César Costa’s Articles at Defenda Seu Dinheiro
<h1>Archives</h1>
    Convidados

    [BIT FRAUDE BREAKINGNEWS] Novas fraudes e proibições afetam mercado de criptomoedas

    5 de Fevereiro de 2018

    Exchange japonesa perde R$ 1,7 bilhão no maior roubo de criptomoedas da história

    bitcoin-falencia-piramide-derrocada-bankruptcy

    Praticamente todas as criptomoedas estão em forte queda nesta segunda-feira (5), com o Bitcoin caindo cerca de 12%, cotado a aproximadamente US$ 7,5 mil, e a Ethereum, a segunda maior em valor total de mercado, caindo 16%, a US$ 730. O mercado, que já perdeu metade do seu valor desde meados de dezembro, foi abalado por notícias de uma proibição ainda mais rigorosa na China e pela restrição da compra de criptomoedas com cartões de crédito em importantes bancos nos Estados Unidos e no Reino Unido.

    Investidores ainda foram prejudicados por fraudes nas moedas MartCoin e Monero Gold, além de um erro de programação na POWH, uma moeda criada para ser declaradamente um esquema de pirâmide, mas que mesmo assim atraiu interessados.

    Segundo uma reportagem do site “South China Morning Post” com base em informações de uma página ligada ao Banco Popular da China, o banco central chinês, autoridades chinesas pretendem bloquear as corretoras de criptomoedas estrangeiras da rede do país. A medida aumenta o rigor da proibição da compra e venda de criptomoedas na China, que já havia proibido a atividade dentro do país.

    Nos Estados Unidos, compradores de criptomoedas enfrentarão resistência dos bancos. Os bancos JPMorgan Chase, Bank of America e Citigroup, três dos quatro maiores do país, anunciaram a proibição da compra de criptomoedas com cartões de créditos emitidos por eles. Os bancos afirmam temer o risco associado com essas compras, segundo a “Bloomberg”.

    A mesma proibição foi adotada pelo Lloyds Banking Group no Reino Unido, uma instituição que engloba as marcas Lloyds Bank, Bank of Scotland, Halifax e MBNA. É o segundo maior banco do país em lucro e o terceiro em ativos.

    Falhas e fraudes

    Alguns investidores também foram prejudicados por fraudes e erros em moedas paralelas criadas por meio de “ICOs”. ICOs (“initial coin offerings”) permitem que investidores troquem moedas mais estabelecidas, como bitcoin e ethereum, por uma nova moeda, na esperança de que essa nova moeda suba de valor e gere lucro. Cada moeda justifica seu futuro valor com promessas diferentes sobre seu funcionamento. Muitas delas usam a mesma rede da Ethereum.

    Um erro de programação na moeda POWH, criada para ser um esquema de pirâmide para permitir que os participantes apostassem quando o negócio iria falir, permitiu a um golpista emitir uma grande quantidade de moedas em seu nome, inundando o mercado com novas moedas e destruindo seu valor. É possível que a fraude tenha partido dos próprios criadores da moeda ou de um hacker. A página inicial do site da POWH” foi retirada do ar.

    Uma tática semelhante foi usada propositalmente pelos criadores da Monero Gold, uma moeda que supostamente tentava ser uma nova versão da Monero, uma moeda conhecida por sua característica de sigilo e anonimato nas transferências. Os criadores da Monero Gold aparentemente usaram o mesmo erro do golpe da POWH para emitir uma quantidade gigantesca de moedas (o número tem 78 algarismos) e derrubar o mercado com a venda das mesmas. A página inicial da Monero Gold traz um “meme” antissemita com uma foto do atentado terrorista de 11 de setembro e uma captura de tela mostrando o número de moedas criado.

    Leia mais clicando neste link.

    Veja também:

    Bitcoin: queda generalizada é lição para quem se empolgou

    Até mais.

    Convidados

    Seu Dinheiro: 5 aplicativos para investir seu dinheiro de um jeito fácil

    17 de outubro de 2017

    Os apps de investimento a seguir vão facilitar muito a sua vida, não importa se você é um investidor iniciante ou experiente
    Apps para investir: Yubb e Renda Fixa permitem comparar a rentabilidade de investimentos do mercado

    Diferente do que muita gente pensa, investimentos além da poupança podem ser fáceis e não exigem que você tenha muito dinheiro para ser remunerado. Qualquer um pode começar – e os aplicativos a seguir podem ser bons aliados.

    Alguns apps ajudam a escolher o melhor investimento de acordo com o seu perfil e comparam a rentabilidade oferecida por produtos do mercado. Outras ferramentas permitem simular retornos e se informar sobre indicadores. Além dessas plataformas listadas a seguir, diversas corretoras também disponibilizam seus próprios apps.

    A seguir, veja algns aplicativos que podem facilitar muito a vida de todos os investidores:

    Tesouro Direto

    Esse é o aplicativo oficial do Tesouro Direto, a plataforma do Tesouro Nacional que permite que qualquer investidor aplique a partir de 30 reais em títulos públicos. Pela ferramenta, é possível comprar títulos, resgatar seu dinheiro, agendar investimentos e consultar extratos.

    Vale lembrar que, antes de investir pelo app, é necessário se cadastrar em uma corretora habilitada pelo Tesouro Direto. O aplicativo está disponível apenas para sistema Android.

    Yubb

    O Yubb é um buscador de investimentos. O investidor insere quanto quer aplicar e por quanto tempo, e a ferramenta mostra uma comparação da rentabilidade de diferentes investimentos de bancos, corretoras e financeiras de diferentes portes, de acordo com o perfil de cada um. Entre as aplicações, estão títulos públicos, CDBs, fundos de investimento e letras de crédito.

    A plataforma é útil para pesquisar onde investir sem perder muito tempo. O seu dinheiro não passa pelo Yubb e vai direto para a instituição financeira escolhida. O app está disponível para sistemas Android e iOS.

    Renda Fixa

    No aplicativo Renda Fixa, o usuário escolhe um tipo de investimento e a ferramenta mostra uma comparação de rentabilidade de produtos oferecidos por bancos, corretoras e financeiras.

    A ferramenta também mostra indicadores e disponibiliza diversas calculadoras úteis para quem investe, para simular rendimentos e converter taxas, por exemplo. Além disso, permite conversar com um assessor e trocar informações com outros usuários por um chat. O app está disponível para sistemas Android e iOS e para Facebook.

    Calculadora do Cidadão

    Esse é o aplicativo oficial do Banco Central para simular a remuneração da poupança e de investimentos indexados à inflação, à taxa Selic e à taxa DI (CDI). Basta que o usuário selecione um índice e insira uma data inicial, uma data final e um valor a ser corrigido.

    O app está disponível para sistemas Android e iOS.

    B3 Cotações

    Esse app é para quem investe em ações. A ferramenta permite acompanhar as cotações de ações negociadas na Bolsa e todos os índices da B3 em tempo real, além de cadastrar seu portfólio e acompanhar a variação da sua carteira em tempo real.

    O aplicativo também mostra a variação histórica de ações e índices e permite criar uma lista de favoritos, para acompanhar as ações de seu interesse. O app está disponível somente para sistema Android.

    Até mais.

    Convidados

    Como economizar na reforma da casa?

    20 de junho de 2016

    Para quem ainda pensa em reformar reformar a casa em 2016 vale a pena conferir algumas dicas para economizar neste processo. Isto é bom para que o seu dinheiro não escorra pelo ralo, especialistas na área indicam dicas preciosas para economizar na obra do seu imóvel:

    Não abra mão do projeto

    Contratar o serviço de um arquiteto ou designer de interiores para apoiar uma reforma pode custar de R$ 45 a R$ 100 por m². Você pode pensar que esse gasto é dispensável, mas, na verdade, um bom projeto funciona como um instrumento eficaz para poupar dinheiro. Mais do que um desenho, o projeto define a execução, detalha o quanto cada etapa vai custar e o tempo que vai levar para ficar pronta. As perdas geradas por projetos inexistentes ou mal feitos são enormes e vão da escolha de materiais inadequados ao retrabalho, o que significa atraso no cronograma, desperdício de material e dinheiro jogado fora.

    Negocie sempre

    Você consegue obter descontos em todas as etapas da reforma, especialmente em marcenaria e armários planejados. Por isso, pesquise e pechinche sempre. Na hora de negociar, ter um arquiteto ou designer de interiores ao seu lado pode ajudar a economizar, porque o profissional tem conhecimento sobre os preços e sobre os requisitos técnicos para comparar os produtos. Para driblar o cenário econômico adverso, o varejo tem se esforçado para fechar vendas. Se você está pensando em reformar, pode se aproveitar desse contexto, negociando melhores valores e condições.

    Escolha os materiais de modo inteligente

    Os materiais nobres proporcionam sofisticação ao projeto, mas existem opções que permitem a substituição desses itens sem ter que gastar tanto. É o caso dos porcelanatos que imitam mármores e dos novos revestimentos vinílicos e laminados que podem ser usados no lugar da madeira. Além disso, os fabricantes de acabamentos, de louças e de metais sanitários trabalham com catálogos amplos, oferecendo linhas para atender diferentes padrões e expectativas de preço. Assim é possível encontrar produtos mais baratos mantendo a opção por um fabricante confiável, que garanta qualidade e segurança.

    Faça um planejamento financeiro

    A dica para não passar aperto ao reformar é planejar os gastos. Saber o custo global da reforma é fundamental, por exemplo, para decidir entre fazer toda obra de uma vez ou priorizar algumas áreas. Além disso, há fornecedores com opções interessantes de parcelamento, enquanto outros oferecem descontos significativos caso prefira pagar à vista. Dependendo do porte da obra, algumas empreiteiras dividem o preço total em até seis vezes para pegar todo o serviço. Um orçamento bem executado pode tirar proveito de todas essas possibilidades e auxiliar a tomada de decisão entre usar financiamento bancário, parcelar com o fornecedor ou resgatar uma aplicação para pagamento à vista.

    Tenha bons profissionais ao seu lado

    Na hora de contratar mão de obra, você vai encontrar enorme variação de preço. Por isso, pesquisar e buscar o valor mais justo é mais do que recomendável. Mas tome cuidado para não barganhar demais ou o barato pode sair caro. Se os profissionais não forem competentes, todo investimento pode se perder, seja por conta de quebras e acidentes, seja por causa de atrasos ou pela necessidade de refazer serviços. Para fugir de “pseudo especialistas”, contrate somente profissionais com referência, que trabalhem sob contrato e que cumpram a legislação em vigor.

    casa-mao-casa-propria-compra-venda-aluguel-economia-financa-negocio-arquitetura-negocio-construcao-investimento-emprestimo-modelo-posse-propriedade-projeto-banco
    estilo.uol.com.br/casa-e-decoracao/listas/vai-reformar-a-casa-em-2016-veja-5-dicas-para-economizar.htm

    Veja também:

    TGC Engenharia – Engenharia com segurança e responsabilidade ambiental
    http://www.tgcengenharia.eng.br

    Até o próximo post.