‘Independência Financeira’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: independência financeira

    Geral

    Porque diversificar é essencial

    10 de julho de 2018

    Como e por que diversificar os investimentos?

    juggling balls - Mulher que tem várias fontes de renda diz porque diversificar é essencial - Dorie Clark, de 39 anos, foi demitida de seu emprego e ficou sem saber o que fazer, já que o trabalho era sua única fonte de renda
    A woman with 7 income streams explains why it’s one of the best things you can do for your career

    É bem possível que quem esteja lendo este post já tenha passado por um momento de pânico por não saber como pagar seu próximo aluguel, ou a fatura do cartão de crédito, após uma demissão ou uma redução de salário. Dorie Clark enfrentou uma situação parecida anos atrás: foi demitida de seu emprego e ficou sem saber o que fazer, já que o trabalho era sua única fonte de renda. Mas embora tenha sido uma fase difícil, ela aprendeu uma grande lição que mudou os rumos de sua vida.
    Em uma entrevista ao Business Insider a Clark contou que após ser demitida ela decidiu que nunca mais confiaria sua vida financeira em uma única fonte de renda novamente. Com o tempo, ela criou um estilo de vida estável com nada menos do que seis fluxos de renda.

    Dorie é jornalista e formada em filosofia, embora hoje seja empreendedora e atue como consultora de marketing para empresas. A demissão aconteceu em 2000, quando perdeu seu cargo como repórter política. “Não tive nenhum aviso e recebi apenas quatro dias de indenização. Algo que parecia certo provou ser muito inseguro, e teria sido muito útil ter uma outra fonte de renda para recorrer”, explica.

    Seguiu a vida fazendo alguns bicos, época em que começou a empreender, e alguns cursos em administração e negócios. Mas foi apenas em 2013 que ela começou a pensar seriamente em criar múltiplos fluxos de receita. “Eu já era empreendedora há alguns anos e estava fazendo apenas um tipo de projeto: marketing para empresas. Eu percebi que poderia tornar meu negócio ainda mais robusto e seguro se eu também tivesse diferentes fluxos de renda e fizesse coisas diferentes para ganhar dinheiro”, diz Clark.

    Ela entende que a ideia de diversificar sua renda surgiu porque ganhou dinheiro trabalhando com muitos clientes diferentes com o negócio de marketing. “Quando percebi que dava para trazer dinheiro de vários lugares diferentes, comecei a consolidar e estudar essa ideia de forma mais séria”, diz.

    Por que você precisa diversificar sua renda

    Quem investe em ações já está acostumado com a ideia de diversificação. “Todo mundo sabe que [investir em um único papel] é uma má ideia. Você precisa diversificar”, diz.

    De acordo com ela, o mesmo conceito deve ser usado com outras fontes de renda. “Eu fiz muita pesquisa ao longo dos anos e conclui que uma das melhores maneiras de criar uma estabilidade profissional legítima e real para nós mesmos é ter múltiplos fluxos de renda”, garante.

    Ela explica que a ideia funciona certamente para empresários. Mas, mesmo para pessoas que trabalham dentro de uma empresa e que têm um chefe podem ter um fluxo de renda secundário de algum tipo – seja vendendo um produto caseiro, ou dando aula de algo que sabe ou qualquer outro tipo de trabalho secundário que dê dinheiro. “Ter essa linha lateral, uma segunda renda, oferece proteção adicional contra a incerteza”, afirma.

    Ela hoje possui várias fontes de renda: é consultora, dá coaching executivo, dá aulas de administração, escreve livros, dá cursos online, e ganha para participar de palestras e eventos: – “No meu caso não é tão difícil ter vários fluxos de renda – porque não estou fazendo coisas muito diferentes. Minha equipe é bem pequena. Ao invés disso, são atividades relacionadas em que estou falando para públicos-alvos semelhantes, portanto, promover uma coisa que eu faço, como meu livro mais recente, pode ajudar a gerar oportunidades de falar ou pessoas que possam se interessar em participar de algum dos meus cursos, por exemplo”, explica.

    Entrepreneurial You, livro lançado por ela no fim do ano passado, mostra como não se pode confiar em seu empregador para fornecer oportunidades de desenvolvimento profissional ou para mapear sua progressão na carreira. “Você precisa identificar onde você quer ir e procurar as habilidades e a rede para chegar lá. Essa é a essência de cultivar uma mentalidade empreendedora”, segundo Clark.

    Para ela a importância de diversificar o caminho do seu dinheiro é nunca depender de apenas uma fonte de renda. “Eu passei por isso na pele, e não foi legal, então eu reitero que as pessoas devem ter opções para quando surgirem emergências”, diz.

    Claro que vários fluxos de renda podem ser muito, ainda mais adaptando a situação para a realidade brasileira, mas se você conseguir ter uma segunda fonte de renda, pode investir outra parte do dinheiro e montar seu fundo de emergência para não passar apertado. Você pode começar com uma aplicação como o Tesouro Direto, que não exige uma quantia alta para começar a investir e você empresta seu dinheiro para o governo que te paga juros e, aos poucos, ir colocando cada vez mais dinheiro.

    “Diversificar seus fluxos de renda não é apenas uma maneira de ganhar mais dinheiro, mas também uma forma de fornecer segurança profissional, além de aprender novas e valiosas habilidades”, acredita Clark.

    … e sua carreira

    Para além do bolso, a diversificação de Clark envolveu toda sua carreira. Afinal, hoje ela atua como consultora de estratégia de marketing para empresa, dá aulas e palestras e tem seu blog pessoal.

    Ela afirma que não há um tempo certo para começar a fazer novas coisas. “Nunca é cedo demais para começar a diversificar sua carreira e sua renda. No entanto, é importante não fazer tudo de uma vez só. Domine um fluxo de renda primeiro, para que você seja bom nisso e esteja constantemente gerando receita. Então, pense em adicionar um – ou, no máximo, dois – novos fluxos de renda por ano. Isso manterá as coisas em um ritmo administrável”, aconselha.

    Além disso, Clark acredita que essa diversificação de renda pode funcionar para qualquer um, dadas as possibilidades oferecidas pela internet. “Um engenheiro no Brasil poderia, por exemplo, criar um aplicativo de smartphone (supondo que isso não seja proibido em seu contrato com seu empregador). E um professor da Alemanha pode começar um negócio de tutoria ou criar um curso online ensinando o que ele sabe a um público mais amplo. Todo mundo pode”, diz.

    A principal habilidade de um profissional atualmente é “flexibilidade e disposição para se reinventar”, segundo Clark. “O trabalho para o qual você é contratado hoje pode mudar a qualquer momento e provavelmente não será o mesmo em dois anos ou cinco anos. Você precisa se adaptar e estar preparado”, aconselha a empreendedora.

    Veja também:

    Coisas que você deve fazer com a vida financeira aos 20 anos para aproveitar os 30

    Até mais.

    Geral

    Coisas que millennials devem começar a fazer hoje para se aposentar mais cedo

    12 de março de 2018

    Para ter uma independência financeira, o planejamento deve começar o mais cedo possível

    É difícil pensar na aposentadoria quando se é jovem, seja por não ser uma prioridade no momento ou por pensar que ainda há muito tempo para se planejar, mas se você é da Geração Y, o caminho para uma aposentadoria confortável começa agora e, com as atitudes certas, você pode até conseguir se aposentar mais cedo. Isto foi o que contou Tim Lemke no post 8 Things Millennials Can Do Right Now for an Early Retirement para o Wise Bread.
    Pensando nisso, ele elencou algumas atitudes que os millennials devem começar a adotar hoje para conseguirem uma boa aposentadoria. Veja este itens a seguir:

    1) Pensar no patrimônio e em como gasta seu dinheiro

    Uma das coisas mais importantes quando planejando a aposentadoria é focar em acumular coisas que ganham valor independente da sua atuação, ou seja, bens ativos – que gerem renda, como investimentos em ações, por exemplo. Em outras palavras, é preciso evitar gastar dinheiro com coisas que irão perder valor financeiro ao longo do tempo, como bens passivos (casas, carros etc.).

    Essa nova mentalidade vai ajudar você a criar um alto patrimônio, calculado sobre quanto os seus ativos irão exceder as suas responsabilidades, ou seja, quanto o seu dinheiro irá “trabalhar por você”. Para ter uma aposentadoria confortável você precisa de uma certa quantia reservada e, para isso, você precisa fazer as escolhas financeiras corretas – principalmente quando jovem.

    2) Buscar outras fontes de renda

    Para acumular dinheiro suficiente para se aposentar mais cedo e poder viver de renda, você precisará de uma renda saudável e estável. Se o seu trabalho fixo não paga o bastante, procure outras fontes de renda. Isso pode significar trabalhos freelance como escrever para blogs, dar aulas de matemática, trabalhar como DJ, tocar em bares etc.

    Quando novo, você tem mais disposição e liberdade para se arriscar a ganhar dinheiro de outras formas. Ganhe dinheiro, invista e veja como isso pode ajudar você a se aposentar mais cedo.

    3) Aprender a criar – e manter – orçamentos

    A única maneira de investir é se você economizar, e a única maneira de economizar é gastar menos do que você ganha. Isso pode ser fácil de falar, mas difícil de fazer, principalmente quando a sua renda não é muito alta. Por outro lado, é fundamental que você tente fazer isso acontecer.

    Comece acompanhando os seus gastos diários para saber exatamente onde o dinheiro está indo. Depois, crie listas para as diversas categorias de gastos (aluguel, alimentação, entretenimento etc.). Criar e manter um orçamento requer disciplina e foco, mas pode ser divertido – e recompensador, quando você ver que suas economias estão crescendo.

    4) Quitar suas dívidas

    Se você tem dívidas de financiamento estudantil ou até mesmo de cartão de crédito, é preciso que você elimine isso o quanto antes caso queria se aposentar mais cedo. Comece pelas dívidas maiores e, após quitá-las você pode começar a focar realmente em poupar e investir.

    5) Contratar seguros

    Uma aposentadoria precoce acontece tanto por evitar desastres como acumular riqueza. É difícil economizar e investir agressivamente se você não está se sentindo bem e com centenas de reais gastos em remédios, consultas médicas etc., ou então, ter que substituir seus itens perdidos pós-vazamento de água no apartamento.

    Você pode pensar que um seguro de saúde é um gasto desnecessário, porque você é novo e saudável, ou então que é um bom motorista e não precisa de um seguro para o seu automóvel. Mas se você realmente quer a sua independência financeira, você precisa estar seguro, já que um único desastre pode prejudicar o seu futuro financeiro.

    Até mais.

    Convidados

    Pessoa de 28 anos ganha mais de $ 100.000 por mês, blogando e viajando em tempo integral

    8 de dezembro de 2017

    Michelle Schroeder-Gardner regularly earns over $100,000 a month blogging

    Uma Jovem de 28 anos ganha US$ 100 mil por mês com blog de finanças, o qual tinha como objetivo monitorar as finanças da jovem, para que pudesse pagar os empréstimos estudantis.

    Depois de obter dois diplomas de graduação e um mestrado em finanças, Michelle Schroeder-Gardner acumulou uma dívida de empréstimos estudantis de US$ 38 mil, cerca de R$ 123 mil. No entanto, ela conseguiu pagar tudo em apenas sete meses, graças a uma estratégia chave: ela mudou seu foco para os ganhos.
    “Ganhei o máximo de dinheiro que eu consegui fora do meu trabalho principal”, explicou Schroeder-Gardner à CNBC. Na época, ela tinha uma renda de US$ 4.200 ao mês, cerca de R$ 13.500, como analista financeira. Ela percebeu potencial com um blog que criou na graduação, mas nunca tinha pensado em monetizar. “A melhor coisa que fiz foi manter uma renda por meio do meu blog”, afirma.

    Chamado Making Sense of Cents e criado em 2011, o blog tinha como objetivo monitorar as finanças da jovem, para que pudesse pagar os empréstimos estudantis e parar de ser dependente de cada pagamento para seguir.

    “Demorou cerca de seis meses para alcançar os primeiros US$ 100 no blog. Mas uma vez que eu percebi que poderia ganhar dinheiro com isso, cresceu muito rapidamente”, explica a jovem de 28 anos.

    “Qualquer tempo extra que eu tinha era dedicado para o crescimento do meu blog. Eu acordei cedo nas manhãs, dormi muito tarde e várias noites, usei pausas de almoço em meu dia de trabalho, e até usei meus dias de férias para focar no blog”, explica.

    O tempo e o esforço valeram a pena: em 2013, dois anos depois do projeto inicial, o blog já rendia um adicional para o orçamento de US$ 10 mil por mês. A renda extra não só permitiu que ela pagasse seus empréstimos, mas que também abandonasse seu emprego como analista financeira.

    Ela tem dedicado seu tempo integral para o blog desde outubro de 2013, quando deixou seu trabalho. Em 2016, o negócio rendeu US$ 1 milhão. Hoje, ela ganha regularmente cerca de US$ 100 mil por mês.

    Na prática, o blog dá conselhos e dicas de como administrar as finanças e atingir a independência financeira. O negócio possui três fontes principais de receita:

    1) O marketing de anunciantes, de onde a maior parte do rendimento vem, cerca de US$ 50 mil por mês;

    2) O curso de marketing financeiro, no qual ela ensina as pessoas a ganhar dinheiro online, o qual gera entre US$ 40 mil e US$ 50 mil por mês;

    3) Publicidade, incluindo anúncios publicitários patrocinados com empresas e publicidade gráfica, que rende entre US$ 12 mil e US$ 23 mil por mês.

    Se você está pagando uma dívida ou buscando a independência financeira o mais rápido possível, ela aconselha que você “deve sempre achar uma forma de ganhar mais dinheiro do que está ganhando no momento”. Apesar de seu sucesso financeiro, ela e seu marido Wes, que também largou seuu cargo em 2013, vivem de forma modesta, sem luxos. “Nós poupamos e investimos mais de 85% do que ganhamos a cada mês”, conta.

    Eles venderam sua casa em Missouri, EUA, em 2015, e agora viajam pelo país em tempo integral em seu trailer. Em um dia típico, o casal trabalha por uma hora ou duas na parte da manhã, e mais algumas horas de trabalho à noite.
    fonte de consulta: This 28-year-old earns over $100,000 a month blogging and traveling full-time

    Até o próximo post.

    Convidados

    Coisas que você deve deixar de lado se quiser alcançar o sucesso financeiro

    16 de novembro de 2017

    A consultora financeira Elle Kaplan afirma que é possível deixar de lado alguns hábitos ruins que só atrapalham seu caminho até o sucesso

    A maioria das pessoas quer alcançar o sucesso financeiro, porém há alguns hábitos que podem estar impedindo que você conquiste sua liberdade financeira. A consultora financeira Elle Kaplan afirma que é possível deixar de lado alguns hábitos ruins e rotinas tóxicas que só atrapalham seu caminho até o sucesso. Ao site CNBC, ela selecionou 7 coisas que você deve deixar de lado se quiser alcançar o sucesso.

    Veja a seguir:

    1) Dúvidas

    “Eu sempre soube que alcançaria o sucesso. Acho que nunca duvidei por um minuto disso”, afirmou Warren Buffett.

    Você está inconscientemente sabotando seu progresso quando se entrega à negatividade. Seu caminho para o sucesso começa no momento em que você condiciona seu cérebro a acreditar que você vai chegar onde quer. Se você continuar a acreditar de outra forma, então você não deve esperar que o sucesso seja seguido.

    Ao invés de ser seu pior inimigo, entregue-se de bom humor e cultive pensamentos positivos que vão inspirar você a continuar alcançando seus objetivos.

    2) Decisões guiadas pela emoção

    “Nos anos de experiência com finanças, vi muitas pessoas jogarem fora décadas de planejamento financeiro por causa de sentimentos”, afirma Kaplan.

    Quando pessoas bem-sucedidas se encontram em situações em que ficam extremamente irritadas, tristes ou frustradas, se deixam levar pelas emoções e perdem o controle sobre elas. O simples ato de aguardar um tempo para tomar uma decisão até não estar tão vulnerável às emoções pode ter um papel importante para alcançar o sucesso. É preciso equilíbrio para conseguir tomar decisões prudentes para seguir no caminho do sucesso.

    3) Confiança apenas nos elogios de terceiros

    “A autoconfiança deve vir de você mesmo. O reforço externo de pessoas que te admiram pode ajudar, mas você precisa construir sua própria confiança”, disse Steve Jobs.

    Ninguém pode defender você ou fazer acontecer tão bem como você mesmo. Acredite em seu próprio sucesso, e se a oportunidade certa não aparecer, crie a sua própria oportunidade. Elogios são sempre bem-vindos, mas se achar que não vai conseguir, nada adianta ter uma torcida por você.

    4) Tentar agradar tudo e todos

    “O mundo é uma selva. Todo mundo quer chamar a atenção e ser notado, para estar à frente. Não seja ingênuo. Faça seu trabalho para si mesmo, sem tentar agradar as pessoas. Não espere que todos vão parabenizá-lo quando chegar onde quer”, afirma Kaplan.

    Pare de fazer coisas para agradar outras pessoas, faça o que for preciso para cumprir seus objetivos e aja de acordo com a sua visão de mundo. Você não vai conseguir agradar a todos toda vez que decidir algo. Tenha consciência disso e faça o melhor que puder segundo seus princípios.

    5) Companhias ruins

    “Cerque-se apenas de pessoas que vão ajudar você a chegar mais longe”, afirma Oprah Winfrey.

    Você provavelmente já ouviu esse conselho quando era adolescente e a e specialista afirma que seus pais estavam certos. “A companhia que você mantém influencia o sucesso que você cria”, diz. O desafio é que nem sempre podemos escolher as pessoas com as quais interagimos diariamente. Mas ter a capacidade de reconhecer as pessoas que não trazem benefícios – e ignorar sua energia ruim – é fundamental para estabelecer uma mentalidade positiva.

    6) Desistir quando errar

    “É impossível viver sem errar em algum momento”, diz JK Rowling, que se tornou um bilionária depois que deixou de lado as centenas de críticas negativas de editores antes de lançar Harry Potter.

    As pessoas bem-sucedidas não aceitam ‘não’ como resposta. Em vez disso, encontram novas maneiras de transformar as falhas e rejeições em degraus para alcançar o que desejam.

    “Tenha em mente que o fracasso é um terreno fértil para o sucesso e não desista. Seja persistente e resiliente o suficiente para se recuperar e tentar novamente”, afirma Kaplan.

    7) Despesas inúteis

    Um estudo realizado pela empresa Martini Media, entre consumidores que ganham mais de US$ 100 mil por ano (cerca de R$ 325 mil) revela que, surpreendentemente, a maioria deles não possui carros de luxo e fazem compras em lojas convencionais como o Walmart ou lojas de departamento.

    O motivo é que eles reconhecem o valor que o investimento a longo prazo pode ter sobre despesas inúteis. A única coisa que praticamente todos os milionários e bilionários tem em comum é o investimento de seu dinheiro.

    “Se você está tentando deixar de lado gastos excessivos, considere colocar 20% do seu salário em investimentos, 30% na conta para despesas do dia a dia e a outra metade use em despesas fixas como aluguel, contas de luz e alimentação”, aconselha Kaplan.

    Quando você deixa de gastar com coisas desnecessárias, você aumenta exponencialmente sua probabilidade de sucesso financeiro porque você pode direcionar seu dinheiro para um caminho onde ele renda mais e mais.
    fonte de consulta: cnbc.com/2017/11/10/elle-kaplan-10-things-to-give-up-to-be-wealthy-and-successful.html

    Até o próximo post.

    Convidados

    Homem que se aposentou aos 37 conta como largou o luxo para economizar acima de 50% da renda

    31 de outubro de 2017

    Quando Chris Reining decidiu se aposentar, ele tinha uma carreira bem-sucedida e estava trabalhando com o que sempre sonhou, tecnologia da informação.

    Chris Reining se aposentou com 38 anos
    38-year-old retired millionaire shares his No. 1 saving tip

    Chris Reining conseguiu o que muitas pessoas desejam: uma aposentadoria antecipada. Ele se aposentou aos 37 anos, mas teve que abrir mão de seu estilo de vida.
    Quando decidiu se aposentar, sua carreira estava indo muito bem e ele estava trabalhando com o que sempre sonhou, tecnologia da informação. Tinha um bom salário, e um estilo de vida de luxo.

    “Quando eu tinha meus 20 e poucos anos, eu comprei um apartamento, uma BMW e comprava coisas na Whole Foods [uma rede de alimentos saudáveis] todas as semanas”, contou ao CNBC. “Eu estava vivendo um estilo de vida muito bom. Mas comecei a ficar um pouco desiludido com essa vida de trabalho-casa-trabalho e a correria diária”.

    Reining queria ter a liberdade de fazer o que eu quisesse quando eu quisesse. Quando se deu conta disso, começou a mudar seus hábitos. “Eu não tinha liberdade dentro do escritório, não dava para passar mais 30 anos daquele jeito”, afirma.

    Ele adotou uma medida radical. Definiu a meta de economizar 54% de sua renda e se concentrou em aumentar seus fluxos de receita. Para atingir o objetivo, começou a fazer investimentos e cortou os pequenos gastos diários, como jantares caros, café da manhã fora de casa, além de diminuir a fatura do cartão de crédito. Aos 35 anos conseguiu poupar US$ 1 milhão. Dois anos depois, Reining se aposentou oficialmente.

    Segundo o americano, a chave para poupar mais da metade de sua renda é começar com pequenas mudanças. “Eu sei que existem algumas pessoas que dizem que você não deve se preocupar com o café de US$ 5. Mas quanto mais eu penso sobre isso, compreendo que cortar o café de todo dia foi uma boa forma de começar a economizar. Se você tentar mudar de casa, vender os carros e fazer outras mudanças drásticas, vai ser muito estressante e pode não dar o resultado que você espera”, afirma. “É preciso começar com calma, não precisa juntar dinheiro de forma meteórica, eu mesmo demorei cerca de 4 anos mais ou menos. É importante fazer um bom planejamento”, explica.

    Depois de cortar o café de toda manhã, Reining parou de almoçar fora todo dia. Em seguida, começou a cortar despesas maiores, como os US$ 1 mil por mês que gastava com passeios de jatinho. Ele abandonou o estilo de vida de luxo para conseguir se aposentar antes e ter uma qualidade de vida melhor.

    “As pequenas mudanças levam você a fazer as grandes mudanças”, diz Reining. “Hoje em dia eu voltei a tomar aquele café de US$ 5 e realmente não é grande coisa, mas acho que foi muito importante fazer o esforço de economizar esse dinheiro para chegar onde estou hoje”, diz.

    Até mais.

    Convidados

    Casal triplicou sua renda depois de largar emprego para viajar o mundo

    11 de agosto de 2017

    Gabriel e Lívia Lorenzi criaram o Grupo Dicas: conjunto de blogs com dicas sobre diferentes destinos ao redor do mundo

    Os melhores cartões de crédito para acumular milhas

    Um casal paulista, Gabriel e Lívia Lorenzi, tem o trabalho considerado por muitos como o melhor do mundo: eles ganham dinheiro viajando depois de criarem o Grupo Dicas, um conjunto de blogs com informações sobre diferentes destinos ao redor do mundo. A renda mensal do casal triplicou desde que saíram de seus empregos para se dedicarem exclusivamente ao negócio próprio. Em entrevista ao portal de finanças InfoMoney, Gabriel, de 29 anos, contou que a criação da empresa transformou a vida do casal. A primeira viagem foi em 2008. “Nós nunca tínhamos saído do Brasil. Aos 21 anos conseguimos ir para Orlando e Miami. Passamos um mês por lá e realmente nos apaixonamos. Quando voltamos tivemos a ideia de criar um blog sobre a viagem com dicas do que fazer, onde ir, onde comprar, melhores passeios. Um tempo depois criamos o Grupo Dicas”, explica.

    No ano seguinte, o casal voltou para os Estados Unidos, e dessa vez visitaram Califórnia e Las Vegas, e o segundo blog nasceu com dicas e orientações sobre os novos destinos.

    Conforme a empresa foi crescendo, a carreira de ambos mudou. Estudantes da Universidade Presbiteriana Mackenzie, ele fez publicidade e Lívia biologia. Em 2015 eles estavam estabilizados: Gabriel trabalhava com Marketing Digital no Itaú e ela com pesquisa na Natura. No entanto, ambos largaram os empregos, que administravam ao mesmo tempo com negócio próprio, para se dedicarem integralmente ao Grupo Dicas. E deu certo, embora tenha sido uma decisão difícil.

    “Em toda nossa história nesses oito anos, sem dúvida, a maior dificuldade foi decidir se iríamos ou não largar tudo para nos dedicarmos aos blogs”, revela Gabriel. Ele conta que sempre quis ter um negócio próprio, mas nada tinha dado certo até a criação do site. “Ficamos em cima do muro, era um negócio com um alto risco. Mas deu certo”, conta aliviado. Com a decisão, o casal passou a ganhar três vezes mais por mês em relação ao que ganhavam em seus empregos antigos.

    Hoje o site conta com 21 blogs de vários destinos diferentes. Gabriel conta que o investimento inicial da empresa foi de cerca de R$ 1 mil. “Com o conhecimento de marketing digital que eu tenho, fui fechando parcerias e monetizando o site e começamos a ganhar algum dinheiro um ano depois que lançamos. Além disso, investimos parte do dinheiro que ganhamos com as novas viagens e o negócio foi acontecendo”, conta. Segundo o publicitário, de 2012 para cá, o site vem crescendo cerca de 30% ao ano. Em 2016, o aumento foi de 36% em relação ao ano anterior.

    O crescimento orgânico da empresa foi impulsionado pelo número de páginas vistas, que chega a cerca de 5 milhões ao ano, e parcerias em negócios como reservas de hotéis, aluguel de carros, venda de chips de telefone para usar no exterior, seguros de viagem e ingressos para atrações turísticas.

    As viagens duram de 15 a 30 dias em média, e dependendo da estrutura do local o casal já prepara o conteúdo do blog durante o passeio. Hoje a equipe conta com 7 redatores que produzem os textos dos destinos. “Temos um pessoal freelancer que trabalha com a gente, eles escrevem sobre o destino que já viajaram e ajudam a gente a alimentar o site. Não estávamos dando conta”, explica. O casal desenvolve um planejamento para cada viagem, na tentativa de conseguir o roteiro mais econômico possível.

    Os 21 blogs oferecem dicas sobre: Orlando e Miami, Las Vegas, Nova York, Paris, Barcelona, Roma e Vaticano, Londres, Canadá, Aruba, Punta Cana, entre outros. Desse total, 19 deles já foram já foram visitados pelo casal, com exceção de Amsterdã e Berlim, destinos da próxima viagem e que já contam com um roteiro de dicas no site. “A maioria dos blogs montamos depois de ir para o lugar, mas nesse caso, primeiro criamos o blog com pesquisas e ajuda dos redatores, e em breve vamos conhecer as cidades e atualizaremos com novas informações”, revela.

    Embora a empresa já tenha tido um escritório físico em São Paulo, hoje tudo é online e os redatores trabalham de casa, assim como eles. O perfil no Instagram conta com mais de 6 mil seguidores e é uma forma complementar de orientar as pessoas sobre os pontos turísticos e cidades que visitam ao redor do mundo.

    Gabriel afirma que o próximo passo é aumentar o número de lugares que eles conhecem para ter ainda mais opções de destinos no site, sem mudar a estrutura. “Está dando certo nesse modelo que montamos, então vamos manter, mas aumentar a quantidade de conteúdo que temos”, diz.
    infomoney.com.br/negocios/noticia/6869632/casal-triplicou-sua-renda-depois-largar-emprego-para-viajar-mundo

    Livraria

    Como trabalhar menos de 10 anos, conta alguém que se aposentou milionário em 5 anos

    10 de julho de 2017

    Como trabalhar menos de 10 anos, conta alguém que se aposentou milionário em 5 anos

    De acordo com Grant Sabatier, autor de Millenial Money, é possível lentamente, guardando entre 10% e 20% da renda e investindo com cuidado, ter uma aposentadoria confortável, porém chegar aos milhões muito mais rapidamente – como ele mesmo fez alcançando a aposentadoria após apenas 5 anos de trabalho.

    “Quando falo em acelerar a independência financeira, estou falando sobre aposentadoria em 10 anos ou menos a partir de agora, mesmo se você começar com muito pouco”, escreve. Para isso, é preciso fazer três coisas: ganhar bastante dinheiro, cortar suas três maiores despesas e investir o máximo que puder.

    Embora não seja um caminho fácil, Sabatier afirma que faria tudo de novo. “Havia semanas em que eu mal dormia e eu definitivamente não relaxava o tanto que gostaria. Foi a coisa mais difícil e intensa que já fiz em toda a minha vida”, afirmou, sobre sua primeira dica – a de ganhar o máximo de dinheiro possível.

    Da renda que recebia, o blogueiro guardava cerca de 80%. Com salário de seis dígitos, ele não tinha um carro de luxo e vivia em apartamentos pequenos – tudo em prol de sua meta: ir do zero à independência financeira em 6 anos.

    Passo a passo

    1) Matemática

    A jornada de Sabatier começou em 2010, quando sua renda anual era entre US$ 40 mil e US$ 50 mil e suas economias se limitavam a cerca de 5% desse valor. “Se eu conseguisse investir apenas US$ 5 mil por ano, mesmo com rendimento esperado de 6%, teria cerca de US$ 4.300 em 30 anos. Mesmo que isso pareça bastante, não será tanto em 30 anos, por causa de duas variáveis esperadas: impostos e inflação”, raciocinou.

    Ensina-se tipicamente que é necessário guardar 25 vezes suas despesas anuais para se aposentar cedo. “Quando fiz essas contas, determinei que precisaria guardar US$ 1.250.000”, explicou.

    2) Cortar gastos

    Após definir a meta, o foco é reduzir as três maiores despesas de qualquer pessoa: moradia, transporte e alimentação. “Na média, o norte-americano gasta 70% do dinheiro nesses três itens. Se você se mudar para um apartamento menor, for a pé para o trabalho e cozinhar em casa, pode, de forma realista, aumentar suas economias para 25% da sua renda ou mais. Eu aumentei para 40% e às vezes 80%”, relatou.

    Esses cortes permitiram que ele guardasse, de forma estimada, US$ 25 mil nos primeiros dois anos, que foram investidos entre 2011 e 2012 e se transformaram em US$ 100 mil.

    3) Investir a renda extra

    A matemática do dinheiro necessário para a aposentadoria fez com que o coach percebesse que ganhar US$ 50 mil por ano não seria o suficiente para agilizar a independência financeira. “Eu provavelmente tive mais de 25 empregos paralelos nos últimos anos, mas a coisa mais inteligente que fiz foi investir todo o dinheiro que pudesse da minha renda extra”, analisa.

    Ele conta que não tinha amarras: no mesmo dia, vendeu o projeto de um site por US$ 50 mil e aceitou cuidar do gato de um vizinho por US$ 60. Outras fontes de renda vinham com revendas de objetos que não usava mais ou de ingressos para shows a que desistira de assistir.

    Tudo isso foi aplicado em um índice de bonds com baixo risco e médio prazo. O blogueiro calcula que os cerca de US$ 35 mil investidos após algumas semanas se tornaram cerca de US$ 108 mil.

    4) Aumente a rentabilidade

    Quanto mais rápido conseguir aumentar a rentabilidade dos investimentos, melhor. Idealmente, o dinheiro deve render a partir de 25% ao ano, de acordo com o milionário. “Recentemente, estava observando os retornos dos meus investimentos em um período de 90 dias e percebi que havia conseguido ganhos de US$ 15 mil, mais dinheiro do que consegui em seis meses no meu primeiro emprego após a faculdade”, conta.

    5) Crie bons hábitos

    Saber quanto é necessário é importante, mas não é o suficiente para estar no caminho certo para a independência financeira. O cérebro humano funciona melhor quando transformamos metas longas em pequenas buscas diárias: no caso de Sabatier, ficou definida a necessidade de guardar US$ 50 por dia caso quisesse se aposentar em 30 anos.

    Cada dólar guardado além desses US$ 50 funcionava como um acelerador da aposentadoria. “A chave para construir riqueza está na verdade em seus hábitos diários. Quanto melhores os seus hábitos financeiros, mais dinheiro você fará, investirá e crescerá”.
    A self-made millionaire who retired in 5 years reveals how you can stop working in fewer than 10

    Até próximo post.

    Geral

    Mr Crazy Kicks: Homem que passou por dificuldades financeiras conta como conseguiu se aposentar aos 34

    6 de julho de 2017

    Blogueiro que passou por dificuldades financeiras conta como conseguiu se aposentar aos 34, sendo que o seu irmão mais novo o fez perceber que não havia necessidade de ganhar mais, mas sim de gastar menos!!!

    Hábitos que atrapalham sua vida na hora de construir riqueza

    Com pseudônimo Mr Crazy Kicks, o blogueiro de viagens que se aposentou aos 34 anos após ter uma conversa muito esclarecedora com seu irmão mais novo. Conforme conta em texto, a grande virada da sua vida aconteceu ao perceber que o parente, que trabalhava como garçom, conseguiu juntar US$ 60 mil durante a faculdade sem fazer nenhum investimento, mas sim com uma atitude muito simples: economizar.

    Mr Journey Kicks, Homem que passou por dificuldades financeiras conta como conseguiu se aposentar aos 34, Aposentadoria, Previdência, Independência Financeira, Blogueiro, Blogueiro de sucesso, Blogueiro Rico, Blog de viagem,Rico, Riqueza

    De família de classe média-baixa, ele conta que passava dificuldades e não tinha dinheiro para comprar roupas e outros itens básicos durante os diversos períodos de desemprego de seus pais na infância. “O pior que sofri foi a vergonha de precisar usar as roupas da minha irmã mais nova para ir à escola”, descreve.

    Aos 14 anos, Kicks conseguiu seu primeiro emprego em uma cafeteria, ganhando US$ 30 por dia. Com economias deste trabalho, passou a investir em títulos bancários CD (Certificate of Deposit) com retorno de 5% ao ano, e percebeu que era possível fazer seu dinheiro render. “Como eu preferia jogar videogames a trabalhar em uma cafeteria, eu realmente gostava da ideia de fazer dinheiro sem trabalhar”.

    O WalMart foi o segundo trabalho do blogueiro que, recebendo US$ 10 por hora, conseguiu pagar por seus estudos cortando grama nas lojas do supermercado. Posteriormente, continuou trabalhando enquanto cursava a faculdade de engenharia da computação.

    O erro: gastos

    Após a formatura, passou a trabalhar na área que cursou. “Conseguir um emprego de verdade foi um verdadeiro alívio para mim. Celebrei meu sucesso saindo para comer fora, comprando brinquedos e passando noites em bares quando quisesse. Após alguns anos, comprei uma casa e um novo carro”, conta o blogueiro. “Tinha 23 anos e estava vivendo”, relata.

    Enquanto gastava todo o seu dinheiro assim que recebia, não pensava no futuro. Foi nessa época que veio o que chama de “momento eureca”.

    Virada

    Ao saber do dinheiro que seu irmão mais novo havia juntado US$ 60 mil – muito mais do que o próprio tinha em sua época de faculdade – sem investir em nada extraordinário e com um emprego que pagava pouco. “Eu não precisava ganhar mais, eu precisava gastar menos – muito menos”, escreveu.

    Neste ponto, seu salário era de US$ 60 mil ao ano, os quais gastava quase que completamente. “Na universidade, vivia com uma fração disso”, relembra. Foi aí que veio a verdadeira virada.

    Seu casamento custou US$ 20 na prefeitura da cidade; ele vendeu o carro chique e substituiu por um popular; continuou comendo e bebendo o que gostava, mas dentro de casa. A partir daí, as economias começaram a “empilhar dinheiro em suas contas bancárias”, conta.

    Após tomar as providências para gastar menos, ele e a esposa decidiram investir essas sobras. Três fundos de investimento atrelados a taxas prefixadas fizeram parte do portfólio de longo prazo escolhido pelo casal para impulsionar os ganhos. “Eram muito mais simples e livres de stress”.

    Liberdade

    No trabalho, passou a recusar projetos estressantes, usar jeans no escritório e buscar projetos em pesquisa – área pela qual se interessava mais. “Conforme você cresce na engenharia, você também para de fazer o trabalho divertido”, diz.

    Tanto o blogueiro como sua esposa usaram investimentos simples e cortes nos gastos para largarem os empregos em corporações tradicionais. A meta era que se aposentassem em 2020, mas eles conseguiram em 2016 e 2017.
    mrcrazykicks.com/my-journey-to-financial-independence

    Até o próximo post.

    Geral

    Business Insider: Como um homem que tinha US$ 2 na conta ficou milionário em 5 anos

    2 de junho de 2017

    O blog Business Insider contou um belo “causo” de um um homem que tinha US$ 2 na conta ficou milionário em 5 anos. Hoje em dia ele está na casa dos 32 anos e tem aproximadamente US$ 1,35 milhão, cerca de R$ 4,5 milhões.

    Grant Sabatier 32 years old
    How a 31-year-old coder turned his side gig into a full-time business and banked $1 million in 5 years

    Após se formar na Universidade em 2007, Grant Sabatier não pensava em seu futuro e estava desempregado. Em um momento difícil no mercado de trabalho americano à beira da recessão, Sabatier teve que se esforçar e contou com a sorte ao encontrar um emprego no setor de de call center de uma empresa.
    O salário cobria todas as suas despesas e ainda sobrava um dinheiro para guardar no fim do mês. No entanto, ele cometeu um grande erro: não guardou um centavo. “Eu gastei tudo”, lamenta. “Eu tive uma oportunidade de guardar quando eu tinha 22 anos, mas escolhi não pensar nisso e viver a vida”, contou ao Business Insider.

    Após sair desse trabalho, ficou uns dois anos mudando de emprego sem parar e passou a viver com seus pais. Mas ele decidiu mudar de postura quando um dia verificou sua conta bancária e seu saldo era um pouco mais de US$ 2,26, cerca de R$ 7. Ele definiu então que poupar dinheiro seria sua prioridade.

    Esse foi o momento em que viu que precisava se firmar em um emprego e começar a juntar dinheiro para sua aposentadoria e seu futuro. “A sensação era de falta de controle”, diz Sabatier. “Eu nunca quis sentir isso de novo”, complementa.

    Aos 25 anos, ele mergulhou no campo de marketing digital para ter uma renda extra e estudou através de tutoriais online gratuitos como o Google AdWords e WordPress (plataforma que auxilia a montar sites). Definiu então uma meta ousada: queria alcançar a independência financeira aos 30 anos.

    E conseguiu. Cinco anos depois, Sabatier tinha US$ 1 milhão no banco, cerca de R$ 3,3 milhões. Hoje, aos 32 anos, ele tem cerca de US$ 1,35 milhão, cerca de R$ 4,5 milhões. Ao site ele revelou alguns métodos que usou para conseguir alcançar essa façanha tão jovem:

    Faça um planejamento

    O foco de Sabatier era juntar dinheiro para sua aposentadoria e para tanto era preciso ter um planejamento. “Você não pode simplesmente reservar um montante arbitrário em uma conta por mês e esperar que funcione, sem monitorar sua vida financeira”, afirma.

    Ele estimou que suas despesas anuais seriam US$ 50 mil e descobriu que precisaria economizar 25 vezes essa soma, o que dava US$ 1,25 milhão, para viver apenas com o dinheiro da aposentadoria. Ele então calculou que precisaria economizar US$ 50 por dia, considerando um rendimento de 5% ao ano para ter US$ 1,25 milhão. Ele começou a colocar em prática o planejamento aliado a investimentos. E atingiu esse objetivo financeiro dentro de 5 anos, como pretendia.

    Reduza as despesas mensais

    Como foi ficando mais comprometido com os seus objetivos, o empreendedor reduziu os custos de habitação mensal para que ele pudesse economizar ainda mais.

    Mudou-se de um “apartamento muito elegante” em Chicago, que custava cerca de US$ 1.500 por mês para um apartamento bem menor que custava US$ 800 por mês. “Isso significou que US$ 700 a mais foram para a minha conta de investimento”, diz ele.

    Algumas pessoas economizam vendendo o carro e de eliminando os custos mensais como seguro e combustível. Outros trocam de casa como ele fez. O importante é encontrar forma de reduzir as despesas, de acordo com Sabatier.

    Encontre maneiras de ganhar mais dinheiro para investir

    Juntar US$ 1 milhão em 5 anos exige um esforço e Sabatier sabia disso. Por isso ele foi atrás de uma segunda renda para complementar seu trabalho. Ele viu que o marketing digital era um campo em crescimento, então começou a assistir vídeos gratuitos e tutoriais sobre o assunto. Ele usou o conhecimento que ganhou para conseguir um emprego com uma agência de marketing digital em Chicago, ganhando US$ 50 mil por ano e deixou seu emprego antigo.

    Em seguida, ele encontrou uma maneira de ganhar ainda mais criando sites para escritórios de advocacia. No começo, ele começou a cobrar US$ 500 por site, mas dentro de alguns meses ele já estava faturando muito mais do que isso por site. Colocou 100% dessa renda adicional na conta da aposentadoria.

    Sabatier hoje dirige seus próprios negócios e um blog, onde da dicas de finanças pessoais. “Você tem que construir habilidades em vez de apenas ter um emprego. E a partir delas você transforma portas abertas em oportunidades de ganhar dinheiro”, afirma.

    Guardar dinheiro deve ser um objetivo diário

    Um dos hábitos mais importantes que Sabatier desenvolveu foi fazer com que seu objetivo fosse atingível. Quando Sabatier decidiu poupar mais de US$ 1 milhão para a aposentadoria, o número era tão grande que parecia fora de alcance. Ele começou poupando apenas US$ 5 por dia e foi aumentando suas contribuições ao longo do tempo. Como ele queria alcançar seu objetivo o mais rápido possível, não parou enquanto não começou a depositar US$ 50 por dia. “Quando você guarda por um mês, já vira um hábito. E ao checar sua conta diariamente vendo que cada vez mais está entrando mais dinheiro, você quer guardar mais e mais”, explica.

    Até o próximo post.

    Geral

    Em 8 anos, um casal paga todas as dívidas e fica milionário antes dos 40

    26 de dezembro de 2016

    How One Couple Climbed Out Of Debt And Became Millionaires In Their 30s

    Em apenas 8 anos, um casal canadense consegue pagar todas as dívidas e ficam milionários. O objetivo agora é alcançar a independência financeira. A história financeira deles começa após se formarem na faculdade em 2003. Ele engenheiro, ela farmacêutica. Ambos tinham uma renda anual conjunta de US$ 85 mil, aproximadamente R$ 309 mil. A quantia parece muito menor quando é levado em consideração todas as suas dívidas: financiamento estudantil de US$ 40 mil, dívida de carro novo de US$ 25 mil e uma hipoteca de US$100 mil.

    Quando começou o blog Million Dollar Journey, em 2006, o casal canadense tinha US$ 200 mil e pretendia, além de quitar todas as dívidas, acumular $ 1 milhão até o final de 2014. A ideia, que começou quando ele tinha 27 anos, foi concretizada quando ele alcançou os 35.

    Para alcançar o sonho de se tornar milionário, FrugalTrader (que se mantém no anonimato por divulgar valores reais em seu blog), afirma que o segredo é pagar todas as dívidas primeiro antes de pensar em juntar dinheiro. Além disso, comenta que é necessário comprar com consciência e não gastar tudo de uma vez. “Eu acredito que o segredo está no controle de gastos e na ética de trabalho que desenvolvi desde pequeno”, escreve em seu blog. “Eu sempre guardei meu dinheiro, algo que aprendi com meus pais. Eu guardava a maior parte do meu salário [15-20%], o que ia para uma conta no banco ou para um fundo de investimentos”.

    FrugalTrader começou a investir aos 16 anos de idade sob a influência do pai, que era obcecado com o mercado de ações e costumava trazer amigos em casa para conversar sobre o assunto. Quando conseguiu seu primeiro emprego no 2º ano do Ensino Médio, passou a investir de US$ 20 a US$ 50 por mês.

    Na faculdade trabalhou para pagar as mensalidades e conseguiu terminar o curso com a conta bancária no verde (sua mulher que precisou dos financiamentos estudantis). Foi durante a faculdade que aprendeu mais sobre investimentos, colecionando mais de 80 livros de finanças pessoais e de investimentos em sua prateleira.

    Quando os dois conseguiram o diploma de graduação compraram uma casa com dois andares. A ideia era morar no andar de cima e alugar a parte de baixo, de modo a gerar uma renda extra e pagar a hipoteca. Porém, com a chegada do primeiro filho (hoje são dois), o lugar ficou pequeno e eles tiveram que se mudar.

    Desanimados com o cenário de aluguel de imóveis, o marido passou a procurar por ações de rendimentos a fim de pagar as despesas da família. Dentre as 40 ações que eles têm atualmente, estão papéis da Johnson & Johnson e da Coca-Cola.

    Além das ações de rendimentos, FrugalTrader aplica também em fundos de índice, investimento que considera vantajoso por ser barato e fácil. Ele também afirma que visa o longo prazo e, por isso, suas aplicações são de grande risco: 95% de seu portfólio está alocado em ações e apenas 5% em títulos.

    As fontes de renda não param por aí. Mesmo após o primeiro milhão, o trabalho fixo e integral ainda faz parte da rotina do casal, que conseguiu aumentar a renda anual para US$ 105 mil. O rendimento total também depende de horas extras trabalhadas e de trabalhos freelances prestados, como consultoria financeira. O abastecimento do próprio blog, Million Dollar Journey, também está agregando valor.

    Segundo FrugalTrader, o segredo para alcançar o milhão é, além de investir, gastar menos dinheiro do que ganha. “Pode parecer cliché, mas é a verdade. Viver somente com o necessário gera caixa positivo, o que é indispensável para pagar suas dívidas de forma eficaz e para comprar bons ativos de longo prazo”, escreve.

    Visando conter gastos, o casal mudou de estilo de vida e está se adaptando à nova proposta: eles passaram a levar marmita para o trabalho, substituíram jantares em restaurantes pela comida caseira, alugam livros na biblioteca ao invés de comprá-los e optam por produtos mais duráveis quando vão às compras.

    Após alcançarem a marca do US$ 1 milhão alguns meses antes do planejado, o foco agora é construir um portfólio com bons rendimentos a fim de obter a independência financeira. FrugalTrader acredita ser necessário um portfólio de US$ 1,3 milhão para que seja possível sair de seu trabalho fixo.

    A família, que costuma fazer uma grande viagem a cada dois anos, também quer viajar mais. Outro objetivo é juntar patrimônio suficiente para pagar a graduação de seus dois filhos, no qual prevê um período de 17 anos para acumular determinada quantia. Enquanto isso, as crianças são ensinadas em casa sobre a importância e o valor do dinheiro.

    Aos novos navegantes, FrugalTrader aconselha: “Se você tem o mesmo objetivo e gostaria de começar, o meu conselho é estabelecer uma grande meta para si mesmo. Quebre esse objetivo em pequenas partes e você se surpreenderá com o resultado. Só não se esqueça de manter essa meta na sua frente, seja no seu computador, no fundo de tela do celular, ou em post-its no espelho; ter uma indicação constante é a chave essencial”.

    Até mais.

    Em apenas 8 anos, casal paga todas as dívidas e fica milionário antes dos 40