• Dicas para fazer o imposto de renda 2018 (ano-base 2017)

    A entrega de IRPF 2018 (ano-base 2017) começa em março e neste post é possível ver as principais mudanças. Vale ressaltar que é obrigado a declarar o imposto de renda quem tiver rendimentos tributáveis em 2017 que somem mais de R$ 28.559,70! Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda em 2018 e o prazo de entrega tem início em 2 de março com data limite de 28 de abril. Os contribuintes devem ficar atentos às mudanças nas regras que ficaram ainda mais rígidas neste ano com o objetivo de diminuir a sonegação. Segundo Waldir de

    [Leia mais...]
  • Guia sobre Investimentos em Renda Fixa

    Neste e-book gratuito, Guia sobre Investimentos em Renda Fixa, você vai aprender quais são as melhores aplicações financeiras em renda fixa do Brasil e descobrir que há diversas oportunidades para investir fora do banco que são extremamente seguras e muito mais rentáveis. Segue o conteúdo deste e-book: – Introdução; – CDB; – CRI e CRA; – Debêntures; – LC; – LCI e LCA; – Letras Financeiras; – Poupança; – Tesouro Direto; – Considerações Finais. E-book renda fixa, download aqui.

    [Leia mais...]
  • Investimentos além da poupança para aplicar por mês

    Por que o Sofisa Direto é o melhor CDB? Para os investimentos pessoais como títulos públicos (tesouro direto), CDBs e fundos é preciso procurar e negociar boas taxas de retorno, pois desta forma, com certeza, renderão mais do que a poupança. Pode ser a viagem das próximas férias ou o smartphone que estraga a qualquer hora. Não importa o motivo, você sempre vai precisar ter um dinheiro guardado para realizar sonhos ou arcar com emergências. Qualquer um pode se tornar um investidor, mesmo que não tenha muito dinheiro sobrando. Especialistas em planejamento financeiro recomendam que você separe um valor mensal

    [Leia mais...]
  • Vale a pena comprar uma fatia de título do Tesouro Direto por mês?

    Investimentos em ascensão: Tesouro Direto bate recorde de inscritos Um leitor da Exame perguntou se valeria apena comprar uma fração de um título público (Tesouro Direto) a cada mês. Ele confrontou a pergunta com a poupança, se ela não valeria mais a pena para esse propósito. Vale a pena trocar a Poupança pelo Tesouro Direto? O leitor fez a seguinte pergunta: – Gostaria de aplicar 500 reais por mês para juntar um montante em 15 anos. Fui me informar sobre o Tesouro Direto e vi que não é vantagem comprar uma fatia de um título por mês, pois os juros

    [Leia mais...]
  • Super Bolsa: Fusão BM&FBovespa e Cetip

    Finalmente, após um longo namoro, a fusão da bolsas brasileiras BM&FBovespa (BVMF3) e Cetip (CTIP3) saiu do campo dos boatos para a realidade. Esta nova empresa de infraestrutura financeira deverá ter um padrão mundial e será positiva para o setor financeiro do país. 08/04/2016 19h26 – BM&FBovespa fecha acordo para fusão com a Cetip Este acordo prevê para cada ação da Cetip o pagamento de 0,8991 ação ordinária da operadora da bolsa paulista mais R$ 30,75. O papel da BM&FBovespa (BVMF3) fechou nesta sexta-feira cotado acima de R$ 15. A nova companhia que nasce trará um aumento de receitas no

    [Leia mais...]
  • Por que o Sofisa Direto é o melhor CDB?

    O braço online do banco Sofisa, vulgo Sofisa Direto, possui uma forma simples e ágil para abertura de conta, transferência (envio e saque) de dinheiro, boas taxas, plataforma estável, bom atendimento, além de entregar tudo aquilo que se propõe com clareza e segurança. Além do produto mais comum, CDB pagando 100% do CDI, eles também costuma oferecer outros instrumentos financeiros, os quais ainda o governo não cobra imposto, como LCI e LCA. Para saber se no seu caso será melhor o CDB, LCI ou LCA, será preciso calcular o lucro líquido do seu investimento, conforme o prazo que você pretende

    [Leia mais...]
  • Investimentos mais rentáveis que a poupança

    A Infomoney tem um comparador de renda fixa para demonstrar algumas aplicações como CDB, LCI, LCA, LC, etc., as quais são mais rentáveis do que a velha conhecida de todos os brasileiros, a poupança. Vale a pena ressaltar que estes investimentos podem ser tão seguros quanto a caderneta de poupança, pois também contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito – FGC. Ele garante a restituição do valor aplicado em caso de liquidação do banco que emitiu esses títulos, limitado ao montante de R$ 250 mil depositados por cada pessoa em uma mesma instituição. Então não é recomendável investir

    [Leia mais...]
  • Quero investir, mas não tenho tempo, o que eu faço?

    Atualmente vivemos em um mundo onde as horas do dia parecem ter se encurtado e 24 horas já não são mais suficientes para conciliar nosso trabalho, estudos, lazer, tempo com a família e descanso. Mas ainda temos uma tarefa a acrescentar a tudo isso…Cuidar do nosso dinheiro. E um dos grandes desafios de quem quer investir na Bolsa de Valores é conciliar todas as nossas tarefas diárias e ainda arrumar tempo para acompanhar o Mercado de Ações. Alguns pensariam ser impossível tal tarefa, se estivéssemos há alguns anos  – onde teríamos que arcar com enormes custos para a contratação de

    [Leia mais...]
  • Melhores investimentos, melhores rendimentos

    O cenário econômico em que o Brasil se encontra tende a gerar insegurança e resistência por parte dos brasileiros às possibilidades e oportunidades positivas da nossa economia. O rebaixamento do Brasil pela Fitch, a alta taxa de juros e inflação, bem como a instabilidade política do país realmente interfere na saúde da economia brasileira mas ainda assim o cenário pode ser muito mais positivo e atrativo para investimentos do que possamos imaginar. Entre as diversas possibilidades de usar o cenário econômico a seu favor, temos a aplicação em títulos do tesouro nacional, híbridos como a (NTN-B) onde o investidor recebe

    [Leia mais...]
  • Melhores aplicações para lucrar sem se preocupar com crise

    Em matéria que foi publicada hoje no Infomoney, algumas aplicações conservadoras são recomendadas para o cenário atual. Os investidores de perfil conservador que buscam liquidez e não querem perder o sono com a crise financeira. Uma boa alternativa são os fundos DI, CDB ou alguns fundos multimercados mais conservadores que rendem 102% ou 103% do CDI. Outra boa opção para este tipo de investidor são os títulos públicos atrelados à Selic (taxa básica de juros). É uma opção melhor que a poupança, mesmo quando se desconta a cobrança do imposto de renda. infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-investimento/noticia/4370432/veja-melhores-aplicacoes-para-lucrar-muito-sem-preocupar-com-crise Leia também: Alocação de ativos na crise

    [Leia mais...]