‘Guia’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: guia

    Convidados

    7 aplicativos para controle de gastos: cuide do seu dinheiro em 2019

    18 de dezembro de 2018

    7 aplicativos para controle de gastos: cuide do seu dinheiro em 2019

    Com a proximidade de 2019, é bastante comum que as pessoas comecem a fazer uma retrospectiva sobre tudo que ocorreu nos últimos meses. São pontuados as conquistas, os erros e também os objetivos almejados para o próximo ano.

    Se você não conseguiu ter um bom controle de gastos em 2018, aproveite o momento para se reorganizar e fazer o seu dinheiro conquistar resultados positivos.

    Pensando nisso, reunimos alguns aplicativos que podem te ajudar a controlar os seus gastos em tempo real, melhorando a cada dia a sua saúde financeira.

    • 1) GuiaBolso – aplicativo sem nenhum custo
    • O aplicativo GuiaBolso é uma boa opção gratuita onde é possível sincronizar mais de uma conta ou cartão. No entanto, caso queira, também é possível registrar manualmente os gastos e as receitas.

      Cada transação é categorizada automaticamente pelos marcadores do aplicativo, como por exemplo: Lazer, Transporte e Alimentação.

      Para quem se interessar, o GuiaBolso oferece uma simulação de empréstimos e consulta sobre a situação do CPF.

    • 2) Organizze – com versão empresarial
    • A ferramenta online Organizze vem facilitando a vida de muitas pessoas. É possível escolher a versão gratuita ou paga. Além disso, é possível utilizar o aplicativo com a internet desabilitada. Ele consegue salvar todas as informações e as transfere assim que a conexão for estabelecida.

      As empresas e startups também podem fazer controle das finanças com o Organizze. Com ele, é possível acompanhar os relatórios das contas a pagar e receber, armazenar os dados dos clientes e fornecedores, emitir notas fiscais e acompanhar a saúde da empresa com relatórios e gráficos fáceis de entender.

    • 3) Minhas economias – gerenciador de sonhos
    • O aplicativo Minhas economias organiza as contas pessoais e seu orçamento. É possível controlar os gastos e verificar como anda a saúde financeira através de relatórios e gráficos.

      O interessante deste aplicativo é o gerenciador de sonhos que ajuda as pessoas no controle de gastos para conseguir poupar dinheiro para alcançar um objetivo específico.

    • 4) Mobills – gerenciador financeiro gratuito
    • Com o aplicativo Mobills, você pode configurar para receber lembretes por e-mail ou notificação no aplicativo de contas que estão para vencer.

      Você pode utilizar a versão gratuita ou paga. Além de acessar pelo aplicativo, também é possível utilizar o Mobills pelo computador.

    • 5) Moni – exclusivo para iOS
    • O aplicativo Moni foi desenvolvido para gerenciar gastos e controlar suas despesas.

      Não é possível categorizar as despesas, mas é possível organizá-las numa lista, e registrar comentários para cada gasto ou entrada de capital.

    • 6) Wally – facilidade no controle de gastos
    • O aplicativo Wally é bastante fácil de utilizar. Você vai precisar registrar a sua receita e as suas despesas. Desta forma, o aplicativo consegue apresentar o seu orçamento diário e onde você gasta mais o seu dinheiro.

      O interessante deste aplicativo é que possui um scanner de recibos. Com isso, você pode digitalizar esses recibos e jogar fora todos os papéis posteriormente. Não existe versão paga deste aplicativo, ou seja, todas as funcionalidades são gratuitas.

    • 7) Meu dinheiro – metas de economia
    • Ao logar no aplicativo Meu dinheiro, é possível controlar as contas a pagar, a receber, fluxo de caixa, saldos, faturas de cartões de crédito, metas e orçamentos.

      É possível cadastrar todos os lançamentos e verificar no gráfico as despesas e receitas de diversas categorias. Esta ferramenta pode ser utilizada para controle financeiro pessoal e empresarial.

      No geral, esses aplicativos de controle de gastos são excelentes oportunidades para você verificar onde está gastando mais, e com isso conseguir economizar.

      Assim que você conseguir economizar nos seus gastos, e juntar um valor significativo, é interessante realizar um investimento em opções mais rentáveis que a poupança.

      A poupança não possuir um bom rendimento, esta estratégia pode ser interessante para as pessoas que estão começando a juntar dinheiro e precisam de uma alternativa segura para guardá-lo.

      O ideal é buscar opções mais rentáveis, seja na renda fixa ou seja na variável. Tesouro Direto, CDB, Letras de Crédito e a Bolsa de Valores oferecem oportunidades que podem render mais que a caderneta e ajudar quem deseja realizar grandes sonhos.

    Convidados

    Um passo a passo para começar 2018 com mais dinheiro

    21 de dezembro de 2017

    cofre-porquinho-na-praia - Dinheiro: Faça uma lista de planos para 2018 e organize seu orçamento para realizá-los

    Para quem deseja vender o imóvel rápido e sem perder muito dinheiro

    Se faz necessário organizar a bagunça da sua vida financeira para colocar em prática todos os planos feitos para 2018. Neste post é possível ver como fazer isso.

    Começar academia, viajar para o exterior, entrar para o curso de inglês. Início de ano é sempre aquele momento para tomar fôlego e refazer planos, mas, no fundo, todos eles dependem de um só: organizar a bagunça da vida financeira.

    Especialistas são unânimes: para realizar metas, é preciso saber onde você está. Quanto você tem de reserva financeira? Quais são suas dívidas? Quanto ganha e gasta todo mês?

    Por outro lado, as metas são o pano de fundo do orçamento. “Não adianta anotar seus gastos ou levantar preços e não fazer nada com aquilo. Defina o que você quer da sua vida para elaborar um orçamento. Saiba para onde está caminhando”, aconselha a educadora financeira e psicanalista Cássia D´Aquino.

    A seguir, confira um passo a passo simples para organizar de vez suas finanças e começar 2018 pronto para ter mais dinheiro e realizar seus planos:

    1 – Levante todas as receitas

    Parece óbvio, mas muita gente não sabe exatamente quanto ganha. Isso porque leva em conta o salário bruto, não o salário líquido – aquele que efetivamente pinga na conta, do qual já foram descontados Imposto de Renda, INSS e outras contribuições.

    Levante seu salário líquido e outros rendimentos, como aluguel e pagamentos de trabalhos freelancers. Vale lembrar que o limite do cheque especial e do cartão de crédito não são uma extensão da renda.

    “O cheque especial induz as pessoas ao erro. Se for preciso, reduza seu limite”, sugere o sócio do aplicativo GuiaBolso, Thiago Alvarez. Liste também os bens que você tem.

    2 – Levante todos os gastos

    Observe os gastos que você teve no período dos últimos três meses para checar quais contas estão sempre ali e ter uma ideia de quanto você costuma gastar com despesas variáveis. Pode facilitar ter os extratos bancários e as faturas do cartão de crédito em mãos.

    Liste também todas as dívidas, incluindo as parcelas do cartão de crédito e de financiamentos. “Não tem problema começar 2018 com dívidas boas, como a parcela do financiamento do carro. A preocupação tem que ser com as dívidas que você acha que não vai conseguir pagar”, explica Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

    3 – Precifique seus objetivos

    Sem metas, a tentação de fazer qualquer coisa com o dinheiro é maior. Por isso, defina planos de curto, médio e longo prazo e pesquise quanto custam esses objetivos. Para isso, uma dose de autoconhecimento será necessária.

    “Faça um esforço para fazer planos para além de 2018, se não, você nunca vai conseguir construir nada na sua vida”, orienta a planejadora financeira Lavínia Martins, diretora da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar).

    Se você tem dívidas, quitá-las deve ser sua prioridade. Comece pelas dívidas de serviços como água e gás, que podem ser cortados por falta de pagamento. Depois, é a vez de quitar os empréstimos com as maiores taxas de juros, como crédito para negativado, crédito rotativo e cheque especial.

    4 – Determine quanto guardar por mês

    Só depois de precificar sonhos, será possível visualizar o tamanho da reserva que você precisa construir. Se você está no zero a zero e não tem nenhum dinheiro guardado, comece a formar uma reserva de emergência.

    O ideal é guardar um valor equivalente a entre três e seis meses de renda, mas não se paralise por isso. Esse é o ponto ideal onde você deve chegar, não o ponto de saída.

    Depois, você poderá se planejar para juntar dinheiro para a aposentadoria e para realizar os planos feitos para 2018.

    5 – Corte despesas

    Há quem diga que os maiores vilões das despesas são os pequenos gastos, como o cafezinho pós-almoço ou o chocolatinho de sobremesa. Outros planejadores financeiros dizem que o problema está nos gastos fixos, como as assinaturas de TV a cabo e celular. Cada um saberá onde o sapato aperta.

    6 – Organize pagamentos e investimentos

    Defina como pagará seus gastos e crie uma estratégia para usar o cartão de crédito – pode ser usá-lo somente para compras eventuais parceladas, até um limite de 10% da sua renda mensal, por exemplo.

    Coloque seus pagamentos no débito automático, em uma data alinhada ao pagamento do salário, e automatize seus investimentos.

    7 – Mantenha esses hábitos por todo o ano

    Essa é a parte mais difícil. Monitore seu orçamento e, se necessário, refaça planos durante o ano. Respeite sua meta de gastos e não abandone suas finanças.

    Até o próximo post.

    Convidados

    Guia sobre Investimentos em Renda Fixa

    25 de abril de 2017

    Neste e-book gratuito, Guia sobre Investimentos em Renda Fixa, você vai aprender quais são as melhores aplicações financeiras em renda fixa do Brasil e descobrir que há diversas oportunidades para investir fora do banco que são extremamente seguras e muito mais rentáveis.

    ebook-renda-fixa

    Segue o conteúdo deste e-book:

    – Introdução;
    – CDB;
    – CRI e CRA;
    – Debêntures;
    – LC;
    – LCI e LCA;
    – Letras Financeiras;
    – Poupança;
    – Tesouro Direto;
    – Considerações Finais.

    E-book renda fixa, download aqui.

    Livraria

    E-book: Ações Beneficiadas pela Alta do Dólar

    9 de dezembro de 2015

    Muitos investidores costumam ter dificuldades para entender as ações e setores da Bolsa de Valores, aliás, mais do que isto, saber o aspecto qualitativo de uma empresa (ação) é um dos maiores diferenciais competitivos de qualquer investidor. Para exemplificar, em 2015 as maiores altas da Bolsa foram de ações que se beneficiam com a alta do dólar!

    Se quem investe em renda variável não entender as empresas, acabará deixando passar oportunidades ou, pior ainda, poderá cair nas falsas oportunidades (você deve se lembrar ainda dos caso da OGX, MMX, Mundial, Milk, Agrenco, Tecnosolo, Varig, Telebrás, etc., certo?).

    Entender uma empresa e setor é fundamental para ser um investidor bem-sucedido, pois assim sabemos o que afeta seu valor justo.

    A quem interessar, baixe seu guia das ações beneficiadas pelo alta do dólar clicando aqui.
    mkt.bussoladoinvestidor.com.br/guia-definitivo-alta-do-dolar

    agora o dólar cai, piada do vasco, benjamin franklin na nota de dólar com camisa do vasco

    Até o próximo post.

    Livraria

    E-book: Saia do vermelho, o guia definitivo…

    26 de março de 2014

    E-book grátis com tema “Saia do vermelho, o guia definitivo para você sair das dívidas e economizar”, vale a pena conferir:

    Sinopse

    O que você vai aprender com esse ebook:

    1 – Estabelecer uma nova relação com o consumo;
    2 – Executar um plano de ação;
    3 – Classificar suas piores dívidas;
    4 – Mudar de hábito e ser feliz!

    São 7 capítulos que detalham não apenas o que fazer, mas como proceder para, enfim, reordenar o seu bolso e ganhar em qualidade de vida!

    A primeira atitude para sair do vermelho você pode dar agora.

    Vale Compartilhar com seus amigos e parentes que estejam precisando destas informações.

    Boa leitura!

    Clique aqui para ler.

    Leia também:

    Até o próximo post.