‘ECONOMIA DOMÉSTICA’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: ECONOMIA DOMÉSTICA

    Geral

    Business Insider: 6 gastos que você não deve cortar

    25 de junho de 2018

    6 gastos que você não deve cortar, segundo especialista em finanças
    6 things people who are good with money always splurge on

    Claro que parar de gastar em excesso é o primeiro passo para conquistar a estabilidade e a independência financeira, porém como se faz para calcular o excesso?
    Uma especialista em gestão financeira e estudiosa de cases relacionados a boas práticas em finanças pessoais, Kimberly Palmer, explicou isto no portal de finanças Business Insider. Após estudar o hábito de pessoas bem-sucedidas financeiramente, a especialista listou 6 produtos e serviços que devem ser mantidos no orçamento mensal – ou, ao menos, não devem ser os primeiros a sair em momentos de aperto.

    Veja a lista a seguir:

    1. Produtos que podem gerar mais renda
    2. Esta é uma gama relativamente ampla de produtos, que inclui, por exemplo, um conjunto de peças de roupas arrumado para entrevistas de emprego ou primeiro dia após a contratação. Dependendo da profissão, um carro funciona da mesma maneira.
      Um bom computador também faz parte desta lista: ganhar dinheiro extra pela internet nunca foi tão comum, e ter uma máquina velha e inoperante pode travar essa possibilidade.

    3. Experiências
    4. Yoga, treinamento funcional e outras atividades que oferecem saúde e energia não devem ser negligenciadas nos gastos mensais.

    5. Serviços que economizam tempo
    6. Muitas vezes, ter tempo para realizar tarefas é mais importante do que economizar dinheiro. Pedir delivery de supermercado, por exemplo, ou mandar as roupas para a lavanderia, pode economizar horas valiosas do dia de um profissional autônomo – ou mesmo de alguém cuja rotina demanda descanso. “A melhor coisa que você pode fazer com dinheiro é liberar tempo”, diz a especialista.

    7. Cartões com programas de fidelidade
    8. Mesmo com altas taxas de manutenção, cartões de crédito com bons programas de fidelidade e milhas podem ser interessantes para clientes fiéis que realmente utilizam estes benefícios. Não vale necessariamente para todos, mas a especialista indica àqueles que viajam muito ou gastam o suficiente para trocar pontos por bons produtos no fim do mês.

    9. Utensílios de cozinha de alta qualidade
    10. Comer em casa sempre será mais barato do que gastar em restaurantes. Por isso, Palmer acredita que gastar em bons jogos de panelas ou até mesmo uma máquina de café pode ser um investimento.

    11. Pequenos prazeres
    12. Desde que bem selecionados, gastos com objetos que dão prazer são importantes. Para quem ama fotografia, comprar uma boa câmera não é jogar dinheiro fora, por exemplo.

    Veja também:

    Hábitos financeiros aos 30 anos

    Até mais.

    Convidados

    Menos despesas entre outras razões para usar a mesma roupa todos os dias

    14 de junho de 2018

    Veja também:

    Economizar dinheiro com roupas

    Joshua Becker
    Five Reasons To Wear The Same Thing Every Day

    É bem possível que você saiba que Mark Zuckerberg usa as mesmas roupas todos os dias, além de saber que o Steve Jobs fazia o mesmo, qualquer pessoa mais detalhista sabe, porém nem todos entendem os verdadeiros motivos por trás dessa escolha, que tem até um nome: capsule wardrobe (ou guarda-roupa cápsula).
    Alguns adeptos, psicólogos e pesquisadores já cansaram de anunciar motivos para convencer o resto da humanidade a seguir o movimento. Se você ainda está cético, não acredita de forma alguma, veja a seguir 9 destes motivos:

    Menos despesas

    Em 1930, as muheres possuíam, em média, 9 roupas. Hoje, o mesmo número é 30. Não é preciso dizer que o segundo cenário custa mais dinheiro.

    Menos decisões

    Existe na psicologia algo chamado “decision fatigue”, ou fadiga referente à tomada de decisões. Segundo estudos, a qualidade das decisões tomadas por um indivíduo é prejudicada após uma longa sessão de escolhas. Muitas vezes, a rotina no trabalho, estudo ou qualquer área da vida requer fazer escolhas ao longo do dia – então escolher a roupa de manhã pode ser uma escolha prejudicial à sua função principal.

    Mais tempo

    Além de passar menos tempo na frente do armário e do espelho de manhã, pessoas que usam sempre o mesmo padrão de vestuário ganham tempo ao não precisar passar longas horas escolhendo o que comprar em lojas.

    Menos estresse

    “Será que essa roupa é formal demais? Curta demais? Vai me fazer passar calor?”. Todas essas perguntas geram ansiedade. Dispense.

    Mais energia

    Uma diversidade de roupas requer tipos diferentes de manutenção, maior organização no guarda-roupa e, provavelmente, mais roupa suja. Tudo isso gasta muita energia.

    Bem-estar

    Pessoas cujas roupas são sempre as mesmas tendem a estar constantemente satisfeitas com sua aparência. Isso aumenta o nível de bem-estar.

    Organização

    Armários menores e mais organizados abrem espaço para outras prioridades em um lar.

    Paz

    A atriz Drew Barrymore escreveu um artigo sobre como sua relação com roupas mudou, principalmente após ter filhos. Após adotar a filosofia do minimalismo, conseguiu chegar em um equilíbrio: sua moda agora é “mais calma e pacífica”
    Invista o dinheiro que economizou comprando menos roupas. Abra uma conta na XP.

    Imagem icônica

    Ter um “uniforme” cria coerência. Alice Gregory, escritora, definiu seu estilo ‘encapsulado’ como “icônico”. Para ela, a sensação é de maturidade, uma “maneira barata de sentir-se famosa”.

    Até o próximo post.

    Geral

    Como achar passagens aéreas baratas com o Skyscanner

    29 de março de 2018

    Os melhores cartões para acumular milhas

    O Skyscanner é um site de buscas de passagens aéreas que permite ao usuário encontrar voos com os melhores preços no PC. Para isso, a ferramenta realiza a pesquisa no portal das principais companhias aéreas brasileiras. É possível, ainda, aplicar filtros de conexões, horário, duração do voo, linhas e aeroportos. Dessa forma, você pode localizar exatamente o que você está procurando em poucos cliques.

    Veja no passo a passo a seguir, como usar o site do Skyscanner para encontrar passagens aéreas mais baratas pelo computador.

    Aprenda a usar o Skyscanner para encontrar passagens aéreas (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Aprenda a usar o Skyscanner para encontrar passagens aéreas

    Passo 1.

     Acesse o site do Skyscanner e selecione se você está procurando uma passagem de ida e volta, só de ida ou para vários lugares. Logo abaixo, digite o nome da cidade de embarque e de destino. Você também pode optar por incluir aeroportos próximos e apenas voos sem conexão;<

    Preencha as informações do voo na barra na página inicial do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Preencha as informações do voo na barra na página inicial do Skyscanner

    Passo 2.

    Nas opções ao lado, você deve selecionar a data de ida e volta, a quantidade de pessoas e a classe de voo. Após preencher os dados necessários, clique em “Buscar”;

    Escolha a data de ida e volta, quantidade de pessoas e classe (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Escolha a data de ida e volta, quantidade de pessoas e classe

    Passo 3.

    Em “Ordenar”, escolha a opção “Mais baratos primeiro” para ver as passagens mais em conta no início dos resultados;

    Classificando resultados pelo mais barato (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Classificando resultados pelo mais barato (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Classificando resultados pelo mais barato

    Passo 4.

    Na lateral esquerda da página, você pode aplicar outros filtros de horário, companhia aérea, número de conexões e aeroporto. Basta fazer os ajustes desejados que os resultados são atualizados automaticamente;

    Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner

    Passo 5.

    Caso a sua viagem não seja urgente, também é possível receber alertas sobre o preço das passagens. Para isso, clique em “Receba alertas de preço” e, em seguida, preencha o seu e-mail e clique em “Criar alerta”.

    Criando alerta de preço via e-mail (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Criando alerta de preço via e-mail (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Pronto. Aproveite as dicas para encontrar passagens baratas no Skyscanner e economizar !
    fonte de pesquisa: techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/2018/03/como-achar-passagens-aereas-baratas-com-o-skyscanner-pelo-pc.ghtml

    Até o próximo post.

    Convidados

    Saiba Como Poupar Dinheiro (a Melhor Forma de o “Ganhar”)

    15 de agosto de 2017

    Muitos de nós quando precisamos de mais dinheiro, quer seja por necessidade imediata ou apenas para ir acumulando fortuna e assim poder viver de forma mais despreocupada no futuro, pensamos logo em como ganhar mais dinheiro.

    No entanto ganhar mais dinheiro pode ser uma tarefa um pouco complicada e definitivamente que irá envolver mais trabalho, passando a maioria das vezes por descobrir uma outra forma de renda, quer seja através da criação de um negócio, investindo, etc…

    como-poupar-dinheiro

    O que provavelmente não pensou é que se bem feito, você pode conseguir poupar em diversas coisas de forma bem fácil que vão acabar por lhe “dar a ganhar” o mesmo dinheiro que você ia conseguir através do seu pequeno negócio, mas sem o risco e trabalho que o envolve.

    Pronto para ver algumas dessas dicas? Vamos lá então.

    Compras (de Supermercado ou Outras)

    É já um assunto muito falado (compras no supermercado) mas existe motivo para isso… Esta é a nossa maior despesa durante toda a nossa vida e que vamos ter sempre de tê-la.

    A alimentação é algo vital para as pessoas, mas muitas acabam por exagerar ou cair nas estratégias de marketing das marcas para gastarem mais do que necessitam.

    Existem diversas dicas, mas as mais valiosas e simples são:

    • Aproveite coupons, descontos, encartes, folhetos, promoções, etc… MAS apenas compre o que precisa e não por impulso apenas porque tem um bom desconto;
    • Faça uma lista e vá somando o valor das compras para ir vendo o quanto realmente esta a gastar;
    • Antes de fazer uma grande compra, investigue as alternativas e os diversos preços para assim conseguir o melhor negócio possível;

    Não Atrase nas Contas

    Outro desperdício de dinheiro que muitas pessoas acabam por fazer por diversas razões é falhar o pagamento de uma fatura qualquer e depois acabar por pagar multas e juros desnecessários.

    É por esse motivo que você deve saber sempre como consultar as suas contas online, desde a fatura da luz, conta da água, etc… Assim nunca vai correr o risco de falhar um pagamento de algo por uma greve nos Correios ou porque foi de viagem.

    Comprar em 2ª Mão

    Muitas pessoas ainda veem com desconfiança este tipo de compra, mas se for bem analisada, você pode estar a poupar muito dinheiro.

    Uma loja tem sempre que garantir lucro no produto, pagar impostos, etc… E tudo isso irá aumentar o valor do que você vai comprar.

    Se alguém esta a vender no OLX algo que está praticamente novo, comprou há uns meses e agora você tem a oportunidade de pagar apenas metade do preço de loja, porque não aproveitar?

    Não vai ser 100% das vezes que vai fazer um bom negócio, mas até coisa de loja tem vezes que se estraga bem rápido…

    Pedir Emprestado

    Aqui não estou a falar tanto de dinheiro, mas sim algo que você precise.

    Eu falei acima que você deve comprar apenas aquilo que precisa, mas se vai ser algo que só vai precisar agora e provavelmente nunca mais irá usar ou mesmo muito raramente, porque não pedir emprestado a um amigo ou vizinho?

    Não precisa de ir comprar uma escada para ir no telhado quando o seu vizinho tem uma e não vai sair prejudicado em nada por empresta-la 10 minutos… e você acabou de poupar centenas de reais numa.

    Ê então, já ficou a saber algumas dicas de como poupar dinheiro e assim “ganhar” mais algum no final de cada mês?

     

    Geral

    Educação Grátis: Planilhas de orçamento doméstico e planejamento financeiro

    8 de julho de 2017

    E-book: 49 dicas de economia doméstica

    Kit finanças pessoais com duas planilhas para você organizar seu orçamento e planejar seu futuro financeiro. Formatos disponíveis para Windows e Mac OS X.

    Mac-OS-X

    Confira abaixo o conteúdo:

    Planilha de orçamento doméstico

    Preencha a planilha com suas receitas e despesas todos os meses, acompanhe como está gastando seu dinheiro e identifique as maiores oportunidades para poupar.

    Planilha de preparação para a aposentadoria

    Diga quanto você planeja poupar até se aposentar e em quanto anos quer parar de trabalhar que a planilha mostrará quanto você precisa guardar a cada ano.

    Baixe as planilhas agora mesmo!

    E-book – Aposentadoria: Faça seu próprio pé de meia

    Até mais.

    Convidados

    Como gastar menos do que se ganha?

    26 de julho de 2016

    Gastar menos do que se ganha é um desafio imenso para diversas pessoas. Elas procuram no mínimo empatar as entradas e saídas, porém, a realidade é outra, na maioria das vezes elas gastam muito mais do que se ganha.

    Como não conseguem fazer sobrar dinheiro no final do mês, elas recorrem imediatamente aos créditos que possuem as maiores taxas de juros: como o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito.

    Esse círculo vicioso só pode levar ao endividamento e consequentemente a inadimplência. Esse fator ainda possui um agravante, elas muitas vezes emprestam o nome para terceiros e acabam tendo que arcar com a dívida devido a incapacidade de pagamento de outrem.

    Gastar menos
    Gastar menos

    Mal conseguem gastar menos do que se ganha e por não ter coragem de dizer NÃO, acabam aumentando ainda mais a sua derrocada financeira. Assuma o controle de sua vida e sinta os benefícios que uma vida organizada pode proporcionar.

    Coloque em prática os 5 passos abaixo para gastar menos do que se ganha.

    1. Mapeie as suas Despesas

    Algumas vezes você pode sair com algum dinheiro trocado e no final do dia refletir sobre onde gastou o dinheiro e chegar a conclusão de que não tem idéia de onde foi gasto tal valor. Isso soa familiar?

    Bem, se isso vem acontecendo constantemente, já passou da hora de você fazer e manter um controle de despesas para saber onde está gastando o seu dinheiro.
    Durante um mês registre tudo, absolutamente tudo que você gasta como por exemplo: um cafezinho, uma gorjeta uma bala, juros cobrados do cheque especial e cartão de crédito. Anote desde os grandes até os pequenos gastos.

    Você poderá se surpreender com o tamanho do vazamento em seu orçamento. Mas, terá consciência sobre o que precisa fazer para gastar menos do que se ganha.

    2. Analise suas despesas.

    Reúna todos os integrantes da família e analisem todos os gastos efetuados dentro do mês. Efetuem uma análise minuciosa e não deixem passar nenhuma despesa.

    Verifiquem quais são as despesas supérfluas e quais são os desperdícios. Você sabe identificar a diferença?

    Supérfluos

    São gastos que não são essenciais em o nosso dia a dia, porém, nos proporcionam algum prazer ou momentos de felicidade.

    Desperdícios

    São gastos que também não são essenciais em nosso dia a dia e, ainda por cima, não agregam valor a nossa vida e nem proporcionam momentos de prazer ou felicidade.

    Sabendo a diferença e analisando quais são os gastos supérfluos e os desperdícios, você pode primeiro eliminar os desperdícios de seu orçamento, já que não proporcionam nenhum benefício.

    Caso ainda não consiga fazer sobrar dinheiro no final do mês, analise e corte alguns supérfluos de seu orçamento sem no entanto prejudicar a sua qualidade de vida.

    3. Analise como está gastando seu dinheiro.

    Da mesma forma que você analisou as duas despesas, você deve analisar todos os seus gastos a partir de agora.

    Verifique se esses gastos serão supérfluos ou somente desperdícios. Para te ajudar a saber a diferença, efetue a seguinte pergunta: Esses gastos estão me proporcionando momentos de felicidade e agregando valor a minha vida?

    Caso a resposta seja positiva, não pense duas vezes em efetuar esse gasto. Porém, se você realmente sentir que nada lhe será acrescentado não prossiga em frente. Com certeza essa despesa te proporcionará um grande arrependimento no futuro.

    4. Evite o consumo excessivo

    Algumas pessoas possuem a tendência de serem compradores compulsivos, porém, para conseguir gastar menos do que se ganha será necessário evitar tal comportamento a todo custo.

    No inicio pode ser muito complicado, pois tal hábito já está enraizado em seu dia a dia. Neste caso será necessário muito compromisso, esforço e dedicação para evitar a o consumo excessivo.

    Para auxiliar nesse processo, você deve conseguir responder às seguintes questões ao se deparar com uma oportunidade de compra:

    – Eu Quero?
    – Eu Posso?
    – Eu Preciso?

    Eu quero?

    Essa pergunta geralmente apresenta um sonoro sim, pois você avista o objeto de desejo e logo lhe vem a vontade de obtê-lo.

    Eu posso?

    Geralmente, a resposta dessa pergunta será negativa. Você tem o desejo de obter o objeto, mas o seu orçamento está sempre comprometido e no limite. Você não está conseguindo gastar menos do que ganha e fazer sobrar dinheiro no final do mês. Portanto, não seria adequando adicionar mais um gasto em seu orçamento.

    Eu preciso?

    Essa pergunta é sedutora. Pode proporcionar inúmeras interpretações. Você pode apresentar diversos motivos que ateste que você precisa daquele objeto, assim como, pode aparecer alguns poucos motivos que confirme que esse objeto não será necessário. Na maioria das vezes sempre reina o lado da necessidade.

    É importante que você seja sincero em relação as suas reais necessidades. Você estará enganando a si mesmo e prejudicando o seu orçamento caso não seja realista com a capacidade de seu orçamento e julgamento.
    5. Defina um objetivo.

    Você deve refletir e definir quais são os seus objetivos de curto, médio e longo prazo. Logo após a reflexão, você deve colocá-lo no papel com os devidos valores e prazos para a sua realização.

    Esse procedimento fará com que você utilize o seu dinheiro de forma consciente e inteligente. Uma vez que, todos os seus esforços estarão sendo direcionado para a realização de seus sonhos.

    Outro grande benefício proporcionado pela definição de seus objetivos é exatamente fazer com que você gaste menos do que ganha. Em razão de você definir seus objetivos e estipular quais são os valores destinados a sua realização, você evitará gastar seu dinheiro com desperdício fazendo com que sobre mais dinheiro no final do mês.

    Ao utilizar esses 5 passos, gastar menos do que se ganha será tão natural quanto os outros hábitos do dia a dia. O melhor de tudo é que no final desse processo, você se sentirá muito mais aliviado e realizado por estar cada vez mais próximo de seus sonhos.

    Caso tenha qualquer dúvida, nós do blog Resenha Virtual ou Defenda seu Dinheiro, estamos a disposição para ajudá-lo.

    CLEITON OLIVEIRA

    Life Coach, Educador Financeiro, Especialista em Investimentos e autor do livro Economizar sem perder o prazer de viver – www.resenhavirtual.com.br/blog

    Geral

    Dicas para economizar no supermercado

    27 de junho de 2016

    A seguir você irá conferir 12 dicas para economizar no supermercado oriundas de uma mulher que quitou US$ 24 mil em dívidas, a qual percebeu que não adiantava prolongar mais o pagamento de todas as suas contas atrasadas e que era possível economizar com compras do dia-a-dia. Em tempos de comer arroz com feijão virou luxo, nada como economizar nas compras diárias. Hoje em dia comer feijão é coisa apenas para os Eikes Batistas da vida, antes de falir, claro.

    Anna Newell Jones tinha em 2009 praticamente 24 mil dólares americanos em dívidas, aproximadamente 81.120,00 reais, quantia esta que aumentava com o tempo e passou a incomodá-la cada dia mais. Em dado momento ela percebeu que não adiantava mais prolongar o pagamento das contas atrasadas, então decidiu que estava na hora de tomar sérias medidas para conter o excesso de gastos desnecessários. Além de cortar gastos, ela também buscou gastar o mínimo possível com coisas que realmente não precisava, como produtos supérfluos e roupas.

    Após 15 meses Anna conseguiu quitar todas as dívidas e hoje seu principal objetivo é ajudar os outros a gastar o mínimo possível, por meio de seu blog. O site Business Insider (12 tricks to save money on groceries, from a woman who wiped out almost $24,000 in debt) apresentou estas dicas que ela compartilha com seus leitores:

    1) Compre alimentos não-perecíveis e/ou que fiquem bons após congelados
    Segundo Newell Jones, a chamada “síndrome da prateleira vazia” acontece quando você não possui mais nenhum ingrediente para cozinhar e acaba se rendendo ao delivery ou ao fast food para matar a fome. Para evitar isso, compre produtos não perecíveis como arroz, nozes, farinha, feijão e derivados, pois eles tendem a durar mais tempo e podem ser utilizados para o preparo de diversos pratos diferentes.

    2) Procure receitas mais fáceis
    Mantenha suas refeições deliciosas, mas simples, para não precisar de muitos ingredientes. Além disso, faça porções extras para congelar ou levar de marmita no dia seguinte, evitando gastar na hora do almoço.

    3) Opte por produtos mais baratos
    Compre aquele café ou cereal de marca que tanto gosta, mas opte pela versão genérica na próxima ida ao supermercado. “Você provavelmente nem vai perceber a diferença”, afirma Newell Jones.

    4) Inclua aveia na sua dieta
    É saudável e irá te sustentar. Há diversos modos de preparo e é ridiculamente barato, conta.

    5) Compre ingredientes especiais nos mercados especializados
    Temperos, ervas e condimentos dão aquele toque especial na sua comida, mas compre em mercados especializados, eles serão muito mais baratos do que o supermercado que você costuma ir.

    6) Compre nos mercadinhos do bairro
    Newell Jones sugere comprar os pequenos lanchinhos como barrinhas de cereal e derivados, nas lojas de R$ 1,99 ou em pequenos mercados. Mas cuidado: essa só é uma opção válida se você não fica tentado a comprar muito mais devido aos preços baixos.

    7) Se torne um cliente oculto
    Diversas empresas contratam pessoas para visitarem suas lojas e fingirem que são clientes comuns para analisarem o serviço oferecido, bem como, a experiência como um todo, reportando no final, as impressões ao estabelecimento. Se tornar um cliente oculto pode te garantir descontos em compras e até produtos de graça.

    8) Evite receitas com ingredientes exóticos
    A não ser que você tenha certeza de que utilizará os ingredientes mais de uma vez, evite receitas com ingredientes exóticos e caros. “Não vale a pena gastar todo esse dinheiro extra”, escreve Newell Jones.

    9) Compre somente o necessário
    Comprar no atacado pode parecer uma grande ideia e, provavelmente, sai mais barato ao longo do tempo. Porém, segundo Newell Jones, evite comprar muito de um produto que não é fundamental só porque ele está mais barato.

    10) Compre os produtos de acordo com a sazonalidade
    Seguindo a regra básica da oferta e da demanda, é muito mais barato comprar produtos quando eles estão na época correta, pois estão disponíveis em maior quantidade. Além disso, Nowell Jones afirma que comprar insumos como frutas e legumes em feiras de rua é uma ótima alternativa, pois além de ser mais barato e ter melhor qualidade, é uma forma de apoiar os produtores locais.

    11) Não compre somente comidas orgânicas
    De acordo com ela, mesmo que você se preocupe com a sua saúde, nem todos os produtos precisam ser orgânicos. Isso ocorre, porque alguns insumos não estão sujeitos à contaminação por pesticidas, seja pela presença de poucas pragas ou porque podem ser descascados, o que limita a exposição da fruta com o veneno. São eles: aspargos, abacate, repolho, couve-flor, berinjela, toranja, kiwi, manga, cebola, mamão, abacaxi, milho verde, ervilhas e batata doce.

    Por outro lado, algumas frutas e vegetais apresentam grandes quantidades de pesticidas, e devido à ingestão da casca, podem prejudicar a sua saúde. Neste caso, alimentos como maçãs, tomate cereja, pepinos, uvas, tangerinas, peras, batatas, espinafre, morango e pimentão doce podem ser orgânicos.

    12) Peça por cartões vale-presente
    Aniversários e datas comemorativas são ótimas ocasiões para pedir vale-presentes de seu supermercado favorito e consequentemente, economizar na próxima compra.

    12 tricks to save money on groceries, from a woman who wiped out almost $24,000 in debt
    m.infomoney.com.br/minhas-financas/planeje-suas-financas/noticia/5182419/dicas-para-economizar-supermercado-uma-mulher-que-quitou-mil-dividas

    Até o próximo post.

    Geral

    Maneiras para eliminar gastos desnecessários com seu dinheiro

    6 de maio de 2016

    As pessoas que conseguem deixar de gastar com coisas fúteis tem um dos principais caminhos para uma vida financeira mais tranquila. É algo retórico, mas as pessoas costumam saber que é importante poupar para a aposentadoria. Guardar recursos para investir para o futuro envolve sacrifícios e tomar decisões responsáveis. Desta forma o site Business Insider, através do artigo How to stop spending money mindlessly da colunista Amanda Dixon, listou 7 maneiras para não gastar mais o dinheiro de maneira irresponsável. Confira a seguir:

    – Pague com dinheiro;
    – Descubra onde está desperdiçando dinheiro;
    – Peça para alguém ajudar na contabilidade;
    – Não compre tudo pela quantidade;
    – Não vá às compras sem uma lista;
    – Planeje suas refeições;
    – Pense bem sobre grandes compras;

    Outros detalhes a seguir:

    Infomoney: Veja 7 maneiras para eliminar gastos desnecessários com seu dinheiro agora
    Veja 7 maneiras para eliminar gastos desnecessários com seu dinheiro agora

    Até mais.

    Geral

    Custo do cigarro: Pare de fumar e sinta a diferença no bolso!

    22 de agosto de 2014

    Ao elaborar-se uma análise sobre o custo financeiro direto do cigarro, a intenção é bem simples e espera-se que sirva de incentivo para que alguns fumantes pensem melhor antes de acender cada cigarro.Para muitos fumantes a quantidade de cigarros tragados por dia costuma ser elevada. Existem pessoas que chegam a fumar 20 ou 40 cigarros por dia. Considerando o preço de R$ 2,50 por maço, fumar 40 cigarros por dia custa para o fumante R$ 5,00 por dia ou R$ 150,00 por mês!

    Esta quantia de dinheiro seria suficiente para comprar uma moto nova, por exemplo, porém ao extrapolar um pouco mais os cálculos, no caso de um fumante que mantenha o vício por 30 anos, sem juros, são R$ 54.000,00 gastos em cigarros! Qualquer pessoa com um pouco de instrução aplicaria este dinheiro. Veja:
    – Considerando os juros de 8% ao ano (bem razoável já desconsiderando inflação), o valor que total no final de 30 anos é cerca de quatro vezes maior: R$ 211.282,59. Dinheiro suficiente para uma renda vitalícia extra de R$ 1.400,00 mensais.

    É simples saber o que os gastos com o cigarro representam: se um cidadão que fuma diariamente 1 maço de cigarros a um preço médio de R$ 4,80 deixasse de fumar por 1 ano, ele conseguiria economizar R$ 1.728, quantia suficiente para comprar uma TV LCD de 42 polegadas.

    O cigarro é considerado uma verdadeira epidemia pela classe médica, pois o tabagismo acarreta diversos tipos de problemas de saúde e econômicos. Apesar dos contínuos aumentos do preço do cigarro, ainda assim o Brasil é o quinto país onde este produto tem o preço mais acessível. Esse fato só reforça a preocupação de que a dependência à nicotina, além de ter um preço caro para o bolso e para a saúde do fumante, o cigarro também causa prejuízos à família dos fumantes e à sociedade em geral, uma vez que os custos com o cigarro acabam recaindo sobre ela. Conforme um médico pneumologista e sanitarista (Alberto José de Araújo (RJ)), hoje em dia as pessoas já recebem muitas informações sobre os danos do tabaco à saúde, porém ainda não são suficientes. “Cerca de 70% a 80% das pessoas pensam em parar, mas podem levar um tempo para tomar alguma iniciativa”, diz. Ainda segundo o Araújo, o fumante precisa pensar nas perdas financeiras que sua dependência causa e no longo prazo pensar nos gastos para remediar os efeitos nocivos do cigarro, os quais comprometem o orçamento familiar. “Motivados pela dependência, muitos fumantes não percebem que, se deixassem de gastar seu dinheiro com cigarro, seria possível investir em bens essenciais, como uma melhor alimentação, melhor qualidade de vida e também em bens como viagens, eletroeletrônicos de última geração, entre outros”. Conforme o IVC (Índice de Custo de Vida), medido pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o custo do cigarro equivale a algo em torno de 1,7% do orçamento familiar (peso parecido às despesas com roupas, as quais representam 1,36% ~). “Chega a comprometer ¼ da renda de uma pessoa que ganha um salário mínimo”, avisa o Araújo.

    Na prática, é simples saber o que os gastos com o cigarro significam: se uma pessoa que fuma diariamente um maço de cigarros a um preço médio de R$ 4,80 deixasse de fumar por um ano, ela conseguiria economizar R$ 1.728 – o suficiente para comprar uma TV LCD de 42 polegadas, cerca de seis cestas básicas, ou ainda três passagens para Buenos Aires, por exemplo.

    Outro ponto a observar é que os gastos provocados pelas doenças relacionadas ao tabagismo vão além do orçamento doméstico: por ano, o SUS (Sistema Único de Saúde) sofre o prejuízo de R$ 426 milhões, comprometendo 5,43% da sua verba.

    Veja também:

    Apenas para finalizar, se este mesmo fumante do exemplo dado no começo, fumasse por 50 anos, estaria abrindo mão de R$ 1.000.000,00. Esperamos que tais números e o post em si sirvam de incentivo para que algumas pessoas larguem o vício de fumar.
    Fontes de consulta:
    meusgastos.com.br/blog/simulador/fumar-por-50-anos-custa-r-1-milhao
    uol.com.br/vyaestelar/parar_de_fumar_bolso.htm

    Até o próximo post.

    Livraria

    E-book: 49 dicas de economia doméstica

    24 de fevereiro de 2014

    Muito bacana este mini e-book sobre dicas de economia doméstica.

    Este livro contempla:

    – Antes de tudo, organize-se!;
    – Livre-se das tarifas bancárias;
    – Economizando no supermercado;
    – Economizando nas compras em geral;
    – Economizando em casa;
    – Economizando com alimentação;
    – Economizando com entretenimento;
    – Economizando com transporte;
    – Orientação familiar!;
    – Economia e saúde;
    – Investimento para gerar renda!

    Vale muito a pena conferir.

    Veja também:

    Até o próximo post.