‘How to’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: How to

    Convidados

    Preço dinâmico para passagens aéreas

    23 de fevereiro de 2018

    John McBride, um dos diretores da PROS, empresa responsável por prover softwares de receita para 80 aéreas de todo o mundo, disse que algumas companhias já implementaram a ferramenta

    Tal como a Uber e outros aplicativos de transportes, as companhias aéreas começaram a cobrar preços dinâmicos pelas passagens aéreas, medida que tende a se tornar uma tendência geral.
    Em entrevista para o portal Travel Weekly, John McBride, um dos diretores da PROS, empresa responsável por prover softwares de receita para 80 aéreas de todo o mundo, disse que algumas já implementaram a ferramenta em seus canais de busca. E, no geral, a adoção dela por todas as companhias está próxima.

    “Com base nos projetos que temos registrado, vemos que um grande número de companhias aéreas está caminhando em direção à precificação dinâmica, disse ele.

    Para a compra de passagens aéreas, o preço dinâmico seria calculado a partir dos cookies do computador do usuário, considerando o histórico de voos e pesquisas já feitos por ele e até se possui ou não um cadastro em programas de fidelidade. Com esses dados, a plataforma consegue criar um perfil de comprador e, a partir disso, determinar um preço específico para o mesmo – que pode ser mais caro ou mais caro.

    Segundo o portal, a tendência é de que as plataformas ofereçam descontos aos consumidores cadastrados em programas de fidelidade, além de gerar tarifas fechadas que se encaixem no perfil dele. Mas, caso identifique que ele está disposto a pagar mais caro por conforto no voo, o preço será mais alto.

    “Por exemplo, se uma pessoa busca passagens para uma viagem de uma noite, no meio da semana, entre Nova York e Chicago, a plataforma pode entender que ela está viajando a negócios, e então preparar tarifas que se encaixem nesse perfil”, diz o site.

    O executivo afirma que 11 das companhias aéreas que são clientes da empresa já usam a precificação dinâmica em tempo real em seus canais de vendas diretos, incluindo seus sites. A maioria delas diferencia os preços aos ajustar as tarifas já publicadas, enquanto outras geram preços do zero.

    Veja também:

    Os melhores cartões para acumular milhas

    Até o próximo post.

    Convidados

    Um passo a passo para começar 2018 com mais dinheiro

    21 de dezembro de 2017

    cofre-porquinho-na-praia - Dinheiro: Faça uma lista de planos para 2018 e organize seu orçamento para realizá-los

    Para quem deseja vender o imóvel rápido e sem perder muito dinheiro

    Se faz necessário organizar a bagunça da sua vida financeira para colocar em prática todos os planos feitos para 2018. Neste post é possível ver como fazer isso.

    Começar academia, viajar para o exterior, entrar para o curso de inglês. Início de ano é sempre aquele momento para tomar fôlego e refazer planos, mas, no fundo, todos eles dependem de um só: organizar a bagunça da vida financeira.

    Especialistas são unânimes: para realizar metas, é preciso saber onde você está. Quanto você tem de reserva financeira? Quais são suas dívidas? Quanto ganha e gasta todo mês?

    Por outro lado, as metas são o pano de fundo do orçamento. “Não adianta anotar seus gastos ou levantar preços e não fazer nada com aquilo. Defina o que você quer da sua vida para elaborar um orçamento. Saiba para onde está caminhando”, aconselha a educadora financeira e psicanalista Cássia D´Aquino.

    A seguir, confira um passo a passo simples para organizar de vez suas finanças e começar 2018 pronto para ter mais dinheiro e realizar seus planos:

    1 – Levante todas as receitas

    Parece óbvio, mas muita gente não sabe exatamente quanto ganha. Isso porque leva em conta o salário bruto, não o salário líquido – aquele que efetivamente pinga na conta, do qual já foram descontados Imposto de Renda, INSS e outras contribuições.

    Levante seu salário líquido e outros rendimentos, como aluguel e pagamentos de trabalhos freelancers. Vale lembrar que o limite do cheque especial e do cartão de crédito não são uma extensão da renda.

    “O cheque especial induz as pessoas ao erro. Se for preciso, reduza seu limite”, sugere o sócio do aplicativo GuiaBolso, Thiago Alvarez. Liste também os bens que você tem.

    2 – Levante todos os gastos

    Observe os gastos que você teve no período dos últimos três meses para checar quais contas estão sempre ali e ter uma ideia de quanto você costuma gastar com despesas variáveis. Pode facilitar ter os extratos bancários e as faturas do cartão de crédito em mãos.

    Liste também todas as dívidas, incluindo as parcelas do cartão de crédito e de financiamentos. “Não tem problema começar 2018 com dívidas boas, como a parcela do financiamento do carro. A preocupação tem que ser com as dívidas que você acha que não vai conseguir pagar”, explica Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

    3 – Precifique seus objetivos

    Sem metas, a tentação de fazer qualquer coisa com o dinheiro é maior. Por isso, defina planos de curto, médio e longo prazo e pesquise quanto custam esses objetivos. Para isso, uma dose de autoconhecimento será necessária.

    “Faça um esforço para fazer planos para além de 2018, se não, você nunca vai conseguir construir nada na sua vida”, orienta a planejadora financeira Lavínia Martins, diretora da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar).

    Se você tem dívidas, quitá-las deve ser sua prioridade. Comece pelas dívidas de serviços como água e gás, que podem ser cortados por falta de pagamento. Depois, é a vez de quitar os empréstimos com as maiores taxas de juros, como crédito para negativado, crédito rotativo e cheque especial.

    4 – Determine quanto guardar por mês

    Só depois de precificar sonhos, será possível visualizar o tamanho da reserva que você precisa construir. Se você está no zero a zero e não tem nenhum dinheiro guardado, comece a formar uma reserva de emergência.

    O ideal é guardar um valor equivalente a entre três e seis meses de renda, mas não se paralise por isso. Esse é o ponto ideal onde você deve chegar, não o ponto de saída.

    Depois, você poderá se planejar para juntar dinheiro para a aposentadoria e para realizar os planos feitos para 2018.

    5 – Corte despesas

    Há quem diga que os maiores vilões das despesas são os pequenos gastos, como o cafezinho pós-almoço ou o chocolatinho de sobremesa. Outros planejadores financeiros dizem que o problema está nos gastos fixos, como as assinaturas de TV a cabo e celular. Cada um saberá onde o sapato aperta.

    6 – Organize pagamentos e investimentos

    Defina como pagará seus gastos e crie uma estratégia para usar o cartão de crédito – pode ser usá-lo somente para compras eventuais parceladas, até um limite de 10% da sua renda mensal, por exemplo.

    Coloque seus pagamentos no débito automático, em uma data alinhada ao pagamento do salário, e automatize seus investimentos.

    7 – Mantenha esses hábitos por todo o ano

    Essa é a parte mais difícil. Monitore seu orçamento e, se necessário, refaça planos durante o ano. Respeite sua meta de gastos e não abandone suas finanças.

    Até o próximo post.

    Convidados

    Como Investir no Tesouro Direto? Vale a Pena Realmente?

    29 de abril de 2015

    Muita gente tem dúvida se investir no Tesouro Direto vale a pena ou não. A verdade é que vale muito a pena, porém ainda existe muita gente com um certo medo ou receio de começar em investir em algo novo.

    Os bancos de forma geral usam a mídia para fazer uma espécia de lavagem cerebral na cabeça de todos nós Brasileiros, realizando diversas campanhas de marketing para falar que bons investimentos são: Caderneta de Poupança, Titulos de Capitalização, CDBs e Previdência Privada.

    Na verdade estes investimentos são até lucrativos, porém são lucrativos para os Bancos, ou seja, eles ficam com a maior parte do lucro e repassam para os correntistas uma rentabilidade bem abaixo do que o Tesouro Direto por exemplo.

    Foto-Leandro-Sierra-HR-500pEu sou Leandro Sierra, sou fundador do site: http://www.InvestirNoTesouroDireto.com e estou escrevendo este artigo sobre Como Investir no Tesouro Direto a convite do Vilmar aqui no blog Defendendo seu Dinheiro e espero poder contribuir bastante para vocês.
    Eu sou Engenheiro, Gerente de Projetos Certificado pelo PMI, Coach de Carreira e Coach Financeiro. Desde o ano 2000 eu comecei a minha jornada nos estudos sobre Educação Financeira e partir daquele ano não parei de estudar.

    Assim como muitos de vocês eu investia meu dinheiro na Caderneta de Poupança, CDB e Previdência Privada dos bancos convencionais e logo que conheci o Tesouro Direto e outros investimentos, nunca mais investi nestas aplicações que os gerentes de bancos oferecem.

    Rentabilidade do Tesouro Direto vs Rentabilidade da Poupança

    Apenas para vocês terem uma ideia, a Poupança atualmente paga na faixa de 7% ao ano, que é bem próximo do valor da inflação, ou seja, se você tem dinheiro na poupança, você esta apenas mantendo o seu valor de compra, apesar de numéricamente o valor subir.

    Veja este gráfico abaixo onde se é comparado os valores da rentabilidade da Poupança e do IPCA (taxa de inflação).
    Grafico-Poupanca

    Como vocês podem ver, sempre que a barra cinza (IPCA) é maior, quer dizer que o dinheiro desvalorizou na Poupança naquele ano (caso de 2002 e 2013 na poupança nova por exemplo). Agora veja os útimos 5 anos, quem tinha dinheiro na Poupança não ganhou nem 1% acima da inflação por ano.

    Agora a rentabilidade do Tesouro Direto neste mesmo período dos últimos 5 anos foi de aproximadamente 4% acima da inflação, ou seja 4 vezes maior do que a poupança.

    Como Investir no Tesouro Direto?

    Logo-Como-Investir-no-Tesouro-Direto

    http://www.InvestirNoTesouroDireto.com

    Afinal, porque tanta gente tem receio de começar a investir no tesouro direto? Resposta é muito simples. Todos temos medo de sair de nossa zona de conforto e fazer algo novo, mesmo que este algo seja melhor do que o normalmente fazemos.

    Bom, apesar de tudo que é novo parcer complicado, não é tanto assim. Existe muita informação na internet que talvez não seja muito fácil de encontrar e fácil de entender.

    Eu mesmo perdi bastante tempo lendo muito coisa na internet e depois fiz um curso específico para chegar no conhecimento que tenho hoje. Eu comecei a investir no Tesouro direto no ano de 2005, ou seja, já fazem praticamente 10 anos de experiência.

    O Que é Preciso para Investir no Tesouro Direto?

    Bom basicamente para investir no Tesouro Direto, você vai precisar de 3 pré requisitos:

    1. Ser Maior de Idade
    2. Ter uma Conta Bancária
    3. Ter uma conta em um Agente Homologado pelo governo (que pode ser uma Corretora ou um Banco)

    Uma vez que você preencha os requisitos acima, você esta apto para investir em títulos públicos.

    O primeiro passo seria solicitar ao seu banco ou a uma corretora a abertura de conta para investir en títulos públicos.

    Depois disso você vai ter acesso a plataforma de compra de títulos pela internet. O sistema é todo online e totalmente seguro.

    Você vai comprar ou vender os títulos diretamente pelo site do banco/corretora ou do próprio site oficial do Tesouro Direto.
    Leandro, Não Entendi muito Bem como é este processo para Investir em títulos Públicos, pode me explicar melhor?

    Você deve imaginar que ficaria muito difícil eu escrever um artigo nos mínimos detalhes e no passo a passo sobre como investir no tesouro direto, ficaria um artigo enorme e talvez não ficaria tão didático e claro.

    Foi pensando nisso e também na solicitação de diversos colegas que eu resolvi criar um Curso de Como Investir no Tesouro Direto Passo a Passo.

    O curso é composto por 30 vídeo aulas, de forma didática e direto ao ponto, que ensina desde conceitos fundamentais sobre educação financeira até o método passo a passo para investir nos títulos públicos.

    Deixo aqui o convite para você assistir um Vídeo onde eu revelo as mentiras que os Bancos contam através das mídias, bem como o contéudo do curso com mais detalhes.

    Clique Aqui para Assistir o Vídeo sobre Como Investir no Tesouro Direto

    Qualquer dúvida sobre o assunto, basta me contactar pelo e-mail: leandrosierra@investirnotesourodireto.com