Especialistas finalmente quebraram o laptop do CEO da criptografia que morreu com acesso exclusivo a US $ 137 milhões. Mas o dinheiro já foi embora.
Convidados

Especialistas finalmente quebraram o laptop do CEO da criptografia que morreu com acesso exclusivo a US $ 137 milhões. Mas o dinheiro já foi embora.

6 de março de 2019

[BITFRAUDE BREAKINGNEWS] Tribunal no Canadá ordena criador da Plexcoin a transferir 420 Bitcoins para Justiça canadense

E aí, mais um golpe no mundo das fraudes coins? US$ 190 mi em criptomoedas sumiram após morte de dono de casa de câmbio.
Quando o CEO de uma casa de câmbio no Canadá morreu, a empresa ficou devendo milhões aos seus clientes!

Mission Impossible (DC)
Business Insider: Experts finally cracked the laptop of the crypto CEO who died with sole access to $137 million. But the money was already gone.

Milhões de dólares estavam faltando quando o CEO de uma bolsa de criptomoedas morreu sem compartilhar as senhas com suas contas. Investigadores recentemente quebraram seu laptop – apenas para descobrir que o dinheiro havia acabado.
Gerald Cotten, o fundador da QuadrigaCX, foi pensado para ter acesso exclusivo aos fundos e moedas trocados nele. Após sua morte em dezembro, seus colegas disseram que cerca de US $ 137 milhões em criptomoedas pertencentes a cerca de 115.000 clientes foram mantidos offline em “armazenamento a frio” e inacessíveis.

O caso provocou inúmeras teorias, incluindo que Cotten forjou sua própria morte e fugiu com o dinheiro. Um auditor apontado pelo tribunal, a Ernst & Young, conseguiu quebrar o laptop de Cotten e descobriu que as contas foram esvaziadas em abril, oito meses antes de sua morte, informou em um relatório na semana passada.
“Em abril de 2018, o bitcoin remanescente nas Carteiras Identificadas de Bitcoin Frio foi transferido, trazendo os saldos para zero”, disse o relatório.

Os investigadores disseram que encontraram outras questões também, como a de que a Quadriga manteve “livros e registros limitados” e nunca relatou seus dados financeiros.
A Ernst & Young também informou que encontrou 14 contas de usuários ligadas a Cotten que negociaram na bolsa da Quadriga e retiraram criptomoedas para endereços não vinculados à Quadriga.
Sobrecarregado com US $ 190 milhões em dívidas e incapaz de encontrar ou acessar o dinheiro, a Quadriga pediu proteção ao credor no final de janeiro. Um tribunal da Nova Escócia lançou nesta semana uma tábua de salvação para a companhia, concedendo uma prorrogação de 45 dias que impede que os credores entrem com ações judiciais até meados de abril.

Kraken (bolsa norte-americana de criptomoedas que opera no Canadá, na UE, no Japão e nos EUA) está oferecendo $ 100.000 para informações sobre onde o dinheiro da Quadriga foi.

E você, o que pensa a respeito?
Deixe a sua opinião.

Até o próximo post.

No Comments

Leave a Reply

CAPTCHA *