‘Uber’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: Uber

    Convidados

    Quando vale a pena alugar um carro para um motorista de Uber

    3 de dezembro de 2018

    Para motoristas de aplicativos de transporte, alugar carro nem sempre compensa

    Para quem é um dos mais 500 mil motoristas ativos da Uber ou de outros aplicativos de transporte, deve se perguntar se compensa alugar um carro ao invés de dirigir o próprio carro. Para fazer tal conta, é preciso incluir alguns custos quase imperceptíveis, como a depreciação do veículo. O portal Exame fez um pedido de estudo para o site de cupons de descontos Cuponation, o qual fez este cálculo.

    Para dirigir por até quatro meses, pode valer a pena alugar um carro em vez de usar o veículo próprio quitado ou financiado. Já para trabalhar como motorista por mais tempo, é mais barato dirigir o carro próprio, seja quitado ou financiado, do que alugar.

    Entraram na conta gastos com combustível, preço do aluguel, seguro, IPVA, licenciamento, revisão, parcelas e entradas do financiamento e depreciação do carro. Confira abaixo quanto custa alugar carro ou usar o veículo próprio como motorista de Uber, por três períodos diferentes: três meses, um ano e três anos.

    Período de uso Carro alugado Carro próprio quitado Carro próprio financiado
    3 meses R$ 4.461 R$ 6.532 R$ 16.344
    1 ano R$ 31.044 R$ 22.083 R$ 46.331
    3 anos R$ 93.132 R$ 64.227 R$ 126.971

    Metodologia

    Para chegar a esse resultado, o levantamento considerou a média de preço, depreciação, IPVA, revisão, seguro e combustível dos carros Onix, HB20, Ka, Gol e Prisma, conforme abaixo:

    Carro Preço Depreciação anual IPVA anual Revisão anual Seguro anual Gasolina Etanol
    Onix R$ 40.558 11% 2,80% R$ 592 R$ 2.449 8 km/l 12 km/l
    HB20 R$ 44.768 15% 3% R$ 535 R$ 2.558 8 km/l 12 km/l
    Ka R$ 42.606 15% 3% R$ 428 R$ 2.273 9 km/l 13 km/l
    Gol R$ 36.024 14% 3% R$ 494 R$ 2.696 8 km/l 10 km/l
    Prisma R$ 44.440 11% 3% R$ 477 R$ 2.400 9 km/l 13 km/l
    Média R$ 41.679 13% 3% R$ 505 R$ 2.475 8 km/l 12 km/l

    As fontes das informações foram a Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores (Fenabrave), a corretora Minuto Seguros, o site Autopapo, a Tabela Fipe e os sites das concessionárias.

    A pesquisa levou em conta o preço do aluguel de carro de 1.517 reais por mês, a média anunciada nas locadoras Hertz, Movida e Localiza. Também considerou a taxa de licenciamento fixa de 100 reais por ano.

    O preço médio da gasolina é de R$ 4,78 por litro, e o do etanol, de R$ 3,30 por litro, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o site Global Petrol Prices. O levantamento também levou em conta que os motoristas de Uber rodam cerca 3 mil quilômetros por mês, segundo o site Motorista Top.

    A partir do preço médio do carro de 41.679 reais, a pesquisa considerou um financiamento com entrada mínima de 5 mil reais e parcelas de 1.604 reais por mês, segundo o simulador do site iCarros.

    Como funciona o aluguel

    Os aplicativos de transporte têm parcerias com as locadoras de veículos, o que permite que os motoristas aluguem carros por preços e condições especiais. Os contratos têm uma franquia de quilômetros inclusa, ou seja, uma quantidade de quilômetros que o condutor pode dirigir durante o mês sem cobrança adicional.
    fonte de consulta: exame.abril.com.br/seu-dinheiro/e-motorista-de-uber-veja-quando-vale-a-pena-alugar-um-carro

    A locação pode ser mensal, quinzenal ou semanal, mas não são todas as locadoras que oferecem todas as opções. A maioria das locadoras exige um cartão de crédito para pagar a caução, que serve como garantia de reembolso de qualquer despesa não prevista no contrato, como multas e danos no veículo.

    E você, o que pensa a respeito deste tema? Deixa a sua opinião.

    Até mais.

    Geral

    Aplicativos para ganhar um dinheiro extra

    27 de junho de 2018

    Em tempos de crise temos a tecnologia que nos ajuda a ter renda extra.
    5 aplicativos para investir seu dinheiro de um jeito fácil

    Para quem não sabe a tecnologia pode te ajudar a ganhar um dinheiro extra. Quem deseja vender aquela peça de roupa que não usa mais, cuidar de um animalzinho no final de semana, alugar um cômodo da casa por temporada, transportar pessoas e responder a pesquisas relacionadas a marcas são atividades que podem gerar renda, pode se lançar nestas iniciativas. De que forma então? Isto é fácil, pois já há apps que podem ajudar muito nestas prestações de serviços, aliás, todos estão disponíveis na internet de forma gratuita.

    Dog Hero

    O aplicativo é voltado para quem gosta e pode hospedar cães e gatos em sua própria casa. Por meio do app, o usuário consegue combinar todos os detalhes da permanência do animalzinho em sua residência, além do preço da estadia.

    Enjoei

    Este aplicativo ajuda o usuário a vender coisas que não utiliza mais, principalmente roupas. Seja porque enjoou delas, ou porque saíram de moda, ou suas medidas mudaram, entre outros motivos. Com o Enjoei, ainda é possível montar uma lojinha para expor os itens de desapego. Outros apps parecidos com este são o OLX e Mercado Livre.

    Uber

    É bem possível que você, seus amigos e familiares já usaram este aplicativo. A ideia original do Uber é você dar uma carona no seu caminho de casa para o trabalho e do trabalho para casa e fazer um dinheirinho com isso, porém no Brasil, o app cresceu demais devido a crise financeira. Muitos brasileiros desempregados viram no app uma forma de ter uma renda mensal. Tem gente que trabalha com o Uber há alguns anos e até consegue sustentar a casa e a família com essa atividade.

    PiniOn

    Este é o primeiro app no Brasil que une pessoas para ajudar as marcas a entenderem os seus posicionamentos no mercado. Com este app você pode responder a uma série de pesquisas pelo celular ou computador e ainda ganhar dinheiro com isso.

    Airbnb

    Caso você seja uma pessoa que tenha um quarto vago, se os seus filhos vão viajar de férias ou até mesmo já saíram de casa, se cadastrar no Airbnb pode ser uma excelente alternativa para rentabilizar aquele espaço que não seria utilizado. Além da grana extra, ainda é possível trocar experiências e fazer novas amizades.

    Afinal de contas, para quem deseja enriquecer precisa ter em mente que isto é uma questão de estratégia e disciplina.

    Até mais.

    Geral

    Uber x 99Pop x Cabify: Qual é o mais vantajoso?

    7 de julho de 2017

    Uber x 99Pop x Cabify, afinal de contas, qual é o mais vantajoso para motoristas e passageiros? São muitas opções e a mais famosa delas, Uber, vem sendo alvo de muitas reclamações, por conta das altas taxas cobradas dos motoristas, fora as taxas da legalização, além de reclamações dos passageiros por excesso de cancelamentos, além de falta de sincronia entre o aplicativo de quem pede o serviço e de quem recebe a chamada. Reclamações ocorrem principalmente na modalidade de serviço compartilhado, o famoso Uber Pool.

    As vantagens e desvantagens do Uber

    Em dúvida entre qual serviço de transporte privado oferece o melhor preço dependendo do horário ou região? Um novo aplicativo compara para o usuário, de maneira rápida, oferecendo a solução mais eficaz. Trata-se do VAH, disponível para Android e iOS.

    AVISO: Golpe que oferece cupom de R$ 100 do Uber já atingiu mais de 40 mil pessoas

    De acordo com os desenvolvedores, o serviço funciona com produtos como o 99, o Easy Taxi, o Uber, o Cabify, entre outros, e também alerta para promoções do dia de cada uma das empresas. Para utilizá-lo, basta baixar e simular o trajeto, comparando cada um dos serviços.

    Dicas para não cair no golpe do Uber

    Veja como funciona:

    1) Depois de baixar o aplicativo, basta inserir o local de origem e destino:

    tela VAH 1

    2) Depois de inseridas as informações, o VAH vai mostrar todas as modalidades de todos os serviços, destacando a que for mais em conta para o usuário:

    tela VAH 2

    tela VAH 3
    fontes de consulta: olhardigital.com.br/noticia/uber-99taxis-easy-taxi-ou-cabify-qual-app-e-mais-em-conta/64767
    vilmarbro.com.br

    Veja também:

    Uber, WillGo, Cabify, Televo ou EasyGo: qual é mais vantajoso em SP?
    Uma comparação de preços entre cinco aplicativos de transporte e o táxi comum na capital paulista

    taxi-sp

    Até o próximo post.

    Geral

    Airbnb para gerar renda extra na crise financeira

    30 de março de 2016

    No país da foice, martelo e estrela(se apagando), o povo encontrou mais uma alternativa para escapar dos efeitos da forte recessão que assola o país há alguns anos. Os brasileiros que possuem imóveis parcialmente ou totalmente vagos durante parte do ano buscaram a plataforma do Airbnb para obter renda extra com a locação temporária de casas, apartamentos ou quartos ao longo do último ano de 2015, conforme entrevista ao portal Exame de Leonardo Tristão, presidente da empresa americana para o mercado brasileiro.

    Airbnb

    Ainda segundo dados da empresa, o crescimento nos últimos 12 meses no país foi de 109% na comparação ano sobre ano. O Airbnb começou as operações no Brasil em 2012. O presidente Tristão também ressalta que o número de hóspedes brasileiros na Copa de Mundo da Fifa, em 2014, foi pequeno em relação ao total, 6%, enquanto 120 mil estrangeiros utilizaram o app para encontrar um lugar para ficar ao acompanhar as partidas de futebol pelo país. Ele informa que mudaram a estratégia ao focar nos brasileiros e no mercado doméstico. Isto fez com que o número subisse para 53% no total de reservas de brasileiros no final do ano de 2015. O brasileiro começou a descobrir o Airbnb.

    As pessoas costumam usar a plataforma da empresa para buscar locais mais populares. Entre os 5 destinos mais comuns, as praias paulistas aparecem três vezes. A lista é a seguinte, em ordem de popularidade: Rio de Janeiro, Ilhabela (SP), São Sebastião (SP), Florianópolis e Guarujá (SP). Tristão relatou que o viajante se voltou para o mercado doméstico, em função da desvalorização do real, fato que ajudou bastante o crescimento de usuários da plataforma no país. Como existem muitos anúncios Brasil afora, nos 27 Estados, foi possível democratizar um pouco o turismo. As pessoas conseguem se hospedar em qualquer ponto do país com um orçamento que cabe no bolso.

    Para atender à demanda alta de reservas para os Jogos Olímpicos do Rio 2016, o presidente do Airbnb para o Brasil informou que não será necessária uma adequação tecnológica da plataforma digital, porém a empresa terá um escritório provisório na cidade.

    Para garantir a qualidade do serviço, haver confiança tanto de quem aluga quanto de quem se hospeda em uma acomodação usando o Airbnb, a empresa aposta em um sistema de avaliação bilateral, assim como faz o serviço de caronas pagas Uber.

    De acordo com o presidente da empresa, a reputação do hóspede pode afetar a capacidade dele de conseguir reservas. Se ele causou problemas em uma casa, o anfitrião pode não aceitá-lo. O mesmo vale para o anfitrião. A base do serviço é a reputação, porque ela gera confiança.

    A companhia tem aplicativos para smartphones com sistemas Android e iOS, além de um site:
    https://www.airbnb.com.br

    Para quem gosta de viajar de forma econômica, vale a pena também conferir:

    Os melhores cartões de crédito para acumular milhas

    Programas de milhas: vale a pena participar?

    Até o próximo post.