‘Incautos’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: incautos

    Convidados

    [BITFRAUDE BREAKINGNEWS] Justiça brasileira bloqueia R$ 300 milhões de envolvidos em esquema de pirâmide Minerworld

    11 de Maio de 2018

    Twitter tenta resolver fraude com moedas virtuais

    Não existe café grátis no mercado, mas milhares de incautos gananciosos ainda pensam que existe, desta forma após a deflagração de Operação Lucro Fácil no mês passado, agora o juiz David Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, mandou bloquear R$ 300 milhões em bens de 11 pessoas envolvidas em um suposto esquema de pirâmide financeira usando bitcoins, operado pela empresa Minerworld.

    Bitcoin é fraude, criptomoeda é fraude puracriptomoedas Minerworld. Este caso já teria impactado mais de 50 mil pessoas em todo o país”>

    Segundo o jornal Correio do Estado, a suspeita é de que os investigados atuassem como laranjas, por meio da abertura de contas, aquisição de imóveis e veículos. Em abril, a Justiça já havia bloqueado quantias semelhantes das empresas Bit Pago e Bit Ofertas, além da própria Minerworld, assim como de outras sete pessoas, incluindo Cícero Saad, considerado um dos chefes da organização.

    “[Os suspeitos teriam participado] fosse atuando como fiadores, fosse atuando como sócios de fato (laranjas) da Minerworld, fosse atuando como sócio formal da empresa Bit Pago, fosse atuando como mentores do negócio, ou fosse organizando redes significativas de participantes no alegado esquema de pirâmide que deram um impulso ao projeto lesivo ao consumidor, auferindo, com isto, grandes lucros por estarem no topo da pirâmide de investidores”, diz o texto da decisão.

    O bloqueio se dá diante da hipótese de que os prejuízos causados aos consumidores, que passam de 50 mil pessoas, dificilmente serão ressarcidos caso não haja rápidas medidas de indisponibilidade de bens dos envolvidos.

    A Minerworld é acusada desde o ano passado de dar calotes em seus clientes. Em outubro, a companhia alegou hackers roubaram 851 bitcoins após uma suposta invasão à exchange Poloniex, em que a empresa depositava os bitcoins de seus usuários. Não houve, porém, nenhuma prova deste caso apresentado pela companhia.
    fonte de consulta: infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7414750/justica-brasileira-bloqueia-300-milhoes-envolvidos-esquema-piramide-com-criptomoedas

    Veja também:

    Kenneth Rogoff: Bitcoin tem mais chance de cair para US$ 100 do que disparar para US$ 100 mil

    Até mais.

    Geral

    [BIT FRAUDE BREAKINGNEWS] Esquema de pirâmide com Bitcoin rouba US$ 115 milhões de mais de 10 mil investidores

    16 de Fevereiro de 2018

    Crime ocorreu na Áustria e, segundo as autoridades, envolveu cerca de 12 mil bitcoins

    A polícia da Áustria está investigando um caso de pirâmide financeira envolvendo bitcoins na plataforma Optioment, que supostamente tem sede na Costa Rica. A empresa oferecia uma rentabilidade de até 4% por semana, mas de repente sumiu com todo o dinheiro, causando perdas a mais de 10 mil pessoas.
    A imprensa local afirma que este esquema foi responsável pelo roubo de cerca de 12 mil bitcoins (que na cotação atual vale cerca de US$ 115 milhões).

    A empresa dizia em seu site ser um “produto de investimento global de bitcoins de primeira qualidade” originado de um “fundo de bitcoins localizado na Costa Rica”. Além disso, eles diziam ter uma plataforma de “investimento” financiada por ativos avaliados em mais de 35 mil bitcoins. Além da rentabilidade semanal prometida, os investidores também seriam recompensados por atraírem novos usuários para a plataforma.

    Nas últimas semanas, a Optioment realizou um grande evento em Viena e teve a participação de mais de 700 pessoas. Além da Áustria, investidores na Polônia e Romênia também foram afetados pelo golpe. Dois dos três responsáveis pelo esquema, um da Letônia e um da Dinamarca, teriam sido identificados, segundo a imprensa local. Porém, autoridades disseram à Bloomberg que ninguém foi detido até o momento.

    Até o próximo post.

    Convidados

    [BITFRAUDE BREAKINGNEWS] Pirâmide financeira em João Pessoa com bitcoin

    28 de setembro de 2017

    fraude com bitcoin virou modinha

    Foi identificado pela Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa, um suposto esquema de pirâmide financeira: uma empresa, com base na capital da Paraíba, mas que utilizava informações de empresas cearenses, é suspeita de causar um prejuízo superior a R$ 1,6 milhão a cerca de 2 mil vítimas no Brasil. O negócio, de acordo com o delegado responsável, consistia em “investimentos em bitcoins” – uma moeda digital. A polícia trabalha com os nomes de três pessoas apontadas como líderes, homens de 20, 26 e 31 anos – além de outras 10 pessoas suspeitas de ajudá-los. Um dos homens, o de 20 anos, se apresentou na tarde desta terça-feira (26) na DDF, foi ouvido e liberado, segundo o delegado. O delegado afirma que os líderes prometeram o dobro do valor investido em uma semana, mas depois de um tempo os “investidores” não recebiam o dinheiro de volta e eram informados de que a “empresa tinha falido”. Os valores eram repassados para os cabeças da pirâmide em mãos, sem o registro de depósitos ou transferências bancárias. Se confirmados os crimes, eles responderão por estelionato, associação criminosa e pirâmide financeira, podendo ser condenados a até 10 anos de reclusão cada um, disse Lucas Sá.

    Leia na íntegra em:

    Polícia investiga pirâmide financeira em João Pessoa com uso de ‘bitcoin’
    Polícia Civil diz que empresa causou prejuízo superior a R$ 1,6 milhão a 2 mil pessoas no Brasil.

    Até mais.

    Convidados

    [BITFRAUDE BREAKINGNEWS] Polícia prende envolvidos em esquema pirâmide financeira Kriptacoin

    21 de setembro de 2017

    chega de fraude bitcoin - Kriptacoin: polícia prende envolvidos em esquema pirâmide financeira com moeda digital

    A Justiça de Defesa do Consumidor do Distrito Federal informou que as fraudes podem gerar prejuízo a 40 mil de pobres incautos gananciosos investidores!!

    A Polícia Civil do Distrito Federal e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios deflagraram nesta quinta-feira (21) a Operação Patrick, contra a empresa Wall Street Corporate, investigada por suposto esquema de organização criminosa, estelionato, lavagem de dinheiro, uso de documentos falsos e por crime de pirâmide financeira por meio do uso da moeda digital Kriptacoin.

    Nesta manhã forma cumpridos 13 mandados de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão no Distrito Federal, Águas Lindas e em Goiânia. Por meio do Twitter, a Polícia Civil informou que o esquema pode ter movimentado R$ 250 milhões. Até às 11h, 11 suspeitos já haviam sido presos em Brasília, além de sete carros de luxo terem sido apreendidos e colocados no estacionamento do Departamento de Polícia Especializada.

    A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor (Prodecon), do MPDFT informou que as fraudes podem gerar prejuízo a 40 mil investidores, que eram convencidos a aplicar dinheiro na moeda digital. A organização criminosa atuava por meio de laranjas, com nomes e documentos falsos.

    Segundo as investigações, o esquema teve início no fim de 2016 e ganhou força a partir de janeiro deste ano. Nele, os integrantes da organização se passavam por executivos e prometiam altos rendimentos com o negócio, com ganho de 1% ao dia sobre uma moeda virtual falsa.

    Quanto mais investidores fossem recrutados para participar do negócio, maior a promessa de ganhos, com bônus de 10% por pessoa cooptada. Assim, o lucro crescia proporcionalmente à quantidade de aplicações feitas na cadeia. O problema é que tudo não se passava de um golpe.

    No programa “Mundo Bitcoin” da última terça-feira (19), o diretor de operações da FoxBit, Guto Schiavon, ao responder perguntas dos leitores, comentou sobre algumas moedas, incluindo a Kriptacoin, já alertando que não era um esquema muito confiável. Além disso, ele falou sobre o que é preciso ficar atento para evitar cair em golpes como esse.

    Leia também:

    Moeda rival da bitcoin passou de US$ 319 para 10 centavos em segundos com ordem de venda multimilionária

    Até o próximo post.

    Geral

    Golpe da Compra Premiada Plano Fácil

    11 de Maio de 2016

    Parece que o brasileiro golpista e o brasileiro incauto pegaram mesmo gosto pelo ponzi scheme (esquemas de pirâmide), pois sempre encontram uma nova variante para colocar o charlatão e a vítima em contato.

    A Defensoria Pública do Estado do Piauí, através do Núcleo Especializado de Defesa do Consumidor, ingressou com Ação Civil Pública com pedido de liminar, junto à Vara Cível da Comarca de Teresina, contra a empresa denominada Compra Premiada Plano Fácil, por prática considerada fraudulenta contra consumidores de várias cidades do Sul do Piauí.

    Tal empresa realizou transações comerciais similares a “consórcios”, porém não possui autorização do Banco Central. Desse modo, trata-se de venda de bem com pagamento antecipado, ou seja, feito por meio de um Contrato de Promessa de Compra e Venda, firmado entre o comprador e a empresa, que por sua vez também precisa da autorização do Banco Central, o que não ocorreu na prática.

    Por esta transação denominada de compra premiada, a maneira adotada pela referida empresa leva o consumidor sorteado a deixar de pagar o restante das prestações do consórcio, comprometendo o valor total do bem e causando desequilíbrio aos demais consumidores, os quais ainda não foram contemplados com o sorteio. Por conta desse comprometimento, as pessoas que não foram sorteadas e concluíram o pagamento das prestações não conseguem receber de volta o montante pago, como é prometido na formalização do contrato, evidenciando-se a formação do esquema conhecido como “pirâmide”, que é considerado fraudulento.

    Veja mais detalhes a seguir:

    MP apura suposta prática de pirâmide financeira no Piauí
    Promotor pede que a polícia apure possíveis crimes de estelionato e lavagem de dinheiro

    Inquérito civil instaurado – 10/05/2016 às 13h21
    DPE-PI ingressa com ação contra Compra Premiada Plano Fácil

    Até mais.

    Geral

    Golpe do envio de boletos falsos

    28 de Abril de 2016

    O golpe do envio de boletos falsos continua fazendo novas vítimas e desafia os bancos, pois quadrilhas especializadas neste tipo de crime adulteram as cobranças. Para os Procons, o credor (banco) é responsável pela segurança.

    Fraude: Alice quase ficou no prejuízo em mais de R$ 5 mil depois de pagar boleto falso de conta do cartão de crédito
    Fraude: Alice quase ficou no prejuízo em mais de R$ 5 mil depois de pagar boleto falso de conta do cartão de crédito

    No Jornal Hoje que acabou de ir ao ar (28/04/2016), reportagem apresenta promotores que tentam barrar envio de boletos ilegais de cobrança de associações por novos sócios. Diversas vítimas foram aposentados.

    A FEBRABAN diz que os bancos também são prejudicados neste tipo de golpe. Conforme o Procon-SP esclarece, em casos como esse, o consumidor não pode ficar com o prejuízo, pois a responsabilidade é do credor, ou seja, faz parte do risco do negócio.

    As cobranças falsas entregues diretamente nas residências pelos correios ou até mesmo por e-mail. A Febraban reforça que a fraude ocorre no caminho da entrega, quando criminosos interceptam o documento e alteram o código de barras. De acordo com a entidade, o problema normalmente ocorre com cobranças sem registro, cujo boleto é emitido pelo fornecedor do produto ou serviço. Quando o boleto é emitido pelo banco que receberá a cobrança, e que “tem maior controle do processo (de emissão à entrega)”, o que, segundo a entidade, reduz as chances de fraude.

    Infelizmente este é um dos golpes que mais tem acontecido nas compras pela internet, envio de boletos por empresas falsas. Empresas são criadas na internet, com páginas, endereço, telefone, mas elas não existem, as pessoas fazem compras, e depois de um certo tempo, a empresa deleta o site e some. E todos os dados da mesma que estavam nas páginas do site são falsos. Tome cuidado e não seja o pato da vez. Nunca se esqueça, quando a esmola é demais, o santo desconfia.

    Veja também:

    ONDA DE BOLETOS FALSOS E GOLPES NA INTERNET
    Muitas pessoas são enganadas e acabam pagando boletos falsos ou comprando mercadorias de empresas falsas.

    Associações dão golpe do boleto em microempresários novatos

    Até mais.

    Geral

    Golpes e picaretagens na bolsa de valores: Pump and Dump

    20 de Abril de 2016

    Você sabe o que é o golpe de pump and dump na bolsa de valores?
    Esta expressão em inglês quer dizer algo como “inflar e largar”. Geralmente é aplicado em ações de baixa liquidez e com o preço muito baixo, de preferência aquelas ações cotadas em centavos (penny stocks).

    Para realizar esta picaretagem uma pessoa ou um grupo de pessoas compra grandes quantidades de alguma ação de baixo valor e baixa liquidez e espalha boatos para o papel subir, geralmente em fóruns de mercado financeiro, antro de picaretas na internet.

    O golpe é muito conhecido na bolsa de valores, mas assim como as pirâmides, sempre tem um monte de “pato” que ainda cai nele e isto não é exclusividade do Brasil, existe em todo mundo. Quem geralmente ganha nestes tipos de trades são apenas os primeiros a entrar, ou seja, quem começou ou entrou de gaiato bem no começo da inflada do preço dos ativos. Os últimos sempre acabam morrendo com o “mico” na mão e pagam a conta. Como diz o ditado, o último que sair que apague a luz.

    Tome muito cuidado com os boatos e fuja de fontes duvidosas de informação, além de observar gráficos de ações que tenham altas repentinas e ficaram vários períodos sem negociação ou com pouquíssimos negócios. Se mesmo assim você ainda desejar operar com este tipo de ação (mico), é bom montar uma boa estratégia, fazer simulações e nunca entrar com muito dinheiro, ou seja, apenas colocar aquilo que não irá mesmo lhe fazer falta caso a empresa seja bloqueada na bolsa e não possa desfazer sua posição. Alguns exemplos deste último caso citado são:
    Milk – MILK11 (MILK33), Agrenco – AGEN11(AGEN33), Schlosser – SCLO4, etc.

    micos-na-bolsa-de-valores-pump-and-dump-inflar-e-descartar

    Nunca esqueça de verificar a saúde financeira da empresa, se ela ainda produz algo, se dá lucros, se está entregando os balanços em dia, verificar notificações na CVM e na BM&FBOVESPA, verificar se está em recuperação judicial, se já faliu, mas ainda tem um CNPJ e listagem na bolsa de valores ativo, entre outros detalhes.

    Além do mais, sempre é importante desconfiar quando entrar em algum fórum, blog ou rede social e tiver um post/tópico prometendo que determinada ação “vai bombar”.

    Leia também:

    Vale a pena comprar ações que custam centavos?

    Pump and dump: saiba o que é e como evitar esse tipo de “golpe” com ações – InfoMoney

    Critérios de classificação das ações de 5ª linha (micos)

    Off

    Trader vende apartamento para comprar Gerdau

    23 de Fevereiro de 2016

    Conforme matéria que foi publicada no portal de finanças Infomoney, Trader vende apartamento para comprar ações da Gerdau e prevê alta de 200%, um grafista objetiva comprar R$ 400 mil em ações da companhia pensando em realizar o lucro daqui a 18 meses, quando atingir os R$ 10,00 previstos na sua bola de cristal, oops, gráfico.

    Ainda segundo a matéria, aquele que está otimista com as ações da Gerdau (GGBR4) é Wagner Caetano, diretor da Top Traders e trader profissional com 14 anos de experiência na Bovespa. Caetano preferiu remar contra a maré, mesmo com o passado nebuloso que esse papel deixou para muitos profissionais experientes no mercado, e decidiu apostar pesado na compra da siderúrgica neste início de ano. O retrospecto extremamente favorável do trader em 2015 lhe garante, pelo menos, o benefício de explicar tamanha ousadia na Bovespa.

    Claro, como não poderia deixar de ser diferente, piadas com o assunto começaram a pipocar nos fóruns de mercado financeiro. Entre eles, a mais engraçada até agora é esta aqui:

    Vendeu e comprou gerdau:
    antes-da-gerdau

    E agora….:
    depois-da-gerdau

    Como vivemos no país da piada pronta, onde nada é levado a sério, o negócio é sorrir.LOL

    Até a próxima piada.

    Geral

    Os perigos do Mercado Forex

    10 de dezembro de 2015

    No mundo existe um frenesi relativo aos investimentos no setor de FOREX (abreviação dos termos “FOReign EXchange”). Isto é fomentado por vários operadores, empresas e entidades, as quais possivelmente tem interesse em manter alta a movimentação e a atenção neste tipo de operação no mercado financeiro, mesmo que para tal seja necessário iludir investidores e omitir fatos importantes, quando não até mentir, enganar e prejudicar os pobres incautos.

    É um mercado tradicional hoje em dia, mas até alguns anos atrás era limitado aos operadores profissionais e que tinham interesse em operar nele sobretudo em conseqüência de operações de comércio ou investimentos internacionais (inclusas operações de hedging) ou para re-equilíbrios financeiros. Os casos de especuladores não eram muito comuns e quase sempre limitados a grandes operadores. Como todos os mercados de alta volatilidade e alto risco, o FOREX pode realmente oferecer altos lucros, assim como também existe o real e freqüente risco de realizar altas perdas, principalmente devido à alta alavancagem que possui.

    Em um dado momento o mercado começou a ter empresas que se dedicam a oferecer a qualquer investidor, mesmo os pequenos, o acesso a investimentos em FOREX. Para tanto frisavam as grandes possibilidades de lucro, omitindo porém as também grandes possibilidades de perdas. O mercado foi crescendo, alimentado por falsas promessas e ilusões, e foi se automatizando criando as ditas “plataformas”, ou seja sistemas informáticos que, oportunamente programados pelos investidores, supostamente teriam condição de administrar da melhor forma os investimentos, proporcionando altos lucros com suposta segurança (a grande possibilidade de haver perdas, como sempre, é omitida).

    Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção

    Atualmente costuma-se a receber propostas de empresas que criaram sistemas de trading automatizado de FOREX e que, em certos casos, também funcionam como corretoras, declarando as maravilhas de seus sistemas que podem alcançar lucros de 10% a 50% ao mês. Nunca é mencionado o fato que é igualmente possível ter perdas do mesmo vulto, ou até maiores. No caso de perdas a culpa é imediatamente colocada na má programação ou parametrização da plataforma/sistema, ou seja em “erros” do investidor e não nos riscos inerentes ao mercado.

    Vale a pena entender que o mercado FOREX é um mercado relativamente restrito, mas falando-se de trading com visão de curto/médio prazo, quando alguém ganha numa transação, outro alguém estará perdendo. Por esta razão são falsas e perigosas as promessas e ilusões de ganhos fáceis e praticamente seguros para todos que entrarem neste mercado. Para alguém ganhar, alguém outro, no mesmo mercado, deverá perder, ou seja, é IMPOSSÍVEL todos ganharem, o que faz deste mercado um mercado de alto risco onde os possíveis lucros não são nada assegurados e sempre associados e igualmente possíveis perdas.

    Vale ainda ressaltar que existem muitos casos já comprovados de falsas ou fraudulentas “corretoras” de FOREX, que se aproveitam do boom no setor e, usando estruturas virtuais, paraísos fiscais, sites chamativos mas contendo falsas informações, trade systems on-line supostamente infalíveis e outras artimanhas, visam atrair incautos e ingênuos investidores que serão roubados e/ou fraudados em seguida, com várias modalidades, perdendo os valores confiados a estas “empresas”.
    Neste caso um dos mais freqüentes indicadores de ma fé é justamente a divulgação da suposta “segurança” do investimento e o sistema, ou da “ausência de riscos”.
    http://www.fraudes.org/showpage1.asp?pg=285

    Não esqueça de um ditado do pôquer:
    – Se após meia hora de jogo você não identificar quem é o pato, é porque você é o pato!

    Leia também:

    Até o próximo post.