‘Drogas’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: drogas

    Convidados

    Bitcoin pode levar as crianças a atividades ilegais, adverte o primeiro-ministro sul-coreano

    30 de novembro de 2017

    lee-nak-yeon-primeiro-ministro-da-coreia-do-sul

    Como evitar cair no golpe da moeda virtual

    O primeiro ministro da Coréia do Sul (Lee Nak-yeon) está preocupado que o crescente interesse em criptomoedas como o Bitcoin, o que poderia levar a juventude do país á se envolver com o tráfico de drogas e esquemas de pirâmide.

    O primeiro ministro sul-coreano Lee Nak-Yon, discutiu o crescente interesse das criptomoedas pelas gerações mais jovens em uma reunião no ministério nesta ultima terça-feira. O mercado de criptomoedas “raging”, de acordo com o político, está provando ser uma atração fácil para os estudantes que estão buscando uma oportunidade de fazer ganhos com alguns que traçam um caminho ilegal.

    Uma declaração publicada após a reunião do ministério, revela que o primeiro ministro pede que as agências governamentais examinem essas preocupações.

    De acordo com a CNBC, o líder sul-coreano disse:

    “Há casos em que os jovens coreanos, incluindo estudantes, estão buscando ganhar dinheiro rápido e as moedas virtuais são usadas em atividades ilegais como o tráfico de drogas ou o marketing multinível para fraudes”.

    Dramaticamente, ele acrescentou:

    “Se deixarmos as coisas continuarem, eu sinto que alguns fenômenos patológicos sérios podem ocorrer”.

    A Coréia do Sul surgiu entre os principais mercados de bitcoins do mundo este ano e um apetite insaciável por criptomoedas entre os investidores. Ontem, o preço do bitcoin superou a marca de US $ 12.000 nas bolsas coreanas.
    fonte de consulta: Bitcoin could lead kids into illegal activities like drug dealing, South Korean prime minister warns

    Até o próximo post.

    Geral

    As drogas acabam com suas finanças!

    25 de setembro de 2013

    Quando alguém fala sobre drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas, logo vem a mente os inúmeros efeitos e reações delas no organismo de quem as usa.
    Existem diversas implicações que cada uma dessas substâncias acarreta ao Sistema Nervoso Central e muitos malefícios específicos em cada órgão do corpo humano. Além disso o vício das drogas também afetará e muito a saúde financeira dos usuários, assim como da própria família e até mesmo de amigos.

    Por que elas acabam com as finanças? Por que muitas delas são caras e o que no início se fazia como mero exercício de prazer, apenas para acabar com a timidez, dar aquele “up” na confiança, passa a ser uma dependência, a qual para o viciado é tão importante quanto comer, beber e dormir. Mesmo que sejam drogas baratas e de fácil acesso, o seu uso contínuo acaba retirando recursos financeiros que seriam gastos em outras áreas importantes da vida do cidadão e da família como: a própria alimentação, saúde, educação, transporte, vestuário, lazer, entre tantos outros.
    Não há como falar do usuário de drogas ou do dependente químico em recuperação, sem atentar para a família deste individuo.
    Outra fonte de gastos que advém do fato do vício ter tomado conta da vida de um indivíduo, é o tratamento médico, tanto com doenças advindas do uso contínuo de entorpecentes, como o gasto com tratamento para livrar das drogas, assim como gastos com a parte jurídica. Sim, parte jurídica, pois os viciados costumam se meter em muitas enrascadas ilegais na busca de saciar o maldito vício, e nisto acabam infringindo muitas vezes a lei de um país, lhes acarretando inclusive a perda da liberdade. Na maioria das vezes não se consegue tratamento gratuito para se livrar do vício, nem em serviços públicos, nem em ONGs ou em igrejas, entre outras entidades sem fins lucrativos, sendo assim necessário recorrer às clínicas de recuperação que não costumam ser baratas.

    Esse fato vai aumentar os custos do viciado e muitas vezes de seus familiares e amigos mais próximos.
    Aliás, como a família acaba ficando de certa forma co-dependente, ela também participa dos gastos para cuidar de seu membro, com médicos, psicólogos e remédios. Quando possível, podem recorrer à ajuda de entidades sem fins lucrativos, compostas de pessoas com o mesmo tipo de problema, como os grupos de AA, NA, Al-Anon, Nar-Anon e Amor Exigente. Provavelmente devem existir muitos outros.

    A dependência química é uma doença grave, crônica e progressiva, sendo que muitas vezes ela é um inimigo silencioso dentro da casa das pessoas,a família só nota que ela está presente quando já dominou boa parte do território. Devido a isto todos devem ficar bem atentos.Reaja, informe-se, ajude o próximo e a si próprio. Se todos permanecerem juntos e bem informados, os familiares e o viciado(buscando se livrar do vício) terão grandes chances de vencer esta guerra contra às drogas.

    Leia também:

    O efeito das drogas na FAMÍLIA!
    http://www.semdrogas.com.br/2011/o-efeito-das-drogas-na-familia

    Até o próximo post.

    Geral

    Qual o custo do trabalho voluntário?

    17 de fevereiro de 2013

    Muitas vezes na sede de ajudar o próximo a pessoa esquece de mensurar qual é o custo do seu trabalho voluntário, pois ele existe, ele está lá, e além de gastar seus recursos financeiros, também irá gastar o seu tempo, e como diz o ditado, tempo é dinheiro.

    A pessoa irá gastar com transporte, comida, roupa, dinheiro diretamente, etc., além do tempo.

    Outra coisa que não se pode esquecer é que este trabalho voluntário pode tomar a frente do seu trabalho principal, do seu negócio, ou seja, da sua fonte de renda. Além dele não te render nada, na maioria das vezes é apenas um passivo e não um ativo financeiro, este tipo de trabalho pode vir até a destruir a sua família, os seus relacionamentos e até trazer perdas maiores como a própria vida, por exemplo, trabalho voluntário numa zona de guerra.

    E o que lhe motiva a continuar no trabalho voluntário, seja ele qual for? Será que o altruísmo já está completamente incutido no seu DNA? Você é um workaholic e sua busca por resultados é constante, mesmo que a atividade só lhe traga custos e nenhum rendimento?

    Enfim, se um tipo de atividade voluntária qualquer além de aumentar os custos, começar a trazer problemas pessoais, talvez seja a hora de parar, dar um tempo, respirar e partir para outro tipo de trabalho como este em outro momento da vida. Pode não ser fácil executar este plano, quando já o faz há anos e já se tornou um hábito, uma virtude, ou até pior, quem sabe, não se tornou um vício.

    Existem dois filmes muito bons sobre trabalho voluntário além fronteira que os citarei a seguir. Embora o trabalho voluntário não seja feito apenas em território estrangeiro, é possível fazê-lo também no seu bairro, cidade, estado, país, e mesmo de dentro da sua casa, com os diversos dispositivos e meios de comunicação no momento atual da humanidade.

    Como se pode ver até mesmo para trabalhar voluntariamente é necessário ter estratégia e controle de risco.

    Até o próximo post.

    Geral

    Quanto lhe custa o seu carnaval?

    8 de fevereiro de 2013

    Quantas pessoas já pararam para pensar o quanto lhe custa o seu carnaval, seja aproveitar a folia ao máximo, seja para aproveitá-la parcialmente ou mesmo para fugir dela. E algo que deveria ser pensado sempre que chega esta época ou melhor até mesmo antes, chegar neste momento já preparado para os seus custos festivos e pós-festivos.

    E por que foi falado pós-festivo? Por que muitos para fugir da realidade do dia a dia enlouquecem nestes 5 dias de carnaval para maioria das regiões do país, algumas duram até mais do que isto, gastam tudo o que tem, e o que não tem, quer dizer, se endividam.
    E no pior caso arrumam contas para pagar para resto da vida. As razões podem ser:

    • O sexo fácil do carnaval, que pode ser bom e barato no momento da curtição, mas poderá ser muito caro nos anos posteriores, talvez para vida toda, como uma gravidez indesejada ou contração de doença sexualmente transmissível sem cura;
    • Dirigir embriagado ou sob efeito de entorpecentes ou qualquer outro tipo de substância lítica ou ilícita que tire sua capacidade de dirigir. Isto pode lhe envolver num acidente automobilístico que leve à invalidez permanente.

    Os problemas citados logo acima podem ter consequências na sua saúde, assim como consequências jurídicas e financeiras gravíssimas, principalmente para aqueles que só se preparam para o lado bom da festa, o lado do prazer, aqueles que só vivem o dia de hoje e estão nem aí para o amanhã.

    As pessoas levadas pelo impulso, pela emoção, pelo prazer real, efêmero e imediato deixam de lado a razão. E não vai ter jeito, a sua vida financeira vai cobrar o preço dos seus erros. Como diz o ditado, Deus perdoa, mas o mercado não perdoa.

    E vale também o velho bordão, “se beber não dirija”, o qual se estende para o uso de qualquer substância que tire sua capacidade de conduzir o veículo corretamente. E outro que também vale é “faça sexo seguro”.

    Leia também:

    Como se preparar financeiramente para chegada do bebê

    O foco aqui foi mais no lado ruim da coisa, por que a mídia capitalista em geral foca mais no que é de melhor, o que mais dá lucro no carnaval.

    Até o próximo post.