Maior jornal do Brasil debate a existência de bolha imobiliária
Convidados, Geral

Maior jornal do Brasil debate a existência de bolha imobiliária

20 de março de 2014

Vejam nos links:

http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/03/1425835-ha-uma-bolha-imobiliaria-no-brasil-sim.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/03/1425837-ha-uma-bolha-imobiliaria-no-brasil-nao.shtml

Chegamos a conclusão que, mesmo quem defendia a existência de Bolha antes já está mudando de opinião!

Como eu disse em vários comentários: O mercado nacional se ajustará e seguiremos firmes!

Até a próxima!

Bob Carvalho

8 Comments

  • Reply Vilmar 6 de maio de 2014 at 10:39

    IPC da Fipe desacelera alta para 0,53% em abril
    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo fechou abril com alta de 0,53%, depois de subir 0,74% em março, pressionado pelos preços de Alimentação, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira. Na terceira quadrissemana de abril, o IPC-Fipe tinha subido 0,57%. O resultado final de março ficou praticamente em linha com a expectativa em pesquisa da agência Reuters, cuja mediana apontava alta de 0,54%.

    Preço médio dos imóveis volta a desacelerar e sobe 0,5%
    O preço médio dos imóveis do país subiu 0,50% em abril, acumulando alta de 2,48% em 2014, de acordo com o índice FipeZap. O indicador, que estima o preço médio do metro quadrado em 16 cidades a partir de anúncios na internet, registrou aumento de 12,2% nos últimos 12 meses. Nas 15 cidades pesquisadas, a variação mensal foi menor do que o aumento esperado de 0,80% para o IPCA, sendo que Porto Alegre registrou queda. Essa foi a quinta desaceleração consecutiva do indicador considerando a variação em 12 meses. Em março, a alta acumulada em 12 meses havia sido de 12,98%, em fevereiro, de 13,13%, em janeiro, de 13,54%, e, em dezembro, de 13,74%.

    arenadopavini.com.br/artigos/noticias-do-dia-arena-especial/fique-de-olho-ipc-fipe-desacelera-ocde-reduz-crescimento-para-brasil-bb-seguridade-lucra-mais

  • Reply Victor 21 de março de 2014 at 16:11

    -Pode isso Arnaldo?
    -A regra é clara, o “Não” tava impedido, “Pedro Safady Simão” tá em posição irregular como mostra o Tira-Teima abaixo:
    http://www.cbic.org.br/institucional/conselho-administrativo

  • Reply Rafael 21 de março de 2014 at 09:37

    Acho que houve um erro de interpretação de Bob Carvalho, o que o Professor e Coordenador do Centro de Estudos de Finanças da FGV diz é que há uma bomba e que não se discute mais a existência dela porque já é um fato e sim quais implicações ela vai trazer para o mercado.

    E é fato que os preços estão descolados da realidade e não irão se sustentar, sobretudo em um cenário sem crescimento real e com aumento do desemprego como devem ser os próximos anos no Brasil. Resta saber de quanto será o tombo.

    • Reply Bob Carvalho 21 de março de 2014 at 14:06

      Interpretações a parte, analisando a 2a parte que escreveu, digo que, em relação a preços, com certeza eles vão baixar, já temos ótimas promoções e temos lançamentos com sucesso de vendas em alguns segmentos. Desemprego? Bem, o nível de atividade continua firme, 3 das principais imobiliárias tem, juntas, mais de 30 bilhões para lançar em SP, certamente para se construir isso tudo precisaremos de mão-de-obra. Até mais!

  • Reply Bob Carvalho 20 de março de 2014 at 23:08

    Não entendi desta forma, na verdade associei Bojha a uma bomba que estoura, se ela desarma/ desmonta então não estoura. E, se analisarmos o mercado como um todo, basta ver a quanto tempo que se fala em estourar bolha e o mercado segue se ajustando. Meu contexto foi este! Até mais!

  • Reply Robson 20 de março de 2014 at 20:50

    Lamento, mas não vi ninguém mudando de opinião. Pelo contrário, o Eid Jr. sustenta a opinião de outrora. O outro é representante do mercado imobiliário. Vai dizer que não existe bolha mesmo e dar os argumentos de sempre.

    • Reply Bob Carvalho 20 de março de 2014 at 22:24

      Bem, a última frase de Eid Jr é: ” Dois anos depois, não discutimos mais a existência de uma bolha, acompanhamos o seu desmonte”. Veja bem, o termo ” Bolha ” nem é mais usado, e o que vemos é um ajuste do mercado imobiliário as condições do país.

      • Reply Robson 20 de março de 2014 at 22:55

        Não discutimos mais a existência de uma bolha. Apenas acompanhamos seu desmonte.

        Se não se discute mais, apenas acompanhamos o desmonte (ou estouro) é mais do que óbvio que não houve mudança no posicionamento dele. Ainda mais se lermos o texto por completo.

    Leave a Reply

    *

    code