o medo for embora, melhor.

    15) Cozinhar o básico

    Além de ser mais barato e, muitas vezes, mais saudável, cozinhas eventualmente pode ser necessário para impressionar pessoas – em diversas situações.

    16) Apertar a mão de um contato

    Um bom aperto de mão é a primeira impressão entre profissionais. E isso é o que fica.

    17) Acordar na hora

    Atrasos podem ser engraçados ou inofensivos no colégio e faculdade, mas passam a ser inadmissíveis em determinado momento da vida profissional.

    18) Pedir ajuda

    É totalmente contraproducente passar horas ou dias tentando resolver um problema quando outra pessoa que sabe resolve-lo está sentada na mesa ao lado.

    19) Vestir-se para uma entrevista de emprego

    Perder oportunidades pela sua aparência pode parecer absurdo – mas acontece. Pesquise o ambiente e vista-se de acordo.

    20) Fazer backup

    Todos os seus arquivos devem ser duplicados. Sempre. Isso evita tragédias.
    Aprenda a investir antes dos 30 anos.
    fonte de consulta: 24 life skills every functioning adult should master before turning 30

    Até mais.

    Convidados

    Hábitos que você precisa abandonar antes dos 30 anos

    19 de Abril de 2018

    Hábitos financeiros aos 30 anos

    Supporting fast fashion: Antes de assoprar as velinhas dos 30 anos é preciso colocar na balança algumas atitudes e objetivos

    Constantemente somos lembrados da necessidade de ter uma alimentação equilibrada, dormir um determinado número de horas, se exercitar constantemente e focar em projetos próprios, mas quando que realmente colocamos tudo isso em prática?
    Especialistas chegaram a um consenso de que esses e outros hábitos devem ser adquiridos antes dos 30 anos, já que é uma época que a pessoa deve fazer uma análise de sua vida e pensar no que quer mudar e no que vai manter. Pensando nisso, o Business Insider organizou uma lista de hábitos ruins que devem ser eliminados até os 30 anos, dos quais alguns são listados abaixo:

    1) Não aproveitar os finais de semana

    Durante a semana já é corrido o suficiente, então tente tirar o final de semana para descansar, colocar a leitura em dia, sair e arrumar um hobbie. É bom socializar com os amigos e fazer algo fora do ambiente de trabalho – principalmente que não envolva um computador.

    2) Comprar em fast fashion

    Pesquisas mostram que as pessoas que compram roupas de lojas como Zara e Forever 21 as usam apenas sete vezes, o que significa que a pessoa está perdendo dinheiro. Procure comprar roupas que você possa usar mais de uma vez, mesmo que custe um pouco mais.

    3) Fumar socialmente

    Muitos dos que se consideram “fumantes sociais” acham que se livram dos males do fumo porque “não fumam todos os dias” ou porque “só fumam quando bebem”. Essa desculpa, porém, não engana ninguém – nem a sua saúde. Independentemente de fumar todos os dias ou socialmente, você continua tendo mais chances de ter problemas de saúde.

    4) Manter amizades que já deveriam ter acabado

    É muito difícil manter todas as amizades, principalmente aquelas que não valem a pena. Por isso, não gaste tempo com aquelas pessoas que não fariam o mesmo por você.

    5) Não ter hora para dormir

    Criar uma rotina com horário certo para dormir pode melhorar a qualidade do seu sono e ainda, melhorar o seu desempenho e disposição no trabalho e em suas atividades no dia seguinte.

    6) Não praticar exercícios

    Não adianta confiar no seu metabolismo. Se você quer se manter em forma, o recomendado é se exercitar pelo menos três vezes por semana.

    7) Escolher bebidas de má qualidade

    Estudos mostram que beber uma taça de vinho todos os dias faz bem para a saúde. Mas essa teoria é totalmente derrubada quando a qualidade da bebida é reduzida pela metade.

    8) Fazer coisas só porque acha que deveria

    A vida é muito curta para você gastá-la com o que não quer fazer. Aposte em programas que deem satisfação a você e que possam ser úteis de alguma forma.

    9. Colocar a saúde física antes da saúde mental

    Dietas e exercícios físicos devem servir para você se sentir bem consigo mesmo e não para culpa-lo. Ter uma rotina é ótimo, mas às vezes a forma como você cuida do seu corpo pode afetar o modo como você cuida da sua mente; é preciso um equilíbrio.

    10) Não prestar atenção na alimentação

    Tente abraçar alimentações saudáveis em sua rotina, priorizando pelo menos cinco porções de frutas e legumes por dia.

    11) Não coletar pontos de fidelidade ou milhas

    Seja coletando milhas com o cartão de crédito, fazendo parte de um programa de milhagem em companhias aéreas ou se inscrevendo no programa de fidelidade do supermercado, os benefícios normalmente valem o pequeno esforço necessário – e podem garantir a viagem das suas próximas férias.

    12) Gastar tempo com pessoas que fazem você se sentir insignificante

    Tire da sua vida pessoas que fazem com que você se sinta insignificante. Gaste energia com aqueles que apreciam quem você é e que não exigem que você mude para agradá-los.

    13) Cancelar planos de última hora

    Não é possível dizer “sim” para tudo, então seja realista o quanto antes sobre seus horários ou planos para não adotar o hábito de decepcionar as pessoas no último minuto.

    14) Zerar a conta bancária no final do mês

    Está na hora de começar a traçar o caminho do seu dinheiro e de procurar maneiras para fazê-lo durar mais tempo em sua conta. Para isso, há uma série de aplicativos que podem ajudar com o planejamento financeiro, por exemplo.

    15) Evitar conversas difíceis

    Essa atitude é muito comum entre os jovens, mas quando você vai ficando mais velho é um péssimo hábito para se manter. Tratar de assuntos mais pesados é difícil, mas faz parte. Você vai ver que o sentimento de tirar o peso dos seus ombros será ótimo.

    16) Pensar constantemente no que os outros pensam sobre você

    Quebrar esse hábito é uma das melhores coisas que você pode fazer para ir mais longe em sua vida profissional e, principalmente, na sua vida pessoal. Pare de olhar ao redor para ver o que os outros pensam sobre você e foque em sua opinião própria.

    17) Não ter planos para o longo prazo

    Não dá mais para adiar. Quando você chega aos 30 anos você já deve ter em mente o que quer da vida e ter uma ideia de quando irá se mudar/casar/ter filhos/mudar de emprego etc. É o momento de sentar e colocar no papel os principais aspectos de sua vida, de relacionamentos a carreira, para saber o que quer mudar e o que quer aprimorar em cada área.

    18)Tentar memorizar todos os eventos e datas importantes em sua cabeça

    Não tente guardar todos os eventos e datas importantes em sua cabeça, coloque tudo em um calendário ou agenda para que seja mais fácil de você se lembrar. Seja no formato papel ou eletrônico, procure por um sistema que funcione para você e que faça você se sentir mais organizado.
    fonte de consulta: 30 damaging habits you should break before you turn 30

    Veja também:

    Casal se aposentou em seus 30 anos, agora está viajando o tempo inteiro

    Geral

    Business Insider: Hábitos financeiros aos 30 anos

    15 de novembro de 2017

    I'm a financial planner — here are the best 7 pieces of advice I can give you about money in your 30s
    Este período da vida costuma ser marcado por grandes transições e merece dedicação especial às finanças.

    A sua vida pode ficar um pouco mais complicada aos 30 anos, período no qual é geralmente caracterizado por mudanças nos âmbitos pessoal e profissional. Seja começando um novo negócio, dando um grande passo na carreira, se casando, é importante ficar atento às finanças para evitar gastos desnecessários.
    Pensando nisso, o planejador financeiro Eric Roberge escreveu para o Business Insider, alguns dos hábitos que devem ser valorizados nesta idade.

    Confira a seguir:

    1) Viver com menos do que ganha

    Um dos conselhos mais difundidos por planejadores financeiros é: viva com menos do que ganha. Ele é um bom lugar para começar, mas não é o suficiente se você quer aumentar sua riqueza substancialmente.

    Se você ganha US$ 5 mil e gasta US$ 4.999, teoricamente está vivendo com menos do que ganha e provavelmente não está afundado em dívidas, porém, se o que você busca é riqueza, você precisa viver com muito menos do que ganha.

    Quando maior a diferença entre o que você ganha e o que você gasta, mais rápido você consegue alcançar seus objetivos financeiros – caso você poupe e invista as “sobras” de seu balanço orçamentário.

    2) Foque na porcentagem do dinheiro economizado, e não na quantia em si

    Calcular quanto é preciso economizar para alcançar um objetivo financeiro pode ser difícil. Por isso, focar na porcentagem da economia ao invés da quantia em si, permite que você ajuste os valores a serem poupados de acordo com a sua renda. Desta forma, se você for promovido ou mudar de emprego, por exemplo, você consegue adequar a porcentagem a ser economizada ao novo salário, garantindo que você poupe na mesma proporção.

    3) Gaste parte do seu tempo acompanhando e revisando seus gastos e investimentos

    De acordo com Roberge, o dinheiro tende a ir embora quando falhamos em prestar atenção nele. “Preste atenção no seu dinheiro e gaste parte do seu tempo o revisando e o avaliando. Se você não fizer isso, você nunca saberá se está indo na direção certa. É como fazer uma trilha sem bússola”.

    O planejador financeiro recomenda a revisão mensal das finanças, o que, segundo ele, faz com que a pessoa preste mais atenção em seus hábitos de consumo e comportamentos que podem afetar o patrimônio.

    4) Não gaste mais, gaste melhor

    Tenha cuidado com os seus gastos e evite comprar ”só porque os outros têm”. Roberge explica que muitas pessoas pensam que comprar mais garante mais felicidade, o que está errado. Segundo ele a felicidade vem das coisas que realmente importam, e quando a pessoa decide gastar dinheiro como “todo mundo”, ela começa a ter problemas financeiros.

    “Quanto mais você pensar antes de comprar, mais intencional você será com o seu dinheiro. E quanto mais você alinhar os seus gastos com o que você valoriza, mais feliz você será com as suas compras”, diz.

    5) Não apenas diversifique o seu porfólio, diversifique seus investimentos

    Ao investir, é importante não colocar todos os ovos em uma mesma cesta, de forma a garantir boas rentabilidades em diferentes setores da economia. Além disso, investir para a aposentadoria é fundamental, pois serve como uma garantia de que você terá dinheiro no futuro. Esse investimento, porém, não deve ser vista como um investimento para aumentar o seu patrimônio.

    O planejador financeiro explica que o lugar certo para investir – além da aposentadoria – varia de acordo com os objetivos de cada um. Algumas opções, segundo ele, são ações, renda fixa, mercado imobiliário e a criação de diferentes fontes de renda.
    fonte de consulta: businessinsider.com/best-money-advice-millennials-financial-planner-2017-11/#1-live-well-below-your-means-1

    Geral

    Business Insider: Os piores erros financeiros que você pode cometer aos 30

    28 de julho de 2017

    erros financeiros

    É possível aprender com erros passados, mas é preciso estar atento

    É muito comum nos arrependermos de algumas atitudes, principalmente quando falamos em dinheiro. “Não deveria ter comprado isso”, “poderia ter investido naquilo”, são alguns pensamentos frequentes. Mas é apenas depois de muito tempo experimentando, errando e crescendo que podemos ver com mais transparência o que poderia ter sido evitado.
    Pensando nisso, o Business Insider conversou com alguns especialistas financeiros e organizou uma lista com os piores erros financeiros que você pode cometer aos 30 anos.

    Confira:

    1- Não falar sobre dinheiro quando você está prestes a se casar

    Falar sobre dinheiro não é fácil nem divertido, mas é crucial quando seu relacionamento começa a ficar mais sério. Segundo Michael Egan, assessor de investimentos na Egan, Berger & Weiner, LCC, conversar com seu (sua) parceiro (a) sobre finanças pessoais, padrões de consumo e planos financeiros é crucial. Ele explica que a maioria dos casais espera muito para conversar sobre o tema e muitos deles nem chega a tocar no assunto. “Quando chega a hora de discutir sobre finanças, o casal já está muito comprometido e o emocional fala mais alto, o que faz com que eles ignorem as principais diferenças financeiras”, diz.

    É fundamental que a conversa aconteça, e quanto mais rápido, melhor. De acordo com Brandon Moss, assessor e VP na United Capital, primeiro é preciso entender o contexto financeiro de seu (sua) parceiro (a), o que permite que você entenda como ele (a) toma suas decisões financeiras. Depois você pode partir para o tema: finanças separadas ou conjuntas? Se vocês concordarem em juntar as finanças, então é preciso que concordem em como gastar o dinheiro.

    2- Gastar todas as suas economias no casamento

    Muitas pessoas estão gastando quantias absurdas em casamentos. Segundo Egan, a média do valor gasto em cerimônias de casamento nos EUA é US$ 35.329 , cerca de R$ 110 mil. A recomendação do especialista é organizar uma cerimônia menor e usar o dinheiro extra para dar entrada em uma casa, por exemplo. “Organizar um casamento por menos de US$ 5 mil é possível se você estipular orçamentos”, diz. Por outro lado, essa opção é pessoal. Se um grande casamento é seu sonho, comece a economizar antes.

    3- Exagerar no valor gasto em automóveis

    Outro gasto que é visto pelos especialistas como perigoso é com automóveis. “As pessoas ficam rapidamente entediadas com seus carros. Elas sempre querem um carro novo e por isso estão sempre enroladas com parcelas a pagar”, diz. Egan. “O carro, porém, é um ativo rapidamente desvalorizado. Você não quer gastar muito dinheiro em algo que vai valer quase nada após alguns anos”, completa.

    A recomendação do especialista é trocar o veículo a cada 10 anos, para que o consumidor consiga quitar o valor em cinco anos, e levar outros cinco economizando para o próximo. Além disso, ele recomenda a compra de um carro usado, “o que vai ajudar a economizar uma quantia considerável”.

    4- Gastar tudo no primeiro filho

    Geralmente o primeiro filho é aquele que recebe mais roupas, brinquedos e acessórios, visto que os novos pais tendem a exagerar na compra de produtos – muitos de marca – para o mais novo membro da família. É preciso, porém, ficar atento aos valores e tomar cuidado para não queimar todas as suas economias nos primeiros anos da criança, já que gastos inesperados podem surgir a qualquer hora.

    5- Trabalhar pensando no curto prazo

    Segundo Moss, aos 30 você está mais propício a receber seu maior salário, então é importante que você se prepare para essa fase da vida. “Você não vai querer ficar escolhendo empregos só pelo dinheiro nesse momento”, explica. “Você vai querer encontrar aquele emprego que irá preparar você para ganhar muito dinheiro no final dos 30 anos e no começo dos 40”, explica.

    6- Assumir que você terá dinheiro no futuro

    Apesar do otimismo ser considerado uma boa qualidade, um excesso dela pode ser perigoso, principalmente quando relacionada a dinheiro. “As pessoas tendem a assumir que estarão ganhado muito dinheiro quando chegarem aos 40, e utilizam isso para justificar o consumismo no presente”, diz Egan.

    “A regra deve ser a de viver com aquilo que é necessário”, diz. E completa: “Se você não tem dinheiro para comprar um carro novo, então compre um usado. Economizar primeiro deve ser a sua mentalidade: junte para a aposentadoria primeiro e depois gaste com o que mais precisar. O que as pessoas costumam fazer é o oposto, pensando que precisam de muitas coisas novas. Pague primeiro o seu futuro e torne o seu presente financeiramente seguro”.

    Até o próximo post.

    Geral

    Coisas que você deve fazer com a vida financeira aos 20 anos para aproveitar os 30

    21 de julho de 2017

    Entre acabar a faculdade e entrar para o mercado de trabalho você precisará desenvolver alguns hábitos financeiros sólidos

    A fase dos 20 anos será uma das melhores na sua vida e também é um dos melhores momentos para colocar as finanças em ordem. Entre acabar a faculdade, entrar para o mercado de trabalho, se especializar, viajar e começar uma família, você precisará desenvolver alguns hábitos financeiros sólidos para administrar seu dinheiro e direcioná-lo a curto e longo prazo, a fim de atingir suas metas.

    11 things to do in your 20s to become a millionaire by 30
    smiling couple races wealthy

    É essencial pensar e monitorar suas finanças nessa fase. Se você está chegando perto dos 30 anos, confira alguns hábitos que pode considerar adotar, segundo o Business Insider:

    Evite dívidas de cartão de crédito

    As dívidas podem impedir que você faça muitas coisas com o seu dinheiro, especialmente as de cartão de crédito, considerando os juros altos. Se organize para manter suas contas sempre em dia, porque mais cedo ou mais tarde você terá que pagar. É importante que você não acumule dívidas. Depois de se formar na faculdade e se estabilizar no trabalho, sua renda provavelmente aumentará, o que pode incentivar você comprar mais do que precisa e o crédito nessa hora vai parecer a melhor solução.

    Os cartões de crédito são uma boa pedida quando usados corretamente. Se você vai usar um cartão de crédito, utilize um total abaixo de 30% do seu limite e pague sempre a fatura em seu valor total para não pagar juros e manter uma vida financeira saudável. Se perder o controle, a dívida pode ficar muito cara.

    Crie um fundo de emergência

    Despesas inesperadas vão inevitavelmente aparecer, desde um desemprego até gastos médicos. Então é importante reservar um fundo de emergência para esses gastos não previstos. Quanto você deve guardar vai depender das suas preferências e situação financeira, mas garanta uma quantia que possa ajudar você em um momento fortuito.

    Comece a guardar dinheiro para aposentadoria

    Quanto antes você puder guardar dinheiro para a aposentadoria melhor. Você não precisa colocar quantias exorbitantes, o que você conseguir adaptar ao seu orçamento já vale. Quanto mais tempo seu dinheiro estiver destinado a aposentadoria, mais tempo ele irá render e você terá a chance de se aposentar confortavelmente. Por mais que pareça longe, você precisa se planejar para o futuro.

    Você pode investir a longo prazo por meio de uma aplicação na renda fixa, por exemplo, e retirar a quantia quando se aposentar ou começar a pagar uma previdência privada. Busque a opção que melhor se encaixa com seu orçamento e condições atuais.

    Viva dentro do seu orçamento

    Apesar de parecer um conselho simples, pode ser difícil colocá-lo em prática. Gastar tudo o que você recebe, não é prudente. É hábito ruim, porque gastar toda sua receita com despesas dispensáveis impede que você aproveite e colha os frutos do seu trabalho. Defina metas financeiras claras e priorize suas despesas em torno delas. Você vai perceber que viver abaixo de seu orçamento aos 20 anos é muito mais fácil do que durante seus 30. Então adote hábitos financeiros e um estilo de vida adequado à sua receita desde o início.

    Defina metas a longo prazo para seu dinheiro

    As metas financeiras a longo prazos são importantes. Elas ajudam a definir os objetivos qu você precisa cumprir no curto prazo para chegar ao resultado final. Na década dos 20 anos, é importante descobrir o que você realmente quer da vida e como usar o dinheiro como uma ferramenta para alcançar seu objetivo.

    Claro que suas metas podem e provavelmente vão mudar ao longo do tempo, mas estabelecendo objetivos realistas e expectativas para o seu futuro, você poderá gastar mais conscientemente ano após ano, ajustando suas metas conforme sua vida for mudando.

    Saiba gastar com consciência

    Gaste seu dinheiro com coisas que você valoriza e acha que valem a pena. É preciso saber equilibrar seus gastos, administrar a vida financeira não é uma tarefa fácil, e você vai cometer alguns erros ao longo do caminho. E a partir desses erros você vai se adaptando e melhorando a forma de monitorar suas finanças. E gastar com consciência é uma das questões chaves de uma vida financeira de sucesso. Mas claro que tudo tem limites, se você gasta dinheiro com algo que faz você feliz, mesmo sendo um pouco mais caro, não precisa necessariamente cortar esse item do orçamento – desde que possa pagar.

    Até o próximo post.

    Geral

    Conquistas financeiras para de alcançar antes dos 30

    11 de agosto de 2016

    Colunista do Business Insider, Kathleen Elkins, listou algumas conquistas financeiras que você tem a obrigação de alcançar antes dos 30.

    São várias conquistas que podem fazer toda diferença para ter uma vida financeira tranquila e com muito sucesso. Sabe-se que quando o assunto é sobre investimentos ou finanças pessoais, o tempo está ao lado de quem é mais jovem. Um bom começo nessas áreas pode trazer imensos ganhos financeiros no futuro. Confira 11 destas conquistas que podem ajudar o jovem brasileiro:

    1 – Construa um fundo de emergência

    A vida é chega de inesperadas, e muitas vezes caras, surpresas. Por isso que é crucial construir um fundo de emergência. O total a ser poupado é bastante pessoal, mas a regra geral diz que é importante ter reservado de três a nove meses de despesas. Até os 30 você já deve ter feito isso.

    2 – Poupe pelo menos 10% de suas receitas para a aposentadoria

    A aposentadoria nunca está distante demais para ser negligenciada, especialmente levando em conta que o tempo está ao seu lado quando você é jovem. De fato, quando você começa a poupar é muito mais importante do que o quanto você poupa, o que significa que a década dos 20 é crítica nesse sentido.

    3 – Negocie seu salário

    Você não pode sentar e esperar que um aumento ou um bônus caiam no seu colo. Mesmo que seu chefe perceba o quanto você trabalha duro e é eficiente, ele ou ela não pagarão mais a você necessariamente. Você precisa pedir aquilo que deseja. O expert em finanças pessoais Farnoosh Torabi atesta: “você não consegue aquilo que merece. Você consegue aquilo que negocia”.

    4 – Estabeleça metas de patrimônio

    Além das metas de poupança, é importante também estabelecer metas para as suas receitas anuais e seu patrimônio. O dinheiro não vai aparecer do nada, você vai ter que trabalhar para isso. Se você quer construir um bom patrimônio, precisa ter uma meta clara e específica antes de começar mesmo a se planejar para alcançá-la.

    5 – Estabeleça metas para poupar dinheiro

    Existem algumas despesas que provavelmente chegarão em um futuro próximo: uma casa, carro, férias e filhos, apenas para mencionar alguns, que requerem um hábito de poupar bastante regrado. O melhor jeito de conseguir isso é criar metas de poupança e então começar a acumular o quanto antes para alcançá-las.

    6 – Faça um seguro

    Ninguém quer lidar com seguradoras, é algo complexo e confuso, mas aos 30 você precisa de cobertura adequada. Isso significa ter seguro saúde, de casa e de carro, por exemplo. Dependendo da sua situação, até um seguro de vida ou para seu animal de estimação podem ser opções interessantes. Também é inteligente que você crie um hábito de reavaliar seus seguros para ver se eles ainda cobrem o que você precisa e estão dentro do orçamento.

    7 – Crie um método para acompanhar seus gastos

    Aos 30, você já deve saber muito bem o quanto de dinheiro que está entrando e quanto está saindo. Além de se assegurar que você ganha mais do que gasta, você vai querer ser uma ideia muito certa se você está ou não no caminho certo com suas economias. Estratégias para controlar o fluxo de caixa incluem marcar cada compra feita em uma planilha ou caderno, ou ainda procurar aplicativos que possam fazer isso.

    8 – Tente fazer um bico ou trabalho paralelo

    É muito fácil focar em cortar os gastos e esquecer das receitas, mas as pessoas mais bem sucedidas contam com vários canais para conseguir dinheiro. Existem várias maneiras de como conseguir mais dinheiro, seja realizando pequenos serviços que tragam remuneração, ou ainda com outras formas de receita passiva, como alugando equipamentos, por exemplo.

    9 – Não invista somente em planos de previdência

    Ao se preparar para a aposentadoria, é claro que os planos de previdência são os instrumentos mais procurados pelos investidores no Brasil, mas é importante também procurar outras opções de investimento. Warren Buffett, o maior investidor do mundo, por exemplo, recomenda investir em fundos de índice de baixo custo para a aposentadoria.

    10 – Invista em você mesmo

    As pessoas mais ricas e bem sucedidas estão constantemente exercitando seus cérebros e procurando maneiras de continuar a aprender depois da faculdade ou de qualquer tipo de educação formal. Isso inclui investir em cursos, conferências ou livros, por exemplo. Também invista na sua saúde, pode ajudar muito.

    11 – Faça seus pagamentos automaticamente

    Com toda a tecnologia atual, não há desculpa para atrasar um pagamento. A maior parte das contas pode ser paga online e você ainda pode estabelecer a alternativa de pagamentos automáticos. Se você automatizar o pagamento de contas como TV a cabo, internet, telefone, entre outras, não terá que se preocupar sempre e nem atrasar os pagamentos.

    13 things you should accomplish with your money before turning 30
    young woman mulher nova