‘Linkedin’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: Linkedin

    Geral

    11 sinais que você terá sucesso, mesmo que não pareça

    10 de abril de 2019

    11 sinais de que você será uma pessoa bem-sucedida - ainda que não pareça

    11 signs you’re going to be successful, even if it doesn’t feel like it

    Existem certas ações, pequenos comportamentos e outras formas de pensar, as quais podem ser indicadores de que uma pessoa alcançará o sucesso, embora nem ela mesmo acredite nisso.

    Parte desses indicadores são “estar aberto ao fracasso”, “ter tempo para aprender” e até “perseguir paixões”.

    Tendo isto como base em pesquisas e em opiniões de especialistas, o portal de finanças Business Insider fez uma lista que contém uma série de sinais de que uma pessoa está seguindo o caminho do sucesso, ainda que isso não esteja relacionado a dinheiro ou fama, e sim ao desenvolvimento de grandes ideias e realização pessoal.

    Veja a seguir:

    1. Ter em mente o tipo de vida que se deseja
    2. Nathaniel Koloc, ex-CEO da ReWork, em entrevista ao Harvard Business Review, disse que é necessário se perguntar mais “que vida eu quero?” e menos “que trabalho eu quero?”.

      Claro que a concepção de vida perfeita muda conforme os anos passam, mas é importante sempre ter em mente qual o “ideal” buscado e não aceitar algum emprego ou oportunidade exclusivamente pelos benefícios oferecidos no curto prazo.

    3. Saber utilizar seus pontos fortes
    4. Os pontos fortes de uma pessoa são compostos pelas coisas em que ela é excepcionalmente boa fazendo. Saber utilizar essas habilidades é fundamental para o sucesso.

      Segundo o escritor Eric Barker, quanto maior a frequência que uma pessoa utiliza seus pontos fortes, mais ela é feliz, respeitada e realizada em seu trabalho.

    5. Sempre procurar uma forma melhor de fazer as coisas
    6. Em entrevista ao Business Insider, que foi CEO da Apple e presidente da PepsiCo antes de abrir uma empresa de investimentos, John Sculley, disse que ele sempre se pergunta o porquê de estar fazendo as coisas “dessa determinada maneira”.

      Para ele, sucesso tem a ver com vontade de resolver um problema de forma que nunca foi resolvido antes.

      De acordo com Scott Galloway, professor da Universidade de Nova York, ser resistente à mudança pode prejudicar a carreira de uma pessoa e impedir o progresso de grandes empresas.

    7. Estar aberto ao fracasso
    8. De acordo com o professor Scott Galloway, Apple, Google, Facebook e Amazon, quatro gigantes da tecnologia, abrem espaço para fracassos e falhas ocasionais, contanto que isso signifique que estão tentando algo novo.

      Para ser bem-sucedido, é necessário se dar a chance de errar. O professor diz que “se de vez em quando você não acha que sua vida profissional e sua carreira estão acabando, então você não está se esforçando o suficiente”.

    9. Estar disposto a assumir riscos calculados
    10. Todas as pessoas de sucesso assumiram pelo menos algum risco em sua carreira. Jeff Bezos, por exemplo, disse em entrevista que fundar a Amazon foi muito arriscado.

      “Mas eu sabia que, quando eu tivesse 80 anos, não me arrependeria de ter tentado participar dessa coisa chamada Internet. Eu sabia que mesmo se eu falhasse, não me arrependeria. Só se pode arrepender de nunca ter tentado.”

      Hoje, Bezos é a pessoa mais rica do mundo.

    11. Ser gentil com as pessoas, mesmo que elas não sejam seus superiores
    12. Joanna Coles, executiva Hearst Corporation, descreveu a importância de cultivar bons relacionamentos com amigos e colegas.

      Segundo ela, “a única coisa que eu sempre tento dizer aos jovens que estão iniciando é que o grupo de colegas é realmente a influência mais importante na vida, porque é com eles que você vai subir e descer.”

      Ela acrescenta que sempre conseguiu trabalho através de laços de amizade, porque “algum amigo possuía algum amigo que conhecia alguém”.

    13. Possuir uma mente de iniciante
    14. A capacidade de enxergar o mundo como quem não sabe nada sobre ele é uma grande vantagem nos negócios. Steve Jobs, criador da Apple, era um grande defensor desta prática.

      Segundo o colunista do The Wall Street Journal Jeff Yang, uma mente de principiante faz com que as pessoas pensem em novas soluções para antigos problemas difíceis.

    15. Separar todos os dias um tempo para aprender
    16. Uma prática comum entre as pessoas de sucesso é separar diariamente uma parte do tempo para ler, pesquisar, e aprender coisas que ampliem seus horizontes.

      Beth Comstock, ex-vice-presidente da General Electric, recomenda que 10% de cada dia de trabalho seja dedicado a estas atividades. Em entrevista ao LinkedIn, ele disse que gasta esta parcela de seu tempo assistindo a palestras TEDs, estudando, conversando com pessoas e indo a eventos.

    17. Ser autoconsciente
    18. De acordo com a psicóloga organizacional Tasha Eurich, a maioria das pessoas não sabe como os outros realmente as veem. Aqueles que têm uma visão mais clara e precisa de como o mundo os enxerga, tendem a conquistar mais sucesso.

      Ela recomenda que todos deveriam possuir uma ou duas pessoas que atuem como “críticos amorosos”, sendo honestos e fazendo críticas construtivas que impulsionam o desenvolvimento de cada um.

    19. Ter auto-compaixão
    20. A autocompaixão é composta por três pilares: engajamento em um diálogo interno positivo, entendimento de que todos comentem erros e consciência de quais são seus pensamentos e sentimentos, sem sucumbir a eles.

      Emma Seppala, diretora científica do Centro para Pesquisa e Educação de Compaixão e Altruísmo de Stanford, recomenda uma estratégia para praticar a autocompaixão: tratar a si mesmo como se fosse um colega ou amigo que falhou.

    21. Demonstrar gratidão
    22. O CEO da Campbell’s Soup, Doug Conant, considera a gratidão uma estratégia de liderança fundamental. Ao longo de sua carreira na empresa, ele enviou mais de 30.000 notas de agradecimento manuscritas para seus funcionários e clientes.

      E você, o que pensa a respeito?
      Deixe a sua opinião.

      Até o próximo post.

    Geral

    Bilionários como Warren Buffett e Elon Musk provam se você não tem tempo para essas 6 pequenas coisas todos os dias, você nunca será bem sucedido

    8 de março de 2019

    Presidente da Alibaba alerta sobre bolha do bitcoin

    Bill Gates
    Self-made billionaires like Warren Buffett and Elon Musk prove if you don’t make time for these 6 little things every day, you’ll never be successful

    Todos devem saber de cor e salteado que o sucesso não vem fácil e certamente não acontece do dia para a noite, mas há pequenos hábitos que você pode fazer todos os dias para atingir seus objetivos profissionais.
    Alguns dos nomes de mais sucesso no mundo, como Warren Buffett, Oprah Winfrey, Mark Zuckerberg, entre outros consideram o sucesso um trabalho constante.

    O site CNBC fez uma lista de alguns destes hábitos para quem quiser praticar todos os dias e quem sabe ter sucesso na vida. São hábitos que essas pessoas que atingiram o sucesso têm em comum e alguns foram essenciais para atingir tal feito.

    1. Ler um livro que não esteja diretamente relacionado à sua carreira
    2. A leitura é uma das maneiras mais fáceis de experimentar a vida de outra perspectiva e desenvolver a empatia necessária para ser um líder eficaz. Mas é importante expandir seus conhecimentos além dos que você já possui.

      O CEO da Tesla, Elon Musk, por exemplo, inclui obras de ficção científica e biografias em sua lista de leitura. “Fui criado por livros. Livros e depois meus pais”, disse.

    3. Saia da zona de conforto
    4. Desenvolver a coragem de fazer algo fora de sua zona de conforto é um sinal de que você está evoluindo. Caso contrário, não irá muito longe.

      Se você odeia falar em público, seja o primeiro a falar na sua próxima reunião de equipe. Mesmo que fique nervoso a ponto de começar a transpirar, se arrisque. Com o tempo vai ficar mais fácil.

      Mark Zuckerberg passou anos aprendendo mandarim. Ele enfrentou várias dificuldades, mas hoje pode apresentar uma reunião neste idioma. Medo e crescimento não podem existir no mesmo espaço. Um precisa sair para que o outro possa entrar.

    5. Faça exercícios físicos
    6. Em seu estudo de cinco anos sobre pessoas ricas, o autor Tom Corley descobriu que o exercício era algo que todos eles tinham em comum. “Aqueles que têm o hábito de se exercitar têm muitas vantagens competitivas sobre aqueles que não o fazem”, afirma. Essas vantagens incluem maior QI, força de vontade, confiança e até 20% mais energia.

      Uma série de bilionários, incluindo Oprah Winfrey, Sheryl Sanberg e Richard Branson, incorporam exercícios em suas rotinas diárias. A pesquisa descobriu que pequenas quantidades de exercícios todos os dias podem ajudar significativamente a prolongar sua vida.

    7. Retribua favores
    8. As pessoas realmente bem-sucedidas entendem a importância de retribuir, especialmente para quem precisa. Em 2010, Bill e Melinda Gates e Warren Buffett começaram o Giving Pledge, uma iniciativa em que indivíduos e famílias ricas mais doaram boa parte de suas fortunas para causas como a redução da pobreza e a saúde global.

      Mas não precisa ser uma quantia enorme de dinheiro. Pode ser tão simples quanto oferecer ajuda a um colega sobrecarregado de trabalho ou a uma pessoa idosa com suas sacolas de compras. Se você está muito ocupado para devolver ou retribuir um favor, então você está ocupado demais para ter sucesso.

    9. Mantenha sua motivação pessoal
    10. Michael Jordan disse uma vez: “Eu jogo para vencer, seja durante os treinos ou em um jogo real”. O jogador de basquete profissional passou de um time do ensino médio para a NBA e criou uma das marcas esportivas mais valiosas da história.

      Deixar de perdoar e manter ressentimentos pode prejudicá-lo, mas reconhecer sua concorrência e os que duvidam de você (e também os que odeiam) podem ser poderosas formas de motivação. Ter consciência do que lhe motiva, estimula que faça tudo o possível para ter sucesso e provar que estão errados.

    11. Separe um tempo para andar e pensar
    12. Todos sabem que todos nós gastamos muito tempo em nossos smartphones. Mas muitos de nós não conseguem se desligar dos aparelhos, sair, andar e apenas pensar.

      Um estudo da Associação Americana de Psicologia descobriu que caminhadas ao ar livre podem aumentar a criatividade e melhorar as habilidades de resolução de problemas. “Deve ser benéfico incorporar caminhadas no dia a dia para a geração de novas ideias”, escreveram os pesquisadores.

      Mark Zuckerberg, Richard Branson, Sundar Pichai (CEO do Google) e Jeff Weiner (CEO do LinkedIn) também adoram fazer reuniões andando, pois ajuda a criar novos conceitos. “Acho que é uma maneira muito mais rápida de chegar aos negócios, tomar uma decisão e selar o acordo. Além disso, é uma ótima maneira de se exercitar um pouco e manter o foco em um dia agitado”, afirmou Branson.

    E você, o que pensa a respeito?
    Deixe a sua opinião.

    Até o próximo post.

    Convidados

    Exame: A pirâmide do marketing em rede

    3 de agosto de 2017

    Pirâmide do marketing em rede

    Questão para reflexão: Hinode é pirâmide financeira?

    Em épocas de desemprego em massa os vendedores de cursos mirabolantes para ficar rico da noite para o dia pipocam na internet! A vida ensina a aprender mesmo com quem não se tenha simpatia. A eles se dá assim alguma utilidade para terem cruzado o seu caminho. E foi de um destes que ouve-se a frase: “o problema do mundo de hoje é que está começando a faltar bobo pra tanto malandro”. No que diz respeito ao tão falado “marketing de rede”, mais uma das milhares roupagens dadas à tradicional “pirâmide”, a frase é perfeita.

    Cuidado com pirâmide financeira Mandala da Prosperidade

    Basta abrir seu facebook e as propagandas começarão: “Descubra como eu ganhei milhões sem sair de casa trabalhando somente duas horas por dia”, “Conquiste milhões de seguidores e potencialize o seu negócio”, “Os segredos do marketing de rede revelados como nunca antes”, e por ai vai. Todos se propondo a mostrar algo diferente, revelador, bombástico, que irá tornar sua jornada até os milhões rápida e certa. Na prática, todos absolutamente iguais, uma repetição de uma formuleta criada em cima dos princípios de psicologia social tão bem descritos nos livros de Robert Cialdini.

    Depois de fazer os cursos, gastarem milhares de reais, e darem com os burros n’água, as pessoas percebem que só existe uma opção para recuperar o dinheiro que perderam nos tais cursos. Reforçar sua crença em seus gurus-carrascos-charlatões de estimação e tornarem-se também vendedores de fórmulas milagrosas (este também um fenômeno muito bem explicado por outro gênio da psicologia social, Elliot Aronson). Da noite pro dia viram “coaches”, “mentores” ou professores de “marketing de rede”. E a brincadeira toda vira ser dar um curso para bobos que vão se tornar professores de bobos que por sua vez ensinarão a fórmula milagrosa a outros… bobos.

    Nesta altura do campeonato, alguns dos “malandros” de plantão que leem o artigo estão se coçando na cadeira prontos para rebater: “Ele fala sem saber! Não conhece o meu caso! Eu consegui realmente ganhar dinheiro com o marketing em rede!”. É verdade, existem os casos dos que ganham dinheiro fazendo isso lá do topo da pirâmide, e alguns raríssimos que ganham aplicando em seus negócios. Como existem os que melhoram seus negócios mudando uma letra do nome da empresa, fazendo estudos energéticos do escritório com parapsicólogos ou colorindo as paredes das salas utilizando a cromoterapia. A verdade é que mesmo sem fazer nada um percentual das coisas que vão mal passa a ir bem e isto se chama estatística. Mérito dos malandros do marketing em rede que sabem se utilizar dela para convencer seus bobos-alunos.

    As pessoas estão começando a acordar. O dinheiro livre para cursos está cada vez mais escasso e as informações sobre seus resultados mais disseminadas, fazendo com que cada vez menos estejam caindo no conto do vigário de enriquecer rapidamente ou multiplicar os negócios de suas empresas em semanas através de formulas e cursos milagrosos. Ainda sobrarão malandros, é claro, mas serão menos em quantidade. Afinal, foi Einstein que dizia que só existem duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana. Einstein, porém, fazia sempre uma ressalva que em relação à primeira não tinha certeza…

    Querem fazer um curso para mudar suas vidas? Busquem algo que aplicarão em vocês mesmo e não algo que ensinarão aos outros. Algo como uma reeducação alimentar, um maior conhecimento técnico de sua profissão ou mesmo um curso que te ensine uma profissão nova. Desde que a profissão não seja a de “enganador de bobos”.
    fonte de consulta: exame.abril.com.br/blog/eduardo-moreira/a-piramide-do-marketing-em-rede

    D9 e MinerWorld: suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira

    Até o próximo post.