Defenda seu dinheiro no exterior
Convidados

Defenda seu dinheiro no exterior

6 de janeiro de 2016

A situação política e econômica pela qual o Brasil passa atualmente é a pior desde a implantação do plano Real em 1994. A conjunção entre inaptidão administrativa, gastos públicos excessivos e mal direcionados, elevação abrupta do crédito, redução sem critério das taxas de juros, aliada a altíssima corrupção em todos os níveis fez com que as contas públicas chegassem em 2016 nesse estado lastimável de déficit.

Não bastasse toda essa deterioração, as medidas que o governo tomou e tem tomado desde 2015 não poderiam ser piores. Aumento e criação de impostos e o intervencionismo na economia só tornaram a situação econômica mais insuportável, levando a fechamento de centenas de indústrias, corte de investimentos e milhares demissões.

Sabe quem paga a conta quando um governo destrói a economia de um país? Você.

Para tapar o rombo das contas públicas, o governo fará o possível e o impossível para tomar o dinheiro produzido pelos 200 milhões de residentes que habitam esta nação. Criação de impostos, taxas, tarifas são algumas das formas do governo roubar o seu dinheiro. O que poucos percebem é que o pior imposto é aquele oculto chamado inflação.

Ao aumentar o dinheiro em circulação para financiar toda essa política populista e voltada para os grandes empresários e agentes dos partidos políticos no poder, o governo tem provocado a desvalorização do Real, que como todas as moedas do mundo não possui nenhum lastro físico. O valor dele depende da confiança no país e do fluxo de capitais. No caso, quanto mais confiança o Brasil possuir, mais o dinheiro do mundo entrará aqui e o Real se valorizará. Como confiança é algo impossível para o governo mais corrupto já existente no planeta, o fluxo de capitais está fortemente no sentido de abandonar o país.

Em suma, o Real foi a moeda que mais se desvalorizou no mundo em 2015, com perda de quase 50% frente ao Dólar dos EUA e não há nenhum motivo aparente que faça com que essa tendência de desvalorização da moeda brasileira termine. A equipe econômica do governo federal não poderia ser mais despreparada para resolver o problema que eles mesmo criaram.

O que fazer para se proteger da incompetência governamental que tem destruído o poder de compra dos brasileiros?

A maneira mais rápida e prática de se defender disso é abrindo uma conta no exterior lastreada em Dólar dos EUA, Euro, Libra Esterlina, Franco Suíço ou qualquer outra moeda forte. Desta forma, a destruição da economia brasileira não impactará negativamente suas economias.

nota-de-50-dolares

Por mais que essa informação não seja muito divulgada, é extremamente simples e rápido a abertura de conta em bancos estrangeiros. Além da solidez de muitos bancos estrangeiros serem maior que a dos bancos brasileiros, é possível abrir contas em diversas moedas no mesmo banco.

Outra vantagem é que ao contrário de quem compra o papel moeda para guardar em casa, quem tem uma conta no exterior tem acesso a investimentos que fazem o dinheiro render e não apenas ficar parado na gaveta. Não bastasse isso, também é possível ter um cartão de crédito e débito para uso em qualquer lugar do mundo, inclusive no Brasil.

Todo o processo é bastante simples. Basta preencher as fichas de adesão e enviar alguns documentos que em menos de 1 semana, sua conta em Dólar ou Euro estará pronta. Para abastecer sua conta, basta uma transferência internacional, não muito diferente de um DOC ou TED.

Caso você ainda não tenha uma conta fora do Brasil, não acho prudente ficar aguardando mais tempo. O governo já demonstrou uma fome arrecadatória sem precedentes. Ele fará de tudo para enfiar mais impostos goela abaixo nos brasileiros e a nossa moeda continuará perdendo valor. Lembre-se de que há países mais seguros para manter seu dinheiro. O Canadá por exemplo não vê uma crise financeira há mais de 180 anos e o Franco Suíço existe há mais de 200 anos e nunca cortou um zero sequer.

A hora de agir é agora. Quanto mais você esperar, maior a probabilidade da janela se fechar e você ficar preso a uma moeda desvalorizada.

Raphael (autor do site www.investidorinternacional.com)

9 Comments

  • Reply Vil Bro 12 de setembro de 2018 at 18:10

    SEU DINHEIRO
    Consultoria ensina a investir no exterior em curso online gratuito
    Workshop explica por que investir no exterior, como selecionar as ações e como aplicar seu dinheiro na Bolsa americana
    11 set 2018, 16h02

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/consultoria-ensina-a-investir-no-exterior-em-curso-online-gratuito/

  • Reply Defensor do Exterior 8 de agosto de 2017 at 15:15

    “Cansados do Brasil” triplicam envio de dinheiro aos EUA e investimentos disparam
    Com juros menores por lá, brasileiros precisam buscar novos ativos para gerar lucros

    http://www.infomoney.com.br/onde-investir/noticia/6860980/cansados-brasil-triplicam-envio-dinheiro-aos-eua-investimentos-disparam

  • Reply Rosangela 4 de agosto de 2016 at 01:32

    Abri uma conta no Wells Fargo sem problemas, apenas com passaporte, me dá cheque e cartão de débito, porém cartão de crédito não, somente para quem tem Social ID. Para não pagar nenhuma tarifa você precisa agendar um depósito mensal para poupança daqui ou utilizar 10 vezes seu cartão de débito. Foi muito simples!

    • Reply Vilmar 4 de agosto de 2016 at 01:36

      Bacana, que moleza!
      Parabéns.
      O Gab tb tem conta por aí, rsrsr.

  • Reply Vilmar 21 de janeiro de 2016 at 18:49

    Somente a madrasta dilma faz isto por você, dólar na máxima histórica, o sonho paraguaio dos mochileiros virou pó!!

    kkkkk

    R$ 4,17

  • Reply Arnaldo Süssekind 11 de janeiro de 2016 at 10:25

    Abri conta de investimento no Wells Fargo Advisors em 2003, daqui do Brasil. Me deram também um cartão de débito internacional que evita o IOF quando fazemos compras ou saques no exterior, na moeda do país. Não sei se ainda estão aceitando.

  • Reply Investidor Internacional 10 de janeiro de 2016 at 22:47

    Olá, JB e Tofu,

    É simples sim. 🙂

    Comece lendo o artigo do link abaixo. É a primeira parte de 9 sobre o assunto. Tem os nomes dos bancos e tudo mais.

    http://www.investidorinternacional.com/2015/02/11/como-abrir-uma-conta-bancaria-no-exterior-parte-1/

    Abçs!

  • Reply J. B. 10 de janeiro de 2016 at 17:42

    Amigo, não é tão simples assim abrir como você fala. Já tentei abrir uma conta, inclusive presencial no Bank of America. Só não consegui abrir porque não tinha um US Address. Faça o seguinte, indique os Banks e Procedures to open account remotely/online que vai facilitar bastante a vida.

    • Reply Tofu 10 de janeiro de 2016 at 21:32

      Correto, falar é facil, o texto poderia no minimo mostrar o caminho das pedras em um banco.

    Leave a Reply

    CAPTCHA *