‘Festas’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: festas

    Geral

    Golpe do Buffet: Casa de festas declara falência e desespera clientes

    26 de abril de 2017

    Todos sabem que aqui é um país repleto de golpistas e os golpes nunca param, assim como o principal para os mesmos funcionarem, o número de incautos que sempre caem nesta ciladas.

    O pedido de falência de uma tradicional casa de festas surpreendeu, literalmente, centenas de pessoas nesta última terça-feira (25/04/2017). As empresas Enlace e Enlace Kids são especializadas em eventos infantis, de debutantes e casamentos, além de possuir outras casas em bairros da Zona Norte e na Baixada Fluminense. Segundo os clientes, o grande diferencial da rede era o preço baixo e as condições de pagamento.

    De acordo com a Polícia Civil, cerca de 180 pessoas estiveram na 40ª DP (Honório Gurgel) para fazer boletim de ocorrência contra a empresa. Já na 27ª DP (Vicente de Carvalho), os agentes estimam que outras 30 pessoas passaram por lá.

    Veja mais detalhes a seguir:

    http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2017-04-25/casa-de-festas-declara-falencia-e-desespera-clientes.html

    Até o próximo post.

    Geral

    Como gastar pouco e fazer uma grande festa de casamento?

    8 de maio de 2016

    Em plena crise financeira que assola o país há vários anos, um noivo ainda não consegue realizar o seu maior sonho que é o de casar e gastar pouco, se possível, gastar nada 🙂 ! Porém a Exame fez um excelente artigo onde explica de forma bem clara que dá para os noivos terem um casamento feliz e barato, ou seja, consegue-se casar na crise econômica com trocas simples.

    Fazer uma festa de casamento que comesse no pôr do sol e siga até de madrugada é bonito, porém é bem mais caro. É possível economizar mais do que com os chinelinhos para as convidadas e o pipoqueiro na frente da igreja. Noivos, podem ficar tranquilos por que o sonho de casar deve continuar de pé, mesmo na maior crise financeira da história do Brasil.

    No artigo é sugerido que comecem reduzindo o número de convidados e tentem negociar com os fornecedores, os quais estão mais abertos à negociações em momentos como o que vivemos atualmente. Como todos deveriam saber, o quanto antes a organização da festa começar, mais barata ela pode ficar. Um ano é o tempo ideal para pesquisar preços, de preferência chegar na festa com tudo pago. Começar a vida conjugal com dívidas é problemático não só para o bolso, mas para a relação do casal.

    No tópico ainda é dito que o primeiro passo para enxugar os custos rumo ao altar é alinhar as expectativas dos noivos para o grande dia e planejar o valor que se pretende gastar. Vai ser uma festa badalada ou uma cerimônia mais intimista? Em um salão luxuoso ou na casa de amigos? Esta é uma parte bem difícil. Depois disto, planejar o orçamento fica simples.

    Veja seis dicas para baratear o casamento sem sacrifícios:

    1. Dê prioridade ao que você se lembrará no futuro;
    2. Comece o planejamento financeiro calculando o número de convidados;
    3. Segure os gastos com decoração, bufê e bebida, os itens mais caros da festa;
    4. Considere dispensar bandas, doces caros e lanches na madrugada;
    5. Considere a contratação de cerimonialistas;
    6. Invista no convite e no site, que mostram a cara da festa;

    Confira todos os detalhes dos itens acima no post completo a seguir:

    Noivos felizes em bicicleta na praia
    Exame – SEU DINHEIRO – 06/05/2016 05:00
    Como gastar pouco e fazer uma grande festa de casamento

    Até o próximo post e sejam felizes para sempre $$$.

    Geral

    Festa infantil: setor não tem crise

    26 de outubro de 2015

    Segundo reportagem que foi ao ar hoje na TV, Jornal da Band, o setor de festa infantis não tem crise financeira e segue crescendo.

    No G1 também saiu matéria a pouco tempo:

    Período de ‘crise’ não atinge setor de festas infantis, dizem proprietários
    Cerimonialista diz que atrativos têm chamado a atenção de famílias.

    Atrativos têm chamado a atenção de crianças e adultos, diz Berthy (Foto: Fernanda Carromeu Domingues Vieira/Arquivo pessoal)

    Dado isto, não tem crise para festas de crianças, você vai mexer no seu bolso sem pensar em economizar?

    Para quem pretende economizar, vale a pena conferir:

    Geral

    O ano novo começa agora

    18 de fevereiro de 2013

    O ano começou, o carnaval acabou, o trânsito infernal voltou, as aulas voltaram, voltamos à realidade. Conto de fadas só no final de ano, de novo!
    A festa acabou, “the party is over”, “se acabó la fiesta”.

    E chegando novo fim de ano, novas festas, novas compras, novas esperanças, novas férias, o ciclo retorna, o Brasil ficará parado por mais três meses do ano, e depois do próximo carnaval, chegará ano novo de novo, e poderemos lá dizer feliz 2014, como dizemos agora feliz 2013.

    A hora do país crescer mais, produzir, gerar mais empregos, gerar mais inovação é agora ou nunca, ou melhor, pode ficar para o ano que vem também.

    Até o próximo post.

    Geral

    Quanto lhe custa o seu carnaval?

    8 de fevereiro de 2013

    Quantas pessoas já pararam para pensar o quanto lhe custa o seu carnaval, seja aproveitar a folia ao máximo, seja para aproveitá-la parcialmente ou mesmo para fugir dela. E algo que deveria ser pensado sempre que chega esta época ou melhor até mesmo antes, chegar neste momento já preparado para os seus custos festivos e pós-festivos.

    E por que foi falado pós-festivo? Por que muitos para fugir da realidade do dia a dia enlouquecem nestes 5 dias de carnaval para maioria das regiões do país, algumas duram até mais do que isto, gastam tudo o que tem, e o que não tem, quer dizer, se endividam.
    E no pior caso arrumam contas para pagar para resto da vida. As razões podem ser:

    • O sexo fácil do carnaval, que pode ser bom e barato no momento da curtição, mas poderá ser muito caro nos anos posteriores, talvez para vida toda, como uma gravidez indesejada ou contração de doença sexualmente transmissível sem cura;
    • Dirigir embriagado ou sob efeito de entorpecentes ou qualquer outro tipo de substância lítica ou ilícita que tire sua capacidade de dirigir. Isto pode lhe envolver num acidente automobilístico que leve à invalidez permanente.

    Os problemas citados logo acima podem ter consequências na sua saúde, assim como consequências jurídicas e financeiras gravíssimas, principalmente para aqueles que só se preparam para o lado bom da festa, o lado do prazer, aqueles que só vivem o dia de hoje e estão nem aí para o amanhã.

    As pessoas levadas pelo impulso, pela emoção, pelo prazer real, efêmero e imediato deixam de lado a razão. E não vai ter jeito, a sua vida financeira vai cobrar o preço dos seus erros. Como diz o ditado, Deus perdoa, mas o mercado não perdoa.

    E vale também o velho bordão, “se beber não dirija”, o qual se estende para o uso de qualquer substância que tire sua capacidade de conduzir o veículo corretamente. E outro que também vale é “faça sexo seguro”.

    Leia também:

    Como se preparar financeiramente para chegada do bebê

    O foco aqui foi mais no lado ruim da coisa, por que a mídia capitalista em geral foca mais no que é de melhor, o que mais dá lucro no carnaval.

    Até o próximo post.