‘Vida’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: vida

    Convidados

    Hábitos que você precisa abandonar antes dos 30 anos

    19 de Abril de 2018

    Hábitos financeiros aos 30 anos

    Supporting fast fashion: Antes de assoprar as velinhas dos 30 anos é preciso colocar na balança algumas atitudes e objetivos

    Constantemente somos lembrados da necessidade de ter uma alimentação equilibrada, dormir um determinado número de horas, se exercitar constantemente e focar em projetos próprios, mas quando que realmente colocamos tudo isso em prática?
    Especialistas chegaram a um consenso de que esses e outros hábitos devem ser adquiridos antes dos 30 anos, já que é uma época que a pessoa deve fazer uma análise de sua vida e pensar no que quer mudar e no que vai manter. Pensando nisso, o Business Insider organizou uma lista de hábitos ruins que devem ser eliminados até os 30 anos, dos quais alguns são listados abaixo:

    1) Não aproveitar os finais de semana

    Durante a semana já é corrido o suficiente, então tente tirar o final de semana para descansar, colocar a leitura em dia, sair e arrumar um hobbie. É bom socializar com os amigos e fazer algo fora do ambiente de trabalho – principalmente que não envolva um computador.

    2) Comprar em fast fashion

    Pesquisas mostram que as pessoas que compram roupas de lojas como Zara e Forever 21 as usam apenas sete vezes, o que significa que a pessoa está perdendo dinheiro. Procure comprar roupas que você possa usar mais de uma vez, mesmo que custe um pouco mais.

    3) Fumar socialmente

    Muitos dos que se consideram “fumantes sociais” acham que se livram dos males do fumo porque “não fumam todos os dias” ou porque “só fumam quando bebem”. Essa desculpa, porém, não engana ninguém – nem a sua saúde. Independentemente de fumar todos os dias ou socialmente, você continua tendo mais chances de ter problemas de saúde.

    4) Manter amizades que já deveriam ter acabado

    É muito difícil manter todas as amizades, principalmente aquelas que não valem a pena. Por isso, não gaste tempo com aquelas pessoas que não fariam o mesmo por você.

    5) Não ter hora para dormir

    Criar uma rotina com horário certo para dormir pode melhorar a qualidade do seu sono e ainda, melhorar o seu desempenho e disposição no trabalho e em suas atividades no dia seguinte.

    6) Não praticar exercícios

    Não adianta confiar no seu metabolismo. Se você quer se manter em forma, o recomendado é se exercitar pelo menos três vezes por semana.

    7) Escolher bebidas de má qualidade

    Estudos mostram que beber uma taça de vinho todos os dias faz bem para a saúde. Mas essa teoria é totalmente derrubada quando a qualidade da bebida é reduzida pela metade.

    8) Fazer coisas só porque acha que deveria

    A vida é muito curta para você gastá-la com o que não quer fazer. Aposte em programas que deem satisfação a você e que possam ser úteis de alguma forma.

    9. Colocar a saúde física antes da saúde mental

    Dietas e exercícios físicos devem servir para você se sentir bem consigo mesmo e não para culpa-lo. Ter uma rotina é ótimo, mas às vezes a forma como você cuida do seu corpo pode afetar o modo como você cuida da sua mente; é preciso um equilíbrio.

    10) Não prestar atenção na alimentação

    Tente abraçar alimentações saudáveis em sua rotina, priorizando pelo menos cinco porções de frutas e legumes por dia.

    11) Não coletar pontos de fidelidade ou milhas

    Seja coletando milhas com o cartão de crédito, fazendo parte de um programa de milhagem em companhias aéreas ou se inscrevendo no programa de fidelidade do supermercado, os benefícios normalmente valem o pequeno esforço necessário – e podem garantir a viagem das suas próximas férias.

    12) Gastar tempo com pessoas que fazem você se sentir insignificante

    Tire da sua vida pessoas que fazem com que você se sinta insignificante. Gaste energia com aqueles que apreciam quem você é e que não exigem que você mude para agradá-los.

    13) Cancelar planos de última hora

    Não é possível dizer “sim” para tudo, então seja realista o quanto antes sobre seus horários ou planos para não adotar o hábito de decepcionar as pessoas no último minuto.

    14) Zerar a conta bancária no final do mês

    Está na hora de começar a traçar o caminho do seu dinheiro e de procurar maneiras para fazê-lo durar mais tempo em sua conta. Para isso, há uma série de aplicativos que podem ajudar com o planejamento financeiro, por exemplo.

    15) Evitar conversas difíceis

    Essa atitude é muito comum entre os jovens, mas quando você vai ficando mais velho é um péssimo hábito para se manter. Tratar de assuntos mais pesados é difícil, mas faz parte. Você vai ver que o sentimento de tirar o peso dos seus ombros será ótimo.

    16) Pensar constantemente no que os outros pensam sobre você

    Quebrar esse hábito é uma das melhores coisas que você pode fazer para ir mais longe em sua vida profissional e, principalmente, na sua vida pessoal. Pare de olhar ao redor para ver o que os outros pensam sobre você e foque em sua opinião própria.

    17) Não ter planos para o longo prazo

    Não dá mais para adiar. Quando você chega aos 30 anos você já deve ter em mente o que quer da vida e ter uma ideia de quando irá se mudar/casar/ter filhos/mudar de emprego etc. É o momento de sentar e colocar no papel os principais aspectos de sua vida, de relacionamentos a carreira, para saber o que quer mudar e o que quer aprimorar em cada área.

    18)Tentar memorizar todos os eventos e datas importantes em sua cabeça

    Não tente guardar todos os eventos e datas importantes em sua cabeça, coloque tudo em um calendário ou agenda para que seja mais fácil de você se lembrar. Seja no formato papel ou eletrônico, procure por um sistema que funcione para você e que faça você se sentir mais organizado.
    fonte de consulta: 30 damaging habits you should break before you turn 30

    Veja também:

    Casal se aposentou em seus 30 anos, agora está viajando o tempo inteiro

    Convidados

    Segredos para juntar uma bolada

    22 de Fevereiro de 2017

    Emmie Martin: I didn't let my savings goals hold me back from enjoying life in New York City.

    A americana Emmie Martin montou uma estratégia de economia muito eficaz e consegue se manter apenas com metade de sua renda. Ela guarda 50% da renda todo mês e revelou os segredos para juntar uma bolada no artigo do Business Insider intitulado I saved 50% of my income for a month — here’s my best tip for saving money

    A Emmie Martin, jornalista, fez um plano financeiro no fim do ano passado e guardou 50% da sua renda mensal para aposentadoria. Para tal feito, ela teve que readequar seus custos mensais e montar um orçamento o com restante da sua renda mensal.
    No 1º mês em que colocou o plano em prática, depois a contabilização do aluguel e todos os gastos fixos do mês, sobraram US$ 140 por semana para gastar com comida, diversão e outros, contou Martin ao site Business Insider.

    Entretando, a jornalista, que mora em Nova York, tinha uma viagem marcada e precisava economizar ainda mais neste primeiro mês de teste. Conforme a mesma relatou, a ideia era viajar sem se preocupar com o orçamento. “Então decidi que iria guardar o máximo de dinheiro possível até a data da viagem”, relatou.

    A estratégia mais eficaz que ela usou durante esse período foi simples e direta: ela se organizou com uma lista. Nela, Martin colocava todos os itens que queria comprar desde produtos de higiene, até sapatos ou uma bolsa nova e até itens de supermercado e esperava alguns dias. Esse período era usado para ela avaliar se realmente precisava do produto ou era algo que poderia ficar para depois.

    “Algumas compras realmente são necessárias: quando acaba seu xampu ou sabonete, por exemplo, você indiscutivelmente terá que comprar mais um. Porém percebi, por outro lado, que existem coisas que não são necessidades e que compras de coisas assim podem ser adiadas, como roupas de marca novas e bolsas”, explica Martin.

    Considerando esse plano de ação, a jornalista que trabalha com finanças pessoais elencou dicas para economizar baseado no que aprendeu nesse período. Confira:

    Avalie o verdadeiro valor de cada compra

    Martin conta que criar uma “lista de compra” não só mostrou quais produtos eram completamente desnecessários, mas também ajudou a diferenciar quais itens mereciam o investimento de dinheiro e quais ela poderia viver sem.

    “Por exemplo, quando o outono chegou, minha lista começou a transbordar com itens da estação, de um novo casaco a decorações do meu apartamento. Embora nenhum dos itens era verdadeiramente necessário, eu reconheci que eu não me arrependeria de investir em um casaco novo, mas poderia ignorar novas decorações. Sem dar um tempo para avaliar sobre a decisão, teria sido fácil comprar ambos”, explica.

    Elimine os itens comprados por impulso

    Ela explica que é muito fácil comprar coisas por impulso. Quando você passeia em lojas de departamento e se depara com uma promoção, por exemplo, muitas vezes acaba comprando no “calor do momento”, com medo de perder uma ótima “oportunidade”. O problema é que em grande parte das vezes estes itens não são realmente necessários e gastamos um dinheiro que poderia estar sendo destinado para coisas mais úteis.

    Por isso, uma dica que Martin dá é “nunca entrar em uma loja sem rumo”, ou seja, sempre entre com uma lista em mãos ou tendo em mente o que vai comprar. “Assim, a compra é mais rápida e eficiente”.

    Em vez de vaguear nos corredores após buscas aleatórias, vá diretamente no que precisa de forma objetiva. “Depois que adotei esse novo plano financeiro, nunca mais saí de uma loja na dúvida se tinha ou não que ter pego um esmalte novo polonês ou uma faca específica para cortar abacates, porque eu sei que não preciso de coisas assim”, conta.

    Escrever listas e ficar revendo os itens pode parecer uma tarefa estranha quando você só precisa comprar uma pasta de dente no supermercado. “Mas quando você é forçado a monitorar para onde seu dinheiro está indo, ele transforma cada uso do cartão de débito ou crédito um momento de reflexão para avaliar se é mesmo necessário adquirir o item”, explica Martin.

    Até o próximo post.

    Geral

    Coisas para se fazer imediatamente se você quer viver de renda

    25 de outubro de 2016

    É possível viver de renda investindo bem o seu dinheiro, além de ter um bom planejamento e disciplina.
    Sem sombra de dúvidas que viver de renda, é o sonho de muita gente. Afinal de contas, quem não gostaria de ter uma vida sem se preocupar se terá fôlego financeiro para os próximos anos ou então sem ter que lidar com o stress relacionado ao trabalho. Conquanto, quais são os principais passos e medidas que são necessários tomar para conseguir alcançar essa meta? O portal InfoMoney conversou com assessores de investimento para entender melhor como as pessoas podem fazer para viver de renda. Confira a seguir:

    – Trace metas
    A meta final já está definida: viver de renda. No entanto, e as metas de curto e médio prazo? Quanto dinheiro acumular para conseguir viver o resto da vida de renda? O assessor de investimentos da XCare Investimentos Antonio Brown comenta que o investidor não pode esquecer de traçar metas realistas para atingir seu último objetivo.

    – Tenha disciplina sempre
    “Para o investidor que tem a intenção de viver de renda, é necessário ter muita disciplina. Criar o hábito de investir regularmente, definir o quanto precisa poupar por mês e ser fiel a essa estratégia”, comenta Carollyne Mariano, assessora de investimentos da Atlas Invest.

    – Invista bem
    “Tão ou mais importante do que a disciplina, escolher bons produtos é essencial na construção de uma carteira, qualquer aumento de rentabilidade que o investidor consiga, ao longo do tempo, fará muita diferença. Pensando no longo prazo, busque sempre investimentos que tragam rentabilidade real, ou seja, que tragam retornos acima da inflação, um bom exemplo são os títulos do Tesouro Direto chamados IPCA + e até mesmo as ações”, aponta Carollyne.

    – Deixe a ansiedade de lado
    Se planejar financeiramente para viver de renda é uma meta de longo prazo que não é simples de ser alcançada. Assim, certamente, você enfrentará subidas e descidas do mercado financeiro no caminho e precisa estar preparado. “Ter paciência para o investidor de longo prazo é fundamental, deixar a ansiedade de lado e almejar a colheita dos frutos lá na frente”, comenta Carollyne.

    – Procure assessoria profissional
    “O planejador financeiro ajudará no posicionamento do investidor quanto ao seu momento de vida, ajudará na seleção dos produtos financeiros além de traçar metas que deverão ser alcançadas em determinado período”, aponta Antonio Brown.

    5 coisas para se fazer imediatamente se você quer viver de renda
    infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/5662545/coisas-para-fazer-imediatamente-voce-quer-viver-renda

    Até mais.

    Geral

    Como economizar no plano médico e odontológico?

    2 de setembro de 2015

    Como economizar no plano de saúde?
    Seguem algumas dicas para encontrar um bom plano de saúde, além de economizar nos gastos com saúde:

    • Pesquisar e tirar dúvidas antes de contratar um plano de saúde, tanto com o corretor de seguros, como diretamente com a operadora, além de parentes, amigos, colegas e conhecidos.
      Ter referências nunca é demais;
    • Verificar a rede referenciada. Isto ajuda você a escolher um plano que realmente atenda suas necessidades e que realmente vai te ajudar em momentos de emergência;
    • Avaliar quais são as coberturas do seu convênio médico e odontológico. Caso você ou alguém da sua família tenha histórico de um determinado tipo de doença pode valer contratar um plano um pouco mais caro, mas que cubra exames e tratamento que possam ser necessários;
    • Confira reportagem publicada no site do jornal Folha de São Paulo onde mostra que algumas operadoras estão oferecendo descontos no preço de plano de saúde e prêmios para os usuários que participam de programas de prevenção de doenças e de promoção à saúde.
      Uma das possibilidades seria o usuário perder peso, fazer exercícios e ter hábitos saudáveis. Para ganhar o desconto é necessário que o cliente vá em consultas, participe de palestras e submeter-se a avaliações periódicas.
      Este tipo de cuidado ajuda a reduzir os custos para as operadoras de planos de saúde e ainda faz com que os clientes tenham uma vida mais saudável, assim ocorrem menos problemas com diabetes, hipertensão e outras doenças associadas a obesidade.
    • Se for possível, faça um plano empresarial, pois geralmente ele abrange os demais membros da família e acaba-se pagando uma taxa reduzida que é descontada diretamente em sua folha de pagamento. Vale lembrar que neste caso é importante ter informações na empresa sobre os custos adicionais que poderá ter ao utilizar o plano;
    • Tenha muito cuidado para não contratar serviços de uma empresa em dificuldade financeira.
      Veja os casos da Imbra e Unimed Paulistana, apenas para citar alguns:

      – 17/10/2010 21h51 – Atualizado em 17/10/2010 22h12
      Clientes da Imbra não sabem o que fazer; empresa disponibiliza telefone
      Interessados podem ligar para (11) 3867-5750 para reaver seus prontuários.
      Empresa tem uma dívida de R$ 221 milhões e pediu falência.

      – 02/09/2015 12:22
      Unimed Paulistana quebra e ANS exige troca de gestor

    • Como economizar no plano de saúde?

      tacerto.com/guia/saude/noticias-sobre-saude/como-economizar-no-plano-de-saude

      Até o próximo post.

    Geral

    Como economizar comendo de forma saudável?

    21 de Março de 2013

    A primeira a coisa a se fazer é tirar do cardápio os restaurantes, bares, lanchonetes de “grife” do cardápio. Deixar para frequentá-las apenas quando conseguir cupons de desconto, dias de restaurante week, eventos diversos que possam ter descontos, etc., ao eliminar isto já estará fazendo um bem enorme a saúde do seu bolso.
    Claro que antes disto vem acostumar o paladar a comer saudavelmente, pois a comida além de alimentar é usado por muitos como fonte de prazer, satisfação pessoal, matar as frustrações, entretenimento, etc., e muitas vezes o paladar saudável não irá cair bem.

    Está muito caro comer em São Paulo/SP !
    O paulistano paga caro demais para comer pratos genéricos e o mito da cidade como capital da gastronomia deve ser repensado para saúde do seu bolso.

    A corda sempre arrebenta para o lado mais fraco, os consumidores, os quais sofrem a alta dos preços. Segue o link do preço da cesta básica:
    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/03/sp-tem-cesta-basica-mais-cara-entre-18-capitais-diz-dieese.html

    É uma equação difícil de resolver: comer de forma saudável, econômica e prazerosa. Impossível não é de resolvê-la, porém te dará muito trabalho. E no final das contas a sua saúde, o seu bolso e a sua vida agradecerão.

    Veja também:

    ideia-original-que-podemos-aplicar-em-casa-para-economizar-dinheiro-e-comer-saudavel

    Até o próximo post.