‘CCXC3’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: CCXC3

    CCX: Outro caso de insucesso do Grupo EBX

    15 de setembro de 2014

    Vejam que exemplo de gráfico com queda vertiginosa que apenas se torna possível em empresas com péssimos fundamentos:
    grafico-bear-market-ccxc3
    Quem em sã consciência investiu nos sonhos “X” ?

    Leiam também esta excelente matéria que saiu no imparcial portal de informações financeiras, Infomoney:
    18h55 – Marina Neves
    CCX cai 32% após rumores de que a companhia estaria entre bens bloqueados de Eike
    De acordo com um analista que pediu anonimato, a companhia deveria estar entre os R$ 1,5 bilhão de bens a serem bloqueados do empresário – já que ele detém 56% das ações da empresa

    eike batista desesperado com queda da ccx

    Veja: Lula é o Eike Batista da política. Eike é o Lula do empresariado.

    2 de novembro de 2013

    Que texto incrível do colunista da Veja, Augusto Nunes, que foi publicado em 31/10/2013.
    Vale muito a pena conferir. O título é: Lula e Eike Batista nasceram um para o outro: os dois são vendedores de nuvens.

    Destaco este trecho:

    Nenhuma farsa dura para sempre, avisou em 23 de abril o post abaixo reproduzido, inspirado nas semelhanças que transformaram Eike Batista e Lula numa dupla muito afinada. Nesta quarta-feira, o império imaginário de Eike sucumbiu ao peso de uma dívida sem garantias que soma U$ 5,1 bilhões. “Pedido de recuperação judicial”, como o formulado pela petroleira OGX, é o codinome do velho e manjado calote quando aplicado por gente fina. A tapeação chegou ao fim. O candidato a empresário mais rico do mundo faliu. O ex-presidente continua empinando seus malabares. Mas está condenado a descobrir, não importa quando, que a freguesia dos camelôs de palanque sumiu. Lula é Eike amanhã.

    Para conferir o texto na íntegra, clique no link abaixo:
    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/e-natural-que-lula-e-eike-se-entendam-muito-bem-os-dois-sao-vendedores-de-nuvens

    Veja também:

    Até o próximo post.

    OGX em recuperação judicial: pregão de despedida do Ibovespa

    31 de outubro de 2013

    Adeus sonho de petróleo X. É isto que o Ibovespa está dizendo agora para a menina-dos-olhos de Eike Batista, OGX Petróleo.
    Agora que já veio a recuperação judicial, nos resta aguardar a liquidação da empresa.
    Acabou, acabou, acabou….como diria o nosso saudoso Galvão Bueno.
    Confiram:

    Leilão da OGX começa e vai até 17h; preço teórico da ação chega a bater R$ 0,01
    A OGX deverá ser excluída do Ibovespa, o que obriga vários fundos passivos, que apenas seguem o índice, a venderem os papéis
    Por Felipe Moreno |16h03 | 31-10-2013 | Atualizada às 16h11

    SÃO PAULO – As ações da OGX Petróleo (OGXP3) já entraram no leilão de despedida do Ibovespa, que deverá terminar apenas com o fechamento das negociações na BM&FBovespa. No momento, o preço teórico das ações é de R$ 0,10 – mas os papéis chegaram a bater os R$ 0,01 minutos antes.
    A OGX deverá ser excluída do Ibovespa, o que obriga vários fundos passivos, que apenas seguem o índice, a venderem os papéis. A participação desses fundos no capital é bastante expressiva: apenas os que são geridos pelo Itaú Unibanco possuem 7,07% de toda a OGX.
    Os papéis são obrigados a saírem do Ibovespa depois do pedido de recuperação judicial, protocolado na quarta-feira (30). As ações deverão passar por esse leilão e serão excluídas de todos os índices da BM&FBovespa na próxima sessão.
    Ação da OGX chegou a valer apenas R$ 0,01 no leilão de exclusão (Divulgação OGX)

    infomoney.com.br/ogxpetroleo/noticia/3034230/leilao-ogx-comeca-vai-ate-17h-preco-teorico-acao-chega

    Leia também:
    Os maiores erros dos analistas com a OGX: Empiricus e Inva Capital

    Carta Capital – Eike desmancha: o que sobra do império X

    14 de outubro de 2013

    eike batista na carta capital
    Olhem só, quem diria, até a Carta Capital que costuma dizer amém para tudo que o governo atual faz, também está sendo veemente em sua crítica ao Império X, construindo em parte com dinheiro do BNDES, entre outros, como Itaú, Bradesco, Fundos Chineses, Fundos Árabes, BTG e, claro, dos acionistas “minoriotários”, pobres vítimas de mais este “midas” do mercado financeiro, também popularmente conhecidos como “Eike maníacos”.

    Confira os destaques da edição 769 de CartaCapital
    Nesta semana, CartaCapital traz uma reportagem especial sobre a derrocada do império do empresário Eike Batista.

    Reportagem de capa
    O X da derrocada

    À frente de um conglomerado gigante e sem controle, cercado por oportunistas e cego pelo excesso de confiança, Eike Batista vai à lona

    Veja também:

    Até o próximo post.

    O grande fracasso das pré-operacionais

    27 de setembro de 2013

    Várias empresas tem demonstrado desde os seus IPOs serem um grande fiasco na bolsa de valores, BM&FBovespa, entre elas estão: empresas do Grupo X(OGX, LLX*, OSX, CCX, MMX, MPX, agora virou Eneva, Eike vendeu o seu controle), Brasil Agro, Vanguarda Agro(antiga Ecodiesel), BHG e HRT.
    *LLX teve controle vendido e virou Prumo Logística.

    Hoje, 27/09/2013 09:30, no portal Infomoney o colunista Arthur Ordones escreveu um ótimo artigo “O que temos visto é um grande fracasso”; conheça os perigos de investir em pré-operacionais.

    Ele demonstra de forma bem clara que todas as empresas pré-operacionais que fizeram IPO tiveram um desempenho pouco satisfatório na bolsa de valores, trouxeram prejuízo aos seus acionistas e estão passando por sérias dificuldades financeiras no momento.
    Muitas destas empresas pré-operacionais entraram na BM&FBOVESPA para se capitalizar e dar início à sua produção, conforme temos acompanhado nos últimos anos, com o IPO de diversas empresas.

    Da matéria ainda vale a pena destacar este trecho:

    OGX (OGXP3)
    IPO: R$ 11,31 (12/06/2008)
    Máxima histórica: R$ 23,27 (15/10/2010)
    Mínima histórica: R$ 0,30 (30/08/2013)
    Atual: R$ 0,31 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -98,71%
    Variação entre IPO e atual: -97,26%

    MPX (atual Eneva [MPXE3])
    IPO: R$ 12,90 (13/12/2007)
    Máxima histórica: R$ 13,92 (11/05/2012)
    Mínima histórica: R$ 1,21 (28/10/2008)
    Atual: R$ 5,30 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -91,31%
    Variação entre IPO e atual: -58,91%

    LLX (LLXL3)
    IPO: R$ 3,78 (15/07/2008)
    Máxima histórica: R$ 10,22 (10/09/2010)
    Mínima histórica: R$ 0,51 (28/10/2008)
    Atual: R$ 1,76 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -95,01%
    Variação entre IPO e atual: -53,44%

    OSX (OSXB3)
    IPO: R$ 28,00 (22/03/2010)
    Máxima histórica: R$ 28,00 (22/03/2010)
    Mínima histórica: R$ 0,71 (02/09/2013)
    Atual: R$ 0,71 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -97,46%
    Variação entre IPO e atual: -97,46%

    Brasil Agro (AGRO3)
    IPO: R$ 10,97 (02/05/2006)
    Máxima histórica: R$ 12,97 (31/08/2007)
    Mínima histórica: R$ 5,00 (09/03/2009)
    Atual: R$ 10,14 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -61,45%
    Variação entre IPO e atual: -7,57%

    Brasil Ecodiesel (atual Vanguarda Agro [VAGR3])
    IPO: R$ 73,36 (22/11/2006)
    Máxima histórica: R$ 101,91 (06/07/07)
    Mínima histórica: R$ 2,56 (21/12/2011)
    Atual: R$ 3,98 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -97,49%
    Variação entre IPO e atual: -94,57%

    Invest Tur (atual BHG [BHGR3])
    IPO: R$ 21,60 (13/07/2007)
    Máxima histórica: R$ 23,42 (18/11/2010)
    Mínima histórica: R$ 13,33 (20/08/2013)
    Atual: R$ 14,70 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -43,08%
    Variação entre IPO e atual: -31,94%

    HRT (HRTP3)
    IPO: R$ 24,00 (22/10/2010)
    Máxima histórica: R$ 43,40 (17/03/2011)
    Mínima histórica: R$ 1,10 (25/09/2013)
    Atual: R$ 1,13 (26/09/2013)
    Variação entre máxima e mínima histórica: -97,47%
    Variação entre IPO e atual: -95,29%

    *Considerando preços ajustados e descontando proventos

    Infelizmente o mercado tem memória curta, aliás, o brasileiro tem memória curta, é ruim de história pacas. É bem provável que logo isso passe e vários investidores irão cair novamente no conto de fadas das empresas pré-operacionais, acreditar nas histórias mirabolantes dos seus controladores e organizadores de IPO, apostando de novo suas fichas em outras pré-operacionais com promessas fora da realidade, claro, sempre, omitindo a realidade do risco destas operações. Por isto o investidor que quer investir nestes tipos de empresas e quaisquer outras de maior ou menor risco, devem fazer uma boa gestão de risco, aliado a uma boa estratégia e diversificar os investimentos.

    Leia também:

    fujam dos micos na bm&fbovespa

    Vale também a pena destacar que hoje a “sensação” do setor de petróleo e gás nacional, a OGXP3, bateu a sua mínima histórica: R$ 0,28 “centarros”.
    Confira este trecho que saiu agora a pouco no portal Infomoney, 27-09-2013, atualizada às 17:29:
    Já na ponta negativa do índice, aparece mais uma vez a petrolífera de Eike Batista, a OGX Petróleo (OGXP3). Com queda de 9,68%, a ação da empresa atingiu sua nova mínima histórica ao fechar cotada a R$ 0,28.
    Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/2981792/quase-estavel-nesta-ibovespa-conhece-sua-semana-queda-setembro

    Até o próximo post.

    Piada do dia: Buraco negro na OGX

    23 de setembro de 2013

    Como o eike é supersticioso e bad looser, pondo culpa nos astros do seu fracasso, virou piada, segue mais uma:


    OGX PETROLEO

    Buraco negro, está causando intermitência na força que garanta bons fluídos para OGXP3, o que significa que o papel vai passar por grandes perdas.

    buraco negro na ogxp3

    Até o próximo post.

    A lenda dos macacos e a OGXP3

    31 de agosto de 2013

    Qualquer semelhança entre OGXP3 ou qualquer outra empresa do Grupo EBX com a “A lenda dos macacos e o mercado de ações” não será mera coincidência.

    Vale a pena relembrar:

    Num vilarejo, apareceu um homem anunciando aos aldeões que compraria macacos por $10 cada. Os aldeões sabendo que haviam muitos macacos na região foram à floresta e iniciaram a caça aos macacos.

    O homem comprou centenas de macacos a $10 e então os aldeões diminuíram seu esforço na caça. Aí, o homem anunciou que agora pagaria $20 por cada macaco e os aldeões renovaram seus esforços e foram novamente à caça.

    Logo, os macacos foram escasseando cada vez mais e os aldeões foram desistindo da busca. A oferta aumentou para $25 e a quantidade de macacos ficou tão pequena que já não havia mais interesse na caça.

    O homem então anunciou que agora compraria cada macaco por $50!
    Entretanto, como iria à cidade grande, deixaria seu assistente cuidando da compra dos macacos.

    Na ausência do homem, seu assistente disse aos aldeões:
    – Olhe todos estes macacos na jaula que o homem comprou. Eu posso vender por $35 a vocês e quando o homem retornar da cidade, vocês podem vender-lhe por $50 cada.

    Os aldeões, espertos, pegaram todas as suas economias e compraram todos os macacos do assistente. E desse dia em diante, eles nunca mais viram o homem ou seu assistente, somente macacos por todos os lados. *

    *Eis como uma lenda de macacos explica o funcionamento do mercado de ações !!!
    forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=4&t=10572

    macaco_prego_g

    Veja também:

  • Exame: Vale a pena comprar ações que custam centavos?
  • A armadilha dos micos
  • Revista Exame: Colapso, os 7 erros de Eike Batista.
  •  

    Até o próximo post.

    Folha: Derrocada de um Midas: como Eike Batista se atolou em dívidas

    14 de julho de 2013

    Outra ótima matéria com o gráfico/história da ascensão/derrocada do império X de Eike Batista. De midas a motivo de chacota no mercado. Simplesmente incrível esta história. Vale muito a pena conferir.

    gráfico da história do eike batista como empresário midas

    14/07/2013 – 01h30
    Derrocada de um Midas: como Eike Batista se atolou em dívidas

    Leia também:

    Até o próximo post.