‘Bill Gates’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: Bill Gates

    Convidados

    5 atitudes para se tornar um investidor de sucesso

    27 de setembro de 2017

    Quem nunca ouviu falar de Bill Gates ou de Jorge Paulo Lemann provavelmente não vive neste planeta. Estes são dois nomes fortes no empreendedorismo e que até hoje inspiram pessoas mundo afora.

    Além de serem ótimos nos negócios, os dois empresários têm outra característica em comum: são investidores. Bill Gates costuma investir em novas empresas do ramo da tecnologia e também de cunho social. Lemann, por sua vez, é sócio de grandes empresas do ramo de alimentos e bebidas.

    Você pode estar imaginando que é difícil chegar ao patamar que eles chegaram. Mas saiba que, mesmo se não conseguir se tornar famoso em diversos países, você pode aprender muito com estes e vários outros investidores bem-sucedidos.

    Quer saber como valorizar ainda mais o capital que tem aplicado? Veja a seguir 5 atitudes importantes para se tornar um investidor de sucesso.

    1) Continue aprendendo

    Ninguém nasce sabendo. Mark Zuckerberg, por exemplo, não poderia imaginar que chegaria onde chegou. É claro que, para se tornar um dos homens mais ricos do mundo, ele traçou objetivos e se manteve focado até atingi-los.

    Mas para chegar lá ele precisou aprender bastante. Essa é a primeira dica: aprender e continuar aprendendo. A humildade de reconhecer que é possível absorver constantemente novas ideias e conceitos é essencial para ter sucesso nos investimentos.

    Além de entender como o mercado funciona, você precisa se manter informado sobre o que ocorre no Brasil e no mundo. Novidades podem surgir e você deve estar sempre a par do que está acontecendo.

     2) Seja disciplinado

    Quando falamos de investimentos, outra atitude fundamental é manter as emoções no lugar. É compreensível que perder dinheiro é uma situação ruim, mas é melhor abrir mão de algumas dezenas do que perder tudo de uma vez, concorda?

    Por isso, não faça nada por impulso. Pare, pense e defina uma estratégia de investimentos. Além do seu perfil e seus objetivos, essa estratégia também deve abranger métodos para proteger seu dinheiro.

    Dessa forma, caso algo não vá de acordo com as suas expectativas, esses métodos poderão minimizar as perdas. A disciplina, nesse caso, é prioridade. Afinal, você só conseguirá atingir a meta que delimitou se manter o foco e não fugir do plano traçado.

    3) Não abra mão da segurança

    Como falamos agora pouco, a segurança do seu capital deve ser levada à sério. Existem investimentos que oferecem riscos maiores, como é o caso da Bolsa de Valores. No entanto, quem já investe há um bom tempo neste mercado conhece boas técnicas para suavizar as possíveis perdas.

    Para evitar cair em armadilhas, a orientação é fazer bom uso de métodos e ferramentas, como o stop loss e o manejo de risco. Você vai ver que sua atitude será fundamental para decidir se sua perda será menor, ou seja, mais fácil de ser revertida, ou se seu capital irá reduzir drasticamente devido a uma irresponsabilidade.

    Outra dica importante sobre esse tópico: é muito importante aprender com os erros. Quando se é iniciante, principalmente, é compreensível falhar. O que não é positivo é cometer sempre os mesmo erros.

    Quando o assunto é segurança, enganar-se novamente pelo mesmo motivo pode custar caro para o seu bolso. Por isso, conheça a fundo cada investimento que for fazer e lance mão de boas estratégias para proteger seu dinheiro.

    4) Vá além da teoria

    Você não se torna um médico apenas lendo livros focados em tratamentos para diversas doenças. Nem abrirá uma oficina mecânica somente após ver vídeos online ensinando como trocar um pneu. A teoria é importante, mas só funcionará 100% aliada à prática.

    No universo dos investimentos, a ideia é a mesma. Você só se tornará um bom investidor se souber investir na prática. Sabe a máxima: “só se aprende fazendo”? Ela é bastante verdadeira.

    Como dissemos logo ali em cima, aprender a dinâmica do mercado é muito relevante. No entanto, esse conhecimento não será de muita utilidade se você não souber usá-lo a favor das suas finanças.

    Dominar a teoria é, de fato, um passo muito importante rumo a uma vida financeira mais saudável. Contudo, também é imprescindível colocar tudo que aprendeu e continua aprendendo em prática. Você só saberá onde e qual o melhor momento para investir se praticar e adquirir experiência.

    5) Não tenha vergonha de pedir ajuda

    Quando você está começando algo novo ou já tem certa experiência, mas surgiu uma dúvida, é importante saber a quem recorrer. Se você sente uma dor, procura logo um médico. Ou se seu computador para de funcionar, você logo chama a assistência técnica.

    Por que, então, não utilizar os conhecimentos de quem entende de investimentos quando precisa tomar uma decisão financeira importante? Não estamos dizendo que você deve depender de um profissional para dar cada passo, mas contar com o auxílio de uma pessoa qualificada em momentos decisivos pode fazer muita diferença.

    Por isso, não tenha vergonha de pedir ajuda a um especialista no mercado. E o mais importante: confie em quem sabe de fato o que está fazendo. Seguir as dicas de um primo ou amigo que não tem anos de experiência no mercado financeiro pode custar mais caro do que imagina.

    Já deu para perceber que não importa se você vai investir 100 mil reais ou 5 mil reais, não é? As atitudes que listamos neste artigo são comuns a bons investidores de diferentes perfis e bolsos.

    Portanto, reavalie como você tem investido até então e comece a aprimorar suas ações para se tornar também um investidor de sucesso.

    investidor-de-sucesso

    Convidados

    Market Watch: 7 hábitos diários de pessoas ricas que você deveria copiar

    14 de agosto de 2017

    Tom Corley, que passou 5 anos estudando o dia a dia de 233 pessoas ricas e de 128 pessoas pobres, ensina
    7 daily habits of rich people that you should copy

    Tom Corley passou 5 anos estudando o dia a dia de 233 pessoas ricas e de 128 pessoas pobres para tentar entender as diferenças fundamentais entre os hábitos dos dois grupos. O Market Watch se baseou no livro do pesquisador e em entrevistas para montar uma lista de alguns desses hábitos que podem facilmente ser reproduzidos no dia a dia de pessoas com salários medianos.

    Hábitos que atrapalham sua vida na hora de construir riqueza

    Chris Peach, autor do texto, garante que a prática desses hábitos teve resultado após alguns anos. Confira os que ele considerou mais eficientes:

    1) Exercícios físicos

    A média de treino de pessoas ricas é de meia hora, quatro vezes na semana. Pouco importa a intensidade do exercício, mas sim manter a consistência. Segundo o autor, os resultados se mostraram efetivos não apenas no corpo, mas também em clareza mental, proatividade e foco.

    2) Construir relacionamentos

    Relacionamentos são um dos bens mais importantes das pessoas ricas, de acordo com o autor do livro. Peach mantém contato sempre que possível com uma lista de influenciadores e percebeu que isso ajudou no ritmo de trabalho, em contratações e entrevistas.

    3) Metas claras

    Visualizar metas, estabelecer prazos e montar planos de ação são a melhor forma de realmente chegar ao destino planejado. Isso deve ser feito, se possível, diariamente e em forma de lista, de acordo com os estudiosos. Fazendo isso, Peach dobrou sua renda em um ano aumentando o tráfego de seu site e o alcance em redes sociais em 10 vezes.

    4) Ler muito

    Leitura é extremamente comum entre os CEOs mais bem-sucedidos e os maiores bilionários do mundo. Em média, eles leem 60 livros ao ano. Para atingir a meta de 2 livros por mês, Peach parou de assistir televisão e começou a ouvir audiobooks no carro. Ele se sente, desde então, mais capaz de fazer mudanças positivas na vida e na carreira.

    5) Praticar a autoafirmação

    Com limites, gostar de si próprio é essencial para o seu bem estar. A construção da autoestima passa pela autoafirmação das áreas mais importantes da sua vida, criando, por exemplo, mantras para as metas que quer alcançar – sempre de forma realista. Isso ajuda as pessoas a acreditarem em si mesmas.

    6) Voluntariado

    Setenta e dois por cento das pessoas ricas praticam algum tipo de atividade voluntária ao menos 5 horas por semana. Isso ajuda a expandir a rede de relacionamentos com pessoas generosas.

    7) Mentoria

    Confie em uma pessoa que esteve no seu lugar e chegou longe. Mesmo as pessoas mais bem sucedidas do mundo tiveram mentores. Mark Zuckerberg aprendeu com Steve Jobs; Bill Gates fala sobre a ajuda que recebeu de Warren Buffett. Dessa maneira, é mais fácil criar planos de carreira e de crescimento.

    Até o próximo post.