Vídeo: Como ganhar dinheiro. Aprenda com Eike Batista.
Filmes

Vídeo: Como ganhar dinheiro. Aprenda com Eike Batista.

24 de junho de 2013

Ótimo vídeo sobre empreendedorismo, pensar alto e investimentos de alto risco.
Vale a pena conferir:

 

 

Leia também:

Até o próximo post.

11 Comments

  • Reply Monaliza 2 de julho de 2013 at 18:09

    Acho que o Eike é o maior bilionário que tem suas finanças em crescente oscilação.

    • Reply Vilmar 2 de julho de 2013 at 18:14

      Ele só tem que tomar cuidado para não passar a ser apenas milionário….

      • Reply Vilmar 3 de julho de 2013 at 01:59

        Muito bom este vídeo, bom demais, nunca ri tanto e totalmente educacional… o apresentador do vídeo deixa mais do que claro que “ele apertou o botão”, ou seja, ele? foi o culpado do sucesso ou fracasso de seus atos e não quem deu a dica….. precisamos assumir nossos erros e acertos, nada de por isto na conta dos outros!!!!!
        Confiram!!!
        sol

         

        Perdendo na Bolsa – OGXP3 e CCXC3 – Paródia fantástica

  • Reply Elienaldo Santos 30 de junho de 2013 at 11:07

    Devemos salientar que esse cara nasceu em berço de “ouro”, se tornou um bom empreendedor e infelizmente foi deixado levar pela ganância de querer ser o homem mais rico do mundo!!!
    Só que de maneria na qual dá a entender a forma do “tudo ou nada”, fazendo com o que muitas pessoas acreditassem em seu sonho.
    Quando não se tem uma boa base, não se vai longe. A exemplo compare o valor de suas ações de 3 anos até hoje x seu cronograma e resultados!

    • Reply Vilmar 1 de julho de 2013 at 12:06

      OGX -34%
      #VEMPRARUA
      KKKKKKK
      http://defendaseudinheiro.com.br/analisereflexao-o-que-fazer-com-as-acoes-do-grupo-x/

      MAIOR ARAPUCA FINANCEIRA DOS ÚLTIMOS ANOS!!
      EIKE BATISTA O NAJI NAHAS DO SÉCULO 21!!!

      01 julho 11:05
      OGX desaba, cai 35% com notícia de parada de produção; papel bate R$ 0,48

      As ações da OGX caem 35% na manhã de hoje, chegando ao preço de R$ 0,51, em reação a um comunicado enviado ao mercado pela empresa do grupo EBX, de Eike Batista. A petrolífera anunciou hoje a suspensão do desenvolvimento da produção em três poços no campo de Tubarão Azul. Na mínima do dia, o papel chegou a valer R$ 0,48. No lançamento em 2008, a ação de OGX foi vendida a R$ 11,31.
      De acordo com o comunicado, a OGX concluiu a análise do comportamento dos poços de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia. O resultado desse estudo mostra que “não existe, no momento, tecnologia capaz de viabilizar economicamente qualquer investimento adicional” no campo de Tubarão Azul, “visando aumentar o seu perfil de produção”.
      Além disso, alerta a empresa, os três poços que atualmente estão em operação poderão parar de produzir ao longo do ano de 2014. A OGX submeterá à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) uma revisão de seu Plano de Desenvolvimento, com base nas conclusões da análise do campo de Tubarão Azul.
      A empresa deve apresentar também à ANP um requerimento para suspender o desenvolvimento dos campos.
      OSX
      Diante da parada de produção da OGX em Tubarão Azul, a companhia decidiu também interromper a construção, pela OSX, de cinco plataformas flutuantes (FPSO OSX-4, FPSO OSX-5, WHP-1, WHP-3 e WHP-4).
      Quanto à plataforma FPSO OSX-2, que seria usada no desenvolvimento dos poços em Tubarão Azul, o aluguel referente a seu uso continuará sendo pago pela OGX à OSX a partir de janeiro de 2014, e até que essa unidade seja vendida ou destinada a outro local.
      Tubarão Martelo
      Segundo a OGX, o Campo de Tubarão Martelo continuará a ser desenvolvido normalmente, com primeiro óleo previsto para o quarto trimestre de 2013, conforme cronograma já divulgado pela empresa.
      As plataformas flutuantes FPSO OSX-3 e WHP-2, que serão instaladas nesse campo, terão o prazo do contrato de afretamento ajustado de forma a dar para a OGX o direito de terminar os contratos sem ônus a partir do 13º e 12º anos, respectivamente.
      De acordo com o comunicado, a OGX e a OSX celebraram um acordo pelo qual a petrolífera terá um desembolso imediato de caixa para a OSX no valor aproximado de US$449 milhões. Pelo acordo, aproximadamente 70% desse valor será empregado no pagamento de custos de construção das plataformas FPSO OSX-3 e WHP-2.

      http://www.arenadopavini.com.br/artigos/noticias-do-dia-arenas-das-empresas/ogx-desaba-cai-35-com-noticia-de-parada-de-producao-papel-bate-r-048

  • Reply José Guimarães 29 de junho de 2013 at 20:28

    Ganhar dinheiro é sempre possível; guardar dinheiro é que é difícil demais.
    Principalmente por causa dos gastos diárias com o consumo da família.

    No entanto, quando se tem acesso a valores altos emprestados pelos bancos fica mais fácil ganhar muito dinheiro e guardar muito também. Desde que se tenha bens para garantia, claro. Isso ele tem.

    Porém, um dia nós chegaremos lá.

    Sucessos a todos!

    José Guimarães

  • Reply Vilmar 26 de junho de 2013 at 07:39

    Através do Twitter, minoritário da OGX busca se aproximar de Eike Batista
    Matéria da Bloomberg cita o “@MinoritariosOGX”, perfil criado por um empresário brasileiro que já conseguiu até se encontrar com diretores da empresa

    SÃO PAULO – Não é nenhuma novidade que Eike Batista gosta de usar sua conta no Twitter para fazer declarações e às vezes até anunciar novidades sobre as empresas do Grupo EBX – o perfil dele é @eikebatista. Entretanto, se por um lado a rede social facilita sua comunicação com o público, essa também se torna uma ótima forma para que alguns acionistas critiquem publicamente o empresário por perdas com suas ações, fato que ganhou força recentemente.
    Em meio a tantos usuários do twitter que reclamam com Eike sobre as perdas em especial da OGX Petróleo (OGXP3) – que já caiu mais de 80% neste ano – um deles tem conseguido ir além: é o caso do empresário William Magalhães. De acordo com matéria publicada na Bloomberg, Magalhães tem usado a conta @MinoritariosOGX na rede social para pressionar o bilionário a manter os investidores mais informados.
    Após o esforço, Magalhães conseguiu uma reunião com presidente da OGX, Luiz Carneiro, e com o diretor financeiro, Roberto Monteiro, na sede da empresa no Rio de Janeiro. Porém, ele afirma querer mais que isso, e está organizando uma reunião com os acionistas minoritários da empresa agora em julho, em São Paulo.

    Descontentes com as quedas das ações das empresas do Grupo EBX, acionistas usam o Twitter para criticar o empresário (Divulgação)
    Notícias relacionadas

    Chance de Eike “perder o controle” da EBX é destaque no The New York Times
    Petróleo de mal a pior: OGX, OSX, HRT e Lupatech estão nas mínimas históricas
    @Eikebatista
    A popularidade de Eike na simpática rede social colabora para essa interação entre CEO e acionistas. A matéria da Bloomberg aponta que o empresário brasileiro já fez 21.700 postagens no Twitter desde 2010 e possui mais de 1,3 milhão de seguidores, quase seis vezes superior que o mexicano Carlos Slim, segundo homem mais rico do mundo. Bill Gates, atualmente a pessoa mais rica do planeta, possui 11,8 milhões de seguidores.
    Entre as hashtags – ferramenta usada no Twitter para facilitar a busca por tópicos específicos e caracterizada pelo símbolo # – mais utilizadas estão #FalaOGX e #REUNIAOcomMINORITARIOS. Essa tem sido a forma para que esses investidores se unam para conseguir maiores informações do empresário.
    A notícia finaliza ressaltando as palavras da próprio OGX, que afirmou valorizar a transparência com seus investidores, mas ressalta que o Twitter não é um canal oficial para comunicação entre a empresa e seus acionistas nem com outras empresas do Grupo EBX.

    infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/2837693/atraves-twitter-minoritario-ogx-busca-aproximar-eike-batista

  • Reply Vilmar 26 de junho de 2013 at 07:22

    Como as dívidas levaram Eike Batista à beira do precipício
    http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/como-as-dividas-levaram-eike-batista-a-beira-do-precipicio

    rumo ao pó.. mas ele tem muito $$$$ ainda ahahaha, pode se dar ao luxo de perder nestes projetos furados x aahhahah
    o cara é bilionário!!!

  • Reply Vilmar 25 de junho de 2013 at 20:58

    20h29 : ANÁLISE-Como as dívidas levaram Eike Batista à beira do precipício

    Por Jeb Blount

    SÃO JOÃO DA BARRA, 25 Jun (Reuters) – À medida que o império industrial de Eike Batista desmorona, sua situação cada vez mais se parece com a construção do Porto de Açu, um dos empreendimentos mais visíveis do empresário e que se assemelha a um monte de areia no meio de um pântano.

    Para construir o terminal, estaleiro e parque industrial de petróleo e minério de ferro de 2 bilhões de dólares, localizado a 300 km do Rio de Janeiro, o maior navio de dragagem do mundo atravessou a praia e escavou 13 quilômetros de docas entre dunas e restinga. E para manter os usuários do porto secos, a areia está sendo usada em aterros de até cinco metros acima das planícies inundadas do entorno.

    O complexo, uma vez e meia do tamanho de Manhattan, tem um outro cais, de 3 km, que pode receber meia dúzia dos maiores petroleiros e cargueiros do mundo ao mesmo tempo.

    No entanto, apesar de todo esse trabalho e de um país desesperado por portos e outras infraestruturas pesadas, os investidores consideram quase sem valor as três empresas do grupo EBX com participações em Açu.

    Todas as seis empresas do grupo EBX, com exceção de uma, perderam mais de 90 por cento de seu valor desde que atingiram suas máximas, e as ações da OGX Petróleo e Gás, principal empresa do grupo, estão sendo negociadas a níveis que sugerem que um calote é iminente.

    Eike, que foi o mais bem sucedido empresário do Brasil durante a década do boom das commodities, tem sido obrigado a ver uma das maiores fortunas do mundo desaparecer. No ano passado, quando a revista Forbes classificou sua fortuna como a sétima maior do mundo, Eike se vangloriou e disse que se tornaria o homem mais rico do mundo.

    O Brasil, que durante o boom cresceu em seu ritmo mais rápido em três décadas, estagnou. Conversas sobre um “milagre brasileiro” foram substituídas por protestos contra a corrupção. A fortuna pessoal de Eike encolheu em mais de 20 bilhões de dólares e isso lhe custou o título de homem mais rico do Brasil.

    “A situação de Eike é incrível, no sentido verdadeiro da palavra”, disse Chris Kettenmann, analista de petróleo e gás da Prime Executions, uma corretora de ações de Nova York. “É espectacular ver o quanto de valor foi corroído.”

    Os empreendimentos da EBX em petróleo, construção naval, energia e transporte podem sobreviver em uma versão reduzida. Eike, porém, provavelmente não será o controlador, sendo obrigado a vender sua parte para pagar dívida.

    Batista tenta vender ativos de sua companhia de carvão, a CCX, de ouro, a AUX, além de participação na produtora de minério de ferro MMX, disse à Reuters nesta terça-feira uma fonte ligada ao Grupo EBX, em meio à limitação de caixa para executar projetos que requerem grandes cifras.

    A EBX recusou pedidos para entrevistar Eike e outros executivos do grupo.

    SINERGIAS SE TORNAM PASSIVOS

    No ano passado, a “sinergia” e as ligações financeiras entre as empresas do grupo EBX, que ajudaram Eike a vender cerca de 7 bilhões de dólares em ações para investidores minoritários desde 2006, tornaram-se passivos.

    Em junho de 2012, a petrolífera OGX revelou que a produção de seu primeiro campo foi menor do que esperado, aumentando as preocupações de que o estaleiro da OSX Brasil SA receberia menos pedidos da OGX, seu principal cliente.

    Como a OSX é âncora de Açu, detido pela LLX Logistica SA, do grupo EBX, as ações da LLX também caíram.

    E os dominós continuam caindo, graças em parte aos níveis elevados do endividamento das empresas do grupo EBX, e à falta de transparência nos negócios com a holding pessoal de Batista, a Centennial Investments.

    Ao mesmo tempo que Eike propôs comprar mais ações da OGX e da OSX para acalmar os investidores minoritários, ele também trouxe ajudas externas.

    Em março de 2012, Batista vendeu 5,63 por cento da Centennial à Mubadala Development Corp , um fundo soberano de Abu Dhabi, por 2 bilhões de dólares.

    O que Eike não disse que na época foi que ele concordou em se desfazer de uma participação indeterminada da EBX em favor da Mubadala, caso o investimento na Centennial não proporcionasse um retorno anual de 5 por cento, de acordo com uma reportagem da Bloomberg News de dezembro.

    Desde então, aumentaram as especulações de que Eike está lutando para cumprir os termos de Mubadala, bem como os de seus próprios banqueiros.

    A Centennial também vendeu 0,8 por cento de participações para a General Electric em maio de 2012. A Mubadala detém uma participação de GE.

    DÚVIDAS SOBRE AS DÍVIDAS

    Diante de tal dúvida, nem mesmo a injeção de mais de 1 bilhão de dólares em capital de resgate da petrolífera malaia Petronas em maio, e em março da alemã E.ON, além do apoio do banco de investimentos BTG Pactual SA, do bilionário André Esteves, conseguiram deter a queda da EBX.

    A dívida de Eike, ou “alavancagem”, é alta, disse Frank Holmes, executivo-chefe da US Global Investors de San Antonio, Texas, que conhece Eike desde o final da década de 1980.

    No final de março, a dívida de longo prazo das empresas OGX, MPX, OSX e LLX, que detém Açu, estavam em mais do triplo dos níveis médios de endividamento de empresas similares, e representavam de um terço a um quinto do capital total de cada empresa. Tais níveis implicam grande risco.

    Sem fluxo de caixa positivo ou lucro, pagar a dívida exige que as empresas do grupo EBX gastem um dinheiro que seria melhor utilizado para concluir projetos e aumentar receita.

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Fundo da Marinha Mercante do Brasil emprestaram ou ofereceram empréstimos à EBX. Eles podem intervir para proteger seu investimento, mas o fluxo de caixa prometido para o pagamento de dívidas está sendo atrasado pela burocracia brasileira e as próprias falhas de gestão de Eike.

    “O cara alavancou tudo, e os banqueiros como todas as outras pessoas acreditaram na visão dele. É fácil fazer isso”, disse Holmes.

    Agora aqueles crentes já não têm tanta certeza.

    Desde março, os títulos com vencimento em 2018 e 2022 têm constantemente se desvalorizado. Começando em 5 de junho, eles caíram para menos de um terço de seu valor nominal, nível que sinaliza um aumento das chances de default.

    Em maio, Eike vendeu 70,5 milhões de ações na OGX por 57 milhões de dólares, cortando sua participação na petrolífera para 59 por cento ante 61 por cento anteriormente, vendendo por menos de um terço do que ele havia prometido pagar pelas novas ações.

    Esta promessa, conhecida como uma opção de venda, requer que Eike compre até 1 bilhão de dólares em ações da OGX a 6,30 reais por ação até 30 de abril de 2014, caso o conselho OGX acredite que seja necessário.

    MEMBROS DO CONSELHO SE DEMITEM

    A Fitch Rating Service quase que imediatamente rebaixou a dívida da OGX para “CCC”, o que significa que há alto risco de default. A venda de ações abaixo do valor que ele prometeu comprar elevou especulações de que Eike não tem dinheiro o suficiente honrar sua promessa.

    “Os rebaixamentos de rating refletem uma maior incerteza sobre a disposição e a capacidade do acionista controlador da OGX, Eike Batista, de honrar a opção de venda da empresa de 1 bilhão de dólares”, escreveu a Fitch.

    Uma semana após o rebaixamento, três membros do conselho da OGX, que decidiriam se a OSX precisa do dinheiro da opção de venda de Eike, demitiram-se. O trio figura entre os mais respeitados líderes políticos, financeiros e jurídicos do Brasil. Pedro Malan é um ex-ministro da Fazenda, Rodolfo Tourinho já foi ministro de Minas e Energia, e Ellen Gracie é ex-presidente do Supremo Tribunal Federal.

    VISÃO SEM EXECUÇÃO

    Holmes acredita que o problema de Eike é principalmente de administração. Há uma década, erros semelhantes forçaram Eike a vender a TVX Gold para a Kinross Gold Corp após projetos de ouro empolgantes na Rússia e na Grécia acabarem sendo levados a um tribunal.

    “Eu realmente respeito Eike como um empreendedor visionário, um pioneiro. Ele não é uma fraude, ele não é um mentiroso”, disse Holmes. “Onde há problemas é na execução.”

    Holmes, que nunca comprou ações do Grupo EBX pois as considerava muito caras, disse que os preços já caíram tanto, que talvez seja hora de observá-las novamente.

    De volta a Açu, os problemas de Eike continuam. A OSX, empresa de construção naval, pode não ter conseguido realizar o pagamento de 500 milhões de reais à espanhola Acciona, empreiteira no local, informou o jornal Folha de S.Paulo. A OGX negou a matéria na segunda-feira.

    “Eu não sei o que vai acontecer com Eike”, disse o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro, Julio Bueno, cujo governo tem ajudado Eike a desapropriar terras para o porto, em uma entrevista.

    “Nós precisamos do porto e outros investidores querem construir portos nas proximidades. O porto ainda será construído? Sim. É uma boa ideia? Sim. Será Eike seu controlador? Isso eu não posso dizer.”

  • Reply Rogerio Saraiva 24 de junho de 2013 at 13:38

    Se o objetivo dele era respeito, então ele esta fazendo tudo errado kkkkkk

    • Reply Vilmar 24 de junho de 2013 at 13:41

      Kkkkkk, eu concordo!!!
      De qualquer forma, como ganhar dinheiro ele sabe e muito, é um professor sobre isto. Não podemos negar.

    Leave a Reply

    *

    code