‘Azul’ Articles at Defenda Seu Dinheiro

Browsing Tag: azul

    Geral

    Como achar passagens aéreas baratas com o Skyscanner

    29 de março de 2018

    Os melhores cartões para acumular milhas

    O Skyscanner é um site de buscas de passagens aéreas que permite ao usuário encontrar voos com os melhores preços no PC. Para isso, a ferramenta realiza a pesquisa no portal das principais companhias aéreas brasileiras. É possível, ainda, aplicar filtros de conexões, horário, duração do voo, linhas e aeroportos. Dessa forma, você pode localizar exatamente o que você está procurando em poucos cliques.

    Veja no passo a passo a seguir, como usar o site do Skyscanner para encontrar passagens aéreas mais baratas pelo computador.

    Aprenda a usar o Skyscanner para encontrar passagens aéreas (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Aprenda a usar o Skyscanner para encontrar passagens aéreas

    Passo 1.

     Acesse o site do Skyscanner e selecione se você está procurando uma passagem de ida e volta, só de ida ou para vários lugares. Logo abaixo, digite o nome da cidade de embarque e de destino. Você também pode optar por incluir aeroportos próximos e apenas voos sem conexão;<

    Preencha as informações do voo na barra na página inicial do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Preencha as informações do voo na barra na página inicial do Skyscanner

    Passo 2.

    Nas opções ao lado, você deve selecionar a data de ida e volta, a quantidade de pessoas e a classe de voo. Após preencher os dados necessários, clique em “Buscar”;

    Escolha a data de ida e volta, quantidade de pessoas e classe (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Escolha a data de ida e volta, quantidade de pessoas e classe

    Passo 3.

    Em “Ordenar”, escolha a opção “Mais baratos primeiro” para ver as passagens mais em conta no início dos resultados;

    Classificando resultados pelo mais barato (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Classificando resultados pelo mais barato (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Classificando resultados pelo mais barato

    Passo 4.

    Na lateral esquerda da página, você pode aplicar outros filtros de horário, companhia aérea, número de conexões e aeroporto. Basta fazer os ajustes desejados que os resultados são atualizados automaticamente;

    Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Aplicando filtros nos resultados do Skyscanner

    Passo 5.

    Caso a sua viagem não seja urgente, também é possível receber alertas sobre o preço das passagens. Para isso, clique em “Receba alertas de preço” e, em seguida, preencha o seu e-mail e clique em “Criar alerta”.

    Criando alerta de preço via e-mail (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Criando alerta de preço via e-mail (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

    Pronto. Aproveite as dicas para encontrar passagens baratas no Skyscanner e economizar !
    fonte de pesquisa: techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/2018/03/como-achar-passagens-aereas-baratas-com-o-skyscanner-pelo-pc.ghtml

    Até o próximo post.

    Geral

    5 produtos que mais geram pontos em programas de fidelidade

    10 de dezembro de 2016

    compras-cartao-credito

    Nem todos os produtos geram a mesma quantidade proporcional de milhas ou pontos. Programas de fidelidade funcionam em duas frentes: fazer compras acumula pontuação e esta mesma pontuação pode ser aproveitada para abater valores em futuras novas compras. Nem todos os produtos, todavia, geram a mesma quantidade proporcional de pontos ou milhas.

    Geralmente, as empresas de fidelidade não divulgam cálculos para transformar dinheiro em pontos. Nem sempre as mesmas regras são respeitadas, mas o programa de fidelidade Zimp fez uma média do mercado e divulgou os produtos que rendem mais pontos.

    A partir dessas informações, é possível otimizar o dinheiro quando se necessita comprar mais de um item. Caso queira uma peça de roupa e um livro, por exemplo, o consumidor pode ganhar mais adquirindo primeiramente o vestuário, para ganhar mais pontos e então abater mais do valor da outra compra.

    Confira as cinco categorias de produtos que mais geram pontos:

    Produto Quanto pode ser revertido, em média
    Roupas e acessórios até 10%
    Cosméticos até 8%
    Passagens aéreas até 8%
    Artigos esportivos até 7%
    Bebidas até 6%

    infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/5909231/produtos-que-mais-geram-pontos-programas-fidelidade

    Até o próximo post.

    Geral

    Dicas de especialista para passar 2017 no azul

    9 de dezembro de 2016

    planejamento-financeiro-2017

    A especialista em finanças no Itaú, Denise Hills, foi entrevistada pelo Infomoney e apresentou alguns pontos chave para poupar.

    Sinais de que sua vida financeira está caminhando para o vermelho

    A virada do ano de 2016 para 2017, com remunerações extras e novas perspectivas, é o momento ideal para rever a organização financeira e traçar um plano de economias.

    A Superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú e responsável pelo programa de Educação Financeira do banco, preparou uma espécie de roteiro com dicas para ajudar quem quer passar todo o ano de 2017 no azul.

    Veja a seguir:

    1- Planos

    O primeiro passo é listar os objetivos de consumo para 2017. “Comprar um carro, fazer uma viagem, iniciar um novo curso, comprar algo que tanto sonha? Depois de pensar nos objetivos, priorize-os e avalie o quanto será necessário para colocar seus planos em prática”, escreve a especialista.

    2- Cálculos

    Descubra o valor do seu objetivo para o final do ano e calcule exatamente quanto precisará poupar mensalmente para alcança-lo. Caso não caiba essa economia no seu orçamento atual, há dois caminhos: reduzir gastos ou aumentar ganhos.

    3- Redução

    Caso opte pelo primeiro trajeto, comece o planejamento listando seus gastos e dividindo-os em despesas necessárias e desnecessárias. A segunda categoria deverá ser cortada ou reduzida. “Compre apenas o que for indispensável, pesquise preços, negocie descontos com à vista e prefira marcas a melhor relação entre custo e benefício”, diz Denise.

    4- Renda extra

    Ter uma renda extra começa com a descoberta do que você sabe fazer de melhor: caso saiba fazer doces, costurar ou possa ensinar alguma habilidade, por exemplo, use o tempo fora do seu emprego principal para colocar isso em prática.

    5- Dívidas

    Denise sugere que endividados usem o décimo terceiro para quitar dívidas ou pagar o máximo possível do valor. Havendo mais de uma, priorize aquelas com taxas de juros mais altas, como cheque especial e cartão de crédito.
    infomoney.com.br/minhas-financas/planeje-suas-financas/noticia/5912546/dicas-especialista-itau-para-passar-2017-azul

    Até mais!

    Geral

    Formas de ganhar uma renda extra no fim do mês

    5 de junho de 2016

    Vivemos numa forte crise financeira causada por um governo que está prestes a acabar. Isto fez com que a inflação atinge níveis altos, o desemprego subisse, negócios fechassem e as famílias ficassem com menor orçamento para pagar as contas. Para ajudar estas pessoas um artigo da Exame sugere que você identifique seus talentos para descobrir formas de ganhar uma renda extra, ou seja, tenha ideias para ganhar dinheiro. Caso suas contas insistem em não fechar no azul no fim do mês e já tentou seguir todas as dicas de economia possíveis para cortar gastos, sua saída pode estar na ampliação das receitas. Se as estratégias para conseguir um aumento no trabalho também já se esgotaram, que tal abrir a mente e pensar em conseguir rendas extras de outras fontes?

    O post da Exae observa que um talento que chama atenção de outras pessoas pode ser uma boa forma de descobrir o tipo de atividade que você poderia desempenhar naturalmente, sem prejuízos na sua ocupação principal, o qual pode trazer alguma renda extra.

    Homem pensa em ideias para ganhar dinheiro

    Atualmente vivemos na a febre da economia colaborativa, diversos sites, como Uber e Airbnb, facilitam a obtenção de renda extra. Eles conectam pessoas que buscam oferecer serviços e compartilhar bens em troca de uma remuneração a outras que estão dispostas a pagá-las por isso e até preferem, já que os valores cobrados podem ser mais atrativos.

    Como será exemplificado em seguida, estes sites não inventaram a roda, eles apenas deixaram mais fácil a busca de alguém interessado em pagar por algo que já poderia ser convertido em renda extra muito antes de a internet surgir, como cuidar de um cachorro. A parte ruim é que para fazer isso, os sites cobram taxas que não existiriam caso você oferecesse seus serviços à moda antiga, no boca-a-boca. Além do mais, para conseguir uma boa grana em alguns deles, antes o interessado precisa batalhar para conseguir boas avaliações, para só depois aumentar seus preços e clientes.

    Confira abaixo algumas sugestões sobre como obter renda extra e os sites que contribuem para que isto ocorra:

    1) Alugue seu imóvel, ou parte dele;

    2) Transporte pessoas;

    3) Alugue seu carro;

    4) Dê uma carona;

    5) Alugue qualquer objeto (até uma baleia inflável);

    6) Cobre por encomendas de viagem;

    7) Alugue sua bike ou prancha;

    8) Seja goleiro;

    9) Cuide de um cachorro;

    10) Alugue sua vaga de garagem;

    11) Faça um aplicativo para alguém;

    12) Faça qualquer tipo de trabalho;

    13) Encontre um bug;

    14) Teste aplicativos e sites;

    15) Seja um guia turístico;

    16) Cozinhe para um turista;

    17) Faça listas de músicas sob encomenda;

    18) Organize festas;

    19) Venda produtos feitos com suas próprias mãos;

    20) Abra uma franquia.

    Para ver com mais detalhes cada uma destas opções, acesse:

    20 formas de ganhar uma renda extra no fim do mês

    Até o próximo post.

    Convidados

    Seguro residencial é caro e vale à pena?

    3 de maio de 2016

    A maioria das pessoas aqui no Brasil, principalmente aquelas que possuem carro, conhecem um seguro auto. O produto, bastante contratado no país, visa proteger o veículo contra os principais riscos que ele corre (como roubo, furto, colisão, quebra de vidros e outros).

    Para quem contrata um seguro de carro, pagar 5% do valor do veículo no seguro é um bom preço. Por exemplo, para um carro que custa 30 mil reais, pagar 1.500 no seguro é um preço justo. Porém, quando falamos de seguro residencial a precificação muda completamente! E, por associar o seguro auto ao residencial, muitas pessoas acabam não conhecendo melhor o produto.

    A conta não é igual ao de um seguro auto. Se a conta fosse a mesma, para uma casa de 500 mil reais, o seguro ficaria 25 mil reais. Muito caro, não?

    Diferente do seguro de carro, os preços do seguro de casa/apartamento geralmente não passam de 0,4% do valor do imóvel. Alguns chegam a 1%, mas somente em caso de coberturas especiais como cobertura de tacos de golfe e cobertura para obras de arte (o que faz sentido já que cobrirá bens de alto valor!). Voltando ao exemplo: um imóvel que custa 500 mil reais, teria o seguro com preço de, em média 800 reais. Um preço honesto para proteger o seu lar doce lar.

    O seguro residencial também tem uma diferença do seguro auto: você declara o valor que você deseja segurar. Isso é ótimo, por exemplo, para pessoas que moram de aluguel e querem proteger somente pertences localizados dentro da casa.

    Além disso, as coberturas de um seguro residencial irão proteger sua casa contra os principais riscos: roubo, furto, danos elétricos, raio, incêndio, vendaval, granizo e tantos outros que podem acontecer a qualquer momento. Sem contar que o segurado conta com assistências 24 horas que irão facilitar muito o dia a dia!

    Como qualquer outra decisão de comprar, contratar um seguro de casa necessita estudo, pesquisa e planejamento. O preço precisa caber no bolso e você deve contratar apenas o que realmente irá usar e incluir nas coberturas apenas seus riscos reais. Por exemplo, se você morar em apartamento, nada de investir em cobertura para área externa, certo?

    Então, se você procura mais tranquilidade para sua família dentro de casa, saiba que um seguro de casa pode ser útil. Estude suas necessidades e orçamento e veja se é ou não uma boa opção para você! 😀

    seguro de casa, seguro residencial

    Geral

    Mentiras que você conta quando está no vermelho e deve parar agora

    28 de abril de 2016

    Todo mundo deve saber que um mentiroso profissional é aquele que consegue convencer a si próprio da mentira que conta, como alguns mentirosos históricos, caso do Adolph Hitler, “ex-presidenti sem dedo” e por aí vai…Uma colunista do portal Business Insider (Tracie Forbes), a qual teve uma dívida de US$ 37 mil, listou várias mentiras que contava para si mesma quando estava no vermelho.

    Ao passo em que ela se encontrava nessa situação, acabou caindo em várias mentiras que contava para si própria com o intuido de lidar melhor com tal problema. O site InfoMoney traduziu 7 mentiras que você conta quando está no vermelho e deve parar agora. No artigo em inglês da Business Insider eram 10 ao todo.

    10 lies I used to tell myself when I was $37,000 in debt

    1. Eu não sou bom com dinheiro

      Essa simplesmente não é uma boa desculpa. A internet tem centenas de milhares de recursos disponíveis para você aprender sobre dinheiro. Se você não sabe fazer um orçamento, pode procurar online. Se está confuso sobre como fazer um plano para se livrar das dívidas, também há como buscar na internet. A informação está a apenas alguns toques, você só precisa encontrar.

    2. Eu mereço gastar meu dinheiro

      A colunista diz que concorda com isso, mas que você deve gastar o seu dinheiro e não um dinheiro que não tem. Se você está sem dinheiro no banco para comprar algo, tenha cuidado para usar o cartão de crédito. Ele pode proporcionar um momento feliz, mas como você se sentirá pagando por aquela roupa daqui a seis meses?

    3. Todo mundo tem alguma dívida

      Não, nem todo mundo. Muitas pessoas não têm dívida alguma, nem financiamento imobiliário. A colunista repete uma frase que sempre fala para seus filhos: Se todo mundo estiver pulando de uma ponte, você pularia também?”. É claro que não, mas é assim que muitos veem a questão do endividamento.

    4. Vou começar a me organizar mês que vem

      Está esperando o que? É como se fosse uma dieta: as pessoas geralmente dizem que vão começar na segunda-feira, mas daí aparecem com uma desculpa para adiar uma semana. Antes que você note, seis meses se passaram e, junto com eles, vários quilos apareceram. Comece hoje. O quanto antes você começar, melhor.

    5. Uma emergência nos deixa endividados

      Algumas vezes, emergências acontecem, você pode perder seu emprego, ou ter um gasto alto que não era previsto. No entanto, dizer que você ficou endividado para pagar isso não é uma emergência, é apenas mau planejamento. É importante ter um fundo de emergência de verdade e se planejar para as coisas que podem acontecer.

    6. Eu não estou tão endividado

      Não importa o tamanho da sua dívida, se pequena ou imensa, você tem que tomar passos para eliminar suas pendências e mudar a maneira como você pensa o quanto antes. É melhor resolver um problema cedo do que esperar as contas se acumularem como uma bola de neve.

    7. Eu só preciso fazer mais dinheiro

      Se você vive acima do seu padrão, como que mais dinheiro poderia ajudar? As chances são de que você vai simplesmente seguir vivendo acima do orçamento. Mais dinheiro não garante não ter dívida, basta ver a quantidade de celebridades que já faliram, mesmo fazendo milhões. Não é porque você tem mais que saberá gerenciar o que tem.

    Leia mais sobre falência e falidos clicando aqui!

    Como lidar com o fracasso financeiro

    Geral

    Como sair da inadimplência e começar 2015 no azul?

    5 de dezembro de 2014

    Várias pessoas endividaram-se absurdamente em 2014 e pretendem sair do vermelho e começar 2015 no azul. Para alcançar tal objetivo o cidadão precisa fazer um bom planejamento financeiro.
    Com a chegada do fim de ano, muitos começam a aproveitar o período de descanso para iniciar o planejamento financeiro de 2015. O foco é começar o ano novo bem e livre de dívidas.

    O dinheirama enumerou 5 itens para conseguir lograr êxito nesta missão. Leia a seguir:

    1. Tenha um fundo de emergência

      A maioria dos analistas econômicos acredita que 2015 será um ano de baixo crescimento e muitos acreditam que o percentual de desempregados irá aumentar. É importante estar preparado para superar esses períodos de maior dificuldade, por isso, é importante criar um fundo de emergências que garanta a sobrevivência das pessoas por pelo menos 6 meses mantendo o mesmo padrão de vida;

    2. Venda coisas que você não usa mais

      Você com certeza deve ter algo em sua casa que já não usa há um bom tempo, pode ser uma mesa parada em algum lugar, algum livro que você já leu, ou até aquele celular antigo que você já não usa mais. Finanças pessoais não é só “guardar dinheiro”, você pode conseguir algum dinheiro através de coisas que você não usa mais. Contar com sites específicos para venda ou mesmo divulgar em suas redes sociais pode ser uma boa pedida;

    3. Use um planejador financeiro

      A dinheiram oferece à você gratuitamente uma ótima opção para fazer seu planejamento financeiro online, sendo que o planejador do Dinheirama Online é certamente um dos mais completos do país e o acesso é feito com email e senha, oferecendo ao usuário a mesma segurança que os sistemas de home banking;

    4. Negocie toda compra

      O brasileiro costuma ter vergonha de pedir desconto durante as negociações. O péssimo hábito faz com que muita gente acabe pagando mais do que o valor justo da compra. Pesquise os melhores preços (a internet pode ajudar bastante nesse ponto), e na hora da compra opte por bater um bom papo com o vendedor ou mesmo com o gerente. Você tem interesse de comprar e o lojista de vender, aproveite.

    dinheirama.com/blog/2014/12/05/5-dicas-para-comecar-2015-com-as-financas-em-dia
    passagem de 2014 para 2015 sem dívidas, feliz ano novo
    Usando-se de poucas dicas como essas, o endividado já será capaz de economizar nesse fim de ano e começar 2015 com um dinheiro no bolso. Fazer planejamento bem feito é seguir o que foi planejado, sendo assim é imprescindível que pense nos seus objetivos antes de fazer compras de forma impulsiva impulso. Recomenda-se fazer o uso de planilhas para controlar a relação ganhos/despesas mensais, atualizando os valores diariamente.

    Leia também:

    Até mais pessoal.

    Livraria

    E-book: Saia do vermelho, o guia definitivo…

    26 de março de 2014

    E-book grátis com tema “Saia do vermelho, o guia definitivo para você sair das dívidas e economizar”, vale a pena conferir:

    Sinopse

    O que você vai aprender com esse ebook:

    1 – Estabelecer uma nova relação com o consumo;
    2 – Executar um plano de ação;
    3 – Classificar suas piores dívidas;
    4 – Mudar de hábito e ser feliz!

    São 7 capítulos que detalham não apenas o que fazer, mas como proceder para, enfim, reordenar o seu bolso e ganhar em qualidade de vida!

    A primeira atitude para sair do vermelho você pode dar agora.

    Vale Compartilhar com seus amigos e parentes que estejam precisando destas informações.

    Boa leitura!

    Clique aqui para ler.

    Leia também:

    Até o próximo post.

    Geral

    Como lidar com o fracasso financeiro

    30 de janeiro de 2013

    Como sabe-se este é um problema que atinge muitas pessoas e é muito difícil buscar ânimo, rever os erros e dar a volta por cima, buscando ficar até melhor do que estava antes de ter quebrado.

    Claro, que para se chegar nesta resposta, além de ter que responder umas tantas outras perguntas para si próprio, e para quem decidirá por qual investimento optar, será necessário responder muito mais outras perguntas, e antes mesmo de respondê-las, o que se faz muito importante, é ter feito a lição de casa para que sempre sobre dinheiro para investir, nunca se gastar tudo o que se tem e mais um pouco, e sempre estar no vermelho, o que nada mais, nada menos, seria estar alavacancado sempre, mês após mês, alguns até anos após anos, até quebrar de vez, e perder tudo que se tem, em casos extremos, lógico.

    Apesar da tarefa ser difícil, é possível se reerguer após ter quebrado financeiramente, temos vários exemplos de pessoas que chegaram ao fundo do poço e se levantaram. Na matéria abaixo é possível ver os casos de dois famosos e bem sucedidos investidores brasileiros que conseguiram dar a volta por cima após quebrarem: Lírio Parisotto e Márcio Noronha. Vale muito a pena ler com carinho esta reportagem “Nem sempre se ganha”, publicada tempos atrás na antiga revista Invista, agora Infomoney.

    Os anos se passam e muitas vezes as pessoas se debatem com seus com fracassos financeiros. É muito difícil alguém atravessar a vida sem erros na vida financeira e na vida em geral, dificilmente alguém irá enriquecer sem tropeçar de vez em quando pelo caminho, exceto, claro, aqueles que nasceram em berço explêndido, tem um grande patrimônio a herdar. O melhor jeito de se lidar com os imprevistos financeiros seria se preparar para eles.

    Resiliência no aspecto financeiro é uma qualidade essencial que todos devem ter, uma vez que todas as pessoas enfrentam problemas financeiros em algum momento.

    O ponto chave é ser capaz de se recuperar. Aí vem a pergunta: Como?

    Esta palavra resiliência significa a capacidade de retornar ao formato original após ter esse formato deformado por forças externas, onde um bom exemplo é a esponja que por mais que você a esprema, ela volta ao formato original.

    As pessoas que chegaram ao fundo do poço financeiro podem e devem contar a ajuda dos amigos, parentes, colegas e mesmo de consultores especializados no assunto para se reerguerem financeiramente.

    Renegociar dívidas, trocar juros mais alto, por juros mais baixo. Se era empresário, e quebrou, voltar a trabalhar como empregado numa empresa privada ou mesmo pública, neste último caso é necessário investir em estudo e esforço para passar num bom concurso público. Nesta nova ocupação, aproveitar para aos poucos ir montando um novo plano negócio, acumular dinheiro e melhorar o crédito para retomar antigos projetos empresariais ou começar novos.

    É possível se ver livre das dívidas. A primeiro coisa a fazer é listar os gastos que podem ser interrompidos, isto é, cortar aquilo que não é essencial em sua vida. Hoje em dia é possível negociar as dívidas, em alguns casos seu valor até chega a diminuir.

    Após liquidar as dívidas é necessário uma reestruturação na maneira de levar a vida. Se tiver excedentes,será necessário poupar,para conquistar uma estabilidade financeira, buscando acumular ativos que gerem renda para o futuro visando uma boa aposentadoria. Ter crédito dá a falsa sensação de que pode-se ter mais do que pode-se pagar, sendo que isto pode ser um caminho curto para se quebrar, caso este crédito não seja bem administrado. Não esqueça deste ponto.

    Enfim, é isto, espero que tenham realizado uma boa leitura, aproveitado e gostado do post.

    Dar a volta por cima após um fracasso financeiro é bem possível, só depende de você não desistir, buscar forças e apoio para vencer mais este desafio na vida, e nunca se esqueça, que exemplos de vitória sobre o fracasso não faltam na história da humanidade. Se inspire.

    Até o próximo post.