MTGox: Mark Karpelès é julgado no Japão acusado de falsificação de dados e desvios

Mark Karpelès, tido como um barão do bitcoin, é julgado no Japão acusado de falsificação de dados e desvios.
O francês foi ex-diretor da MTGox, foi preso em 2015 após a falência da plataforma sob suspeitas de fraude.

Francês Mark Karpelès, ex-diretor da MTGox

Nos últimos anos, o bitcoin ganhou força, reconhecimento e se tornou mais seguro. Mas uma das histórias mais conhecidas neste mercado remete ao francês Mark Karpelès, ex-diretor da MTGox e que ficou conhecido em seus anos de glória como o “barão do bitcoin”. O problema é que entre 2014 e 2015, o seu mundo de luxo ruiu.

[BITFRAUDE BREAKINGNEWS] Moeda rival da bitcoin passou de US$ 319 para 10 centavos em segundos com ordem de venda multimilionária

Nesta terça-feira (11) ele foi julgado em Tóquio sob acusações de falsificação de dados e desvio de fundos. Em sua fala inicial, ele se declarou “inocente”. “Juro diante de Deus que sou inocente”, afirmou o francês.

D9 e MinerWorld: suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira

Por muito tempo, quando o bitcoin ainda não tinha todo o reconhecimento que tem hoje, Karpelès foi considerado o grande nome das operações com a moeda eletrônica. Ele foi detido no Japão em agosto de 2015 por suspeitas de falsificação de dados da plataforma de bitcoin.

O francês é acusado de ter embolsado 340 milhões de yuanes (cerca de 2,6 milhões de euros atualmente) de depósitos de clientes da MtGox. E teria investido o dinheiro na aquisição de licenças de software. Em 2014, o site da MtGox saiu do ar e diversos documentos foram vazados.

Ele atribuiu a um grande ciberataque a derrubada do site, que provocou a ruína de milhares de investidores e minou a confiança na moeda eletrônica na época. A plataforma foi encerrada logo após o ocorrido, e em seguida declarou formalmente a falência. No total foram perdidos 850.000 bitcoins avaliados em 48 bilhões de ienes (US$ 390 milhões).

Defenda o seu Bitcoin – A verdadeira história do MercadoBitcoin

Até o próximo post.

Only 1 comment left Go To Comment

  1. $CHEGA DE BIT FRAUDE COIN$ /

    Suspeita de fraude, Bitcoin Task encerra atividades culpando a alta do Bitcoin

    A Bitcointask, uma empresa que supostamente vendia “planos de mineração” de Bitcoin, emitiu um comunicado em seu site oficial, informando sobre o encerramento de suas atividades.

    Muitos usuários perceberão no vídeo abaixo que nenhuma informação tem fundamento e portanto trata-se claramente de um golpe insustentável.

    Através do vídeo, foi informado que tentarão pagar “a diferença” dos lucros que cada investidor receberia, que pode ser solicitado através de um formulário no site, desde que o usuário tenha o comprovante de depósito.

    Uma página no Facebook com o nome da própria empresa postou alertando sobre o golpe e usuários se mostraram revoltados:

    O Guia do Bitcoin frequentemente alerta a todos os usuários sobre essas possíveis fraudes e empresas que “prometem lucros exorbitantes”. Se a empresa diz trabalhar com Bitcoin e realiza as práticas abaixo, fuja dela:

    • A empresa promete dobrar os seus Bitcoins em X dias;
    • A empresa promete um lucro (retorno) fixado em x meses;
    • A empresa necessita que você recrute novos usuários para a sua rede, para que a atividade seja sustentável;
    • A empresa utiliza o marketing multi-nível como fachada para uma atividade que ela não realiza, um produto que nem existe, nem vende e nem possui, que nesse caso é a mineração de Bitcoin;
    • A empresa não mostra os equipamentos, não mostra nenhum tipo de comprovante de mineração (link de transação na Blockchain);
    • A empresa nem sequer sabe o que é mineração, tampouco conceitos técnicos.
    Nossa dica: compre e guarde seus Bitcoins com segurança, a tendência natural da moeda é de se valorizar a longo prazo. Repetimos: não é necessário que seus Bitcoins estejam na mão de nenhuma empresa, eles são seus, guarde em uma wallet com segurança!

    fonte de consulta: guiadobitcoin.com.br/suspeita-de-fraude-bitcoin-task-encerra-atividades-culpando-a-alta-do-bitcoin

Leave a Reply

CAPTCHA *