Taxa Selic pode ser reduzida para 7% ao ano

Happy businesswoman holding piggy bank against white background

Na próxima quarta-feira, dia 06 de dezembro, será realizada a última reunião de 2017 do Copom (Comitê de Política Monetária). A expectativa do mercado é que a Taxa Selic tenha uma redução em 0,5 ponto percentual, marcando um novo piso histórico.

Atualmente, a taxa básica de juros da economia está valendo 7,50%. Mas, se for confirmada a redução, ela vai passar para 7,0%.

A Taxa Selic interfere diretamente nos rendimentos da poupança. Para entender melhor sobre sua rentabilidade, é preciso conhecer a regra utilizada para o cálculo:

  • 0,5% ao mês mais Taxa Referencial – caso a Taxa Selic seja superior a 8,5%.
  • ​70% da Taxa Selic mais Taxa Referencial – caso a meta da taxa seja igual ou menor que 8,5%.

Com a queda da Selic, a poupança não oferece boa rentabilidade e isso faz com que o dinheiro perca potencial de compra. De certo modo, é como se o dinheiro estivesse perdendo valor em vez de se valorizar enquanto está aplicado.

Por isso, muitos investidores têm buscado novos caminhos para investir dinheiro. Algumas das alternativas são os investimentos de Renda Fixa. Essa categoria abrange aplicações podem ser emitidas por instituições financeiras, como empresas de financiamento, bancos ou até mesmo o governo.

Quando o investidor aplica dinheiro em Renda Fixa, seria como emprestar dinheiro para essas instituições, que por sua vez utilizam o dinheiro para financiar suas atividades. Em troca, na data combinada, o investidor recebe de volta o valor investido, acrescido dos juros.

Investir em Renda Fixa além de muito fácil , também conta com a mesma segurança da poupança: o Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Isto é, supondo que o banco que emitiu o título quebre, o investidor tem a garantia de receber seu dinheiro de volta, respeitando o limite de R$250 mil por CPF e por instituição financeira.

Por oferecer grande diversidade, o investidor pode escolher entre os títulos disponíveis aqueles que tenham mais a ver com seu perfil e objetivos. Além disso, pode combinar várias modalidades em sua carteira de investimentos com o objetivo de aumentar a segurança e as chances de sucesso.

Conheça agora alguns dos títulos de Renda Fixa mais populares entres os brasileiros que estão à procura de novas possibilidades de investimento:

CDB

A sigla CDB significa Certificado de Depósito Bancário e se refere a aplicações emitidas por bancos para captar recursos a fim de, entre outras coisas, melhorar suas estruturas e conceder empréstimos para seus clientes.

Este investimento é protegido pelo FGC. Além disso, existem 3 tipos de títulos: prefixado, pós-fixado e híbridos.

  • Prefixado: nestes títulos, o valor a ser resgatado ao final do investimento é estabelecido no momento da compra.
  • Pós-Fixado: este tipo de título possui sua remuneração atrelada a um indexador da economia, que em muitos casos é o CDI.
  • Híbrido: estes títulos possuem um percentual fixo somado à variação de um indexador econômico.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma aplicação financeira de Renda Fixa bastante conhecida devido à sua alta liquidez e segurança. Isto quer dizer que, se preciso for, é possível resgatar o dinheiro aplicado a qualquer momento.

Além disso, este título é bastante acessível pois aceita investimentos a partir de R$30. No entanto, é preciso ficar atento pois não são todos os títulos que podem ser adquiridos por este valor.

LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são investimentos em Renda Fixa isentos de Imposto de Renda e protegidos pelo FGC. A rentabilidade de uma Letra de Crédito possui características muito parecidas com o CDB, podendo ser prefixada, pós-fixada ou híbrida.

Essas são apenas algumas opções possíveis para quem deseja fugir da poupança e ter melhores resultados. Existe uma variedade de investimentos com rendimentos mais interessantes que a caderneta, basta pesquisar e buscar aqueles que melhor se encaixam ao perfil e objetivos do investidor.

Portanto, antes de começar os investimentos, é fundamental que se entenda sobre as opções disponíveis no mercado para poder fazer escolhas mais acertadas.

Only 1 comment left Go To Comment

  1. Vil Bro /

    Selic a 7%: veja como ficam os rendimentos da poupança, CDB e outros investimentos
    Outros investimentos conservadores em renda fixa, como o CDB e o Tesouro Direto, são capazes de proporcionar ganhos maiores SOMENTE em um ano

    O Banco Central anunciou nesta quarta-feira (6), conforme já era esperado pelo mercado, o corte de 0,5 ponto percentual na Selic, que passou de 7,5% para 7% ao ano – no menor valor histórico. Diante desse novo cenário da taxa de juros, a Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) fez uma simulação de rendimento da poupança.

    Em uma aplicação financeira no valor de R$ 10 mil pelo prazo de 12 meses, considerando Selic estável em 7% ao ano, a poupança teria acumulado rendimento o valor de R$ 490 (4,90% ao ano) totalizando valor aplicado de R$ 10.490.

    No entanto, outros investimentos conservadores em renda fixa, como o CDB e o Tesouro Direto, são capazes de proporcionar ganhos maiores em um ano.

    Segundo cálculos do consultor em finanças e professor Alan Ghani, um CDB que pague 100% do CDI alcançaria, em 12 meses, total líquido (já descontados os impostos) de R$ 10.551. Com um CDB com rentabilidade maior, de 110% do CDI, o investidor terminaria o ano com R$ 10.608. Aplicando R$ 10 mil no Tesouro Selic, o investidor terminaria o ano com R$ 10.552, já descontados os impostos.

    Nas três simulações de aplicações conservadoras, o investidor consegue ganhos superiores a poupança.

    Aplicação de R$ 10 mil por 12 meses Resultado livre de impostos
    Poupança R$ 10.490
    CDB de 100% R$ 10.551
    CDB de 110% R$ 10.608
    Tesouro Selic R$ 10.552

    infomoney.com.br/onde-investir/poupanca/noticia/7126489/selic-veja-como-ficam-rendimentos-poupanca-cdb-outros-investimentos

Leave a Reply

CAPTCHA *